Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 01/09/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Talita Facchini, 1º/09/2021

A Feira do Livro de Frankfurt, divulgou nesta quarta (1º) a programação da sua 73ª edição, marcada para acontecer e 20 a 24 de outubro, com um evento presencial e ainda ofertas digitais e híbridas. Mesmo sem a presença de grandes grupos editoriais, a Feira deste ano terá a participação de mais de 60 países, sendo que mais de 110 organizações participarão do evento pela primeira vez. A Feira também reúne esforços para cumprir todos os protocolos de saúde e segurança, impostos pela pandemia da Covid-19. Assim, além de maiores espaços entre os corredores e aumento do tamanho dos estandes, 25 mil participantes poderão visitar a feira todos os dias e só será permitida a entrada de pessoas que estejam vacinadas, que tenham recentemente testado negativo ou que tenham se recuperado da Covid-19. A ideia de realizar uma programação presencial, híbrida e digital, segundo Juergen Boos, presidente da feira, veio dos próprios expositores. "O que estamos ouvindo de muitos expositores é que as interações pessoais não podem ser substituídas por locais digitais. É por isso que este ano estamos trabalhando para reunir as pessoas novamente, para que a indústria possa sair da crise mais forte do que antes", disse em comunicado enviado pelo evento. Sendo assim, parte do programa comercial da feira acontecerá de maneira 100% on-line e entre os dias 11 e 15 de outubro. Os dias 11 e 12 serão dedicados às Conferências, que abordarão a publicação acadêmica e comercial com especialistas que falarão sobre estratégias, inovações, adaptações e tendências para os setores. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 1º/09/2021

'Enquanto eu não te encontro', de Pedro Rhuas, ocupa a posição de número 10 da lista que apura os autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil | © Redes sociais do autorNa Lista Nielsen PublishNews do mês passado, o destaque foi para romances com personagens LGBTQIA+. Na ocasião, Conectadas (Seguinte), de Clara Alves, e Quinze dias (Globo Alt), de Vitor Martins, estreavam no ranking que apura dos livros de autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento de todo o Brasil. Neste mês, o destaque vai novamente para um livro com personagens LGBTQIA+: Enquanto eu não te encontro (Seguinte), livro de estreia do cantor e jornalista cearense Pedro Rhuas. O título foi o ganhador do Clipop, o concurso literário do selo Seguinte. Repleto de referências da cena LGBTQIA+ do Nordeste, o livro conquistou inclusive Clara e Vitor. Sobre o livro, ela disse: “O clássico clichê de encontros e desencontros ganha nova força neste delicioso romance”. Já Vitor contou que Enquanto eu não te encontro o “deixou com um sorrio no rosto e uma vontade incontrolável de dançar”. O primeiro livro de Rhuas alcançou a posição de número 10 da Lista de Ficção. Conectadas, de Clara Alves, ficou na sexta e Um milhão de finais felizes (Globo Alt), o outro livro de Vitor Martins, na 13ª. Ainda falando de ficção, a lista é liderada por Torto arado (Todavia), de Itamar Vieira Jr. O livro interativo da franquia As aventuras de Mike (Outro Planeta), de Gabriel Dearo e Manu Digilo, ficou em segundo. Tudo é rio (Record), de Carla Madeira completa o pódio. Novidade também em Não Ficção, onde apareceu pela primeira vez Desobedeça (Gente), de Maurício Benvenutti. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

O Radar de Licitações, seção fixa do PublishNews+, traz essa semana dois editais que visam a prestação de serviços editoriais. O primeiro, com disputa marcada para o dia 08 de setembro, precisa de uma empresa especializada em serviços de revisão de textos e o valor chega a R$ 144,5 mil. Já o segundo, visa a publicação de uma obra casada com a realização de uma exposição. O valor do edital chega a R$ 707 mil e o pregão está marcado para o dia 10 de setembro. A seção, exclusiva para os assinantes do PN+, é alimentada pelo Radar de Licitações, consultoria de Natália Vieira que, além de buscar novas licitações, presta um serviço de apoio aos editores e distribuidores interessados em vender para governos, nas mais diversas esferas de poder. Para acessar o Radar dessa semana, clique aqui.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

A editora Intrínseca está à procura de duas pessoas para ocupar as vagas de assistente de produção digital. Para a primeira vaga, é necessário ter ensino superior na área de humanas ou correlatas, conhecimentos de HTML e CSS para a produção de e-books; conhecimentos dos softwares Photoshop, InDesign e Illustrator voltados à produção editorial; experiência em trabalho com texto e experiência com elaboração e controle de cronogramas e fluxo de trabalho com fornecedores externos. Já a segunda vaga dá preferência para quem tem formação em Produção editorial. Também é pedido experiência em trabalho com texto e com elaboração e controle de cronogramas. Para ambas, é considerado diferencial ter experiência em trabalhos dentro da área audiovisual, com ênfase em áudio. Os interessados devem enviar currículos para vagas@intrinseca.com.br até 15 de setembro.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

A editora Novo Século abriu mais duas vagas: para os cargos de coordenador e assistente de produção de livros. O coordenador será responsável pela prospecção de títulos e novos produtos, recebimento e avaliação de originais, criação de novos produtos, análise de contratos, acompanhamento de contratos e licenciamentos nacionais e internacionais, contato com agências e autores nacionais e internacionais, e análise e acompanhamento de criação de campanhas junto ao Marketing. São Requisitos ter conhecimentos em gramática, ortografia e estilística, técnicas e instrumentos específicos de análise e avaliação na área editorial de livros e experiência no mercado editorial. Já para a vaga de assistente é necessário ter formação em Produção Editorial, Jornalismo, Comunicação Social ou Letras; conhecimentos do Pacote Adobe: PDF, InDesign, Photoshop e Illustrator; inglês intermediário; e experiência na área editorial. As funções do cargo incluem o suporte aos coordenadores na produção editorial, como contato com autores, captação de novos colaboradores; redação de aparatos editoriais; e suporte nas etapas de pré-impressão. Os interessados devem enviar currículos até 15 de outubro para o e-mail rh@gruponovoseculo.com.br, informando no assunto o nome do cargo desejado. Mais informações sobre ambas as vagas estão nos links correspondentes.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

O Cândido completa uma década de publicação mensal ininterrupta com a estreia de um novo formato. Concebido para a leitura e distribuição em meio digitais, o novo projeto gráfico – que leva a assinatura da designer Rita Solieri Brandt – é um reflexo deste período de enfrentamento à pandemia e da necessidade de uma circulação mais ágil das informações. A linha editorial também reflete essas mudanças, estando cada vez mais voltada para a discussão de assuntos urgentes, que conectam o universo da literatura e das artes em geral. A reportagem especial deste número comemorativo, assinada pelo jornalista e escritor Marcio Renato dos Santos, resgata os principais acontecimentos da literatura brasileira nos últimos dez anos – e os relaciona com a trajetória do próprio Cândido. A busca por inclusão social, o protagonismo feminino e as turbulências no mercado editorial são algumas das tendências comentadas por autores, críticos e a acadêmicos. Para fazer o download gratuito do arquivo em PDF, clique aqui ou leia o jornal pelo site da BPP.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

Laerte já tinha mais de três décadas de cartunismo e era uma das profissionais mais festejadas do Brasil quando decidiu reinventar tudo. Por volta de 2004, sua tira Piratas do Tietê abandonou os personagens recorrentes e os arremates cômicos para explorar o espaço daqueles três, quatro quadrinhos com uma mistura de filosofia, metafísica, poesia, poucas certezas e muitas dúvidas. Piratas virou o Manual do Minotauro (Quadrinhos na Cia, 416 pp, R$ 99,90) e entramos, junto a Laerte, no labirinto do ser mitológico. O desenho é o mesmo, exato na economia. O jogo entre nanquim, cor, forma e quadros ainda é referência de design. O texto continua enxuto, preciso. A narrativa é claríssima. Mas ao mesmo tempo, algo vibra por baixo da aparente simplicidade. Manual do Minotauro reúne mais de 1.500 tiras publicadas entre 2004 e 2015 e traz todo o talento de uma das artistas mais interessantes nos quadrinhos do mundo.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

Neil Gaiman escreve contos, romances, roteiros, histórias que já renderam inúmeras adaptações para o cinema e a TV, mas foi com os quadrinhos – mais especificamente com a série Sandman – que ele carimbou sua ascensão ao estrelato. Em homenagem ao gênero que o consagrou, a Intrínseca lança um projeto inédito: a Biblioteca Gaiman (288 pp, R$ 79,90). Em edição de luxo com capa dura e fitilho, a coletânea tem ilustração de capa assinada pelo artista Shiko, prefácio da ilustradora e colorista Cris Peter, projeto gráfico do designer Antonio Rhoden e tradução de Stephanie Fernandes. O primeiro volume da coleção traz cinco graphic novels, duas delas inéditas no Brasil, As noivas proibidas dos demônios desfigurados da mansão secreta na noite do desejo sinistro e A verdade sobre o desaparecimento da srta. Finch. A primeira história tem arte de Shane Oakley e abre a coletânea. Originalmente, o conto gótico foi publicado em 2006 e premiado com o Locus, ganhando a adaptação para os quadrinhos em 2017. A obra aborda de forma satírica o desafio de um autor em escrever um enredo de fantasia.

“A Lei da Política Nacional de Leitura e Escrita é lei e é norte.”
José Castilho Marques Neto
Ex-Secretário Executivo do PNLL
1.
As 9 leis inegociáveis da vida
2.
A irmã desaparecida
3.
Máquina de aquisição de clientes
4.
Muito além da expectativas
5.
Mentirosos
6.
Vermelho, branco e sangue azul
7.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
8.
Mais esperto que o diabo
9.
Torto arado
10.
Amor & gelato
 
PublishNews, Redação, 1º/09/2021

Horácio Completo (Pipoca & Nanquim, 308 pp, R$ 129,90) reúne pela primeira vez todos os tabloides escritos e desenhados por Mauricio de Sousa e publicados em jornais ao longo de mais de três décadas, desde 1963. Criado originalmente como coadjuvante para as tiras do Piteco, tempos depois, o simpático dinossauro que ama alface estreou sua própria série semanal, que foi publicada na Folhinha, o suplemento infantojuvenil da Folha de S.Paulo, e, depois, no Estadinho, do jornal Estado de S. Paulo. Mais do que um personagem, Horácio é a representação de todos os sentimentos e filosofias de seu criador. A coleção terá quatro volumes – todos em capa dura, sendo que o quarto virá acompanhado de uma caixa especial para acomodar toda a coleção – e trará, em ordem cronológica, os mais de mil tabloides do personagem. Além disso, foram descobertos alguns quadrinhos inéditos e cada volume apresenta uma rica galeria de extras informativos sobre a carreira do artista e a produção desses quadrinhos.

PublishNews, Redação, 1º/09/2021

Tradição e lenda se encontram na noite do Festival Anual de Equinócio de Outono, quando a cidade tradicionalmente se reúne para lançar lanternas de papel rio abaixo. A lenda conta que, depois de sumir de vista, as lanternas se juntam com a Via Láctea e se transformam em estrelas, mas será que isso é verdade? Ben e seus colegas estão determinados a descobrir para onde as lanternas realmente vão e, para garantir o sucesso em sua missão, eles fizeram um pacto com duas regras simples: 1° ninguém volta para casa; 2° ninguém olha para trás. O plano é seguir o rio em suas bicicletas pelo tempo que for preciso para descobrir a verdade, mas enquanto o pacto vai sendo quebrado pela turma, Ben continua e, ao seu lado, inesperadamente está Nathaniel, o único garoto que não parece se encaixar naquele grupo. Em Este era o nosso pacto (Conrad, 336 pp, R$ 79,90 – Trad.: Carol Pimentel), de Ryan Andrews, juntos, Nathaniel e Ben viajarão mais longe do que qualquer um já foi percorrendo uma estrada sinuosa cheia de magia, surpresas e também uma amizade inesperada.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.