Quem disse que o Brasil não tem leitores?
PublishNews, Gustavo Lembert*, 17/07/2019
Em seu primeiro artigo para o PublishNews, Gustavo Lembert, sócio-fundador da TAG, fala sobre o poder da leitura e de como foi a primeira vez do clube de livros na Flip

Começamos o clube de livros TAG em 2014, com o sonho de proporcionar experiências literárias diferentes do que havia no mercado. Queríamos mostrar que a literatura podia ser leve e divertida, que os livros são um assunto tão interessante para se discutir em um bar como séries, futebol ou política. No início, sinceramente, pensávamos que o canal de experiências proporcionadas aos assinantes se resumiria aos kits enviados mensalmente. Não tínhamos noção da força da comunidade que surgiria com o clube, que, anos mais tarde, justificaria a nossa participação na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), principal evento brasileiro para amantes dos livros.

Saindo do ambiente digital onde até então se dava a interação com nossos assinantes, decidimos organizar um espaço do nosso jeito. Quando anunciamos a Casa TAG na 17ª Flip, mais de 400 associados imediatamente responderam que iriam a Paraty, e outros 100 novatos receberam nosso auxílio para estarem lá. A escolha do tema da Casa, portanto, não foi difícil: A leitura conecta.

Difícil descrever a sensação de ser parte de um evento da magnitude da Flip, com milhares de leitores percorrendo seu calçamento pé-de-moleque imersos no universo mágico. Responsabilizar-se pela programação da Casa se mostrou mais difícil do que imaginávamos, mas colhemos o resultado em cada sorriso ou lágrima que vimos nos rostos de quem ouviu Conceição Evaristo, José Luís Peixoto, Contardo Calligaris, Ayòbámi Adébéyò e Djamila Ribeiro, para citar alguns dos escritores convidados.

Neste momento quase nostálgico pós-Flip, é impossível não se questionar sobre o futuro da leitura no Brasil. Quem diria que teríamos espaço para dominar uma cidade turística apenas com programação literária? E que, ano após ano, o evento cresceria e se democratizaria, trazendo cada vez mais representatividade tanto em seus palestrantes quanto em seus leitores? Melhor deixar esse papo para o próximo happy hour. Quem sabe na Casa TAG da Flip 2020.


* Gustavo Lembert tem 27 anos e é empreendedor formado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 2013, decidiu que os livros, que o haviam acompanhado durante sua vida apenas como hobby, deveriam se tornar seu trabalho. Junto a dois amigos, fundou a TAG - Experiências Literárias, clube que revolucionou o mercado editorial brasileiro e hoje conta com cinquenta mil associados espalhados por todo Brasil.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do PublishNews

[17/07/2019 06:00:00]