'Nunca quis isso', diz Canônica sobre pedido de demissão de Bagolin
PublishNews, Redação, 18/06/2018
Em sua página no Facebook, colunista do PublishNews responde itens da carta de demissão do agora ex-curador do Prêmio Jabuti

Na última sexta-feira (15), Luiz Armando Bagolin enviou carta à Câmara Brasileira do Livro (CBL) pedindo a sua demissão do cargo de curador do Prêmio Jabuti. O pedido veio no fim de uma semana conturbada em que Bagolin se viu envolvido numa grande polêmica depois de responder a um artigo escrito por Volnei Canônica em sua coluna no PublishNews. O PublishNews falou com Canônica assim que saiu a notícia de que o curador tinha pedido demissão. “Nunca quis isso. O que sempre quis é que as coisas fossem revistas. Não tenho nada contra o Bagolin. Isso me deixou muito triste. Não era isso o que a gente queria”, disse ao PublishNews em mensagem de áudio enviada por WhatsApp.

No seu Facebook, o especialista em literatura infantil e juvenil, no entanto, achou por bem comentar pontos da carta do ex-curador. No documento enviado à CBL, Bagolin disse que “toda mudança gera desconforto e todo desconforto gera medo”. Sobre isso, Volnei diz que os criadores a quem representou na demanda não estão com medo. “Nosso desconforto é contra os retrocessos. Estamos apenas combatendo esses retrocessos que o novo formato do prêmio impõe a literatura infantil e juvenil”, defendeu. 

No seu post, Volnei fala ainda que a reivindicação nunca foi para aumentar ou contemplar diferentes gêneros dentro do escopo do Prêmio. “Estamos falando de diferentes públicos: Infantil e Juvenil. Mas se o prêmio não dá conta de olhar as especificidades e diferenças entre esses jovens leitores, então, não é um prêmio que representa essa área”, continuou. 

As inscrições para o Jabuti estão abertas até 28 de junho. 

Clique aqui para conferir os outros pontos levantados por Volnei em seu post.

[18/06/2018 10:51:00]