Diários de Frankfurt: Auf Wiedersehen, Frankfurt
PublishNews, Talita Facchini, 15/10/2018
Talita encerra seu diário de marinheira de primeira viagem contando seus últimos momentos na cidade que se transforma em capital mundial do livro todo mês de outubro

O último capítulo desse diário começa de novo de onde o outro terminou: na quinta-feira, logo depois de termos fechado o PublishNews na correria. Este ano, eu e Leo dividimos os compromissos para podermos cobrir todas as mesas que achávamos interessante, mas mesmo assim, foi muito corrido. Fechamos a edição do PN às 15:20 e fomos direto almoçar já que nós dois tínhamos mesas para acompanhar às 16h.

Mas, depois disso, começaram novamente os happy hours nos estandes e passamos pelo do Brasil, para conferir a já tradicional Caipirinha Hour que lotou o lugar de brasileiros e estrangeiros prontos para conversar um pouco e tomar um chopp ou uma caipirinha. Assim como todos os anos, quinta também é dia da Digital Night, festona encabeçada pela Bookwire e Kobo, e foi para lá que fomos depois e terminamos a noite.

Na sexta, só acompanhei uma mesa sobre o trabalho da imprensa feminista para reverter o preconceito de gênero, que é um assunto que me interessa. Lá ouvi que trabalhar e divulgar o feminismo é uma ação necessária. Na mesa estavam representantes de editoras da África do Sul, Haiti e Canadá.

No sábado, Leo e Carlo deixaram Frankfurt e eu, por um errinho nas datas, marquei meu voo só para domingo, o que acabou sendo bom porque tirei o dia para andar pela cidade e acabei meu dia querendo morar por lá. Atenção especial para os cosplays que vi pela cidade! Sábado é o primeiro dia da feira aberto ao público e praticamente todo mundo vai fantasiado para participar dos concursos, eles aparentemente levam isso muito a sério.

Algumas considerações sobre essa minha semana: a feira é enorme e é tudo muito corrido, mas vale muito a pena e adorei ter ido pela primeira vez. Também ouvi de todas as pessoas que Frankfurt não é tão quente quanto presenciei este ano (pegamos céu azul e um tempo super agradável todos os dias). A cidade é limpa, as pessoas param para você atravessar a rua e eles possuem um metrô de respeito. A comida é muito boa e as cervejas também, claro. E foi muito bom e importante para mim ouvir tantas mesas falando sobre respeito ao próximo e aos nossos direitos, triste pensar que no nosso país as coisas não estejam andando no mesmo caminho. Como ponto negativo, acho que só os muitos ratos que vi andando pelas praças durante a noite (sério, achei meio assustador hahah).

Espero ter conseguido mostrar bem como foi essa minha semana. Uma correria boa que no final sempre vem acompanhada de muito cansaço e uma ótima sensação de dever cumprido que vale por tudo.

Com a autora Bianca Santana
Com a autora Bianca Santana

Minhas companhias, Raquel Menezes, Leo e Bia Alves
Minhas companhias, Raquel Menezes, Leo e Bia Alves


* Talita Facchini é jornalista e atua como repórter do PublishNews. Essa é a sua segunda feira internacional. Esteve em 2017 na cobertura da Feira Internacional de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos. Por conta disso, é conhecida dentro do PublishNews como a princesa das Arábias. Na volta de Frankfurt, teremos que achar uma nova alcunha...

[15/10/2018 03:22:00]