Apanhadão: Fórum das Letras se une ao Sesc em nova edição
PublishNews, Redação, 15/10/2018
E mais: Raquel Menezes fala sobre políticas públicas de incentivo à leitura, os livros que foram destaque em Frankfurt e primeiro livro de contos de Moacyr Scliar ganha edição especial

Nas notícias do final de semana, o jornal O Dia publicou um artigo escrito por Raquel Menezes. No texto, a presidente da Libre fala sobre a importância da leitura e da criação de mais políticas públicas para a formação de leitores, citando o GT da Crise, que se reuniu no último mês para discutir o assunto.

Na coluna da Babel, destaque para o Fórum das Letras, que com o tema Emergências: Literaturas e Outras Narrativas, se uniu ao Sesc para realizar mais uma edição, abandonando a ideia de se tornar bienal. Idealizado por Guiomar de Grammont, o evento que acontece de 1º a 4 de novembro homenageará os poetas Paulo Leminski (1944–1989) e Guilherme Mansur e terá a participação de Conceição Evaristo, Milton Hatoum.

Babel também anunciou que o canal de ciência e tecnologia do YouTube, Manual do Mundo, vai virar livro. Dúvida Cruel, que será lançado no início do mês pela Sextante, traz respostas para 80 perguntas sugeridas pelos seguidores de Iberê Thenório e Mari Fulfarodo.

O Painel das Letras falou sobre os dois livros mais disputados na Feira de Frankfurt esse ano e que trazem temas sobre ditaduras e o autoritarismo. Um deles é o romance La Hija de la Española (A filha da espanhola), estreia na ficção da venezuelana Karina Sainz Borgo, já vendido para 18 países -- no Brasil, quem levou foi a Intrínseca. O romance conta a história de Adelaida Falcón em meio ao caos político e social da Venezuela, perseguida por partidários do chavismo. Outro, também contratado pela Intrínseca, é o romance M, Il Figlio del Secolo (M, o filho do século), de Antonio Scurati. O livro, narrado em primeira pessoa, conta a história de Benito Mussolini até a chegada ao poder.

N’O Globo, o coleguinha Ancelmo Gois lembrou que chegou às livrarias a centésima do livro O encontro marcado, de Fernando Sabino (1923-2004). A obra, publicada pela Record, desde que começou a ser editada, em 1975, já teve quase 500 mil cópias vendidas. Ele também contou que o primeiro livro de contos de Moacyr Scliar, O carnaval dos animais, ganhará edição especial da L± e que pesquisadores da USP encontraram no acervo de Obras Raras da Biblioteca Nacional, um exemplar do Vocabvlario da Lingoa de Iapam, dicionário bilíngue japonês-português, publicado em 1603 no Japão.

[15/10/2018 03:22:00]