Publicidade
Publicidade
Meu dia de homem
PublishNews, Luciana Pinsky, 13/05/2019
Em sua coluna, Luciana Pinsky se pergunta como seria tornar-se homem por um dia?

© Thomás Camargo Coutinho
© Thomás Camargo Coutinho
Um dia. Somente um dia.

Queria ser homem por um dia apenas. Sentir minha força aumentar, a inteligência explodir, as palavras rarearem. Pois, a ciência prova: homem é forte, inteligente e contido no discurso. Queria ser homem por um dia. Para carregar piano, tomar chope, fazer esporte. Queria acordar homem e não me preocupar com pelo e para. Nem ter variações de humor. Pois o humor masculino, todos sabemos, é estabilíssimo. Nesse dia serei alto, finalmente. E não soltarei uma lágrima sequer.

Talvez seja legal um aviso prévio para eu me preparar, pois acabei me acostumando em ser assim, toda mulher.

Quando for homem me vestirei em 30 segundos e partirei indiferente ao espelho. Vou andar na rua despreocupadamente, sem desviar o olhar, sem evitar encontrão (que não haverá), sem pensar no caminho. Aliás, o caminho eu saberei por osmose, dispensando informação. Homem, mandarei e me obedecerão imediatamente. Claro: serei firme, nunca histérica. Genial e não geniosa. Excêntrico, nada louca. Cuidadoso, não ciumenta. Enérgico, não ansiosa. Dominarei o mar, subirei montanha, descerei de rappel (será um longo dia!), farei conta de cabeça. No dia em que for homem meu banho será rápido e gelado. Sim, porque homem é quente e prático. Ah, nesse dia até lavarei louça, porque serei um cara que ajuda.

Mas o auge do meu dia será, claro, namorar.

Não esperarei ser chamada, encontrada, resgatada, endeusada.Vou atrás, falarei o que quero, como quero, onde quero. Homem de atitude, não uma atirada. Afinal, terei milhões de espermatozoides a espalhar e não parcos óvulos a proteger com a vida.

Será que quando der meia-noite me conformo em ser mulher novamente?

© Marcos IssaLuciana Pinsky é editora da Contexto, escritora e jornalista. Publicou o romance Sujeito oculto e demais graças do amor (Record) e mantém seu blog de crônicas. Há dois anos publica uma coluna sobre livros infantis no site Boraí.

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
Para cada decisão um mar de questões passam pela cabeça do menino. Entrar ou não entrar?
Na crônica deste mês, Luciana Pinsky brinca com encontro e desencontros
Em sua crônica mensal, Luciana Pinsky conta a história de uma mulher que perdeu tudo, menos a fome
Em nova crônica, Luciana Pinsky conta a história de uma mulher que vivia atrasada até que esbarrou num ciclista em pleno trânsito de SP
Em sua nova crônica, Luciana Pinsky conta a história de uma mulher que recebe um livro misterioso que acaba tirando o seu sono
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Em sua coluna, Cassius Medauar fala sobre a importância de se estreitar os laços entre o mercado livreiro e de HQs
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua coluna, Henrique Rodrigues analisa os formatos e impasses na seleção de nomes para eventos culturais
Em sua coluna, Luciana Pinsky se pergunta como seria tornar-se homem por um dia?
Quando escrevo biografias trabalho com fatos. Quando escrevo ficção trabalho com a imaginação.
Ruy Castro
Escritor brasileiro
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar