Publicidade
Publicidade
Projetos exitosos na formação de leitores e na promoção da leitura ganham espaço no PN
PublishNews, Equipe do Instituto Pró-Livro, 03/02/2021
Instituto Pró-Livro assume coluna mensal no PN para apresentar projetos de incentivo à leitura. Na primeira contribuição, dois projetos que, apesar da pandemia, conseguiram criar novas atividades que ajudam o livro chegar ao seu público.

Mesmo durante a pandemia, o projeto Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura conseguiu criar novas ações para fazer o livro chegar aos seus públicos | © Facebook do projeto
Mesmo durante a pandemia, o projeto Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura conseguiu criar novas ações para fazer o livro chegar aos seus públicos | © Facebook do projeto
Receber o convite do PublishNews para falar sobre o que acontece na Plataforma Pró-Livro foi uma grata surpresa. Mas, também, ficamos apreensivas (é, só têm meninas, por aqui). O PN tem leitores/seguidores especiais e que buscam notícias sobre o mundo do livro. Nosso desafio será construir uma “ponte” entre esses “mundos” tão dependentes: leitores e cadeia do livro, mas que muitas vezes não “conversam”; e atrair leitores para nossos “casos”.

Assunto é o que não falta – desde a Retratos da Leitura, a pesquisa, aos projetos que se apresentam no mapeamento da Plataforma até os vencedores do Prêmio IPL.

IPL na pandemia - Promovendo conexões

Começamos trazendo o que, nós do IPL, fizemos na pandemia para promover conexões entre os projetos e provocar a troca de experiências e inspirações; afinal, em um momento tão inusitado e desafiador, que nos foi imposto pelo isolamento social e pelo medo de contatos, conseguir manter ações de promoção da leitura, passou a ser o grande desafio.

Um desafio que cresce na medida em que sabemos que essas ações, em especial as mais transformadoras de realidades porque conseguem levar o livro e a leitura às regiões mais remotas do Brasil, não dispõem de bibliotecas ou livrarias, e, as famílias não têm livros em casa e acesso à internet.

Assistimos as dificuldades dos alunos de escolas públicas para acessarem as aulas on-line. Muitas famílias têm um celular. Mas, como assistir uma aula em um celular que depende de créditos para acesso à internet? Certamente essa realidade também impactou ações dos projetos que promovem leitura.

Frente a esse cenário, achamos importante saber se os projetos conseguiram criar alternativas para manter suas ações. Essa informação pode antecipar o impacto dessa dificuldade nas ações que a sociedade civil desenvolve em todo o Brasil e, certamente, os reflexos do impacto desse “desmanche” anunciado, nos indicadores de leitura da próxima edição da Retrato da Leitura. Buscamos também conhecer aqueles projetos que conseguiram “dar a volta por cima”, para divulgar essas inciativas e inspirar outros projetos.

A leitura e a promoção da leitura têm que continuar

Essa chamada orientou as ações que lançamos, usando nossas redes sociais, para promover a leitura em casa e para conhecer iniciativas e divulgar ações de promoção da leitura à distância.

Com a pandemia, muitos dos projetos cadastrados na Plataforma Pró-Livro e projetos vencedores do Prêmio IPL relataram dificuldades para manter suas atividades. Sabemos que manter um projeto de leitura a distância não é tarefa fácil. A mediação tem o vínculo como sua grande força no encontro entre aquele que já descobriu o prazer da leitura e aquele que está tentando descobrir. Rodas de leitura, saraus, contação de histórias... pedem a fala e a presença para compartilhar experiências leitoras.

Buscar alternativas para compartilhar essas experiências na modalidade a distância surgiu como um grande desafio, pela carência de recursos para manter seu pessoal e seu espaço físico, e, pela falta de experiência e de tecnologia para ações virtuais.

Essa dificuldade nos levou a provocar as conexões, para levar as ideias e iniciativas que estavam dando certo para outros projetos.

Chegamos a duas ações principais:

Marilena Nakano é idealizadora da Rede Beija-Flor, projeto vencedor do 4º Prêmio IPL | © Daniela Ramiro
Marilena Nakano é idealizadora da Rede Beija-Flor, projeto vencedor do 4º Prêmio IPL | © Daniela Ramiro

- A leitura tem que continuar

Em apoio, também, ao #fiqueemcasa, lançado no início da pandemia, pedimos indicação de leituras para inspirar a leitura em casa. Lançamos a campanha “Livro: uma boa companhia”, convidando vencedores e parceiros do Prêmio IPL para indicarem suas leituras em quarentena, ou algum livro já lido, que poderiam ajudar a entender esse momento de pandemia e isolamento.

Recebemos várias indicações instigantes e saborosas, que podem ser conhecidas na Plataforma Pró-Livro. Destacamos dois relatos: o de Marilena Nakano (na foto ao lado), organizadora do projeto Rede Beija-Flor (SP); e de Raíres Joice, do projeto “Contágio pela leitura”, ambos foram vencedores do Prêmio IPL.

- A promoção da leitura tem que continuar

Pedimos a nossos seguidores e organizadores de projetos de incentivo à leitura para contarem suas iniciativas para promover a leitura na Quarentena. Rebemos ideias criativas que lançaram para manter o engajamento e a participação do público atendido. Conheça as ideias dos projetos:

Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura e Fazia Poesia

Angélica Fernandes de Oliveira Vitalino, contou que o projeto publicou, a cada dia, pequenas leituras e dicas de livros dedicados, especialmente, aos alunos das bibliotecas escolares de Parnamirim, município do Rio Grande do Norte. Essa “brincadeira” foi pensada para suprir o fechamento da Biblioteca Municipal Rômulo Wanderley e das bibliotecas escolares e para os jovens “escaparem” dos jogos eletrônicos. Segundo ela, a estratégia foi “uma excelente opção para ocupar as horas em casa, ofertando um debruçar sobre a arte literária, mesmo entre paredes". Escritores premiadíssimos como o nigeriano Sunny e a Roseana Murray e potiguares como Ana Cláudia Trigueiro e Paula Belmino têm contribuído, além de muitos pais, crianças e professores. A devolutiva veio em forma de vídeos e fotos de alunos e famílias assistindo.

Fazia Poesia

Alex Zani, editor-chefe da Fazia Poesia, se propôs a dar visibilidade às pessoas que escrevem poesia e se dedicam à literatura. Para ele, o cancelamento de eventos e exposições artísticas, o isolamento e o distanciamento social criam a oportunidade e a liberdade da leitura e da escrita. Durante a quarentena, abriram a Fazia Poesia para divulgação de poemas escritos por poetas que não fazem parte da equipe fixa de poetas. Lançaram duas coletâneas. Receberam mais de 50 poemas em dez dias de ação.

Conheça um pouco mais aqui, aqui e aqui.

No próximo mês, voltaremos ao nosso espaço aqui no PN mostrando como projetos sobreviveram na pandemia e o resultado de uma enquete que fizemos junto aos projetos cadastrados na Plataforma Pró-Livro sobre como - e se - as iniciativas conseguiram vencer as dificuldades e manter as ações para promover a leitura durante a pandemia.

No ano em que o PublishNews comemora seus 20 anos, abre-se uma janela para que o mercado do livro conheça iniciativas que desempenham papel fundamental, o da promoção e incentivo da leitura. Desde 2017, a Plataforma Pró-Livro aglutina, num só lugar, projetos, experiências e ações de fomento à leitura que são realizadas em todo o Brasil. A ferramenta colaborativa reúne ainda estudos, pesquisas e ideias sobre a formação de leitores e sobre a promoção da leitura e do acesso ao livro. Ao longo de 2021, algumas dessas iniciativas ganharão destaque nesse espaço.

Publicidade

BR75

A BR75 desenvolve soluções personalizadas de criação e edição de texto, design gráfico para publicações impressas e em outras mídias e coordena sua produção editorial. Cuidamos de todas as etapas, conforme as necessidades e características de seu projeto, e sua empresa ganha em eficiência e qualidade. Quer saber mais? Fale com a gente ou agende uma visita!

Leia também
No segundo texto da coluna 'Retratos da Leitura no PN', equipe do Instituto Pró-Livro apresenta os resultados de uma enquete realizada entre os projetos cadastrados na Plataforma Pró-Livro
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma nova tira dos passarinhos Hector e Afonso
Em sua crônica do mês, Luciana Pinsky fala sobre o ato de nadar para relaxar e pensar na vida
Podcast do PN destaca o mercado português de livros. Simone Paulino, da Nós, e Jaime Mendes, da distribuidora Saudade, são os convidados dessa semana.
Mais uma vez, o telefone tocou na agência fictícia criada por Marisa Moura. Dessa vez, uma agente concorrente liga para fazer uma proposta para a misteriosa (e engraçada) funcionária
Podcast desta semana recebeu Luciana Benatti, a criadora da Dita Livros, e Johanna Stein, da nova livraria Gato Sem Rabo
Digo claramente aos parisienses. Não comprem na Amazon. É a morte das nossas livrarias e do nosso comércio local.
Anne Hidalgo
Prefeita de Paris
Publicidade
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar