Publicidade
Publicidade
E toca o telefone 17
PublishNews, Marisa Moura, 09/06/2021
Dessa vez, a serelepe funcionária da agência fictícia criada por Marisa Moura atende um autor desesperado porque fez algo que não devia ter feito e agora precisa avisar à agente e não sabe como fazê-lo

Marisa Moura tem, desde 2015, trazido diálogos vividos entre a Faxi, a funcionária bem-humorada de uma agência literária fictícia, e os mais diversos tipos que habitam o mundo do livro: autores, editores, outros agentes etc. Dessa vez, o telefone toca às 8h30 da manhã. Do outro lado da linha, um autor desesperado porque fez algo que não devia ter feito e agora precisa avisar à agente, mas não sabe como fazer. Quer que a Faxi o ajude. Será que ele vai se livrar dessa encrenca?

— Agência...

— Faxi! Eu fiz...

— Literária...

— Presta atenção...

— Bom dia!

— Você ouviu que eu fiz aquilo?

— Fez aquilo as oito e trinta da manhã?

— Não Faxi. Não hoje.

— Ufa. E quando você fez aquilo?

— Segundo o teste, 6 semanas atrás.

— Eba quero ser madrinha!

— É muito sério, Faxi. Fiz aquilo com o editor que não assinei contrato.

— Como assim? Do que você está falando? Enlouqueceu? Vai tomar um litro de café e depois me liga quando parar de imaginar bobagens.

— Faxi, preciso avisar a agente e nem sei como...

— Muito menos eu. E avisa quando vai falar com ela, porque vou faltar esse dia sem justa causa.

— Você acha que ela vai ficar brava?

— Imagina. Ela vai perguntar: foi bom para você?

— Não é para ironizar. É sério.

— Acho melhor você fazer parte da lista de mães independentes do que falar para ela quem é o pai...

— Pensei nisso. Mas o futuro pai, ameaçou que se eu não falar para a agente, ele liga para ela e solta um monte de absurdos. E está exigindo rescisão de contrato com o outro editor.

— Não sabia que já tinham juntado todos os absurdos num dicionário. Quando fizeram isso?

— Faxi, você viu a capa maravilhosa que fizeram para o meu livro? E a preparadora, acho que vou casar com ela, assim nunca mais sai erros nos meus livros. Mas o pai não quer saber dessas coisas.

— Preciso desse dicionário. Faria a festa com esses absurdos nos bailes barulhentos do meu bairro.

— Faxi, que parte que você não entendeu que não é piada? Aí eu posso reescrever.

— Não sei, se entendi ou não entendi demais da conta.

— Pois é... que encrenca me meti.

— A agente está mexendo na porta, vou passar para ela.

Beep, beep, beep.

A formação de Marisa Moura começou pela graduação em Letras na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, onde assumiu sua paixão pela literatura, da criação à produção. Marisa sentia necessidade de aprofundar-se em Marketing Cultural para Literatura Brasileira, o que fez no mestrado da Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP). Com a ideia fixa de trabalhar com literatura brasileira, abriu a sua agência, a Zigurate, em 1994 e não parou mais. Sua coluna reflete sobre o trabalho do agente literário, um profissional atuante nas negociações de direitos autorais internacionais e nacionais e já presente no mercado editorial

** Os textos trazidos nessa coluna não refletem, necessariamente, a opinião do PublishNews.

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
Dessa vez, a misteriosa telefonista atende uma editora com mais de 30 anos de experiência no mercado editorial
No décimo quinto episódio da série criada por Marisa Moura, a já conhecida telefonista da agência literária fictícia atende um leitor crítico traumatizado
Mais uma vez, o telefone tocou na agência fictícia criada por Marisa Moura. Dessa vez, uma agente concorrente liga para fazer uma proposta para a misteriosa (e engraçada) funcionária
Marisa Moura dá continuidade à saga da funcionária misteriosa que atende o telefone na agência literária fictícia
Agência Página da Cultura, de Marisa Moura, passa a se chamar Zigurate
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Podcast da semana fala com editoras que encontraram em petshops, lojas de presentes ou farmácias seus parceiros para fazer seus livros chegarem aos leitores
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em novo artigo-memória da série 'Escrever para Lembrar: o que os grandes escritores me ensinaram', Suzana Vargas resgata a sua história com Ferreira Gullar
Dessa vez, a serelepe funcionária da agência fictícia criada por Marisa Moura atende um autor desesperado porque fez algo que não devia ter feito e agora precisa avisar à agente e não sabe como fazê-lo
O autor deve estar em sua obra como Deus está no universo; presente em todas as partes, porém invisível.
Benito Jerònimo Feijóo
Polígrafo e filósofo espanhol
(1676-1764)
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar