Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 19/03/2019
Aldeia dos Livros oferece serviços que vão desde a revisão de textos em geral; tradução do inglês e espanhol; copydesk; pareceres; contatos com editoras; eventos nacionais e internacionais; criação de capas de livros, branding e coaching criativo para autores.
HiDesign Estúdio é um estúdio editorial focado em design. Entre os trabalhos oferecidos pelo estúdio estão: capas, projetos gráficos, diagramação e ilustração para projetos de editoras e autores independentes.
A Beluga Editorial presta diversos serviços de produção do livro, incluindo revisão, copidesque, diagramação, capa e projeto gráfico. Atendemos tanto editoras quanto autores.
PublishNews, Leonardo Neto, 19/03/2019

Margot Atwell durante o painel 'The future of publishing: five predictions for 2025' que encerrou a programação da Feira do Livro de Londres, na última quinta-feira (14)A indústria do livro mudou mais na última década do que nos 100 anos anteriores e esse processo só é um prenúncio das muitas mudanças que estão por vir. Foi a partir dessa premissa que a norte-americana Margot Atwell conduziu, durante a Feira do Livro de Londres, um painel em que apresentou cinco previsões para 2025. Ela é diretora de publicações da startup Kickstarter, plataforma global de financiamento coletivo que no momento do fechamento dessa matéria estava com mais de 45 mil projetos ativos na área de publicações. Ela acredita que nos próximos cinco anos, a indústria se tornará mais diversa, deixará os grandes centros urbanos e terá que se preocupar muito com a interação com leitores, com os dados que eles oferecem e com a diversificação de suas receitas. Clique no Leia Mais e veja as cinco previsões de Margot.

PublishNews, Redação, 19/03/2019

A Feira do Livro de Bolonha (1º a 4 de abril) anunciou os indicados deste ano para a sétima edição do Bologna Prize Best Children´s Publihshers of the year, que reconhece editoras de todo o mundo que promovem intercâmbios culturais e intelectuais por meio da literatura. Depois de concorrer em 2017, a Companhia das Letras disputa de novo junto com outras quatro editoras da América Central e do Sul: Amanuta (Chile), Cidcli, S.C (México), Limonero (Argentina) e El Naranjo Ediciones (México), que concorreu com a Companhia também em 2017. O vencedor deste ano será conhecido no dia 1º de abril. O Brasil ganhou o prêmio uma única vez, em 2013, quando a Cosac Naify venceu entre os concorrentes da América do Sul.

PublishNews, Luciana Pinsky, 19/03/2019

© Thomás CoutinhoComeça, como deve, cheio de possibilidades: indicativo, presente. Alcançou um perfeito pretérito, mas nada de futuro. Quando finalmente futuro, pretérito também, adoraríamos um fim de semana juntos. Mas cadê presente no meio para dar graça? Você fica, eu vou; você treina, eu só jogo. Ah, o eterno condicional. Se não fosse tanto subjuntivo a nos definir, quem sabe? O indicativo voltou forte: tantas saudades daquele pretérito... Mas não, não me sugira presente de novo: a gente era, na essência, imperfeito! E seguimos assim. Se houvesse, eu diria até mais-que-imperfeitos. Não há. Se modos e tempos não nos contemplam, meu amor, talvez não existamos.

PublishNews, Paulo Tedesco, 13/03/2019

Em tempos de descalabro da cultura brasileira, momento talvez ainda pior do que nos primeiros meses do malfadado Collor de Melo, quando foram extintos muitos órgãos promotores da cultura, vivemos, nesse exato momento, mais um desenfreado ataque neoliberal à promoção da cultura no país. Por óbvio que os produtores de cultura original e positiva, ou seja, aqueles que não são acolhidos pelo mainstream nem vêm com selo de garantia do exterior, são os primeiros a serem atingidos. A melhor resposta, além de uma necessária mobilização, está na postura independente do autor e dos agentes da cultura. Uma visão empresarial mais profunda, com planos de longo prazo, onde a aliança com parceiros para promover e de fato pagar pelos seus trabalhos, parece um dos mais seguros caminhos. Em outras e importantes palavras, se estão asfixiando a Lei Rouanet, se estão acabando com os incentivos da Petrobras, se estão fazendo de tudo para acabar com o melhor da cultura nacional, nos cabe contrapor com inteligência e não ficar esperando as coisas mudarem, porque elas não irão. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta coluna de Paulo Tedesco.

PublishNews, Redação, 19/03/2019

O escritor e jornalista Sérgio Rodrigues é o primeiro convidado da temporada 2019 do projeto Um Escritor na Biblioteca. Autor dos romances Elza, a garota e As sementes de Flowerville, Rodrigues venceu, em 2014, o Prêmio Portugal Telecom com O drible. Além das narrativas longas, publicou os contos de Sobrescritos e O homem que matou o escritor. Como jornalista, atuou em alguns dos principais veículos da imprensa brasileira, como Jornal do Brasil e O Globo. Atualmente assina coluna no jornal Folha de S.Paulo. Sérgio também é organizador de Cartas brasileiras, que reúne correspondências que marcaram o país, e autor do almanaque Viva a língua brasileira!. O bate-papo, com mediação do jornalista Jonatan Silva, acontece logo mais, às 19h, no auditório da Biblioteca Pública do Paraná (Rua Cândido Lopes, 133 – Curitiba / PR). Até o final do ano, outros sete autores participam dos encontros. A entrada é gratuita.

PublishNews, Redação, 19/03/2018

O projeto Arte da Palavra - Rede Sesc de Leituras - chega a sua terceira edição este mês. Até dezembro, 84 artistas – como escritores, poetas, rappers, slammers, contadores de histórias, entre outros – percorrerão 93 cidades. Realizado pelo Sesc, o circuito nacional fará diferentes ações da cadeia da literatura, desde a formação e divulgação de novos autores, até a valorização das obras e escritores brasileiros e formas de produção literária. A programação inclui bate-papos, oficinas e apresentações poéticas. Entre os destaques deste ano estão: o carioca Raphael Montes, a gaúcha Luisa Geisler, poeta e slammer de Brasília Meimei Bastos, a autora paraense de literatura indígena Marcia Kambeba, o poeta André Vallias, e o contador de histórias Francisco Gregório Filho. O projeto é dividido em três circuitos: Autores, voltado para divulgação de escritores; Oralidades, para contadores de histórias, saraus e apresentações; e Criação Literária, que será composto por oficinas variadas, com o objetivo de exercitar a prática da escrita nas suas diferentes manifestações e também criar leitores com maior bagagem. No ano passado, cerca de 30 mil pessoas participaram do circuito.

PublishNews, Redação, 19/03/2019

Em A escalada do sucesso (Labrador, 304 pp, R$ 49,90), o leitor conhecerá as 100 maiores virtudes ou competências necessárias para alcançar o sucesso em qualquer objetivo de vida, como passar num concurso, abrir o próprio negócio, emagrecer, ter um lar em harmonia, dar uma boa educação aos filhos, enfim: ter uma vida significativa, com sentido, engajamento e felicidade. Segundo o autor, Ismael Gomes Netto, para alcançar o sucesso em qualquer área, você precisa estar disposto a ser cada dia melhor, buscando sair da zona de conforto, da estagnação, e manter-se continuamente na zona do aprendizado. Ao final do livro o leitor terá a oportunidade de compreender o conceito de cada uma das virtudes, a sua importância e como adquiri-las na prática. E, com isso, será possível planejar e executar as ações necessárias para alcançar todos os seus objetivos.

PublishNews, Redação, 19/03/2019

Em Atenção (Bicicleta Amarela, 288 pp, R$ 44,90), o zen budista Alex Castro analisa as diferentes maneiras pelas quais podemos exercitar a atenção, não em busca do próprio autodesenvolvimento, mas para convertê-la em um instrumento de ação política. Mais do que olhar para si em busca de aprimoramento, o autor defende a necessidade de enxergar e aceitar o outro, acolher e cuidar do próximo. O livro apresenta diferentes maneiras pelas quais podemos exercitar o cuidado engajado e a escuta ativa, atos transformadores para si mesmo e para a sociedade. O lançamento do livro acontece logo mais, às 19h, na Travessa de Ipanema (Rua Visc. de Pirajá, 572 – Rio de Janeiro / RJ).

“Escrever é fácil: você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca ideias.”
Pablo Neruda
Poeta chileno (1904-1973)
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
O poder da ação
4.
Me poupe!
5.
Seja foda!
6.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
7.
Os segredos da mente milionária (edição econômica)
8.
Para todos os garotos que já amei
9.
O poder do hábito
10.
Do mil ao milhão
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.