Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 27/09/2023
Seja você um autor em busca de polimento final para seu manuscrito, uma editora que deseja expandir sua presença global com traduções confiáveis ou quem procura roteiros cativantes na linguagem de quadrinhos, estamos aqui para ajudar
Estamos há 50 anos, distribuindo as melhores editoras, do mercado para as livrarias de todo o Brasil
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Guilherme Sobota, 27/09/2023

Em entrevista à Sabatina PublishNews nesta terça-feira (26), a vice-presidente da Feira do Livro de Frankfurt para América Latina e Sul da Europa, Marifé Boix García, elogiou as iniciativas brasileiras de internacionalização do livro, detalhou um pouco a programação voltada ao continente latinoamericano na Feira e destacou os temas de sustentabilidade, audiolivros e inteligência artificial para o setor editorial. A Feira do Livro de Frankfurt chega à sua 75ª edição neste ano, entre os dias 18 e 22 de outubro. Marifé também reconheceu que a Feira passou a ter um posicionamento ainda mais político nos últimos anos, frente à Guerra da Ucrânia e à pandemia. “O trabalho tem sido muito grande, mas justamente para pontuar no tema político foi muito bom conseguir a presença do Salman Rushdie, como Prêmio da Paz do Comércio Livreiro Alemão; teremos também ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, Maria Ressa, o Alto Comissário da ONU para direitos humanos e outros, e todos eles vão contribuir na programação política”, explicou. Marifé foi entrevistada por Sevani Matos, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL); Gustavo Tuna, gerente editorial da área de literatura da Global; e Simei Junior, PoD Manager da Bookwire Brasil. O programa foi apresentado por Talita Facchini, com produção e direção de Guilherme Sobota, da redação do PublishNews. Clique no Leia mais para ler a matéria na íntegra.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Neste episódio do Podcast do PublishNews, conversamos com Rodrigo Casarin. Jornalista especializado em literatura, desde 2015 ele edita a Página Cinco, coluna de livros no UOL, tem também um podcast e uma newsletter. Conversamos com ele sobre seu livro recém-lançado – A biblioteca no fim do túnel (Arquipélago) –, uma reunião de crônicas e textos de sua vida entre os livros e seus dilemas corriqueiros, que passam pelo Menino Maluquinho, Cem anos de solidão e Dom Quixote, entre outros. Falamos ainda sobre jornalismo esportivo, a cobertura dos livros na imprensa e redes sociais e a crítica literária, sobre a qualidade e popularidade entre os livros mais vendidos e ouvimos, claro, sua indicação de livros. O Podcast do PublishNews é um oferecimento da MVB, a empresa que torna os seus livros visíveis com serviços como Metabooks e Pubnet; da UmLivro, novo modelo de negócios para o mercado editorial: mais livros e mais vendas; e da Câmara Brasileira do Livro (CBL), a entidade que representa editores, livreiros, distribuidores e demais profissionais do setor. Você também pode ouvir o programa pelo Spotify, iTunes; Google Podcasts, Overcast e YouTube. Clique no Leia Mais para ouvir o episódio.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Com uma citação do poeta Castro Alves, a ministra da Cultura, Margareth Menezes, destacou a importância da leitura e da literatura no evento de lançamento do edital do Programa de Apoio à Tradução e à Publicação de Autores Brasileiros no Exterior, nesta terça-feira (26) em Brasília. Com recurso total de R$ 1 milhão (USD 6 mil para cada publicação), o edital tem inscrições abertas nesta quarta (27) até 27 de outubro. Clique aqui para ver o edital na íntegra. A chefe da Cultura no governo federal destacou não bastar “que o mundo conheça nossa produção”. “É importante que o país se fortaleça como um país de leitores”, frisou. Presidente da Biblioteca Nacional, Marco Lucchesi lembrou que a instituição é considerada uma das 10 maiores bibliotecas do mundo e que o trabalho por políticas de leitura toca na alma do Brasil, que tem muito a compartilhar com o mundo. Lucchesi destacou ser o aporte de R$ 1 milhão do edital o maior estabelecido para fomentar autores brasileiros no exterior. Clique no Leia mais para ler a notícia na íntegra.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

A Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR) comemora um importante precedente judicial na defesa dos direitos autorais de suas editoras associadas. Em decisão liminar do último dia 18 de setembro, a Justiça paulista decidiu que o Telegram feriu a legislação autoral brasileira e determinou a suspensão das atividades do grupo chamado "Livros PDF", que compartilhava livros piratas por meio do aplicativo de mensagens, violando os direitos autorais de editoras, entre elas associadas da ABDR, como Companhia das Letras e Sextante. A liminar foi concedida em 1ª instância pela juíza Larissa Gaspar Tunala, da 38ª Vara Cível de São Paulo, determinando a suspensão total do grupo e a identificação do seu criador. Para a ABDR, a decisão abre um importante precedente contra a pirataria literária. Clique no Leia mais para ler a nota na íntegra.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Salman Rushdie | © Rachel Eliza Griffiths / Frankfurter BuchmesseNo sábado (21 de outubro), o autor indiano Salman Rushdie será o centro das atenções na Feira do Livro de Frankfurt. Em uma rara aparição pública, às 19h, ele participará do Literature Gala e falará ao público sobre seu novo livro Victory city, romance épico sobre poder, amor e o que significa ser humano. Desde que sofreu um atentado em agosto de 2022, Rushdie – homenageado com o Prêmio da Paz do Comércio Livreiro Alemão – fez poucas aparições públicas. “Fiquei muito emocionado por Salman Rushdie não perder a oportunidade de conhecer pessoalmente o público em Frankfurt, além de participar da cerimônia de entrega do Prêmio da Paz. É uma grande honra para mim receber Rushdie mais uma vez na Feira", comentou o diretor do evento, Juergen Boos. Em uma entrevista recente por ocasião da 75ª Feira de Frankfurt, Rushdie enfatizou a importância da feira do livro como um local de intercâmbio democrático. Clique no Leia mais para acessar a íntegra desta nota.

PublishNews, André Palme, 27/09/2023

Acordei hoje com a seguinte notícia do The Verge: "O Spotify vai clonar as vozes dos podcasters - e traduzir isso para outras línguas" (para quem quiser ler na íntegra, clique aqui). Não vou aqui falar de todos os pontos da matéria, mas especialmente do título e de todos os desdobramentos que isso pode - ou não - ter para nossa indústria. Desde os princípios do conteúdo digital, uma grande premissa foi: venda seus conteúdos para o mundo todo, com apenas um clique através da internet. Isso é verdade? Em termos. Vou elencar aqui: 1) Livros têm direitos territoriais, se você é o autor, sim, você pode colocar ele facilmente para vender no mundo todo… se você é editora já complica, porque provavelmente o autor ou o agente vai vender esse livro em outro território para outra editora; 2) Podcasts são menos territoriais - em direitos e em execução - porque não existe (até agora) tradução. Ao mesmo tempo são mais territoriais no assunto: não existe um podcast que no Brasil é feito por 2 pessoas e o mesmo podcast tem outros 2 hosts em outro país que só gravam o mesmo conteúdo em outro idioma; 3) Tanto para livros em texto quanto para conteúdos em áudio, a tradução é sempre importante, porque a língua local é e sempre vai ser o principal idioma de consumo do conteúdo. Pense que no Brasil a proficiência em Inglês é de 3% da população; 4) Para conteúdos em áudio, além da tradução do texto existe uma etapa adicional que é a regravação em idioma local, o que torna isso tudo mais demorado e mais caro (que já pode ser um pouco mais barato, considerando IA na equação). Com esses pontos em mente, ainda vale destacar um outro: acesso global não significa automaticamente consumo global. Clique no Leia mais para acessar a íntegra deste artigo.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

A Jambô Editora, que publica livros de fantasia, jogos de RPG e histórias em quadrinhos, abriu uma vaga para vendedor em Porto Alegre. A pessoa contratada reportará ao gerente de marketing e será responsável pela prospecção e atendimento de clientes PJ, além de realizar o controle de consignações e notas fiscais. O candidato ideal é proativo, organizado, adora se comunicar, possui experiência com vendas de livros, tem domínio do Pacote Office; habilidade de comunicação oral e escrita; e disponibilidade para viagens ocasionais. Ensino superior completo em qualquer área será considerado diferencial. A vaga é presencial e as funções incluem prospectar novos clientes PJ (livrarias, distribuidoras, lojas especializadas, etc); manter controle sob consignações e notas fiscais; treinar as equipes das livrarias a respeito dos nossos produtos; nutrir o bom relacionamento com gerentes de lojas e compradores por telefone, e-mail ou visitas presenciais; oferecer a cada cliente um mix de produtos alinhado ao público-alvo dele e instruí-lo sobre como tirar o melhor proveito de datas comemorativas e outras oportunidades. Interessados devem enviar currículos para contato@jamboeditora.com.br com breve apresentação sobre você, suas experiências e competências e incluir no assunto: “[Seu nome] – Currículo de vendedor”.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

A Editora Vida está à procura de um consultor de relacionamento realizar a gestão de consignação, visitas presenciais aos clientes e elaboração de ações comerciais e de divulgação. As responsabilidades do cargo incluem ainda a realização de treinamento em livrarias e distribuidoras, a análise de desempenho dos clientes e a prospecção de novos canais. É preciso ser um bom leitor, ser comunicativo, criativo, dinâmico, analítico, ter disponibilidade para deslocamento e viagens, ter experiência no mercado editorial, e um nível avançado no pacote Office. O tipo de contratação é PJ, em Guarulhos. Interessados devem enviar currículos para rh@editoravida.com.br.

“Um clássico é um livro que nunca acaba de dizer o que tem para dizer.”
Ítalo Calvino
Escritor italiano (1923-1985) em 'Por que ler os clássicos'
1.
O código dos negócios extraordinários
2.
Onde estão as flores
3.
O poder da autorresponsabilidade
4.
A biblioteca da meia-noite
5.
É assim que começa
6.
Café com Deus pai
7.
É assim que acaba
8.
Da Silva: a grande fake news da esquerda
9.
Minutos de sabedoria
10.
Mais esperto que o diabo
 
PublishNews+, Redação, 27/09/2023

O Radar de Licitações - seção fixa do PublishNews+ que reúne, semanalmente, informações sobre processos licitatórios para a compra, confecção de livros e demais serviços editoriais - traz mais dois editais. O primeiro visa a aquisição de livros literários para atendimento das demandas de uma secretaria municipal de educação. São 229 títulos no primeiro lote e 180 no segundo. O pregão está marcado para 17 de outubro e o valor chega a R$ 78.743,20. O segundo edital tem como objeto a aquisição de livros nacionais e estrangeiros impressos para as bibliotecas e demais unidades acadêmicas, unidades de educação infantil, ensino fundamental e médio. A disputa está marcada para 2 de outubro e o valor estimado é de R$ 767.966,95. A seção, exclusiva para os assinantes do PN+, é alimentada pelo Radar de Licitações, consultoria de Natália Vieira que, além de buscar novas licitações, presta um serviço de apoio aos editores e distribuidores interessados em vender para governos, nas mais diversas esferas de poder. Para acessar o Radar dessa semana, clique aqui.

PublishNews, Redação, 26/09/2023

A Feira do Livro de Gotemburgo, maior evento literário da Escandinávia, ocorre este ano entre os dias 28 de setembro (quinta-feira) e 1 de outubro (domingo). Realizada anualmente na cidade sueca, a feira atrai milhares de visitantes, incluindo autores, editores, leitores e amantes da literatura de todo o mundo. Na edição deste ano, o Brasil será representado pelos autores Jeferson Tenório e Otávio Júnior, além da ilustradora Luiza de Souza, conhecida como Ilustralu. A Câmara Brasileira do Livro (CBL), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), promoverá um estande do país no projeto Brazilian Publishers, com o apoio do Ministério das Relações Exteriores. Para Sevani Matos, presidente da CBL, a Feira do Livro de Gotemburgo desempenha um papel crucial na promoção da leitura e do intercâmbio literário em todo o mundo: “Feiras literárias como a de Gotemburgo são um importante ponto de encontro para profissionais do setor editorial, oferecendo oportunidades para negócios, networking e discussões sobre tendências no mundo dos livros".

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Tขth Krisztina © Falus KrisztaA Bienal Internacional do Livro de Jaraguá do Sul já tem a programação confirmada. Com o tema "Como viver junto", o evento terá a participação de autores húngaros, além de uma agenda de atrações nacionais. A programação ocorre de 19 a 29 de outubro em Santa Catarina. A entrada é gratuita. O país homenageado desta primeira edição é a Hungria, e o autor reverenciado é Sandor Lenard, húngaro que viveu seus últimos anos no interior de Santa Catarina. “A literatura húngara é uma das mais potentes do mundo, e Lenard foi um expoente da escrita e, também, da tradução”, afirma o diretor de Programação Artística e Internacional, Carlos Henrique Schroeder. Entre os demais destaques da Bienal Internacional do Livro de Jaraguá do Sul estão atrações internacionais como Krisztina Tóth, a multipremiada e principal autora húngara da nova geração, com mais de 30 livros publicados, e o sociólogo húngaro András Szántó, um dos mais importantes consultores em arte e museus do mundo. Clique no Leia mais para ler a nota na íntegra.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Luiza Romão | © Sérgio SilvaA Flip 2023 (22 a 26/11) confirmou a presença da autora Luiza Romão, vencedora do último Prêmio Jabuti nas categorias Poesia e Livro do Ano com a obra Também guardamos pedras aqui (Nós). A relação de Luiza com a literatura iniciou-se primeiro nas artes cênicas, com sua atuação no teatro e na performance. Mais tarde, começou a se relacionar com o fenômeno do Slam, participando das batalhas e de saraus com seus poemas autorais. Bacharela em Artes Cênicas e Mestra em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo, Luiza pesquisa as imbricações da palavra, performance e cinema, tendo participado de diversas mostras e festivais de poesia falada, nacionais e internacionais. Em 2017, publicou de maneira independente o seu primeiro livro, Sangria, cujos poemas problematizam o silenciamento histórico das mulheres e a dominação do patriarcal na sociedade. Essas questões também aparecem em Nadine (Quelônio), uma história de detetive narrada em versos, escrita a partir de um ponto de vista feminista. No próximo mês, Luiza estará em Frankfurt. No dia 22, ela fará uma apresentação no estande da CBL sobre a sua obra vendedora do Prêmio Jabuti.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

A casa das sete mulheres (Maralto, 120 pp, R$ 61,90) é um dos romances mais bem-sucedidos da literatura brasileira. Publicado em diversos países, entre eles Alemanha, Itália e Grécia, em 2003 o livro recebeu uma adaptação para a televisão que ganhou o mundo com veiculação em mais de 40 países. Agora, mais de vinte anos após a primeira edição, a obra ganha uma nova roupagem, desta vez na linguagem dos quadrinhos. Escrito por Leticia Wierzchowski, o livro mergulha o leitor em uma emocionante trama que revela os eventos tumultuados da Revolução Farroupilha, um capítulo crucial na história do Brasil. A obra destaca a história de sete mulheres – Antônia, Caetana, Rosário, Ana, Perpétua, Manuela e Mariana – que enfrentam uma década de confinamento na Estância da Barra, pertencente à família de Bento Gonçalves da Silva. A obra ilustrada por Verônica Berta retrata com riqueza de detalhes as batalhas que essas mulheres extraordinárias vivenciaram. Anita Garibaldi, embora não seja uma das "sete mulheres", desempenha um papel fundamental no livro. Sua coragem, determinação e luta pela liberdade também são amplamente exploradas.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Em 5 de agosto de 1976, JeanLouis Tripp, então com 18 anos, curtia um período de férias familiares marcado por calor intenso e diversão despreocupada. No entanto, um evento súbito e devastador lança uma sombra sobre essa atmosfera alegre: seu irmão mais novo, Gilles, é vítima de um trágico atropelamento. Levado ao hospital, Gilles sucumbe aos ferimentos horas após o acidente. Esse evento dilacera a vida de JeanLouis, imergindo-o em uma angustiante espiral de culpa, e marca o início de sua dolorosa jornada de luto. Agora, após mais de quatro décadas desde essa dolorosa perda, o autor opta por revisitar os acontecimentos que moldaram aquele fatídico período. Com uma mistura de carinho e sensibilidade, na obra Meu irmão caçula (Nemo, 344 pp, R$ 134,90 – Trad.: Renata Silveira) JeanLouis mergulha de cabeça em suas próprias lembranças e nas lembranças daqueles que estiveram próximos a ele naquele momento crucial. Seu objetivo é capturar a essência da realidade presente e, ao mesmo tempo, resgatar as lembranças do trágico acidente que ocorreu há tanto tempo. Com dedicação, ele se empenha em retratar a devastadora perda de seu irmão caçula, que na época contava com apenas 11 anos de idade, e que permanece uma parte indelével na história da família até os dias atuais.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

Lançando mão de um arsenal de recursos – ironias, sátiras, trocadilhos, associações –, o cartunista Tute, muito conhecido na Argentina, porém nunca publicado no Brasil, traz ao leitor seu talento para o humor e para os achados hilariantes em Tua terapia (Perspectiva, 160 pp, R$ 64,90), um livro que, para além desse mundo psi do divã, diverte os leitores com situações que misturam nonsense, medos, relacionamentos e complexos nossos de cada dia, com incrível sagacidade. Suas belas imagens, que vão do grotesco ao singelo, do sintético ao poético, se combinam num diálogo vivo e surpreendente com o texto, revelando todo um subterrâneo de significados que encantam e divertem, seja pela qualidade e unidade plásticas que oferecem, seja pelo humor inteligente que nos põe, rindo, face a face com nossa própria condição existencial.

PublishNews, Redação, 27/09/2023

As histórias apresentadas em Vozes amarelas são ao mesmo tempo particulares e comuns à realidade de muitas pessoas amarelas no Brasil. Com muita sensibilidade, Monge Han traz em Vozes amarelas (HarperCollins, 160 pp, R$ 59,90) suas já conhecidas cores vibrantes e os característicos três olhinhos para compartilhar reflexões fundamentais sobre preconceito, identidade, ancestralidade e respeito. Por meio de quadrinhos muito coloridos e com várias referências à cultura coreana, o artista Monge Han traz em cinco histórias potentes questões fundamentais quando se fala de vivência amarela no Brasil, como apagamento racial, racismo cotidiano, construção de identidade racial na infância, entendimento da orientação sexual e o modo como isso afeta pessoas racializadas, além de relatos sobre ancestralidade e reflexões sobre o aprendizado de uma língua estrangeira.

 
©2001-2024 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.