Publicidade
Publicidade
Em meu irmão vi o meu eu passado: Um panorama dos primeiros dias da Feira do Livro de Havana
PublishNews, Estevão Ribeiro, 28/02/2024
As ruas foram tomadas por um público leitor majoritariamente jovem que me deu esperança de um futuro urgente

Delegação brasileira convocada para representar o Brasil na Feira do Livro de Havana | © Juliana Uepa / MinC
Delegação brasileira convocada para representar o Brasil na Feira do Livro de Havana | © Juliana Uepa / MinC
Inicialmente, este é um texto 100% passional, atravessado por diversos fatores. É o meu primeiro texto para o PublishNews sobre a primeira viagem internacional que fiz na vida, então, talvez, não consiga ter o distanciamento que se pede para fazer uma análise sobre um país da importância de Cuba e como foi impactante a presença do Brasil como convidado de honra da 32ª Feira do Livro de Havana.

Este evento movimentou a capital do país mais (mal)falado pela direita nos últimos anos de gestão do inelegível. A resposta de qualquer denúncia feita sobre o governo genocida era respondida por pessoas com bandeiras brasileiras em seus perfis em redes sociais com um “vai para Cuba” em letras maiúsculas.

Pois bem, fomos.

© Acervo Pessoal© Juliana Uepa / MinC
© Acervo Pessoal© Juliana Uepa / MinC
A delegação brasileira convocada para representar o Brasil na feira – que teve seu evento principal no Parque Histórico Militar Morro-Cabaña, o maior forte construído nas Américas, e diversas ações por aparelhos culturais distribuídos por Havana – contou com um time de peso para acompanhar a Ministra da Cultura, Sra. Margareth Menezes e o Secretário de Formação, Livro e Leitura, Fabiano Piúba: Ailton Krenak, Conceição Evaristo, Eliana Alves Cruz, Elisa Lucinda, Emicida, Frei Betto, Jarid Arraes, Jeferson Tenório, Márcia Kambeba, Cidinha da Silva, Graça Graúna, Otávio Júnior, Socorro Acioly e Patricia Melo.

Ainda por iniciativa junto à Embaixada do Brasil e Havana, o projeto Brasil em Quadrinhos também levou para o evento, exposições de páginas e exemplares em espanhol de obras brasileiras de grandes artistas, representados pelos presentes Marcelo D’Salete, Luiza de Luiza de Souza, Gidalti Jr, Alcimar Frazão, Sirlene Barbosa e João Pinheiro.

Vale também o registro da presença do escritor Jamil Chade, da escritora Juliana Monteiro e deste autor/artista que escreve cheio de emoção este relato.

Mesa 'Quadrinhos de Norte ao Sul' | © Luciana Falcon
Mesa 'Quadrinhos de Norte ao Sul' | © Luciana Falcon
Se alguém dissesse ao Estevão adolescente da periferia da Serra/ES, chamado de “Steban” pelos amigos em referência à novela Kubanacan, que ele um dia estaria em Cuba, ele riria incrédulo.

Ao Estevão de 44 anos a honra de participar da programação da Feira, mediando uma mesa chamada “Quadrinhos de Norte ao Sul”, ao lado da quadrinhista Luiza Souza, que atende na internet como @ilustralu, e do quadrinhista belorizontino Gidalti Jr, que cresceu no Pará e hoje mora em São Paulo.

Dividido em duas “levas” de autores e autoras, tive a honra de acompanhar a primeira delegação e ver a inauguração dos dois pavilhões do Brasil, que abrigava a exposição Brasil em Quadrinhos e um mostruário de títulos de autoria brasileira em espanhol. O governo brasileiro comprou nada menos do que 6 mil cópias de obras traduzidas para distribuição pelos aparelhos culturais da ilha.

Aliás, Cuba é um país de leitores. As ruas do forte foram tomadas por um público leitor majoritariamente jovem que me deu esperança de um futuro urgente. Mesas como as de Conceição Evaristo com Eliana Alves Cruz e Marcelo D’Salete, a dobradinha Conceição e Emicida e ações como a de Elisa Lucinda na Casa da Poesia em Havana Vieja mostram uma cidade pulsante, ainda sofrendo os reflexos do embargo dos Estados Unidos, mas viva.

© Acervo Pessoal
© Acervo Pessoal
Aí é que entra o Estevão adolescente, talvez um pouco mais do Estevão criança. Ver as dificuldades da população mais pobre de ter acesso a produtos industrializados básicos me joga para a minha infância, onde o sonho de comer algo diferente do arroz e feijão e ovo era distante. Um biscoito recheado, uma batata chips, coisas que não se encaixavam nas prioridades da minha adolescência.

Mas o Brasil do passado me veio também nas crianças nas praças até às nove da noite, nos adultos que trabalham pelas praças cuidando e as orientando sobre a hora de ir para casa.

Cuba tem um povo consciente, culto, conhecedor de seus hermanos latinos e me dá uma vergonha em ver o quão pouco conhecemos da América Latina como um todo.

A 32ª Feira do Livro de Havana (FILH 2024) ocorreu de 15 a 25 de fevereiro.

Estevão Ribeiro (@estevaoribeiro), é escritor, roteirista audiovisual e artista gráfico capixaba. Autor de mais de 23 títulos, entre histórias em quadrinhos, romances e livros infantis, que somam mais de 200 mil livros vendidos. É roteirista dos curtas-metragens Saia do meu quarto (2012) e Aprovada! (2018), ambos com direção de André Vianco. Para TV e streaming, trabalhou em projetos para o GNT e em salas de roteiro para produções destinadas à Fox, Multishow e Netflix. Atualmente integra a equipe de desenvolvimento Narrativas Negras, da VIS – Viacom International Studios. Aqui no PublishNews elas divertem os leitores todas as sextas-feiras.

** Os textos trazidos nessa coluna não refletem, necessariamente, a opinião do PublishNews.

Publicidade

A Alta Novel é um selo novo que transita entre vários segmentos e busca unir diferentes gêneros com publicações que inspirem leitores de diferentes idades, mostrando um compromisso com qualidade e diversidade. Conheça nossos livros clicando aqui!

Leia também
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Esta semana, 'Os passarinhos' dão espaço para uma nova tira da Rê Tinta
Esta semana, 'Os passarinhos' dão espaço para uma nova tira da Rê Tinta
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Obras publicadas pela Editora Asinha e pela Giostri Editora compõem a seção de autores independentes
'Trilogia cínica – rural' (Giostri Editora), de Ney Dieguez, traz histórias de ambições, traições, astúcias e dissimulações
Uma história reflexiva de uma menina sonhadora que nos convida a sentir e pensar de forma diferente, publicada pela Editora Asinha
Em sua coluna, Henrique Rodrigues apresenta sugestões de ações práticas contra o cerceamento à literatura
Escrevo o que posso. Não escrevo o que quero.
Anton Pavlovitch Tchékhov
Escritor e dramaturgo russo, citado por Guilhermo Arriaga em Passo Fundo
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar