Publicidade
Publicidade
Inovação é uma estrada, não um atalho
PublishNews, André Palme, 10/05/2023
Quando trabalhamos com conteúdo e queremos incluir inovação, estamos falando de uma jornada de tentativa e erro, de experimentação e reavaliação

Estive a semana passada inteira no WebSummit, provavelmente um dos maiores (se não o maior) evento de inovação do mundo, que aterrissou fora da Europa pela primeira vez. O evento foi no Riocentro, mesmo local das Bienais do Livro no Rio de Janeiro. Fiquei por 3 dias imerso em um ambiente em que se discutiu o futuro, para onde vamos, IA, ChatGPT, etc etc…mas onde também se fala muito de inovação e tudo que rodeia esse assunto.

Algumas coisas foram muito interessantes, como o Airbnb dizendo que a criação de comunidade e a humanização do host são cada vez mais prioridades, ou a discussão com o editor-chefe da Wired perguntando ao próprio ChatGPT ao vivo se ele iria acabar com o jornalismo (segundo ele, não vai).

Mas o que mais me chamou e chama a atenção nesses eventos que envolvem inovação e startups é que na minha cabeça existem dois grupos bem claros de pessoas e profissionais: os que imaginam que estão correndo uma prova de 100m rasos e os que entendem que estão em uma maratona. Me explico!

Acho que para a minha geração, de quase 40 anos, as startups e seus CEOs estrelados são nossos astros do rock. O Vale do Silício foi por muitos anos nossa utopia e fundar uma startup que vire um unicórnio foi e ainda é o sonho de muitos contemporâneos meus. Então, na minha visão existe um grupo que, inspirado por poucas e milionárias (bilionárias) histórias de startups enxerga esse caminho como uma prova de 100m rasos, um atalho para ficar milionário, consagrado e ser o novo "guru empreendedor CEO founder" do mercado. Não vejo problema nenhum na ambição, mas acho que inovação não é isso; a mim, me parece muito mais uma percepção errada do que a tecnologia proporciona como ponte. Adoraria esse atalho "mega-sena", mas não acredito que ele exista para 99% das startups. Não via esse caminho.

Já no outro grupo, estão as pessoas com as quais mais me identifico, as que acreditam que inovação é uma jornada, uma maratona, quase que uma visão de mundo. Algo que exige consistência, direção e foco. Não se constrói uma empresa sólida e reconhecidamente inovadora (com raríssimas exceções) sem dedicação de tempo e energia.

O que isso tem a ver com conteúdo? Tudo.

Primeiro que o conteúdo hoje é uma fonte – quase – inesgotável de referências do que se fazer e do que não se fazer (o que às vezes é ainda mais útil).

Segundo porque, quando trabalhamos com conteúdo e queremos incluir inovação, estamos falando de uma jornada de tentativa e erro, de experimentação e reavaliação. Inovar em conteúdo é testar formatos, testar modelos, testar histórias. Está muito longe de ser algo que acontece da noite para o dia e muda tudo!

Inovação não é uma fagulha de criatividade que aparece do nada… inovação é consistência, é repertório, é continuar realizando e se provando. Se você quer que seu negócio, seu conteúdo e suas histórias sejam vistas como algo inovador, é preciso que isso seja vivido no dia a dia, como um permanente estado de espírito.

Inovar em conteúdo é correr uma maratona, porque só com consistência e tempo é possível construir histórias que são pra sempre.

Palme é um executivo da cultura e do entretenimento com +10 anos de experiência na liderança de projetos que envolvem conteúdos multi formatos, tecnologia e streaming; além de empreendedor, professor, mentor e colunista. Nos últimos anos liderou projetos que somam mais de 10 mil horas de conteúdo em áudio, entre audiobooks, podcasts e audioseries.

Atualmente é CMCO (Chief Marketing & Content Officer) no Skeelo e atua também como empreendedor, consultor, professor e podcaster, além de colunista e palestrante.

** Os textos trazidos nessa coluna não refletem, necessariamente, a opinião do PublishNews

Publicidade

A Alta Novel é um selo novo que transita entre vários segmentos e busca unir diferentes gêneros com publicações que inspirem leitores de diferentes idades, mostrando um compromisso com qualidade e diversidade. Conheça nossos livros clicando aqui!

Leia também
É importante adotar sempre uma postura de estar em cena e não ficar só como alguém na plateia vendo a banda passar, parafraseando o Chico
Em novo artigo, André Palme fala sobre o poder e a importância da comunidade e como ter pessoas engajadas com seu conteúdo pode fazer a diferença
Em novo artigo, Palme explica que o acesso global não significa automaticamente consumo global e que é preciso mais do que isso para que um conteúdo faça sucesso em diversos lugares do mundo
Em novo artigo, Palme lembra que o digital não exclui o físico e que o melhor cenário, no fim das contas, é a combinação de ambos
Em novo artigo, André Palme fala sobre as desvantagens que enxerga na nomeação de conteúdos em áudio de maneira tão rígida e das divisões que acabam sendo criadas entre audiolivros e podcasts
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Editoras dos selos Verus e Harlequin conversaram sobre as mudanças nas editoras, as características dos gêneros literários, sobre a negociação com os autores e autoras e outros assuntos
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Tivemos o prazer de ler um livro carnavalizado e carnavalizando! E há quem diga que a literatura nacional naufragou...
Seção publieditorial do PublishNews traz lançamentos da Editora Vista Chinesa, Uiclap e um livro independente
Escrito por Marina Hadlich, 'Até essa comédia se tornar romântica' é uma história divertida e com uma personagem que ultrapassa as páginas e conversa diretamente com o leitor
O escritor pra criança é um plantador de esperança
Pedro Bandeira
Escritor brasileiro
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar