Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 05/11/2018
Somos uma agência com experiência no mercado editorial e especializada em assessoria de imprensa e na produção de eventos destinados à conexão entre profissionais de diversas áreas.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
Adaptamos seu valioso conteúdo para o universo digital com tecnologia de nível mundial. Na Hondana, o seu conteúdo é tratado da maneira que merece.
PublishNews, Redação, 05/11/2018

Nos últimos dias a Saraiva iniciou uma nova renegociação com cerca de 500 fornecedores que reúnem R$ 100 milhões em dívidas em atraso. Em entrevista ao Valor Econômico, Jorge Saraiva Neto, CEO da rede de livrarias, disse: "Eu não consigo hoje dizer quais são as consequências e o final dessa negociação. Essa situação foge do nosso controle. Não tenho controle sobre todo esse cenário. Isso está sob o controle dos fornecedores. A Saraiva hoje não tem condições de quitar integralmente no curto prazo os seus débitos com seus principais fornecedores". O Valor diz ainda que a empresa analisa a hipótese de vender ativos ou vender uma fatia do negócio, para reduzir o endividamento. Fonte ouvida pelo jornal disse que uma possibilidade é a entrada da rede no Novo Mercado da B3, segmento de mais elevada governança e conversão de ações PN (preferenciais) em ON (ordinárias) e a emissão de debêntures conversíveis em ON, o que reduziria a fatia da família Saraiva, hoje dona de 59% das ON, na empresa. A crise do setor livreiro também foi alvo de uma matéria na Folha que aponta, além das questões macroeconômicas, o modelo de gestão das livrarias como um dos culpados pelo momento que beira a catástrofe. Ainda sobre esse assunto, a coluna da Mônica Bergamo, também na Folha, revelou que editoras estão se articulando para participar em bloco das negociações com Cultura e Saraiva. A coluna traz ainda a notícia de que a prefeitura de São Paulo retomará o programa “Minha Biblioteca”, que vai comprar dois livros por ano para cada um dos 430 mil alunos da rede municipal de ensino. Clique no Leia Mais e acesse o "Apanhadão" dessa semana.

PublishNews, Leonardo Neto, 05/11/2018

Sandro Rodrigues é autor do livro 'Crença inabalável', que ganhou terreno na lista dos mais vendidos dessa semana | © Redes sociais do autorHá exatamente um mês, no dia 5 de outubro, estreava na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews o livro Crença inabalável (Buzz), de Sandro Rodrigues, CEO do grupo Hinode de cosméticos. Nessa semana, o livro conquistou o segundo lugar da Lista Geral, deixando para trás o “livrão” de Luccas Neto. Foram 5.059 exemplares vendidos. O Ranking Geral, a propósito, ganhou nova configuração essa semana. Com A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca) na liderança (até aí nenhuma novidade) e com o livro de Rodrigues com a prata, a lista viu O milagre da manhã, que se mantinha há semanas na posição de número três, perder terreno. O livro aparece agora em sexto lugar. Em comparação com a semana passada, a lista apresenta queda de 13% nos números gerais de vendas. Com destaque para a categoria Infantojuvenil que perdeu impressionantes 30%. Ficção e Não Ficção sofreram queda de 17%. A única categoria que teve um tímido crescimento foi Negócios (+1%). Clique no Leia Mais e confira outros destaques da Lista dos mais vendidos.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

Dianne Melo, especialista em Programas Sociais do Itaú Social foi a convidada especial do Podcast do PublishNews dessa semana. Com as inscrições abertas para a edição de 2019 e 2020 do projeto Leia para uma criança, Dianne contou melhor como surgiu a ideia de levar os livros para o maior número de crianças possível, como funciona a seleção das obras, a importância dos mediadores na formação de novos leitores e deu números importantes: em 2018 o Leia para uma criança bateu a marca de 52 milhões de livros distribuídos para as famílias de todo país. Seguindo no assunto da literatura infantil e juvenil, nossa equipe também comentou as notícias que foram destaque na última semana, dentre elas a carta de colaboração escrita pela CBL, FNILIJ e AEILIJ com sugestões para a valorização da literatura destinada aos públicos infantil e juvenil, o fechamento de 20 lojas da Saraiva, a nova pesquisa apresentada pela GfK, os mais vendidos e, claro, as notícias sobre a Feira Internacional do Livro de Sharjah. Nosso editor, Leonardo Neto, esteve nos Emirados Árabes Unidos na última semana e trouxe algumas entrevistas durante o podcast sobre a jornada profissional que levou ao país alguns editores brasileiros e outras curiosidades sobre o evento. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra do programa. 

PublishNews, Henrique Rodrigues, 05/11/2018

Entre leituras de viagem, a correria cotidiana e pescarias no lago da memória, tento olhar o futuro enevoado. No tempo comprimido, as ideias nos chegam rápido, em camadas sobrepostas, numa megacebola cujo maior desafio é tentar tirar sentido de cada etapa antes que ela seja obliterada – com ou sem choro. Tempus fudit, camaradas! Entre o transe e o trânsito, enumero na coluna que pode ser acessada clicando no Leia Mais, um rol de gaguejos, pitacos, potocas whatsáppicas, instantâneos que ficam na peneira das ideias nesses dias de tantas curvas.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

Nesta terça (6), às 10h, o Encontro CBL de Negócios estará no Rio de Janeiro, na Livraria Leonardo da Vinci (Av. Rio Branco, 185 – Rio de Janeiro / RJ). Na ocasião, Anselmo Bortolin, CEO e fundador da UmLivro, plataforma que oferece diversas soluções de impressão por demanda e logística para as editoras e que é uma das líderes no mercado em impressão POD, dará uma palestra sobre como disponibilizar o catálogo completo de uma editora nos maiores canais de venda do país, inclusive os esgotados, do e-commerce à loja física. O principal objetivo é mostrar aos participantes como gerar resultados positivos para a editora sem custos adicionais e com maior retorno financeiro. Os interessados em participar devem confirmar presença pelo e-mail eventos@umlivro.com.br.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

Na última quinta-feira, durante a cerimônia de abertura da Feira do Livro de Sharjah, foi entregue o prêmio Turjuman à editora francesa Actes Sud, pela tradução do livro Du despotisme et autres textes, do autor sírio Abdul Rahman Al Kawakibi e traduzido por Hala Kodmani. Editora e tradutora dividiram o prêmio de 1,3 milhão de dihams (cerca de R$ 1,3 milhão). Na cerimônia foram entregues ainda os prêmios de Melhores Livros dos Emirados Árabes Unidos aos escritores Reem Al Kamali (Delma statute); Mohammed Salem Al Mazroui (Elections in the UAE, outcome and future vision); Salem Abu Jamhour (Battle of Buddha); Mohammed Omran Taryam (Historical roots of the creation of the UAE); Aisha Al Basri (Life without me) e Hugh Peyman (China’s change). A Kuttab Publishing foi eleita a melhor editora dos Emirados Árabes Unidos; a Modern Library como a melhor editora árabe e a Geroger Olms Verlag como melhor editora internacional. 

PublishNews, Redação, 05/11/2018

A Suzano Papel e Celulose, em parceria com a Editora Arqueiro, prorrogou até o dia 30 de novembro, o prazo de inscrições para a 2ª edição do Prêmio Pólen de Literatura, que reconhece obras de ficção inéditas nos gêneros romance, suspense, policial ou thriller. Desde o início do período de inscrições, em setembro, o regulamento do prêmio, disponível no site oficial do papel Pólen, já recebeu mais de mil acessos. Entre os livros enviados para avaliação serão selecionados cinco finalistas a serem julgados por um comitê escolhido pela Arqueiro e pela Pólen. O júri será formado pelo editor do selo Estação Brasil (Editora Sextante), Pascoal Soto, pelo jornalista da Folha de S.Paulo, Maurício Meireles, e pelo autor e roteirista Raphael Montes. O vencedor será anunciado em 31 de janeiro de 2019 e receberá a quantia de R$ 10 mil, além de ter a oportunidade de lançar seu livro pela Editora Arqueiro.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

O que têm em comum os universos de Star Wars e Harry Potter, os filmes da Marvel, as marcas Coca-Cola e Red Bull? Todos eles têm uma imensa e engajada base de fãs. Até recentemente, eles eram considerados apenas consumidores preferenciais dos produtos e serviços oferecidos pelas marcas e celebridades. Mas, impulsionados pelas redes sociais, esses admiradores se encontraram, se organizaram em seu universo particular – o fandom – e ganharam poder. No livro Super fanfom (Anfiteatro / Rocco, 336 pp, R$ 59,90 – Trad.: Guilherme Kroll), a designer e especialista em tecnologia Zoe Fraade-Blanar e o jornalista e consultor empresarial especializado em negócios não convencionais Aaron M.Glazer destrincham, em um texto rico e bem-humorado, o universo dos fandoms e fazem uma interessante síntese histórica, sociológica e psicológica do mundo dos fãs.

“A liberdade ganha seu maior significado quando o ato de escrever tem a cidadania do mundo.”
Maria Carpi
Escritora brasileira
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Crença Inabalável
3.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
4.
Seja foda!
5.
Combate espiritual
6.
O milagre da manhã
7.
Me poupe!
8.
O poder da ação
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
Para todos os garotos que já amei
 
PublishNews, Redação, 05/11/2018

O matemático Edward O. Thorp inventou a contagem de cartas, provando o que parecia impossível: derrotar a banca na mesa de blackjack. Como resultado, ele inaugurou uma nova era dos jogos de azar. Seu enorme sucesso e seu método matematicamente incontestável causaram tamanho alvoroço que os cassinos alteraram as regras do jogo para escapar dele e das legiões de apostadores que inspirou. Pouco depois Thorp voltou seu olhar para o “maior cassino do mundo”: Wall Street. Desenvolvendo e implantando fórmulas matemáticas para vencer o mercado, Thorp instaurou a época das finanças quantitativas em que vivemos hoje. Em Um homem para qualquer mercado (Portfolio Penguin, 488 pp, R$ 74,90), o matemático conta pela primeira vez a história do que ele fez, e de como fez; fala de suas paixões e motivações, e da curiosidade que sempre o levou a desconsiderar o conhecimento tradicional e a conceber soluções revolucionárias para problemas aparentemente insolúveis.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

Por que o sucesso chega mais rápido para algumas pessoas? Que práticas possibilitam altos níveis de sucesso? Por que algumas pessoas bem-sucedidas são felizes nesse processo e outras não? Depois de uma década como um dos coaches de alta performance mais renomados do mundo, Brendon Burchard revela os seis hábitos mais efetivos para o sucesso de longo prazo. Todos nós queremos alcançar a alta performance nas diversas áreas de nossas vidas. Mas como? Quais hábitos podem nos ajudar a ser bem-sucedidos, independentemente da idade, carreira, força e personalidade que temos? Tornar-se uma pessoa de alto rendimento tem relação direta com seis fatores: clareza, energia, necessidade, produtividade, influência e coragem. Em O poder da alta performance (Objetiva, 376 pp, R$ 54,90 – Trad.: Bruno Fiuza), Brendon Burchard ensina a arte e a ciência de como colocar em prática os hábitos de alta performance.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

Com base na experiência que adquiriu comandando sua empresa, a Rádio Ibiza, cercado por jovens, Pedro Salomão desfaz, na obra Lyderez (Best Business, 224 pp, R$ 39,90), o mito de que as novas gerações são alienadas, desfocadas ou desinteressadas. O sucesso da sua rádio e o legado que pretende deixar para seus sucessores confirma: o grande desafio para lidar com os jovens no ambiente de trabalho é compreendê-los; exercitar a empatia com sinceridade, descobrindo como aproveitar o potencial de quem é recém-chegado ao mercado. Pedro aposta na confiança e na humanização das relações profissionais para capacitar um líder. Nem todo chefe é um bom líder, aquele que está preparado para iluminar, empoderar e se conectar com a juventude que compõe as equipes nas empresas. Reconhecer os jovens como formadores de opinião e apostar na troca de experiências como enriquecedora para ambos os lados é o caminho para a formação de líderes comprometidos, responsáveis e felizes.

PublishNews, Redação, 05/11/2018

Você acha que chegou a hora de abrir seu próprio negócio e finalmente tirar uma velha ideia do papel? Ótimo, mas, antes de você investir nesse novo empreendimento, você conhece o mercado em que está querendo atuar? Sabe se sua ideia é inovadora o suficiente para ser absorvida por ele? Que habilidades são necessárias para fazer o negócio decolar? Como irá gerir o negócio? Essas perguntas assustam, mas são apenas algumas das reflexões propostas por Marcus Linhares em C.H.O.Q.U.E. — Tratamento para o surto empreendedor (Benvirá, 184 pp, R$ 49,90). Linhares, duas vezes vencedor do Prêmio Educação Empreendedora Brasil, aborda na obra as principais dúvidas de todo empreendedor e oferece uma metodologia própria de modelagem de negócio que irá ajudar o leitor a avaliar se sua ideia tem potencial para virar um negócio viável e a dar os primeiros passos para colocar seu plano em andamento. O Tratamento de C.H.O.Q.U.E. é composto por seis variáveis que devem ser consideradas pelo empreendedor ao longo do processo de abertura ou de reestruturação de um negócio. São elas: Conhecimento, Habilidade, Operacionalidade, Quanti-Qualidade, Uniformidade e Efetividade, que são trazidas de forma dinâmica e prática.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.