Publicidade
Publicidade
Beijo do Hawking
PublishNews, Marcio Coelho*, 06/12/2017
Depois de ir ao lançamento do Livro do Jô, Marcio Coelho conclui: 'nessa casca de noz que vivemos, o livro é um universo de possibilidades'

Quando Stephen Hawking escreveu O universo numa casca de noz, ele mostrou aos leitores o microcosmo quântico e o macrocosmo universal, além das várias e extraordinárias leis que regem o cosmos e são debatidas hoje. Ele só esqueceu de mencionar no livro o universo editorial, que pode juntar, num mesmo tempo e espaço, globais, famosos e os profissionais do mercado de livros.

Vou aqui conceder um perdão público ao Hawking porque ele não conversou comigo antes de escrever o livro, publicado primeiramente em 2001 pela Siciliano. Ele também não teria como imaginar a proporção que tomaria o mercado editorial brasileiro, que em 2016 produziu 427,2 milhões de exemplares, vendeu 385,1 milhões e faturou R$ 5,27 bilhões.

Mais importante que os números são as pessoas. Puta clichê, né? Sim, é mesmo, mas é verdade. Há quem diga que o mercado de livros se profissionalizou de uns anos pra cá. Há quem diga que ficou muito amador. E no meio desse debate, sobre o macrocosmo da profissionalização e dos números, há um microcosmo que une os profissionais do mercado. A explicação pra isso não é quântica, nem imaginária. É real.

No último dia 27 de novembro, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, aconteceu a noite de lançamento da biografia do Jô Soares. O palco do teatro foi pequeno pro Jô que, com seus 79 anos e já meio arqueado pelo tempo e pelo desgaste da vida, dominou o espaço com uma simplicidade absurda. Ele dividiu o palco com Matinas Suzuki, mas o sentimento que ficou é que estávamos todos com ele no palco, como quando lemos um livro e nos identificamos com algum personagem.

As atrizes Regina Braga e Fernanda Montenegro, o médico Drauzio Varella e o editor Luiz Schwarcz se encontram com o Jô Soares no camarim do Teatro Porto Seguro, em SP | © Divulgação
As atrizes Regina Braga e Fernanda Montenegro, o médico Drauzio Varella e o editor Luiz Schwarcz se encontram com o Jô Soares no camarim do Teatro Porto Seguro, em SP | © Divulgação

Nessa casca de noz que vivemos, o livro é um universo de possibilidades, é um meio de juntar as pessoas mais inusitadas: atores e atrizes, editores e livreiros, divulgadores e comerciais, clubes de assinatura de livros e associados, protagonistas e coadjuvantes. Ah, mas as pessoas estavam ali pra ver o Jô! Pode ser, mas a diversidade de profissionais presentes era pelo livro. 

Hawking, Jô Soares, você e eu somos todos protagonistas desse universo que se forma ao redor do livro. Os círculos continuam se formando e o universo literário segue organizando suas redes sociais, virtuais ou não, e sugando as pessoas para dentro da nossa casca de noz.

Marcio Coelho começou a sua carreira como revisor na antiga editora Siciliano e alcançou o cargo de gerente editorial da Saraiva até abrir a hoo, editora especializada na publicação de livros de temática LGBT vendida recentemente à Universo dos Livros. Marcio também passou pela TAG – Experiências Literárias onde exerceu até agosto o cargo de gestor de produtos.

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
A partir de Monteiro Lobato que, além de escritor, era um empreendedor do livro, Marcio Coelho faz, em sua coluna, uma reflexão sobre a gestão dos pontos de vendas de livros no país
Nosso colunista Marcio Coelho foi ao Jabuti depois de algumas edições ausente. Ele gostou e conta como foi.
Em sua coluna, Marcio Coelho fala sobre algumas incoerências do mercado editorial
Em sua coluna, Marcio Coelho escreve uma fábula sobre o mercado livreiro onde ficção e realidade parecem se misturar
Em sua coluna, Marcio Coelho fala sobre as diferenças e semelhanças entre o livro e a barata e questiona: onde encontrar refúgio os problemas atuais? no primeiro ou no segundo?
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Em nova crônica, Luciana Pinsky conta a história de uma mulher que vivia atrasada até que esbarrou num ciclista em pleno trânsito de SP
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
A partir de Monteiro Lobato que, além de escritor, era um empreendedor do livro, Marcio Coelho faz, em sua coluna, uma reflexão sobre a gestão dos pontos de vendas de livros no país
Toda semana você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Ler é ato formador, transformador e contínuo. Ler é bom e nos leva a novos lugares pela imaginação.
Raquel Menezes
Presidente da Libre
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar