Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 30/04/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto, 30/04/2021

Neuza Chaves e Viviane Martins são as autoras de 'O desafio do impossível' que estreou na lista ocupando a posição de número oito da categoria Negócios | © Reprodução site da editoraFundada pelo professor fluminense Vicente Falconi, a Falconi se consolidou como uma das grandes consultorias na área de gestão da América Latina país e estendeu seus braços por mais de 20 países. Atuou em mais de seis mil projetos, mas um deles chama a atenção em especial: a transformação da cervejaria da Ambev localizada em Campo Grande, no Rio de Janeiro. Quando foi chamada para tocar o projeto, a equipe da Falconi encontrou uma empresa com baixíssimo índice de produtividade, com uma rotatividade de pessoal altíssima, além de perdas financeiras consideráveis. A missão da equipe era reverter esses indicadores e transformar a maior unidade cervejeira da companhia em uma referência em produtividade e engajamento que servisse de modelo para outras unidades da companhia. A missão parecia impossível, mas chegaram lá. A primeira meta – de aumentar a produtividade – foi a primeira a ser alcançada. Em 2019, a operação alcançou índices de 87%. A meta de baixar o turnover, termo usado para designar a rotatividade de pessoal, também foi concluída com sucesso e atualmente é de 2,16%. Essa história de transformação é contada no livro O desafio do impossível (Gente), de Neuza Chaves e Viviane Martins, que alcançou, nessa semana, a Lista dos Mais Vendidos, ocupando a oitava posição da Lista de Negócios, com 571 unidades vendidas na semana de estreia. A categoria trouxe outros três estreantes nessa semana, todos eles da Alta Books: Análise técnica do mercado financeiro, de John J. Murphy, na 15ª posição, com 332 cópias vendidas; O efeito halo, de Phil Rosenzweig, na 16ª, com 325, e Histórias que inspiram, de Kindra Hall, na 18ª, com 316. Clique no Leia Mais e confira outros destaques da Lista dos Mais Vendidos dessa semana.

PublishNews, Julio Silveira, 30/04/2021

Livraria Barata, que antes contemplava a falência, saiu revigorada | © ReproduçãoSer um colunista bissexto (ou, vá lá: relapso) me dá certa perspectiva. Ao reler o que publiquei aqui, com distância de seis meses entre um relato e outro, vejo como foram abruptas e instáveis as mudanças, tanto na situação quanto nas expectativas. Faz um ano que publiquei aqui um relato sobre o livro e a vida em Portugal. O tom era quase lacrimoso, como o dos derradeiros fados da madrugada. “Vamos todos ficar bem”, é o que se lia nas janelas (quando nem se podia sair de casa), mas nada indicava que isso iria acontecer. E, meses depois, esta coluna voltava ao PublishNews para dar conta de nossa luminosa participação na Feira do Livro de Lisboa, e seu título — "o livro vence o vírus" era eufórico… e precipitado. O ano virou especialmente cruel em Portugal, que de repente era o país mais infeccioso da Europa. As livrarias logo foram obrigadas a uma penosa hibernação. Mas enfim o comércio livreiro desabrochou. Havia gente (socialmente distanciada) à porta da Travessa de Lisboa esperando para entrar no primeiro dia de liberação e as filas se repetiam em outras livrarias, mesmo quando já não havia o limite de cinco fregueses por vez. Se não se cumpriram as previsões catastróficas — os números até que vão bem, obrigado — a epidemia incutiu no mercado algumas mudanças, infeccionado alguns segmentos e fortalecendo a imunidade de outros e no fim, a lição é clara: o e-commerce complementa o amor português pelos livros, mas o coração luso está nas livrarias. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra deste artigo.

PublishNews, Redação, 30/04/2021

A Rakuten Kobo, empresa dedicada aos livros digitais e a LeYa Portugal lançaram na última semana, a plataforma Kobo Plus e_LeYa. Disponível para os leitores portugueses, a plataforma reúne mais de 800 e-books em português, mais de 700 conteúdos áudio, também em português – de audiolivros a podcasts e originais –, e quase 600 mil e-books e 94 mil audiolivros em inglês, espanhol, francês, português do Brasil e outras línguas. A Kobo Plus e_LeYa reúne também livros de outras editoras e de todos os gêneros literários, assim como autores mais e menos conhecidos. O foco, no entanto, está nos conteúdos de áudio: são centenas de reportagens, podcasts e outros conteúdos atualizados regularmente. E o vasto catálogo de audiolivros conta ainda com um breve resumo gravado por uma equipe especial que oferece ao assinante uma melhor compreensão das obras. Com o modelo de subscrição de acesso ilimitado, a leitura ou audição de livros e demais conteúdos é feita em streaming, em todos os dispositivos de uso regular – incluindo os e-readers. A plataforma possui ainda, três pacotes de subscrição mensal. Todos os e-books a 5,99 euros por mês; todos os audiolivros, ao mesmo valor; e acesso a todos os e-books e audiolivros, por 7,99 euros por mês. Os pacotes áudio incluem, igualmente, o acesso ao catálogo, atualizado permanentemente. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 30/04/2021

A Carochinha, editora especializada em livros infantis, juvenis e projetos educacionais, abriu duas vagas, uma para o cargo de produtor de arte assistente e outra para produtor editorial assistente. Para a primeira é preciso ter bons conhecimentos do pacote Adobe e experiência em editoras de livros infantis ou em empresas de produtos infantis. É desejável também experiência com orçamentos gráficos e materiais didáticos. As funções do cargo incluem a diagramação de materiais de divulgação; cotações de orçamentos gráficos; auxílio na diagramação de livros e organização de arquivos; checagem da produção de e-books e atuação nas demandas diárias do departamento de arte. Para a vaga de produtor editorial assistente, é necessário que os candidatos tenham bons conhecimentos das etapas do processo editorial; inglês fluente; experiência em editoras de livros infantis e materiais didáticos e facilidade para trabalhar com diversos projetos ao mesmo. Entre as principais funções do cargo estão o acompanhamento da produção editorial dos livros (impressos e digitais), estabelecendo contato com autores, ilustradores e fornecedores; atuação em todas as etapas administrativas do processo editorial; auxiliar na cotação e negociação de orçamentos gráficos; realizar o cadastramento das obras no sistema da editora e auxiliar na definição das especificações técnicas do livro. Interessados devem enviar currículos para o e-mail vagas@carochinhaeditora.com.br especificando no assunto o cargo desejado.

PublishNews, Marisa Moura, 30/04/2021

Novamente toca o telefone na agência literária fictícia criada por Marisa Moura. Depois de atender diferentes tipos de autores, editores e até uma agente concorrente, dessa vez, a misteriosa funcionária atende à ligação de um leitor crítico / parecerista traumatizado. Contratado pela agente literária para avaliar uma certa obra, o tal leitor resolveu dar seu parecer antes mesmo de terminar o texto. "Por favor, avisa ela que depositei o dobro do que recebi para esse parecer na conta da agência. Espero que assim ela nem tente me convencer a terminar esse imbróglio que nunca vai ser livro", desabafa para a misteriosa telefonista. Clique no Leia Mais para conferir mais um episódio da série E toca o telefone.

PublishNews, Redação, 30/04/2021

Gusmão era um menino “querente”. Como toda criança, queria tudo e ao mesmo tempo: queria aprender o passinho de dança, queria tomar chuva sem hora pra acabar, queria acalmar a avó... Um dia, Gusmão teve um sonho. Sonhou que era um coelho e que estava em um circo. Mas Gusmão, todo querente, não queria ser coelho, queria mesmo era ser mágico. No meio dessa aventura circense, o menino vai descobrir que o mais importante é não desistir do próprio sonho. Com duas opções de capa, O pulo do coelho (Carochinha, 48 pp, R$ 39,90) é o novo livro do ator e escritor Lázaro Ramos e conta ainda com ilustrações de Lais Dias.

PublishNews, Redação, 30/04/2021

Único texto infantil de Hilda Hilst, Eu sou a monstra (Companhia das Letrinhas, 36 pp, R$ 54,90) é publicado pela primeira vez como livro ilustrado. A monstra deste livro convida seu amigo para desenhá-la em um papel e a sua verdadeira forma ninguém nunca descobriu: fina ou larga, uma rainha ou um astronauta, uma roseira ou simplesmente sucata. A verdade é que a monstra pode ser tudo aquilo que ela quiser – e a imaginação de uma criança permitir. Com humor e vigor, Hilda abre caminhos para o leitor interpretar de múltiplas maneiras os seus passeios por temas como identidade, amizade e amor. No poema que dá título à obra, a poeta se dirige a uma das raras crianças que puderam conhecê-la de perto. O poema foi escrito como uma homenagem e um presente a Daniel Fuentes, filho do artista plástico Jose Luis Mora Fuentes, considerado por Hilda como seu “irmão de alma”. As ilustrações foram feitas pela artista mexicana Ixchel Estrada, que a cada página transforma a monstra em uma nova combinação de cores, rabiscos e colagens.

PublishNews, Redação, 30/04/2021

Mari viu que, debaixo da cabeleira branca de avó, havia uma espécie de “oito deitado”, ou uma “cobra enrolada”. Ao questionar, a menina, tão curiosa, descobriu que era uma tatuagem do símbolo do infinito. Mari, que adorava a avó – os olhos negros, os vestidos coloridos, as histórias de mistério que só ela sabia contar – começou a "colecionar infinitos". Ela via o símbolo em todas as formas, em todos os lugares, e fotograva tudo. Ou guardava na mente. Infinitos (Melhoramentos, 36 pp, R$ 39 – Ilustração: Alexandre Rampazo), de Léo Cunha, fala, acima de tudo, de afeto, de saudade e de perda. A obra é para crianças, mas muitos adultos podem se identificar com a história da neta que amava a avó, ao ponto de colecionar o símbolo mais marcante dela. Um relato que desperta lembranças adormecidas e leva o leitor a lugares esquecidos, mas que ficarão para sempre.

“Nos livros eu viajei, não só para outros mundos, mas também no meu mundo interior”
Anna Quindlen
Escritora americana
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Torto arado
3.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
4.
A garota do lago
5.
Corte de espinhos e rosas
6.
A arte de manipular a sorte
7.
Do mil ao milhão
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
9.
Mindset
10.
Box Harry Potter
 
PublishNews, Redação, 30/04/2021

Na quarta capa de O menino que virou chuva (Caixote, 144 pp, R$ 48), há um convite: “No momento certo, folheie as páginas deste livro, como o vento faz com as nuvens, deixando a chuva cair e levando embora tudo que é cinza e pesado”. A obra, que trata de raiva, tristeza e outros sentimentos tempestuosos, mas, principalmente de acolhimento, nasceu de uma poesia escrita pelo ator e arte-educador Yuri de Francco, na qual um menino, já desmilinguido de tanto chorar, chove. Como nuvem mesmo. Nas mãos do artista plástico Renato Moriconi, o livro capturou o movimento que essa chuva e esses sentimentos todos sugerem, não só com as palavras e as ilustrações, mas o próprio livro como objeto. A obra começa como um livro ilustrado para depois se tornar um flip book, trazendo ao leitor a sensação de movimento ao virar as páginas.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 30/04/2021

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.