Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 09/11/2021
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
PublishNews, Talita Facchini, 09/11/2021

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou na manhã desta terça (09) a primeira lista com os dez finalistas de cada uma das 20 categorias da 63ª edição do Prêmio Jabuti. Com curadoria do editor e tradutor Marcos Marcionilo, esse ano o prêmio apresentou um crescimento de 31% das obras inscritas na premiação, quando comparado à edição passada: foram 3.422 inscrições. E no total, essa primeira lista conta com 127 selos editoriais diferentes e oito autores independentes. No Eixo Literatura, na categoria Romance Literário, estão entre os finalistas O avesso da pele, de Jeferson Tenório; Solução de dois Estados, de Michel Laub; Fé no inferno, de Santiago Nazarian; As sobras de ontem, de Marcelo Vicintin; O que ela sussurra, de Noemi Jaffe – todos publicados pela Companhia das Letras – e ainda: Suíte Tóquio, de Giovana Madalosso e Os supridores, de José Falero, ambos publicados pela Todavia; Maboque (Quelônio), de Tina Vieira; Maria altamira (Instante), de Maria José Silveira; e Nem sinal de asas (Patuá), de Marcela Dantés. Em Romance de Entretenimento figuram editoras como Patuá, Coerência, Alfaguara, Penalux, Jandaíra, Avec, Malê e DarkSide. A lista com os cinco finalistas de cada categoria será divulgada no dia 16 de novembro. Já os vencedores das 20 categorias e o ganhador do Livro do Ano serão revelados durante a cerimônia de premiação online, marcada para acontecer no dia 25 de novembro, às 19h, no canal da CBL no YouTube. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

Em 2021, o programa da prefeitura de SP comprou 2 milhões de livros | © Site da Secretaria Municipal de EducaçãoA Prefeitura de São Paulo divulgou a lista dos livros selecionados para o projeto Minha Biblioteca. A compra vai compor a complementação e reposição dos acervos das salas e espaços de leitura das unidades educacionais e do projeto Minha Biblioteca. O objetivo é dar aos alunos acesso às obras literárias e a compra será para abastecer o programa no ano que vem. De acordo com a própria Secretaria Municipal de Educação, em 2021, o programa distribuiu dois milhões de exemplares para alunos da educação infantil e do ensino fundamental. A lista é extensa e bastante diversa, reunindo livros de editoras independentes e também de grandes grupos. Clique no Leia mais e confira algumas das obras selecionadas.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

A Organização Mundial da Propriedade Intelectual (Wipo) abriu inscrições para o seu Programa para Jovens Experts (YEP), direcionados a jovens profissionais de até 35 anos que queiram se especializar na área de propriedade intelectual. O foco está em pessoas que vivem em países em desenvolvimento. Os selecionados participam de um programa de dois anos, cumpridos no Campus da Wipo em Genebra, na Suíça. Para isso, recebem uma bolsa de 5 mil francos suíços (R$ 30 mil, aproximadamente) por mês, além de cobertura médica e ajuda de custo para a viagem. Além de ter no máximo 35 anos, o candidato precisa ter uma graduação, trabalhado por pelo menos dois anos na área e fluência na língua inglesa. Candidatos têm até o próximo dia 19 para se inscrever. Para mais informações, clique aqui.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

Desde 1999, a Editora da USP realiza a Festa do Livro da USP. O tradicional evento é uma espécie de 13º das editoras, que conseguem apurar boas vendas no período. A edição de 2021 será, pelo segundo ano consecutivo, virtual por conta da pandemia. O evento começou nesta segunda-feira e segue até a próxima segunda-feira (15), com 234 editoras oferecendo seus livros com desconto de 50%. Pelo site do evento, o leitor consegue verificar as editoras participantes e é direcionado para os respectivos sites onde há a lista de livros em promoção.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

Começa nesta terça (09), a 5ª edição do Seminário A Língua Portuguesa na Educação, na Literatura e na Comunicação, evento organizado pela Comissão para Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa (CPCLP) e realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) em parceria com o Sesc São Paulo. De maneira digital e gratuita, o evento segue até sábado (13) com o objetivo de explorar a ideia de um espaço linguístico comum de criação literária e de reflexão sobre temas contemporâneos. Para isso, haverá seis conversas sobre o uso da língua portuguesa como meio de expressão filosófica e pensamento crítico, o papel da língua na divulgação científica, entre outros temas. A programação começa nesta terça, às 11h, falando sobre as nuances do pensamento crítico / filosófico em língua portuguesa. Entre os convidados do seminário estão nomes como Prof. Dr. Severino Elias Ngoenha (Moçambique), Prof. Dr. Gilvan Müller de Oliveira (UFSC), Djaimilia Pereira de Almeida (Angola), Kalaf Epalanga (Angola), Socorro Acioli, Leonardo Tonus, Guiomar de Grammont, Isabel Lucas (Portugal), Ondjaki (Angola), Mirna Queiroz, Marcus Teles (Livraria Leitura), Mônica Carvalho (Livraria da Tarde) e Vitor Tavares (CBL). A programação completa você confere no site do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo e as mesas serão transmitidas pelo canal do CPF Sesc no YouTube.

PublishNews, Talita Facchini, 09/11/2021

A Feira Internacional do Livro de Sharjah continua a todo vapor até o dia 13 de novembro. Enquanto isso, há alguns temas e eventos que merecem destaque. O primeiro deles, é a participação da Espanha como convidado de honra da feira. Com uma visita do Ministro da Cultura e do Esporte, Miquel Iceta Llorens aos pavilhões do evento, a Espanha deu início à sua programação cultural que terá 25 oficinas de atividades, discussões, shows, musicais e performances. E como os investimentos por lá não param, o Sheik Sultan bin Muhammad Al Qasimi, destinou AED 4,5 milhões para a compra de novos títulos de editoras árabes e estrangeiras que marcaram presença na Feira deste ano. A ação faz parte dos planos do governo de Sharjah de atualizar continuamente os acervos das bibliotecas do Emirado. “A alocação dos fundos oferecerá o impulso de receita necessário para várias editoras, varejistas de livros e outros participantes do SIBF 2021, que estão todos nesta plataforma global para alimentar sua recuperação pós-pandemia”, explicou um comunicado enviado à imprensa. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

A Carochinha, editora focada em livros infantis, está à procura de um coordenador editorial. O contratado será responsável por atuar na coordenação da produção editorial de todos os selos da editora, estabelecendo contato com autores, ilustradores, estúdio de arte, preparadores e revisores; atuar na definição das especificações técnicas do livro, elaboração de espelhos, validação de originais e de emendas; atuar contato direto com editoras e fornecedores estrangeiros; nos processos de importação e certificação de livros-brinquedo; lidar diretamente em todos os processos editoriais; e atuar à diretoria na criação/elaboração de projetos e estratégias para a editora. Os requisitos incluem domínio do pacote Office; experiência no segmento editorial de livros didáticos, incluindo programas de governo (PNLD); inglês fluente; perfil comunicativo e ter disponibilidade de horários trabalhar em fins de semana e feriados, de acordo com a demanda. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail vagas@carochinhaeditora.com.br.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

Combinando crítica social, humor e drama, e trazendo para o centro a vida real de milhões de pessoas, Confinada (Todavia, 128 pp, R$ 74,90), de Leandro Assis e Triscila Oliveira, é um retrato da pandemia e do Brasil. Na trama, Fran é uma influenciadora com milhões de seguidores. Sua vida diante da câmera é uma sucessão de frases de efeito, dicas de saúde e cenários paradisíacos. Para ela, a pandemia de covid-19 é uma oportunidade de “fazer um balanço”, “buscar novos desafios” e “crescer”. Das três trabalhadoras domésticas que são funcionárias de Fran, apenas Ju aceita passar a quarentena com ela — as outras são mandadas para casa com metade do salário. Em nome do sustento da família, Ju inicia uma dura convivência com Fran, que se revela mais alienada e sobretudo cruel do que ela poderia supor. A partir da postura crítica de Ju e de seu olhar incisivo para as desigualdades que compõem a sociedade brasileira, Confinada vai escancarar as bases dessa crueldade. Na relação entre Ju e Fran, revela-se a cada episódio o racismo e o ódio de classe, bem como os interesses econômicos que alimentam a injustiça e os privilégios da branquitude.

“Os livros nos permitem viajar no tempo, para explorar a sabedoria de nossos ancestrais.”
Carl Sagan
Cientista americano (1934-1996)
1.
Mindset milionário
2.
Centelha Divina
3.
O milagre da manhã + O milagre da manhã para transformar seu relacionamento
4.
DNA revelado das emoções
5.
Mais esperto que o diabo
6.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
7.
Vermelho, branco e sangue azul
8.
Anos de chumbo e ouros contos
9.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
10.
A garota do lago
 
PublishNews, Redação, 09/11/2021

Fundado em Oakland, Califórnia, em 1966, o Partido dos Panteras Negras para Autodefesa foi uma organização política radical que contrastava totalmente com os movimentos pelos direitos civis vigentes na época, que em geral pregavam a não violência. Os Panteras, se baseando na constituição e lei norte-americanas, pregavam o uso de armas pelos cidadãos para que pudessem se proteger. Esta história é apresentada em forma de quadrinhos em O partido dos Panteras Negras (Conrad, 192 pp, R$ 64,90), explorando o impacto e a importância do grupo, de seus programas sociais, educacionais e de saúde que foram projetados para elevar e melhorar a comunidade negra em sua batalha contra a indiferença e preconceito do estado e contra a brutalidade policial. Com texto de David F. Walker, ilustrações de Marcus Kwame Anderson e tradução de Jim Anotsu e letras de Lilian Mitsunaga, a edição tem capa com orelhas e verniz localizado e foi impresso em papel off-set.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

"Ser ou não ser igual a todas as outras pessoas? Eis a questão". Numa paródia a Hamlet, de Shakespeare, é esse o dilema que atormenta Raskólnikov, protagonista de Crime e castigo (LeYa, 160 pp, R$ 45 - Trad.: Carolina Selvatici), publicado originalmente no século XIX por Fiódor Dostoiévski e que ganha agora, uma versão em quadrinhos adaptada e ilustrada por Bastien Louki. Raskólnikov é um jovem que teve que abandonar os estudos por falta de dinheiro. Sem perspectivas, perambula pelas ruas, observando as pessoas à sua volta. Ele é um pensador, mas está passando fome e não consegue pagar o aluguel do cômodo estreito em que vive. Sente-se oprimido pela pobreza. Mas o pior de tudo é que essa situação dramática e humilhante contradiz sua crença pessoal de que ele é diferente da maioria dos homens e está destinado a um grande futuro. No entanto, ele se transforma num caldeirão de ódio prestes a explodir. Convicto de que a moralidade comum não se aplica a ele e de que precisa agir para o bem da humanidade, comete um crime bárbaro, mas o que atrapalha, de fato, seu caminho de sucesso é um adversário implacável: a sua consciência. Raskólnikov, que se achava tão especial, se deixa abater pela culpa e se vê perseguido por ela em todos os momentos.

PublishNews, Redação, 09/11/2021

Poucos poetas evocam tantos anseios ao falar das mazelas que acometem a humanidade como Castro Alves. Suas críticas sobre a escravidão, a violência e o preconceito não só foram essenciais na época de sua escrita, como continuam relevantes até hoje. A adaptação de O navio negreiro e outros cantos de Castro Alves (Editora do Brasil, 80 pp, R$ 49,90), feita por Laudo Ferreira, reúne diversos cantos deste poeta romântico focados em diferentes temas, transpondo a palavra para o imagético de forma poderosa. A obra reúne: O navio negreiro, O fantasma e a canção, A cruz da estrada, Tragédia ao luar e Vozes d’África, adaptados em HQ, além de outros trechos de sua vasta obra.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.