Publicidade
Publicidade
O maravilhoso mundo do freelancer
PublishNews, 17/02/2011
O maravilhoso mundo do freelancer

Quando me perguntam o que faço e ouvem que sou tradutor e trabalho em casa, as pessoas se dividem entre as que acham muito bacana e adorariam fazer o mesmo e as que dizem que jamais conseguiriam trabalhar em casa.

Este é o primeiro ponto na vida de um freelancer: trabalhar em casa. Bom, pra começar, você pode muito bem alugar um escritório ou ir a um de algum amigo, pois é preciso bastante disciplina para se trabalhar em casa. As tentações estão todas ali: sua cama, o sofá, a TV, a geladeira, livros e revistas e o principal, nenhum chefe a vista.

E tudo isso nem é o pior. Se você tiver família, todos sempre acharão que você está à disposição deles, afinal, está em casa. “Vai lá fazer compras.” “Pode pagar essas contas lá no banco?” “Me leva até o metrô?” e por aí vai. É preciso controlar tudo isso bem, senão a coisa não vai funcionar.

Sempre leio reportagens falando que é preciso ter o seu espaço para trabalhar em casa, montar um escritório onde possa fechar a porta e esquecer as tentações citadas acima. Bom, isso é válido, claro, mas não acho que seja a regra principal. Acho que você tem que trabalhar no lugar onde se sinta melhor. Você prefere o sofá da sala com a TV ligada? OK, se você rende mais assim, faça assim. As pessoas são diferentes e por isso não dá pra dizer que o que funciona com uma será igual com a outra.

Mas, dito tudo isso, tem apenas uma regra que vale para todos e é essencial: O PRAZO É SAGRADO. Quando estava do outro lado, trabalhando como editor, ficava impressionado com o tanto que as pessoas não respeitavam prazos. E sempre acabei me cercando dos colaboradores que cumpriam os prazos e que eu sabia que poderia contar, por isso, nunca se esqueça de ou cumprir bem os prazos ou então avisar que não conseguirá e discutir um novo prazo, nada de sumir ou ficar enrolando.

Não se esqueça, não tem nenhum chefe à vista simplesmente porque agora você é o seu próprio chefe. E não precisa ser mega rigoroso consigo mesmo, apenas cobrar disciplina e estabelecer metas diárias para que os prazos sejam cumpridos.

@cassiusmedauar

Cassius Medauar (@cassiusmedauar) é formado em Jornalismo pela Cásper Líbero e está no mercado editorial há quase vinte anos, tendo trabalhado como editor na Conrad, Pixel e Ediouro, além de também ter passado pela editora Abril. Fanático por quadrinhos, cultura pop em geral e esportes, trabalhou como tradutor e jornalista freelancer durante alguns anos, tendo traduzido Beber, Jogar e F@#er, O vendedor de armas, a série Dexter, Um otimista incorrigível (biografia de Michael Fox) e Cicatrizes (HQ), entre outros. Atualmente, é Gerente de Conteúdo da Editora JBC, onde é o responsável pela linha de mangás e HQs da editora. Sua coluna mensal agora aborda principalmente o mercado de quadrinhos, mas assuntos como mercado geek, trabalho freelancer, surfe e futebol podem marcar presença.

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
Em sua coluna, Cassius fala sobre a importância da presença dos quadrinhos no Prêmio Jabuti e na Comic Con Experience
Nosso colunista Cassius Medauar esteve na exposição 'Quadrinhos', no MIS-SP, e conta o que viu por lá
Cassius Medauar retoma a sua coluna no PublishNews dando dicas de como conhecer o mundo das Histórias em Quadrinhos
Você vai levando a sua vidinha de freelancer, mas de repente aparece aquela proposta. E agora?
Em sua coluna, Cassius Medauar dá sete dicas para quem quer começar a vida de freela
Publicidade



O MBA em Book Publishing é uma pós-graduação Lato Sensu, reconhecida pelo MEC. Com realização da Casa Educação e apoio oficial do Publishnews, o curso tem a coordenação pedagógica do Instituto Singularidades. O programa foi elaborado para contemplar as profundas transformações que o mercado editorial vem passando nos últimos anos, sempre com o objetivo de preparar profissionais de forma completa e eclética para atuarem na indústria do livro. O curso já se encontra na terceira turma.

Outras colunas
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua nova crônica, Luciana Pinsky conta a história de uma mulher que recebe um livro misterioso que acaba tirando o seu sono
Em sua coluna, Paulo Tedesco dá sua opinião sobre os reais motivos para a crise do mercado editorial: 'Não há crise de leitura, definitivamente'
Toda semana você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua coluna, Henrique Rodrigues analisa outros lados da cadeia produtiva da literatura
A vida, mais do que a leitura, foi fundamental para a minha escrita
Milton Hatoum
Escritor brasileiro
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar