Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 02/05/2019
Aldeia dos Livros oferece serviços que vão desde a revisão de textos em geral; tradução do inglês e espanhol; copydesk; pareceres; contatos com editoras; eventos nacionais e internacionais; criação de capas de livros, branding e coaching criativo para autores.
HiDesign Estúdio é um estúdio editorial focado em design. Entre os trabalhos oferecidos pelo estúdio estão: capas, projetos gráficos, diagramação e ilustração para projetos de editoras e autores independentes.
A Beluga Editorial presta diversos serviços de produção do livro, incluindo revisão, copidesque, diagramação, capa e projeto gráfico. Atendemos tanto editoras quanto autores.
PublishNews, Redação, 30/04/2019

O júri do Prêmio PublishNews, composto por representantes das 13 livrarias que fornecem os números para a Lista dos Mais Vendidos, decidiu conceder o troféu de Profissional de Marketing e de Vendas do Ano de 2018 para Daniela Kfuri. Ela trabalhou por muitos anos nos departamentos de marketing de grandes casas editoriais, e em maio de 2017 aceitou o desafio de trabalhar também a área comercial, assumindo a Diretoria de Marketing e Vendas da HarperCollins Brasil. Nesses anos de trabalho ela reestruturou o departamento comercial, bem como suas políticas e seus processos, investiu no cuidado da gestão de backlist e de reimpressões, criou novas frentes de venda e apostou na sinergia entre o marketing, o comercial e o editorial para alavancar os resultados. Em 2018, sob sua gestão, a empresa alcançou resultados muito positivos em um ano desafiador, chegando a 15% de crescimento do seu faturamento total, além de marcar presença nas listas de mais vendidos com títulos como Amar e ser livre, de Prem Baba; Prisioneiros da mente, de Augusto Cury; Do mil ao milhão, de Thiago Nigro; A queda de Gondolin, de JRR Tolkien, entre outros. Para fechar o ano com chave de ouro, ela recebeu o prêmio internacional Best marketing campaign, representando o Brasil em uma disputa com os outros escritórios da HarperCollins no mundo, pela campanha de relançamento de O assassinato no Expresso Oriente, que alavancou as vendas do clássico de Agatha Christie e de todo o seu backlist em mais de 900%.

PublishNews, Pedro Almeida, 02/05/2019

A notícia do Magazine Luiza ter incluído a categoria livros em seu e-commerce animou muita gente. É ótimo ver uma grande rede de lojas abrir um braço para a seção “livros” em seu e-commerce, mas é preciso explicar: o site já vendia livros como marketplace: onde comercializava livros de outras livrarias. O melhor aspecto desta novidade é que agora o Magazine irá aproveitar sua logística para custear o frete, sobretudo fora das grandes cidades. Um livro saindo de SP para Manaus ou Rio Branco custa uma ou duas vezes o valor pago por um cliente do Sudeste, por conta do seu frete. Agora a pessoa pode buscar na loja, sem ter de pagar pelo envio. A loja como ponto de retirada de livros economiza o frete, mas, de novo, utiliza o livro como isca para jogar o consumidor num mar de eletrônicos. Seria bom ver as empresas pensarem que o livro pode produzir o contrário: usar o interesse do público em outros produtos para vender livros... Por que estou escrevendo isso? Porque muita gente não se dá conta de que abrir mais um canal de vendas, que tenha como diferencial o preço, seja do livro ou do frete, não incrementa tanto a leitura como desejamos. Cria uma competição baseada unicamente no preço. Se o Magazine criar seções para oferecer livros físicos em suas lojas será o pulo do gato. Imagine somar mais 950 livrarias ao número que temos hoje? Clique no Leia Mais e confira a íntegra da coluna de Pedro Almeida.

PublishNews, Redação, 02/05/2019

A australiana radicada no Brasil, Alison Entrekin venceu esta semana o NSW Premier's Translation Prize, concedido pelo International PEN Sydney Centre e financiado pelo Create NSW. O prêmio tem como objetivo dar reconhecimento ao trabalho de tradutores australianos pela sua capacidade de colocar os leitores locais em contato com escritores estrangeiros. Na visão dos jurados, Entrekin traduziu um grande volume de obras brasileiras nos últimos anos se tornando uma das principais tradutoras do mundo. “As obras que ela traduziu são impressionantes, incluindo romances populares e intrigantes de Chico Buarque e Cidade de Deus, de Paulo Lins, bem como o clássico do modernismo brasileiro, Perto do coração selvagem, de Clarice Lispector”, avaliou o júri que destacou ainda que a ganhadora conseguiu criar novas traduções para trabalhos antigos e que conseguiu se destacar por sua elegância e amplitude de expressão. Entrekin foi pré-selecionada três vezes para o prêmio – em 2009, 2011 e 2013 – e este ano leva para casa US$ 30 mil.

PublishNews, Leonardo Neto, 30/04/2019

María Teresa Carbano, presidente da Fundação El Libro, que organiza a Feira do Livro de Buenos Aires | © DivulgaçãoNa Argentina, o PublishNews conversou com María Teresa Carbano, presidente da Fundação El Libro, organizadora da Feira do Livro de Buenos Aires. Na conversa, ela falou sobre a crise que afeta o mercado editorial, dos projetos encampados pelas entidades que representam a cadeia produtiva do livro e de saídas que o mercado tem procurado para debelar a crise que afetou a produção e as vendas de livros no país. Segundo dados apresentados por María, houve uma queda de quase 50% na produção de livros e ela estima queda de um terço do mercado desde 2015. Clique no Leia Mais e confira a íntegra da entrevista.

PublishNews, Redação, 02/05/2019

Um novo evento com possibilidade para a comercialização de livros surge no calendário cultural de Porto Alegre. Em sua primeira edição, a Feira do Livro Independente vai ocupar a Rua João Telles, no trecho entre a Avenida Osvaldo Aranha e a Rua Henrique Dias, no Bairro Bom Fim, neste domingo (5), das 14h às 19h, com 65 autores independentes de Porto Alegre e de outras cidades gaúchas. Para o organizador, o escritor Gabriel Cianeto, a Feira do Livro Independente se configura como um evento acessível no qual os autores podem ter um retorno financeiro mais vantajoso do que em outras oportunidades semelhantes. Dentro da programação cultural, ocorrem contação de histórias para crianças e lançamentos de livros.

PublishNews, Redação, 02/05/2019

Em decisão unânime do Conselho Consultivo do Iphan, em setembro passado, a Literatura de Cordel passou a ser reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro. Compreendendo o valor dessa literatura para a formação da identidade cultural nacional, a Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, realizará, ao longo dos meses de maio e junho, uma programação gratuita integrada com atividades que explorarão a temática. Para começar, parte representativa da produção de cordéis de Brasil e Portugal, entre os séculos XVII e XX, estará presente na exposição O Cordel em Portugal e no Brasil, na Casa das Rosas, de 7 de maio a 6 de junho. Para quem quiser ter a experiência de parte da produção de um cordel, entre os dias 7 e 28 de maio, a Casa Guilherme de Almeida realizará a oficina Xilogravura: Capa de Cordel. A proposta é que, a partir de modelos previamente escolhidos como referência, os participantes desenvolvam uma xilogravura para capa de um cordel. Entre os dias 9 de maio e 13 de junho, acontece na Casa Mário de Andrade o curso Literatura de Cordel, onde os participantes terão oportunidade de conhecer a história e tradição do gênero e desenvolver seus próprios textos e, no dia 10 de maio, a Casa Mário abre a exposição O Cordel na Pauliceia. Uma seleção de folhetos de cordel contemporânea realizados em São Paulo busca mostrar a vitalidade desse tipo de literatura entre nós. Para conferir a programação completa, que também conta com música e cinema, é só clicar nos sites dos museus-casas.

PublishNews, Redação, 02/05/2019

Um dos destaques da Flip 2018, Leïla Slimani conquistou o público e a crítica com Canção de ninar, obra vencedora do Prêmio Goncourt, que traz uma reflexão profunda sobre maternidade, desigualdade social e cultural e opressão ao contar a história de uma babá que mata duas crianças. Agora, em sua nova obra, No jardim do ogro (Tusquets / Planeta, 192 pp, R$ 39,40 – Trad.: Gisela Bergonzoni), ela apresenta um romance visceral sobre o desejo. Leïla conta a história de Adèle, uma jornalista que vive em Paris com seu marido cirurgião e seu filho em um lindo apartamento. Por trás da vida aparentemente perfeita, ela está entediada com seu trabalho e seu casamento enquanto é consumida pela necessidade insaciável de sexo a qualquer custo. No jardim do ogro é um retrato ao mesmo tempo cru e poético sobre um corpo escravizado por seus impulsos.

PublishNews, Redação, 02/05/2019

Jovem acadêmico desembarcado nos EUA vindo da Índia, Kailash parece reverberar ecos da própria vida de Amitava Kumar, autor de Os amantes (Todavia, 280 pp, R$ 64,90 – Trad.: Odorico Leal). “Este é um trabalho de ficção, bem como de não ficção”, anota ao fim do livro. E de fato: a relação entre verdade e criação literária fornece uma tensão irresistível à história de um universitário às voltas com pesquisas e encontros sexuais num ambiente a um só tempo puritano e teoricamente aberto às diferenças. Em sua narrativa, Kailash descreve as alegrias e decepções da experiência de imigrante; as texturas políticas e sociais da vida no campus; a influência de um professor carismático – também como ele um imigrante –; a natureza das mulheres que ama pelo caminho; e a imagem que constrói de si mesmo a partir do olhar de cada uma delas. Contando sua própria história, Kumar personifica em Os amantes o entusiasmo da juventude em seu idealismo e desejos caóticos.

“A Hilda Hilst pode ser um antídoto a esse conservadorismo cafona que tomou conta do país.”
Ricardo Domeneck
Escritor brasileiro - Flip 2018
1.
O milagre da manhã
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
Brincando com Luccas Neto
4.
O poder oculto
5.
Seja foda!
6.
O poder da autorresponsabilidade
7.
O poder da ação
8.
Me poupe!
9.
A cinco passos de você
10.
Do mil ao milhão
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.