Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 05/10/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Leonardo Neto, 05/10/2021

Torto arado (Todavia) é um dos livros mais bem-sucedidos dos últimos tempos. Além de ter amealhado prêmios importantes, consolidando o sucesso de crítica, o livro de Itamar Vieira Jr. é um dos grandes best-sellers da temporada. E isso se traduz na Lista Nielsen PublishNews, a que apura os autores nacionais mais vendidos em livrarias brasileiras. O livro encabeça a Lista de Ficção desde janeiro e não foi diferente no Ranking referente ao período de 16 de agosto a 12 de setembro. Conectadas (Seguinte), de Clara Alves, marca sua presença no pódio, ocupando o segundo lugar da lista. Tudo é rio (Record), de Carla Madeira, completa o trio medalhista do mês. O único estreante da Lista apareceu em Não Ficção. O Deus que destrói sonhos (Thomas Nelson Brasil), de Rodrigo Bibo, apareceu pela primeira vez ocupando a posição de número 15 da categoria. Do mil ao milhão (HarperCollins), de Thiago Nigro, lidera Não Ficção. O poder da autorresponsabilidade e O poder da ação, ambos de Paulo Vieira e publicados pela Gente, completam o pódio da categoria. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

Meghan Markle | © Northern Ireland Office / Wiki CommonsEm junho, Meghan Markle, a duquesa de Sussex, escreveu e publicou o seu primeiro livro infantil, Seu banco. A obra – que fala sobre o vínculo especial entre pai e filho, visto pelos olhos da mãe – chegou à lista dos livros mais vendidos do New York Times e em breve estará disponível para os pequenos leitores brasileiros. É que o título sairá pelo selo Companhia das Letrinhas no dia 10 de novembro. Seu banco foi ilustrado pelo artista vencedor do prêmio Caldecott e best-seller Christian Robinson. Na obra, o ilustrador ampliou o seu estilo característico, trabalhando pela primeira vez com aquarela para trazer alegria e suavidade às páginas e refletir a beleza do amor de um pai, vista pelos olhos da mãe. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

A Disal abriu mais uma vaga para consultor de negócios, dessa vez para atuar no estado da Bahia. Para esta vaga, o candidato precisa residir preferencialmente na cidade de Salvador, ou fácil acesso, ter flexibilidade de horário e disponibilidade para viagens e ter formação ou estar cursando Administração ou Marketing. O contratado será responsável - dentre outras funções - por realizar prospecção, captação e manutenção de clientes (livrarias, colégios, institutos de idiomas, instituições de ensino superior e órgãos públicos), organizar e participar de eventos, efetivar as vendas, elaborar orçamentos e/ou propostas de fornecimento de serviços, planejar a agenda semanal de visitas, acompanhar os resultados de vendas de sua carteira e as metas pré-definidas. Os benefícios incluem comissão sobre as vendas, vale refeição, vale alimentação, convênio médico e odontológico. Os interessados devem enviar o currículo suporte.rh@disal.com.br até 31 de outubro.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

As editoras Alaúde e Tordesilhas abriram uma vaga de estágio em design de marketing. O contratado será responsável pela produção de peças gráficas para as campanhas de lançamento das editoras. Entre as peças desenvolvidas estão materiais para redes sociais (Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn), materiais impressos (folhetos, marcadores, postais etc.), brindes para pré-vendas e influenciadores, materiais de apoio a livrarias e outras produções gráficas. O estagiário também auxiliará a produção editorial, eventualmente, com a diagramação dos livros das editoras. As editoras pedem que os candidatos estejam cursando Design Gráfico, Produção Editorial, Publicidade e Propaganda, Comunicação Social, Marketing e áreas correlatas; tenham domínio das ferramentas do pacote Office e conhecimentos avançados ou intermediários em programas gráficos do pacote Adobe (Photoshop, Illustrator e InDesign). A carga horária é de 6h/dia e a contratação inclui vale refeição e vale transporte. A equipe está em home office por ora, com retorno ao escritório após a completa vacinação de todos. Os interessados devem enviar currículos e portfólio para editoraalaude@gmail.com, aos cuidados de Bárbara Bressanin.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

O Flir – Festival Livro na Rua, inicia nesta terça, sua terceira edição. De volta às ruas de Belo Horizonte, até o dia 10 de outubro, o evento convida os leitores a matar a saudade das livrarias e fazer um passeio pelo Circuito Internacional de Livrarias, que começou na Rua da Literatura (Fernandes Tourinho) e, neste ano, segue até a Rua dos Mercadores em Luanda, Angola. Em uma programação conjunta com o Flir Angola, o festival dará destaque para a produção em língua portuguesa vinda da África. Totalmente gratuita e híbrida, o Flir discutirá temas como as mulheres na literatura, diálogo entre culturas, ancestralidade e memória, o conhecimento e a consciência africana, a justiça social como contribuição para a paz, entre outros. Homenageando a escritora mineira Carolina Maria de Jesus, o festival abre sua programação com duas mesas: a palestra Gramática do Cotidiano, Carolina e Conceição: Ruptura, herança e continuidade, com Conceição Evaristo, às 16h, e a mesa Pois é, Carolina, com a participação do jornalista, escritor, biógrafo e crítico literário Tom Farias, autor de Carolina: Uma Biografia (2019), às 17h30. A partir daí, durante todos os dias, serão apresentadas as mesas de debate, com participantes de BH e direto de Luanda. A programação completa você confere no site do evento. E como um dos objetivos do Flir 2021 é dar chance às pequenas editoras, que lutam por espaço nas vitrines das livrarias, durante os seis dias do evento, editoras e livrarias se unirão em programações paralelas, enaltecendo o festival. Clique no Leia Mais para conferir as livrarias participantes.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

No dia 25 de novembro, o Prêmio Jabuti – referência entre as premiações do mercado editorial – revela os vencedores da sua 63ª edição. Até lá, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) lança o #EsquentaJabuti, projeto que irá promover um circuito de lives em parceria com livrarias. As conversas irão acontecer, a partir desse mês, nas redes sociais das livrarias parceiras, entre elas Livraria Mandarina, Livraria da Tarde, Loyola, da Travessa, PanaPaná, Leitura, Martins Fontes e Blooks. A live de estreia acontece nesta quarta (06), às 19h, com a participação de Ignácio de Loyola Brandão. A conversa será mediada por Luiz Trigo, conselheiro do Prêmio, e será transmitida pelo canal da CBL no YouTube. No dia seguinte (07), às 19h30, a live será transmitida pelo Instagram da Livraria da Tarde. Com o tema Poesia como arte e crítica do mundo, o bate-papo contará com participação de Cida Pedrosa e mediação de Mônica Carvalho e Nathan Matos. Até o dia 28 de outubro, participam da programação nomes como Otávio Júnior, Wagner William, Joselia Aguiar, Itamar Vieira Junior e Djamila Ribeiro. Clique no Leia Mais para conferir a programação completa.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

Registro da visita do secretário Leônidas Oliveira à cidade de Poços de Caldas | © DivulgaçãoEm novembro do ano passado, a cidade de Poços de Caldas anunciou que se candidataria ao título de Cidade Criativa na área de Literatura. O título é concedido pela Unesco. Na semana passada, Leônidas Oliveira, secretário estadual da Cultura e Turismo de Minas Gerais, recebeu oficialmente o documento da candidatura da cidade mineira e prometeu apoio. O pleito é encampado por Gisele Fererira, curadora do Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços). "Sinto que estamos no caminho certo e que esse Selo Internacional pode sim se tornar uma realidade para Poços de Caldas", apostou.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

Ao longo de sua trajetória política, Jair Bolsonaro vem colecionando episódios de desprezo aos valores democráticos, como o elogio à tortura durante a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional. Eleito ao posto mais alto da República, seu uso político das Forças Armadas, a constante divulgação de mentiras, a demolição do projeto de preservação ambiental e de proteção aos povos indígenas, a sistemática intimidação às instituições, além do descaso com as medidas de controle da pandemia de covid-19 e suas vítimas dão o tom de seu governo. São esses os temas recorrentes pontuando o grave cenário de ameaças à democracia no Brasil e que estão presentes nesta seleção de colunas escritas entre abril de 2016 e julho de 2021 pela premiada jornalista Míriam Leitão. Além de um alerta, A democracia na armadilha (Intrínseca, 496 pp, R$ 89,90) é como um álbum que mostra a que ponto um país pode chegar quando um inimigo da democracia se instala no coração do poder.

“A poesia é o lugar em que se expõe e em que se joga a questão básica da linguagem, o fato de que ela nos afasta do mundo no mesmo gesto em que pretende aproximá-lo de nós.”
Ana Martins Marques
Poeta brasileira
1.
Quanto vale o seu tempo?
2.
Mentirosos
3.
Mais esperto que o diabo
4.
Vermelho, branco e sangue azul
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
Amor & gelato
7.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
8.
Minutos de sabedoria
9.
Torto arado
10.
Do mil ao milhão
 
PublishNews, Redação, 05/10/2021

Em Erros do passado, soluções para o futuro (Portfólio-Penguin, 344 pp, R$ 79,90), Affonso Celso Pastore analisa os erros de política econômica cometidos a partir dos anos 1960 no Brasil. Fundamentado em testes de hipóteses, e não na busca de fatos isolados que deem suporte a narrativas atraentes, o trabalho revela ângulos do problema que nunca foram devidamente considerados nas discussões sobre o tema. No primeiro capítulo, o autor expõe como a agricultura tornou-se um fator dinâmico no crescimento, e nos quatro capítulos seguintes é detalhado por que chegamos à superinflação dos anos 1980, começando pelas reformas institucionais do PAEG voltadas ao controle da inflação; os verdadeiros erros cometidos durante o “milagre brasileiro”; como o II PND expôs o país à crise da dívida externa; e de que forma a crise atual acarretou uma superinflação. Os dois últimos capítulos são dedicados ao nosso eterno problema fiscal e à destruição dos mitos sobre o câmbio e seu papel no crescimento.

PublishNews, Redação, 05/10/2021

Malcolm X fala (Ubu, 304 pp, R$ 59,90) reúne discursos icônicos da luta antirracista em defesa da liberdade, justiça e igualdade do povo negro. Os discursos reunidos foram proclamados, com exceção de "Mensagem às bases", entre 1964 e 1965. Diferentemente dos grupos que pregavam a não violência, Malcolm X defendia uma resposta intransigente à injustiça da violência contra o negro. Mais do que ataque, tratava-se de autodefesa – de linchamentos, humilhações, precariedade, injustiça social. Seus discursos expõem a contradição que marca a história dos EUA: um país que se vende como a terra da democracia e das oportunidades, mas que praticou e pratica o racismo de forma estrutural e contumaz. O volume inclui ainda entrevistas, cartas e um memorando escrito para a Organização da Unidade Africana. Malcolm X fala conta com organização do ativista George Breitman, tradução da escritora Marilene Felinto, prefácio da multiartista e ativista Preta Ferreira e texto de orelha da filósofa Denise Ferreira da Silva.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.