Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 26/11/2020
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Lorenzo Herrero, 26/11/2020

Em comunicado enviado aos seus empregados nesta quarta-feira (25), Markus Dohle, CEO da Penguin Random House, e Jonathan Karp, CEO da Simon & Schuster, anunciaram a aquisição da Simon & Schuster pela Bertelsmann – grupo alemão de comunicação dono da Penguin Random House. A compra de um das “Big Five” por outra que também faz parte desse grupo representa um movimento sem precedentes no mercado editorial mundial e potencializa ainda mais a concentração do setor. Além da PRH e S&S, participam do Big Five – reunião dos cinco maiores conglomerados editoriais em operação nos EUA – a Hachette, HarperCollins e Macmillan. A oferta de aquisição da S&S pela Bertelsmann é estimada em algo em torno de US$ 2,17 bilhões, valor superior ao oferecido pela ViacomCBS, proprietário da HarperCollins, outro grupo editorial que estava de olho na Simon & Schuster. A compra se completará ao longo de 2021 e confirmará a liderança mundial da Penguin Random House no mercado global. Somadas as receitas anuais apuradas pelos dois grupos em 2019, têm-se a cifra 4,42 bilhões de euros, pelos dados reunidos pelo Global 50, ranking que reúne informações das 55 maiores empresas do setor. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

Cerimônia do International Excellence Awards em 2017 | © DivulgaçãoA Feira do Livro de Londres, marcada para acontecer de 29 de junho a 1ª de julho de 2021, está com as inscrições abertas para a sétima edição do International Excellence Awards, que celebra os mercados globais e a inovação da atividade editorial fora do Reino Unido. Até o momento, mais de 65 países já receberam reconhecimento no prêmio desde a primeira edição. Para 2021, os interessados podem se inscrever até 17 de dezembro nas categorias London Book Fair Lifetime Achievement – já recebida por Luiz Schwarcz em 2017 –; Editora de Audiolivros; Iniciativa de tradução literária; Biblioteca do Ano; Livraria do Ano; Profissional de Direitos; Recursos de aprendizagem educacional, para empresas que ampliam a aprendizagem e experiência dos alunos, seja na escola ou em casa; e Inclusão na Publicação, para editoras que demonstraram compromisso com a melhoria da diversidade em todo o ecossistema editorial. Os interessados podem se inscrever clicando aqui. Além, de Schwarcz, o Brasil já foi premiado com a Festa Literária das Periferias (Flup) em 2016, com a Tag – Experiências Literárias em 2017 e com a Ed5 em 2019.

PublishNews, Leonardo Neto, 26/11/2020

Pra muita gente, o período de isolamento serviu para revisitar guardados e revirar baús. Com Gisele Corrêa Ferreira isso não foi diferente. Nessa semana, ela participa do PublishNews Entrevista, programa que quer formar um arquivo da memória editorial brasileira. E, na conversa que teve com André Argolo, a idealizadora do Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços) conta que encontrou um caderno de quando, ainda muito menina, registava alguns de seus escritos. Nascia, naquela época, o amor pelos livros. Dessa época, ela se lembra de Fernão Capelo Gaivota, livro de Richard Bach, que a deixou encantada e marcou a sua formação leitora. Escolheu fazer relações-públicas e, ainda muito jovem, fundou na sua cidade natal – Poços de Caldas, no interior de Minas Gerais conhecida por suas águas sulfurosas – uma agência de eventos, publicidade e relacionamento com a imprensa da região que atendia clientes corporativos, majoritariamente. A primeira fase da empresa foi interrompida por uma mudança. Gisele foi morar na Suíça, um país – nas suas palavras – “cinza de pouco sol”. Sem dominar completamente o idioma e sem uma rede constituída de amigos, os livros foram os seus maiores companheiros. O período em que morou na Europa marcou, na sua avaliação, um reencontro com a literatura. Em 2003, retorna ao Brasil, com a certeza de que queria montar um festival literário em Poços de Caldas, cuja primeira edição aconteceu em 2006. “Eu me identifico, de corpo, alma e pensamento com esse universo da literatura”, disse no papo com Argolo. Mas reconhece que é um mercado “osso duro de roer” do ponto de vista financeiro. “Parece que o tempo todo a gente está tirando leite de pedra”, disse. “O Brasil ainda tem muito a fazer em relação à leitura e ao livro”, completou. Clique no Leia Mais, confira a íntegra desta nota e assista ao programa.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

O Grupo Ibep Educação, do qual fazem parte as editoras Ibep, Nacional e Conrad, abriu uma vaga para designer para atuar nas duas últimas casas. Os requisitos incluem graduação em Designer Gráfico, Desenho industrial com habilitação em Programação visual, ou Produção editorial com foco em design gráfico; ter experiência de no mínimo dois anos como designer editorial; ter conhecimento em produção gráfica; ter domínio de programas do pacote Adobe e conhecimentos dos sistemas operacionais Mac e PC. O contratado será responsável pela diagramação de livros, criação de projetos gráficos, tratamento de imagens e por atender algumas demandas pertinentes ao setor de arte do grupo. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail atendimento@grupoibep.com.br até 4 de dezembro.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

O Grupo Editorial Bambolê tem novidades para 2021. A primeira delas é o lançamento do Círculo Literário, um clube que se propõe a trazer um novo conceito em clube de assinatura de livros, sendo mais personalizado ao gosto do leitor. A ideia é que o clube envie livros de todas as faixas etárias e gêneros e ao invés de receber só livros-surpresa, o leitor poderá escolher um ou mais livros que quer receber a partir de um catálogo mensal. As assinaturas serão acessíveis e com frete grátis para leitores do Rio de Janeiro e São Paulo. Quem se cadastrar na newsletter antes do dia 31 de dezembro – data do lançamento – garante um brinde especial. O cadastro pode ser feito no site do Círculo Literário. A segunda novidade é que, a partir de fevereiro, a Livraria Bambolê realizará a Feira Giro Literário, oferecendo descontos para os leitores, no primeiro fim de semana do mês. A ideia é que as editoras possam usar essa oportunidade para girar o estoque parado ou mesmo gerar um pouco de capital de giro. Editoras que tenham interesse em saber as regras, é só mandar e-mail para livraria@editorabambole.com.br. Clique no Leia Mais para saber outros detalhes do novo clube.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

A última edição do ano do Passaporte Literatura, projeto do Goethe-Institut São Paulo, recebe a dramaturga Dione Carlos e a atriz e poeta Luz Ribeiro para conversar sobre o espetáculo teatral Black Brecht – E se Brecht fosse negro? (2019), livremente inspirado em O Julgamento de Luculus, de Bertolt Brecht. A peça escrita por Dione Carlos, dirigida por Eugênio Lima, encenada pelo coletivo Legítima Defesa e que agora foi editada em livro, levou para o palco reflexões sobre classe, raça, gênero e o legado colonial, lançando o questionamento sobre o poeta alemão – “E se Brecht fosse negro?” – e tantas perguntas que se desdobram a partir dele: “Qual seria o lugar ocupado pela raça? Sua obra seria lida em uma perspectiva interseccional? Seria possível construir um espetáculo sobre uma perspectiva afrobrasileira diaspórica da obra e dos procedimentos de Brecht?”. O bate-papo on-line acontece nesta sexta (27), às 19h, e será transmitido pela página do Goethe-Institut São Paulo no Facebook.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

Você sabia que o Mário de Andrade não gostava de viajar, mas foi até a Amazônia? Que ele comprou uma bengala para afugentar jacarés? Que foi de lá que ele tirou ideias para o seu livro Macunaíma? Voltado para o público juvenil, Muito prazer, sou Mário de Andrade! (Roça Nova, 88 pp, R$ 43 – Ilustração: Gabriela Gil), de Karina Almeida, traz essas e outras curiosidades sobre um dos principais nomes da Semana de Arte Moderna e da cultura brasileira. Um livro para despertar nas crianças e jovens a curiosidade pela nossa cultura, pela Semana de Arte Moderna e, claro, para conhecer um pouco mais sobre o autor brasileiro.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

Em 27 de maio de 1937, um grupo de 456 meninas e meninos embarcou no transatlântico Mexique, que partiu de Bordeaux, na França, para o México. Eles deveriam permanecer lá por três ou quatro meses, mas não contavam com a derrota republicana ou o início da Segunda Guerra Mundial, dois episódios que tornaram seu exílio definitivo. As "crianças de Morelia" nunca mais voltaram a sua pátria e, se o fizeram, várias décadas depois, encontraram um país, irmãos e paisagens que já não reconheciam. Mexique (Pallas Mini, 32 pp, R$ 54 – Ilustração: Ana Penyas), de María José Ferrada, conta a história de um navio, sabendo que não há registro de todos aqueles que cruzam o oceano todos os dias, transferindo seres humanos que têm direito a uma vida digna sem que a terra se desintegre sob seus pés.

“O que não escrevo eu esqueço, e é como se não tivesse vivido.”
Isabel Allende
Escritora chilena
1.
Pequeno manual antirracista
2.
Decida vencer
3.
A sutil arte de ligar o foda-se
4.
Mais esperto que o diabo
5.
Box Harry Potter
6.
Do mil ao milhão
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
As muralhas vão cair
9.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
10.
O poder da ação ( edição de luxo)
 
PublishNews, Redação, 26/11/2020

De forma poética, Morro dos ventos (Editora do Brasil, 32 pp, R$ 48,20 - Ilustração: Letícia Moreno) oferece às crianças a chance de serem ouvidas. Mais do que falar de situações de violência que fazem parte da vida de tantos cidadãos brasileiros, esse livro resgata o desejo verdadeiro de uma criança de estar amparada e saber que os seus também estarão. Uma narrativa delicada sobre perda, violência e, principalmente, amor e esperança, escrita por Otávio Jr. e ilustrada por Letícia Moreno. A obra ainda pode ser abordada com as crianças para falar sobre solidariedade, silêncio e paz.

PublishNews, Redação, 26/11/2020

Em O casamento do passarinho (Companhia das Letrinhas, 56 pp, R$ 49,90 – Trad.: Hedi Gnadinger), livro ilustrado para pequenos leitores, um passarinho que não lembra seu canto precisa redescobrir sua voz para encontrar uma noiva e se casar. Quando a primavera chega, os passarinhos cantam para atrair suas noivas passarinhas. Mas o protagonista desta história esqueceu o próprio canto. Então ele resolve arriscar alguns sons que já ouviu por aí para ver se tem sorte. No livro, a história é contada a partir do tradicional gênero narrativo do conto acumulativo (também chamado de conto rítmico ou conto de encadear), que repete falas, personagens e ações para dar ritmo ao texto escrito e/ou ilustrado. Assim, a repetição convida as crianças a participar da história, imaginando o que afinal vai acontecer para resolver o problema do protagonista. Primeiro livro do escritor e ilustrador alemão Hendrik Jonas publicado no Brasil, a obra apresenta aos leitores iniciantes onomatopeias dos sons produzidos pelos animais de uma maneira divertida e cativante.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.