Apanhadão: Somos fecha terceiro trimestre no prejuízo
PublishNews, Redação, 12/11/2018
E mais: A linha do tempo da Saraiva e Cultura, biblioteca no Pará acha obras raras e biografia infantil de Monteiro Lobato chega às livrarias em fevereiro

A IstoÉ Dinheiro publicou uma matéria sobre a crise do mercado editorial começando pelo pedido de recuperação judicial da Laselva em 2013. Desde o fim de 2013, o setor editorial acumula perdas consecutivas, com um decréscimo de R$ 1,73 bilhão em suas receitas. A matéria ainda traça uma linha do tempo explicando como Saraiva e Cultura chegaram no ponto em que estão atualmente.

Na última sexta (9), a Somos Educação divulgou seus números referentes ao terceiro trimestre deste ano e o registro foi de um prejuízo líquido de R$ 192,7 milhões. O aumento é 9,3 vezes em relação à perda de R$ 20,7 milhões registrada no mesmo período de 2017. Segundo o Valor, o resultado foi prejudicado por efeitos de itens não recorrentes, formado principalmente pela despesa com o plano de remuneração de ações da companhia. Também pesaram sobre o resultado os R$ 19,7 milhões com custos e despesas de amortização de mais valia de aquisições e R$ 19,7 milhões de diferenças temporárias e outros ajustes. Já o lucro registrado foi de R$ 51,4 milhões, revertendo o prejuízo ajustado de R$ 2,2 milhões do ano passado.

No Estadão, destaque para os livros raros descobertos em acervo da Biblioteca Fran Paxeco, no Pará, na última semana. Dentre as obras descobertas está um título que conta com menos de dez exemplares em todo o mundo. Entre os cerca de 400 livros raros abrigados no local, é possível encontrar a primeira edição ilustrada de Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, lançada em 1723. O local também possui todos os 1.165 volumes da Coleção Camiliana, além das obras completas de Maquiavel.

A coluna da Babel adiantou que a biografia de Monteiro Lobato para crianças, escrita por Lilia Schwarcz e Marisa Lajolo, chega às livrarias em fevereiro, ano em que o autor entra em domínio público. Reinações de Monteiro Lobato: Uma biografia é escrito em primeira pessoa, como se o próprio autor contasse sua história e fala sobre Anita Malfatti e questões de racismo.

N’O Globo, o “coleguinha” Ancelmo Gois contou que o jornalista Maurício Menezes lançou o livro Plantão de notícias. Na obra bem-humorada, com recortes de jornais colecionados há muitos anos na imprensa brasileira, há erros, distrações, genialidades, inutilidades e duplos sentidos.

[12/11/2018 08:00:00]