Publicidade
Publicidade
A utopia da leitura
PublishNews, Paulo Tedesco, 21/07/2022
Em nova coluna, Paulo Tedesco propõe a discussão sobre como a tecnologia e as novas possibilidades de acesso podem ter impactado os 40% de redução do mercado editorial no Brasil

Posso colocar na conta dos estudos envelhecidos a descoberta que me fez ver tudo de outra forma, ainda que numa época distante de bancos escolares e seus acalorados debates teóricos. Acalorados, mas produtivos, por certo.

No sistema econômico em que vivemos, o capitalismo, há a destruição permanente dos meios de produção por outros sistemas produtivos, sempre na busca dos lucros e da velocidade do acúmulo. O que, para mim, finalmente explica por que abandonamos quase por completo o transporte de trens pela opção por rodovias e veículos à combustão.

O curioso é que a chegada massiva do veículo elétrico é o que me fez buscar respostas. Pois, claro está, se houve essa canibalização dos trens pelos automóveis no Brasil, caminhamos para o mesmo fenômeno com os motores. Passamos da combustão para o elétrico, e da compra do veículo em longas prestações para a locação de sua bateria mediante um singelo pagamento por sua estrutura.

E nesse embalo entra o livro. Nossa combalida economia da cultura num país jogado às traças por um governo, ou por governos neoliberais e focados em outros interesses, fez do mundo do livro um caso curioso. Afinal, a exemplo dos carros elétricos, a tecnologia e as novas formas de acesso ao conteúdo vêm canibalizando a leitura e a venda do livro. Provam os quase 40% de queda no mercado, informado aqui mesmo no PublishNews.

Se minha descoberta estiver correta, nosso sistema econômico relegará livros e bibliotecas a museus virtuais, e bateremos cabeça sobre como ler sem energia e sem aparelhos leitores sofisticados. O uso de leitores de segunda mão restará aos países e povos empobrecidos, dependentes das redes digitais e dos computadores dos ricos. E toda nossa cultura, toda a preservação da nossa cultura dependerá de conglomerados financeiros sem pátria nem maiores simpatias por periferias.

É distópico o que escrevo? Sem bases reais? Tomara. O milênio ainda nos aguarda em muitas surpresas. E eu resisto na utopia, mesmo escrevendo sobre seu oposto.

Paulo Tedesco é escritor, editor e consultor em projetos editoriais. Desenvolveu o primeiro curso em EAD de Processos Editorais na PUCRS. Coordena o www.editoraconsultoreditorial.com (livraria, editora e cursos). É autor, entre outros, do Livros Um Guia para Autores pelo Consultor Editorial, prêmio AGES2015, categoria especial. Pode ser acompanhado pelo Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn.

** Os textos trazidos nessa coluna não refletem, necessariamente, a opinião do PublishNews.

Publicidade

A Alta Novel é um selo novo que transita entre vários segmentos e busca unir diferentes gêneros com publicações que inspirem leitores de diferentes idades, mostrando um compromisso com qualidade e diversidade. Conheça nossos livros clicando aqui!

Leia também
Tivemos o prazer de ler um livro carnavalizado e carnavalizando! E há quem diga que a literatura nacional naufragou...
Paulo Tedesco escreve sobre a valorização do trabalho manual versus o trabalho intelectual e criativo
Em novo artigo, Paulo Tedesco lembra que 'nunca é tarde para reagir' e que ainda há muito a ser feito em 2024
As distantes galáxias separadas da Terra pelo vácuo parecem muito com as críticas, por exemplo, sobre o preço do livro
Em novo artigo, Paulo Tedesco faz um paralelo entre homens e livros e a sociedade como uma grande biblioteca e sobre como ela merece ser lida com maior profundidade e nas entrelinhas
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
As ruas foram tomadas por um público leitor majoritariamente jovem que me deu esperança de um futuro urgente
Publicado pela Giostri, 'Brancos não sabem pedalar', de Vanderson Castilho Munhoz, se passa em 2035, em um Brasil governador por um ditador que apoia o domínio no futebol brasileiro do Clube de Regatas Flamengo
Obra escrita por Paula Carminatti faz parte da duologia 'Ária de Yu'
Escrita por Juily Manghirmalani, 'Vivências asiático-brasileiras: raça, identidade e gênero' aborda questões como identidade cultural, autorreconhecimento, conflitos geracionais e construção de mitos sobre os povos asiáticos
Eu quase poderia dizer que nasci com o livro na mão, porque cresci em um ambiente cultural: meus pais liam, meus irmãos mais velhos também e o ambiente era de amor à leitura. Isso, naturalmente, me contagiou desde cedo.
José Mindlin
Bibliófilo e escritor brasileiro
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar