Publicidade
Publicidade
Sorrisos de crônica
PublishNews, Redação, 07/02/2023
Renato Maia largou um emprego estável para fazer o que realmente amava: escrever

Há quem diga que a crônica está fora de moda. Esse gênero, considerado menor, menos nobre, indigno de um ganhador de prêmio Nobel de Literatura, é presa fácil das línguas ferinas dos literatos em suas mesas empoeiradas. Porém, como pode estar fora de moda um gênero que traz a referência ao tempo em seu próprio nome? Para Antônio Cândido, a crônica está sempre ajudando a estabelecer ou restabelecer a dimensão das coisas e das pessoas, pois pega o miúdo e mostra nele a grandeza. Em tempos tão confusos e cinzas, por que, então, não retornar a um gênero que restabelece dimensões, faz muito com pouco e extrai sorrisos até dos carrancudos?

Mas convém não exagerar! O sorriso da crônica não pode ser gargalhada. Uma crônica que se preze não faz ninguém mostrar todos os dentes. É preciso manter algum grau de gravidade para que a vida seja entendida como algo de que se deva sorrir, mas não debochar. O sorriso que a crônica suscita deve ser um sorriso de canto de boca. Alegre, mas não muito.

Renato Maia, autor de 'Allegro ma non tropo' | Fonte: Divulgação
Renato Maia, autor de 'Allegro ma non tropo' | Fonte: Divulgação

Esta é a proposta de Renato Maia, nascido em 1984, no ABC paulista. O autor é formado em Audiovisual e Filosofia. Sabendo da promissora capacidade de suas áreas de formação proverem o seu sustento, Renato, como todo humano temente ao Deus das contas vincendas, foi aprovado em um concurso público de um grande banco e nesse trabalho construiu, com afinco, dedicação e disciplina, os mais sólidos alicerces de sua infelicidade.

Há dez anos, um colapso nervoso o alertou sobre a possibilidade de morrer durante um dia de trabalho, numa semana em que pudesse haver emenda de feriado. Decidiu, pois, largar uma vida segura e rentável como consultor de investimentos concursado e se demitiu no exato dia em que seria promovido. Desde então, em vez de ser um proto-artista frustrado com bolso de funcionário concursado, optou por ser um ex-concursado, com bolso frustrado de artista.

Não obstante, hoje tem todas suas contas em dia e afirma ter dinheiro suficiente para viver com tranquilidade… desde, é claro, que morra até o fim da próxima semana.

Atualmente, trabalha no setor audiovisual, exercendo as funções de diretor, roteirista, fotógrafo e montador. Cinema, Filosofia e Literatura são seus maiores e verdadeiros guias nesta jornada. Allegro ma non tropo é seu mais novo lançamento literário.

A Área Indie é um publieditorial que reúne mensalmente lançamentos, com informações sobre livros lançados de forma independente ou autopublicados. Para saber como participar da seção, escreva para o comercial do site no e-mail comercial@publishnews.com.br.

Tags: Área Indie, ases
Publicidade

A Alta Novel é um selo novo que transita entre vários segmentos e busca unir diferentes gêneros com publicações que inspirem leitores de diferentes idades, mostrando um compromisso com qualidade e diversidade. Conheça nossos livros clicando aqui!

Leia também
Seção publieditorial do PublishNews traz lançamentos da Editora Vista Chinesa, Uiclap e um livro independente
Livro publicado pela Vista Chinesa conta a história de uma criança que usa a maconha para fins medicinais
Escrito por Marina Hadlich, 'Até essa comédia se tornar romântica' é uma história divertida e com uma personagem que ultrapassa as páginas e conversa diretamente com o leitor
Publicado pela UICLAP, livro de Luiz Müller é um guia completo que conta a história geral da ordem maçônica
Publicado pela Patuá, 'Cabeça de todos nós', primeiro livro de contos de Orete Nascimento, traz 30 contos que tratam de questões essenciais ao ser humano e das implicações de suas atitudes perante a vida
Publicidade

Mais de 13 mil pessoas recebem todos os dias a newsletter do PublishNews em suas caixas postais. Desta forma, elas estão sempre atualizadas com as últimas notícias do mercado editorial. Disparamos o informativo sempre antes do meio-dia e, graças ao nosso trabalho de edição e curadoria, você não precisa mais do que 10 minutos para ficar por dentro das novidades. E o melhor: É gratuito! Não perca tempo, clique aqui e assine agora mesmo a newsletter do PublishNews.

Outras colunas
Todas as sextas-feiras você confere uma tira dos passarinhos Hector e Afonso
Tivemos o prazer de ler um livro carnavalizado e carnavalizando! E há quem diga que a literatura nacional naufragou...
Seção publieditorial do PublishNews traz lançamentos da Editora Vista Chinesa, Uiclap e um livro independente
Escrito por Marina Hadlich, 'Até essa comédia se tornar romântica' é uma história divertida e com uma personagem que ultrapassa as páginas e conversa diretamente com o leitor
Publicado pela UICLAP, livro de Luiz Müller é um guia completo que conta a história geral da ordem maçônica
A Hilda Hilst pode ser um antídoto a esse conservadorismo cafona que tomou conta do país.
Ricardo Domeneck
Escritor brasileiro - Flip 2018
Publicidade

Você está buscando um emprego no mercado editorial? O PublishNews oferece um banco de vagas abertas em diversas empresas da cadeia do livro. E se você quiser anunciar uma vaga em sua empresa, entre em contato.

Procurar

Precisando de um capista, de um diagramador ou de uma gráfica? Ou de um conversor de e-books? Seja o que for, você poderá encontrar no nosso Guia de Fornecedores. E para anunciar sua empresa, entre em contato.

Procurar

O PublishNews nasceu como uma newsletter. E esta continua sendo nossa principal ferramenta de comunicação. Quer receber diariamente todas as notícias do mundo do livro resumidas em um parágrafo?

Assinar