Publicidade
Publicidade
O banqueiro dos livros
PublishNews, Leonardo Neto, 17/09/2020
Waldir da Silveira, diretor do Banco de Livros do Rio Grande do Sul, está no PublishNews Entrevista dessa semana

Na juventude, Waldir da Silveira foi um guerreiro. Ainda muito jovem, foi “hóspede do governo”, como ele diz, eufonizando o período em que esteve preso nos porões da Operação Bandeirante (Oban), organização que reunia as principais forças de repressão do governo militar da segunda metade da década de 1960. Ele fazia parte do Movimento Secundarista e de um grupo de teatro amador da Zona Norte de São Paulo, quando foi preso e levado para a Oban, onde foi torturado como forma de confessar o que não tinha feito. Os militares estavam atrás de quem colocou fogo nos prédios das emissoras de TV Record e Bandeirantes.

Pouco tempo depois, ele entra na Universidade Anhembi para cursar Comunicação Social. Ali conhece um dos diretores da Ática, que o convida para trabalhar como divulgador escolar. Começava ali, em 1972, a história de Waldir no livro. A sua trajetória o trouxe para o PublishNews Entrevista, programa que quer compor um arquivo da memória editorial brasileira.

A história na Ática leva Waldir, em 1987 a Porto Alegre, onde ainda hoje é o distribuidor da editora de didáticos para o estado do Rio Grande do Sul. E foi na capital gaúcha que Waldir criou o seu maior legado.

Depois de servir como presidente da Câmara Riograndense do Livro por dois mandatos, é convidado pela Federação das Indústrias do RS para formar o Banco de Livros do Rio Grande do Sul, fundado em 2009. “Há 11 anos, ele [o livro] se tornou a finalidade da minha vida, um dos meus objetivos maiores da vida”, disse na conversa que teve com André Argolo.

Nestes 11 anos, o Banco já arrecadou mais de 1,5 milhão de livros que serviram para montar 900 espaços de leituras em hospitais, postos de saúde, presídios, creches, rodoviárias, catamarãs, ônibus, táxis... “Onde precisa, nós estamos”, disse.

Mas o que mais emociona Waldir é o efeito do Banco de Livros em presídios. Além dos espaços de leitura instalados nestes locais, para atender tanto os apenados quanto as famílias em dias de visitas, o Banco de Livros faz uma espécie de concurso de redação entre os presos e seleciona alguns textos para compor a coleção Vozes de um tempo, que já está no quinto volume. “É uma coisa linda. É um resgate que me emociona muito. É uma demonstração de cidadania”, disse orgulhoso. Os livros ganham apresentações de nomes consagrados da literatura como Lya Luft e Jorge Furtado.

Uma das salas de leitura instalada pelo Banco de Livros do Rio Grande do Sul | © Divulgação
Uma das salas de leitura instalada pelo Banco de Livros do Rio Grande do Sul | © Divulgação
Na conversa com Argolo, Waldir contou ainda de ações realizadas em hospitais, onde voluntários leem livros para doentes. “A literatura está funcionando como recuperação. Estamos colocando muitos livros nos hospitais para doentes lerem ou ouvirem e isso está funcionando muito bem em termos de ajuda na recuperação”, disse.

No fim da entrevista, Waldir fez um apelo para que essa experiência do Banco de Livros do Rio Grande do Sul possa se multiplicar por outros estados brasileiros: “Imagina quantos livros parados não existem no Brasil? Estamos criando leitores para o futuro e abrindo espaços para as pessoas comprarem novos livros. Vamos agitar essa ideia”.

O Banco de Livros recebe doações de pessoas físicas ou jurídicas e, graças ao apoio de transportadores, pode recolher livros em todos os estados brasileiros. Interessados em entrar em contato com o Banco de Livros para fazer doações podem escrever para Neli Miotto, a bibliotecária responsável pelo projeto, no e-mail neli.miotto@bancossociais.org.br.

O PublishNews Entrevista é um oferecimento do #coisadelivreiro, consultoria em marketing e inteligência de negócios para o mercado editorial. Além de estar disponível no canal do PublishNews no YouTube, este episódio está disponível em áudio também pelas plataformas digitais: Spotify, iTunes, Google Podcasts e Overcast.

A PublishNewsTV reúne entrevistas e reportagens especiais do PublishNews

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
Marcus Teles foi sabatinado por Luciana Borges, Gerson Ramos, Walter Porto e Waldiney Azevedo e falou de planos, livros e comércio digitais e da importância das livrarias independentes
Em estreia de novo programa do PublishNews, Luiza Helena Trajano fala da sua relação com a leitura, analisa a proposta de incidência da CBS sobre o livro e fala da relação ideal entre varejistas e fornecedores
Zoara Failla, gerente de projetos do Instituto Pró-Livro, encerra a temporada do PublishNews Entrevista, contando as mil aventuras que viveu, não só no livro, mas em Guiné-Bissau e como vice-presidente da Febem, numa época explosiva.
Idealizadora do Festival Literário de Poços de Caldas é a convidada dessa semana do PublishNews Entrevista
Livreiro participa do PublishNews Entrevista, programa que quer formar um arquivo da memória editorial brasileira
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Marisa Moura dá continuidade à saga da funcionária misteriosa que dessa vez parece preocupada com as mudanças no mercado do agenciamento literário
Episódio de número 175 recebe Elisa Von Randow, do estúdio Alles Blau, e Alceu Nunes, diretor de arte da Companhia das Letras
Em nova coluna, Paulo Tedesco celebra a pós-modernidade, simbolizada, na sua opinião, pela impressão por demanda
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
O apaixonado é tão ansioso, que é capaz de citar autores que ainda nem nasceram.
Fabrício Carpinejar
Escritor brasileiro
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar