Publicidade
Publicidade
Notas do engarrafamento literário
PublishNews, Henrique Rodrigues, 23/11/2022
Em sua coluna, Henrique Rodrigues apresenta características deste fim de ano no mundo das letras

Como todos já devem ter notado, novembro está lotado de eventos literários pelo país. Em função das eleições e outras questões burocráticas, o fim do ano está entulhado de festas, feiras e quetais. Pelo mês atravessam Flica, bienais do Livro na Bahia, no Ceará, em Campos e em Brasília. Feira do Livro de Porto Alegre, da USP e mais um Catatau de lugares. Como quem acende um cigarro no outro (para usar um termo que denuncia idade), passei por Flipelô, FLUP Pensa, Balada Literária, LER em Movimento, Feira do Livro de Foz do Iguaçu e agora vem a tão esperada Flip.

Enquanto escrevo, deve surgir mais um punhado de eventos cujos recursos foram aprovados em cima da hora. Curadores varando noites em tabelas de Excel correm para disputar a agenda de artistas. Há rumores de que alguns escribas mais requisitados estão presentes em três ou quatro feiras ao mesmo tempo.

Alguns dos eventos citados costumam acontecer entre outubro e novembro, mas a eles se juntaram vários que precisaram alterar datas por motivos dos mais variados. No entanto, é consenso de que se trata de uma situação provisória, uma vez que é um período bem longe do ideal.

Em Paraty mesmo temos época de chuvas, então não será surpresa se as pessoas se amofinarem nos diversos lugares para assistirem às programações. O clima intimista de dentro das casas pode se contrapor ao chão de pedras escorregadias, dificultando a circulação e a boemia literária, esse aspecto tão importante da Flip que se dá ao ar livre.

Pelo que tenho percebido, o fim de ano letivo impede a participação de professores e alunos em diversos eventos pelo país. Uma opção das mais interessantes é levar escritores nas escolas. Aliás, tenho cada vez mais certeza de que um escritor falar com centenas de alunos a partir de uma mediação bem feita com professores funciona mais do que uma mega estrutura vazia ou com visitas escolares feitas às pressas.

Para coroar o afunilamento, temos a Copa do Mundo atravessando o fim de ano. Entre torcidas e resenhas, é natural que daí surjam as tradicionais mesas sobre literatura e futebol, que sempre rendem bons debates.

E temos os prêmios literários chegando e apresentando os resultados. Ver o Rafael Gallo ganhando o Prêmio José Saramago dá uma felicidade especial. Em 2012, o jovem escritor foi revelado pelo Prêmio Sesc de Literatura, concurso mais desejado pelos autores inéditos e a partir do qual surgiram grandes nomes. Vamos agora na Flip lançar os vencedores de 2022, que vão começar uma nova fase das respectivas vidas. Acompanhar a trajetória desses artistas da palavra sempre me enche de esperança.

E é com esperança que a gente segue para a Flip, com sol ou chuva, emendando um evento no outro e com a expectativa de que a área cultural encontre dias melhores. Depois de um período de cerceamento, censura, emperramentos, desqualificação profissional e tantos perrengues, que em 2023 tenhamos muitas feiras, festas, jornadas e encontros literários ao longo de todo o ano.

Henrique Rodrigues nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro, em 1975. É curador de programações literárias e consultor para projetos e programas de formação de leitores. Formou-se em Letras pela Uerj, cursou especialização em Jornalismo Cultural pela Uerj, mestrado e doutorado em Letras pela PUC-Rio. Já foi atendente de lanchonete, balconista de videolocadora, professor, superintendente pedagógico da Secretaria de Estado de Educação do RJ, coordenador pedagógico do programa Oi Kabum! e gestor de projetos literários no Sesc Nacional. É autor de 24 livros, entre poesia, infantis, juvenis. www.henriquerodrigues.net

** Os textos trazidos nessa coluna não refletem, necessariamente, a opinião do PublishNews.

Publicidade

A Alta Novel é um selo novo que transita entre vários segmentos e busca unir diferentes gêneros com publicações que inspirem leitores de diferentes idades, mostrando um compromisso com qualidade e diversidade. Conheça nossos livros clicando aqui!

Leia também
Em nova coluna, Henrique Rodrigues comenta as temáticas literárias das escolas de samba do Carnaval carioca
Em sua coluna, Henrique Rodrigues reflete sobre o papel das premiações na trajetória de autores
Em sua coluna, Henrique Rodrigues faz duas críticas sobre pontos recorrentes à Bienal do Livro e defende a implementação de atividades de leitura no cotidiano
Em sua coluna, Henrique Rodrigues reflete sobre como os eventos literários podem criar desdobramentos locais
Em sua coluna, Henrique Rodrigues aponta para a necessidade de entendimento e profissionalização de artistas da palavra
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Tivemos o prazer de ler um livro carnavalizado e carnavalizando! E há quem diga que a literatura nacional naufragou...
Seção publieditorial do PublishNews traz lançamentos da Editora Vista Chinesa, Uiclap e um livro independente
Escrito por Marina Hadlich, 'Até essa comédia se tornar romântica' é uma história divertida e com uma personagem que ultrapassa as páginas e conversa diretamente com o leitor
Publicado pela UICLAP, livro de Luiz Müller é um guia completo que conta a história geral da ordem maçônica
Acredito que o tradutor do Paulo Coelho seja melhor do que o Paulo Coelho original, mas nós deveríamos ser como goleiro num jogo de futebol, que, quando vai bem, é porque não se fez notar.
Alexandre Barbosa de Souza
Escritor e tradutor brasileiro
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar