Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 16/11/2020
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Redação, 16/11/2020

Em setembro, a Câmara Brasileira do Livro (CBL), a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), sessão brasileira do International Board on Books for Young People (Ibby), e a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições (Febab) se uniram para criar um clube de leitura com temáticas ligadas aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Agora, as entidades abriram oficialmente as inscrições do processo seletivo de obras brasileiras para o Clube de Leitura ODS em Língua Portuguesa. A inscrição é aberta a editores e autores de livros voltados para crianças e jovens de seis a 12 anos, que tenham sido publicados em língua portuguesa no Brasil no período entre 1º de janeiro de 2016 e 30 de outubro de 2020. As obras também devem ter temáticas relacionadas com um ou mais dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas entre os dias 16 de novembro e 16 de dezembro. A relação de livros selecionados será divulgada no site da ONU e o lançamento da lista de livros do Clube está previsto para acontecer na Feira do Livro de Bolonha, em 2021. Clique aqui para acessar a plataforma do projeto e o regulamento completo.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

Está prevista para esta segunda-feira a apresentação do novo plano de recuperação judicial da Saraiva, que será submetido aos credores em assembleia virtual agendada para a próxima terça-feira (24). Até o fechamento desta edição, o novo plano não tinha sido publicado pelos canais oficiais da Saraiva e nem da RV3 Consultores, escritório contratado para ser o administrador judicial da empresa. Qualquer novidade, o PublishNews publicará em suas redes sociais.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

A Editora Gente, prestes a comemorar seu 34º aniversário, se consolidou no mercado publicando obras de sucesso na área do desenvolvimento pessoal. Este ano, até o momento, ela já conseguiu emplacar 28 títulos na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews, cravando, até agora, o sexto lugar no Ranking Geral de Editoras. A editora é também vice-líder nas categorias Negócios e Autoajuda. Recentemente, a empresa comandada por Rosely Boschini anunciou a contratação de Marcus Vinicius Barili (ex-Melhoramentos) para capitanear um novo selo, o Gente-Autoridade, cujo propósito é alcançar “autores-empreendedores dispostos a ter um papel ativo em toda a construção do seu livro”. Marcus está no Podcast do PublishNews dessa semana para explicar melhor o modelo de negócios que une a autopublicação com mentoria e treinamento de escrita. O publisher contou que, neste modelo, o autor e a casa editorial tomam decisões juntos, desde a concepção do livro até a sua distribuição e comercialização. Marcus explicou que normalmente, o autor encontra duas saídas básicas para ter seu livro publicado: ou a autopublicação ou o processo tradicional, que se submete um original a uma editora e espera ele ser avaliado. O que o Gente-Autoridade propõem é furar essa fila. O grande diferencial, segundo Marcus, é a obrigatoriedade de o livro passar pela “método de publicação” da Editora Gente, que pode ser por meio de um curso de imersão conduzido por Boschini. “Se ele não tiver um livro que esteja idealizado no modelo que a Editora Gente publica – a construção de um avatar, de uma ideia genial, com o foco no público leitor... –, esse livro não passa para a publicação do Gente-Autoridade. Quando ele vem da imersão, ele já vem nesse formato”, explicou o publisher. Marcus disse ainda que, nesse modelo, o autor faz o investimento inicial – algo em torno de R$ 30 mil para uma edição de mil exemplares, com 196 páginas em preto e branco – e se torna um sócio do livro junto com a Gente. Ao dividir as entradas apuradas pela venda do livro, a editora fica com 25% e o autor com 75%, diferente dos modelos tradicionais que, em geral, pagam em torno de 10% sobre o preço de capa para o autor a título de direitos autorais. “É uma parceria de planilha aberta”, disse. O Podcast do PublishNews é um oferecimento da Metabooks, a mais completa e moderna plataforma de metadados para o mercado editorial brasileiro e da UmLivro, novo modelo de negócios para o mercado editorial: mais livros e mais vendas. Você também pode ouvir o programa pelo Spotify, iTunes, Google Podcasts, Overcast e YouTube. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 11/11/2020

A IstoÉ repercutiu a luta de livrarias importantes pelo mundo para continuarem de portas abertas. Em Paris, a Shakespeare and Company fez um apelo aos seus clientes para que eles comprassem livros. A matéria ainda aborda o futuro incerto da Livraria Cultura e as dificuldades enfrentadas pela Strand Book Store, em Nova York. Assim como a Shakespeare e a Cultura, a Strand, uma das maiores livrarias de livros novos e usados do planeta, corre o risco de sumir do mapa. N'O Globo, Lauro jardim contou que o ex-ministro Sérgio Moro vai lançar, em abril, um livro pela Sextante. Na obra, ele vai escrever sobre corrupção e compliance e contar um pouco do que viveu no governo Bolsonaro. Segundo o colunista, o lançamento será em grande estilo: vai fazer uma espécie de turnê por dezenas de cidades, tudo sob a coordenação de Dody Sirena, empresário de Roberto Carlos e que agora cuida da imagem de Moro. A companhia de educação Cogna, holding da Kroton, encerrou o terceiro trimestre de 2020 com prejuízo de R$ 1,29 bilhão, informou o Valor. O resultado foi diretamente afetado por baixas contábeis que somaram R$ 831,1 milhões nas divisões Saber e “outros”. A receita líquida da companhia caiu 17,1% para R$ 1,25 bilhão, devido à redução na base de alunos e do tíquete médio do ensino presencial da Kroton. O Globo fez uma análise sobre o aumento da busca por livros de psicanálise durante a pandemia. Segundo o texto, o aumento da venda de clássicos e de novos títulos que propõem uma articulação com a política e discussões sobre gênero e raça surpreende editores e livreiros. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

A DarkSide aproveitou a última sexta-feira 13 do ano para anunciar os ganhadores da primeira edição do Prêmio Machado DarkSide de Literatura, Quadrinhos e Outras Narrativas. Ao todo, a organização do certame recebeu mais de cinco mil inscrições que concorreram ao prêmio de R$ 20 mil em cada uma das cinco categorias, além do (já cobiçado) Troféu Dark. Foram aceitos textos inéditos e originais que deverão ser publicados pela DarkSide. Em Romance / Conto, o vencedor foi Bruno Ribeiro, pela obra Porco de raça. Rafael Calça e Diox levaram na categoria Quadrinhos, com Aurora. Em Outras narrativas, a vencedora foi Jessica Gonzato, por Dores do parto. Em Não Ficção, o vencedor foi Alex Barbosa, com o livro O monstro no cinema. A categoria Desenvolvimento de Projetos foi para Isa e Pétala Souza, do Imaginários Pluriversais. O prêmio fez ainda menção honrosa aos influenciadores Adriana Cecchi (Redatora de Merda); Milho Wonka e Lana Burns (Freak TV); Pedro Pacífico (Book.ster); Lucas Barros (Fala, Lucas!) e Dayrealt Azevedo (FunkeirosCults). Os cinco receberão o troféu. A editora confirma a segunda edição do prêmio em 2021.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

Estimular o gosto pela literatura e a escrita, aproximar diferentes escritores e agentes culturais da população e facilitar o acesso ao conhecimento. Esses são alguns objetivos do projeto Leituras Urbanas: Literatura nas Ruas da Cidadania. Idealizado para acontecer presencialmente em 75 bairros da capital paranaense, o projeto precisou ir para o mundo virtual, aberto a qualquer interessado de todo o Brasil e acontecerá ao longo de seis meses, a partir desta terça-feira (17) até o dia 27 de abril. Serão 90 vídeos de leitura compartilhada, 12 ciclos temáticos de leitura virtual, dez encontros com escritores, três oficinas de escrita e um concurso literário. Toda a programação é gratuita e pode ser acessada pelo site do evento.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

Prometido para o seminário desde o nascimento, o jovem carioca Bentinho precisa encontrar um jeito de fugir da vida na Igreja e realizar seu verdadeiro sonho: casar-se com a vizinha Capitu. A partir daí, história de paixão, obsessão e ciúme se desenrola, em uma narrativa cheia de reviravoltas, que aos poucos constrói um retrato da sociedade brasileira. Dom Casmurro (Antofágica, 464 pp, R$ 79,90) traz contundentes reflexões sobre o Brasil de sua época, ainda relevantes para os dias atuais, e faz isso com a narrativa repleta de ironia que é uma marca do autor, Machado de Assis. A nova edição da Antofágica traz o texto integral de Machado com notas e posfácio do especialista Rogério Fernandes dos Santos, além de ilustrações de Paula Siebra, apresentação da produtora de conteúdo Camilla Dias e posfácios da atriz e escritora Maria Ribeiro e do escritor Geovani Martins.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

Em Os supridores (Todavia, 304 pp, R$ 59,90), o autor José Falero cria um narrador culto e perspicaz — que contrasta com o dialeto a um só tempo urbano e filosófico da periferia —, e faz uma verdadeira arqueologia da pobreza. Falero leva o leitor direto ao supermercado Fênix, na região central de Porto Alegre. É ali que trabalham Pedro e Marques, dupla que aos poucos veste a carapuça de um Dom Quixote e de um Sancho Pança amotinados. Moradores de "vila" (a favela no Sul), eles invertem o jogo mesmo que as consequências sejam graves. Os dois conhecem pessoas que traficam na periferia onde moram, por isso insistem em se manter na legalidade. Mas, diante de uma "seca" de maconha devido ao desinteresse dos traficantes em comercializá-la, e já cansados da exploração do trabalho, os dois amigos decidem entrar para o tráfico. É a única opção para melhorar de vida. E também uma recusa à desumanização do trabalho assalariado.

“É muito fácil cair na armadilha de saber o que funciona e continuar escrevendo o mesmo livro indefinidamente.”
Tana French
Escritora irlandesa
1.
Escolha sua vida
2.
Decida vencer
3.
A sutil arte de ligar o foda-se
4.
Mais esperto que o diabo
5.
Eu sou, eu posso!
6.
Do mil ao milhão
7.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
8.
Box Harry Potter
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
O milagre da manhã
 
PublishNews, Redação, 16/11/2020

Dentro de seu carro, num estacionamento, Mathilda retira com cuidado a maquiagem do rosto, o vestido apertado, o sapato de salto altíssimo. Veste um abrigo de ginástica e então já não é Mathilda, mas Laurent, marido de Solange e pai de dois filhos. Quando percebe que incorporar uma persona feminina uma vez por semana já não é mais o suficiente, decide completar a transição. E abrir o jogo para a esposa e os filhos é só o começo dessa busca por sua verdade interior. Em Ponto cardeal (Dublinense, 160 pp, R$ 54,90 - Trad.: Amilcar Bettega), a francesa Leónor de Récondo relata com um olhar sensível o processo de descoberta de Laurent e a construção delicada e difícil de sua identidade.

PublishNews, Redação, 16/11/2020

Em A troca (Intrínseca, 352 pp, R$ 49,90 - Trad.: Ana Rodrigues), a autora Beth O’Leary apresenta as personagens Leena e Eileen Cotton. Leena tem 29 anos e sente que já não é mais a mesma. Já Eileen Cotton tem 79 e está em busca de um novo amor. Tudo de que neta e avó precisam no momento é pôr em prática uma mudança radical. Então, para colocar suas respectivas vidas de volta nos trilhos, as duas têm uma ideia inusitada: trocar de lugar uma com a outra. Leena sabe que precisa descansar, mas imagina que a parte mais difícil será se adaptar à calmaria da cidadezinha onde a avó mora. Cadastrada em um site de relacionamentos, Eileen por sua vez embarca na aventura com a qual sonha desde a juventude. Dividindo o apartamento com dois amigos da neta, ela logo percebe que na cidade grande suas ideias mirabolantes não são tão complicadas assim. Ao trocar não só de casas, mas de celulares e computadores, de amigos e rotinas, Leena e Eileen vão descobrir muito mais sobre si mesmas do que imaginam. A obra já tem uma adaptação para as telas confirmada.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.