Publicidade
Publicidade
O livro do ano e a primeira lei de Newton
PublishNews, Bernardo Gurbanov, 12/11/2018
Em seu artigo, Gurbanov fala sobre a obra escolhida pelo Prêmio Jabuti como Livro do Ano e que o mercado do livro precisa urgente aprimorar sua gestão 'para sair desse estado de inércia'

Pela primeira vez em 60 anos de história do Prêmio Jabuti, o livro do ano foi para uma publicação independente.

O fato que poderia ser apenas uma curiosidade estatística, com uma dose de reflexão transforma-se num sinal dos tempos. Recapitulemos.

Os jurados devidamente auditados do maior prêmio literário do país, organizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), entidade de classe que representa e defende os interesses do conjunto das empresas do mercado editorial, entrega em 2018 seu maior e mais emblemático prêmio a um livro sem editora, ou melhor ainda, a um autor que diante das dificuldades para conseguir quem banque sua obra, fez quase que artesanalmente um livro de poesia no interior do estado do Ceará, pagou sua inscrição e agora levanta uma taça de R$ 100 mil.

No olho do furacão e no meio da caatinga eis que surge como quem não quer nada Mailson Furtado, um artesão da palavra, do miolo e até da capa. Um faz tudo que por absoluta necessidade e vocação, publica seu livro autofinanciado.

A cadeia de pagamentos do setor produtivo do livro vive sua tempestade perfeita ao ter de lidar com a interrupção do fluxo das obrigações financeiras por parte das duas principais redes de varejo que arrastam centenas de fornecedores em direção à seca e a inanição.

Pois bem, chegamos no ponto G. G de gestão, que fique claro.

O mercado editorial não pode mais carregar uma mochila cheia de estoques improdutivos, consignações mal administradas, dívidas financeiras, pressão fiscal, especulação imobiliária e custos administrativos insuportáveis.

Os editores em particular, se encontram diante de uma situação que os obriga a postergar lançamentos, diminuir tiragens e limitar a possibilidade de fazer suas apostas em novos talentos.

As livrarias repaginam seus espaços físicos e em paralelo procuram ar fresco nos marketplaces visando a venda online.

Os autores independentes pedem passagem e se as editoras não conseguem administrar a enorme quantidade de originais recebidos para análise, irão presenciar nas visitas às livrarias físicas e virtuais, um desfile de obras autopublicadas a cada dia ocupando mais e mais espaço.

As novas tecnologias abriram a possibilidade para que todo mundo que tiver seus neurônios em ordem possa virar fotógrafo, jornalista, escritor, cineasta, formador de opinião e por aí vai, mas nem por isso os profissionais deixam de fazer a diferença na hora H da sobrevivência do sistema.

Sistema, aliás, que com certeza após a surpreendente premiação se encarregará de incorporar o jovem talento ao seu modelo de negócio.

A primeira lei de Newton diz que "todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele".

O mercado do livro precisa imperiosamente aprimorar a sua gestão para sair desse estado de inércia.

Bernardo Gurbanov é presidente da Associação Nacional de Livrarias (ANL) e proprietário da Editora Letraviva. Para conhecer mais sobre sua história livreira e de vida, leia aqui mesmo no PublishNews matéria A saga dos livreiros Gurbanov na Argentina e descubra porque ele é nosso argentino brasileiro predileto.

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
Bernardo Gurbanov foi para a Feira do Livro de Buenos Aires e fala de se promover a leitura de forma criativa
Bernardo Gurbanov foi para a Avenida Corrientes acompanhar a 11ª edição da Noite das Livrarias e conta o que viu
Em sua coluna Bernardo Gurbanov faz um panorama da relação entre Brasil e Espanha, trazendo inclusive números e dados importantes dentro desse cenário
Nosso colunista Bernardo Gurbanov foi para Bienal do Ceará e conta tudo o que viu por lá
Em seu artigo, Bernardo Gurbanov faz uma análise sobre as boas e más notícias sobre o mercado editorial brasileiro
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua nova crônica, Luciana Pinsky conta a história de uma mulher que recebe um livro misterioso que acaba tirando o seu sono
Em sua coluna, Paulo Tedesco dá sua opinião sobre os reais motivos para a crise do mercado editorial: 'Não há crise de leitura, definitivamente'
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua coluna, Henrique Rodrigues analisa outros lados da cadeia produtiva da literatura
leitura te transporta, é uma máquina do tempo
Pedro Bial
Jornalista brasileiro
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar