Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 25/07/2019
A BOOKPartners é uma distribuidora completa: atende toda a cadeia do livro e seus devidos processos. Em sua estrutura reúne cerca de 220 colaboradores, dois centros de distribuição, e-commerce e marcas voltadas a segmentos específicos de leitores.
Primavera Assessoria oferece serviço de revisão de textos em português, preparação de originais para editoras e autores, padronizações e outros serviços editoriais.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
PublishNews, Redação, 24/07/2019

Na edição desta quarta-feira (24), o Diário Oficial da União trouxe o decreto 9.930 que alterou o dispositivo anterior que versava sobre o Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL). Criado em 2006 e instituído em 2011, o PNLL traça as estratégias permanentes de planejamento, apoio, articulação e referência para a execução das ações de fomento à leitura no país. A principal das mudanças aparece no artigo quarto que trata das instâncias colegiadas do PNLL. A principal mudança aqui é a extinção do Conselho Consultivo, composto por membros do colegiado setorial do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC) na área de Literatura, Livro e Leitura, todos representantes da sociedade civil que não recebiam remuneração por esse trabalho. Competia ao Conselho Consultivo dar assistência ao Conselho Diretivo, que sofreu mudança na sua composição. Pelo novo decreto, as bibliotecas públicas terão assento no Conselho. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Henrique Rodrigues, 24/07/2019

Em 2012, me convidaram para participar de um evento literário no Morro dos Prazeres, aqui no Rio. Foi num sábado chuvoso e imaginei que não haveria ninguém com quem trocar ideias. O espanto foi chegar lá, passando por um muro com grafites inspirados nos personagens de Lima Barreto, que era o autor homenageado, e me ver numa estrutura gigante, com centenas de jovens da região entusiasmados. A ideia da então Festa Literária das UPPs era levar uma programação bacanuda até uma galera para quem a Flip era um evento distante e inacessível. Um dos cabeças por trás dessa ousadia era o produtor cultural e escritor Ecio Salles, que nos deixou anteontem, aos 50 anos. Nos anos seguintes, as UPPs não deram muito certo, mas a festa literária sim. Inspirada no evento em Paraty, a Flup – posteriormente rebatizada de Festa Literária das Periferias – acabou indo além. Foi como se o Rio de Janeiro, palco de mazelas e governos anódinos, mostrasse uma nova forma de se ler e de se reescrever. E não tardou que, desse processo com uma demanda gigantesca, surgissem nomes que figuram brilhantemente na comunidade literária nacional e internacional. A grande verdade é que Ecio Salles e seu parceiro, o também escritor Julio Ludemir, entenderam como poucos a natureza profunda do Rio de Janeiro, descobrindo os meandros, atalhos e trilhas para fazer circular arte e expressão. Clique no Leia Mais para ler a coluna completa de Henrique sobre o trabalho de Ecio Salles.

PublishNews, Cassius Medauar, 25/07/2019

A Flip deste ano foi muito boa, uma das melhores que já fui. Palestras sempre cheias, as programações paralelas crescendo e dando vida nova ao evento, e um dos grandes destaques foi o volume de mesas discutindo os conteúdos digitais e como eles podem ajudar o mercado editorial nesse momento tão difícil. Foi possível identificar que ainda temos três grupos distintos no mercado, dois deles “extremos” quando se fala de digital no Brasil: as pessoas que não querem nem ouvir falar, acham difícil e não veem porque fazer, e as que acham que cada nova onda (o e-book e agora o audiobook, para ficar em duas), serão a salvação do mercado. Mas o interessante foi ver que o grupo que fica no meio dos dois está crescendo, estudando os meios digitais e entendendo que tudo isso são armas que temos para criar novos leitores, exatamente ao dar diferentes opções para esse leitor. Aliás, opção é a palavra quando falamos em digital. No mundo de hoje, é importantíssimo dar opções para o consumo do conteúdo da maneira que o leitor quiser, que mais gosta, ou que lhe é mais prática, como ouvir um livro, poder ler no celular, começar o 1º capítulo digital enquanto espera o livro físico chegar e tantas outras possíveis atualmente. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta coluna.

PublishNews, Redação, 25/07/2019

Gisela Pinto Zincone (Gryphus), Nathan Magalhães (Moinhos) e Silvia Naschenveng (Mundaréu)A indústria editorial é, por sua própria natureza, uma indústria global. Portanto, autores, livros, textos e editores circulam muito entre as fronteiras. Recentemente, o PublishNews noticiou que o tradutor Petê Rissatti e a editora Lívia Vianna (Record) foram selecionados para programas da Feira do Livro de Frankfurt (16 a 20/10). Faltou dizer que a editora Silvia Naschenveng também foi selecionada para o Invitation Programme, que tem por premissa garantir o acesso de editores independentes vindos de regiões periféricas em relação à Europa e EUA à maior feita de negócios do livro no mundo. Silvia é editora da Mundaréu, editora lançada em 2014 que se especializou na publicação de autores de ficção literária vindos da América Latina e da Europa. Mas não é só de Frankfurt que vive a nossa indústria. A Feira de Editores de Buenos Aires (2 a 4 de agosto) anunciou recentemente os nomes que vão compor o seu programa de fellowship e tem dois brasileiros entre eles: Nathan Magalhães (Moinhos) e Gisela Pinto Zincone (Gryphus). O programa inclui a visita a livrarias e reuniões com editores, tradutores, jornalistas e autores. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 25/07/2019

A Catapulta, editora especializada na publicação de livros infantis, abriu uma vaga para coordenador de vendas. É necessário ter experiência no segmento de livros e ter perfil comercial, comunicativo e focado em resultados. O contratado irá atuar diretamente na coordenação da equipe de vendas, estabelecendo ações e estratégias para alcance de metas mensais; fará cobrança de resultados e feedback aos vendedores; cuidará da divulgação do catálogo de produtos e novos lançamentos; e trabalhará no desenvolvimento de ações promocionais. Os interessados devem enviar currículos para infobr@catapulta.net com o assunto Coordenador(a).

PublishNews, Redação, 25/07/2019

A Editora Escuta, que se especializou na publicação de livros de psicanálise, está à procura de um estoquista / vendedor com experiência na área. O contratado será responsável pela organização do estoque da editora e da livraria; pelas vendas através do site e presencialmente; recepção e despacho de mercadorias; e pela emissão de relatórios fornecidos pelo sistema. Os interessados devem enviar currículos com pretensão salarial para o e-mail diretoria@editoraescuta.com.br.

PublishNews, Redação, 25/07/2019

O Seminário Internacional Biblioteca Viva, evento gratuito realizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa com o objetivo de inspirar, fortalecer e transformar a literatura e as bibliotecas públicas do Estado, está com as inscrições para a sua 11ª edição que acontece de 5 a 7 de agosto, no Centro de Convenções Rebouças (Rua Doutor Enéas Carvalho de Aguiar, 23 - São Paulo / SP). O universo em transformação das bibliotecas, as novas influências trazidas pela experiência digital, o número crescente de booktubers e podcasts sobre livros e escritores, além da aproximação com os games são alguns dos temas abordados. Entre os palestrantes internacionais, Sven Instinske, da Alemanha, abordará a gamificação e a experiência do compartilhamento digital na Biblioteca Bücherhalle, de Hamburgo. Já Eugenijus Stratilatovas, da Lituânia, vai dividir com o público como usa a tecnologia dos videogames de forma positiva nas bibliotecas de seu país. Outros nomes como os autores Eva Furnari, Pedro Bandeira e Maria Valéria Rezende; Camila Cabete, colunista do PublishNews, Beatriz Alves e Tatiany Leite, uma das ganhadoras do Prêmio Jovens Talentos 2019, estão confirmados. Clique no Leia Mais para se inscrever e saber outros detalhes da programação.

PublishNews, Redação, 25/07/2019

Por muito tempo, o que parecia tolerância – o Carnaval em que homens vestidos de mulher transpirava aceitação – era, na verdade, apenas uma camuflagem para o preconceito. E é esta investigação profunda da homossexualidade no Brasil do século XX que o brasilianista e ativista pelos direitos LGBT, James Green conduz na obra Além do Carnaval: a homossexualidade masculina no Brasil do século XX (551 pp, R$ 79 – Trad.: Cristina Fino e Cássio Arantes Leite) publicada originalmente em 1999 e agora reeditada pela Editora Unesp. Green questiona a visão estereotipada de que a expressão desinibida e licenciosa do comportamento homossexual durante o carnaval comprova a asserção de que a sociedade brasileira tolera a homossexualidade e a bissexualidade na vida cotidiana. Sustentado por ampla pesquisa e sólida erudição, esta obra traz uma contribuição inestimável a uma área negligenciada da história social brasileira.

“A força principal da publicação de livros reside no aumento constante da demanda por livros didáticos”
Peter S. Jennison e William H Kurth
Autores no 'El libro en America', de 1960
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
Do mil ao milhão
4.
Seja foda!
5.
A garota do lago
6.
Bora vender
7.
Mais esperto que o diabo
8.
Os segredos da mente milionária
9.
F*deu geral
10.
Brincando com Luccas Neto
 
PublishNews, Redação, 25/07/2019

“Por trás da rigidez há sempre qualquer coisa escondida: em numerosos casos, uma vida dupla”. Ao pronunciar estas palavras, o papa Francisco tornou público um segredo que esta investigação vertiginosa explora, pela primeira vez, com grande detalhe. No armário do Vaticano (Objetiva, 504 pp, R$ 79,90 – Trad.: Artur Lopes Cardoso) expõe a decadência no coração do Vaticano e na Igreja Católica atual. Um trabalho baseado em quatro anos de pesquisas rigorosas, que inclui entrevistas com dezenas de cardeais e encontros com centenas de bispos e padres. O celibato dos padres, a condenação do uso de contraceptivos, os inúmeros casos de abuso sexual, a renúncia do papa Bento XVI, a misoginia entre os clérigos, a trama contra o papa Francisco — todos esses temas estão envoltos em mistério. Escrito pelo jornalista francês Frédéric Martel, o livro revela a face escondida da Igreja, uma instituição fundada em uma cultura clerical de sigilo e baseada na vida dupla de padres e numa extrema homofobia. A esquizofrenia resultante na Igreja é difícil de entender: quanto mais um prelado é homofóbico, mais é provável que ele seja gay.

 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.