Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 17/03/2020
A Fino Verbo é uma empresa de revisão, redação e preparação de textos para diversos segmentos, ou seja, se tem texto, nós podemos ajudar.
A BOOKPartners é uma distribuidora completa: atende toda a cadeia do livro e seus devidos processos. Em sua estrutura reúne cerca de 220 colaboradores, dois centros de distribuição, e-commerce e marcas voltadas a segmentos específicos de leitores.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Talita Facchini e Leonardo Neto, 17/03/2020

O Prêmio Jabuti abre nesta terça-feira (17), as inscrições para a sua 62ª edição e novamente anunciou mudanças importantes em sua composição. Pelo terceiro ano, o prêmio realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) terá as categorias divididas em quatro eixos – Literatura, Ensaios, Livro e Inovação –, mas pensando em tornar o prêmio cada vez mais abrangente, algumas alterações foram feitas. A primeira delas foi a criação da categoria Romance de Entretenimento, criada para premiar os autores nacionais de ficção que, normalmente, não são contemplados pelos prêmios de literatura. São romances voltados para o grande público com maior potencial para se tornarem best-sellers. A categoria Romance passará a chamar Romance Literário e a diferença prática entre as duas categorias está em sua construção: uma tem ênfase na estética, forma e a outra no conteúdo. Dentro do eixo Ensaio, a categoria de Humanidades também sofreu mudanças. A partir desta edição ela será dividida em Ciências Humanas e Ciências Sociais. Segundo a curadoria do prêmio, a mudança foi necessária porque a categoria Humanidades reunia um grupo grande de temas distintos, sendo também a categoria com a maior quantidade de livros inscritos, o que tornava o trabalho do avaliador mais complexo que o das demais categorias. A curadoria escolheu homenagear Adélia Prado na cerimônia que foi antecipada de novembro para setembro. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 17/03/2020

No último sábado, a coluna Babel noticiou que o Leiturinha, maior clube de assinatura de livros infantis do Brasil, passará a editar alguns dos livros enviados aos seus 170 mil assinantes. O anúncio acendeu o sinal vermelho entre os editores de livros infantojuvenis. Isso porque o clube é um grande comprador de livros e mantinha, até aqui, a prática de selecionar e comprar livros de editoras, independente do seu porte. O PublishNews falou com Cynthia Spaggiari, curadora do clube. Ela explicou que apenas 12 dos 200 títulos serão produzidos pela sua equipe. “Não deixaremos de consumir das editoras”, insistiu. “A isenção editorial é a primeira premissa da curadoria”, completou. Ao ser perguntada se essa medida poderia indicar uma tendência, se esses 12 títulos publicados ao longo de 2020 poderiam servir como balão de ensaio para, mais tarde, o clube assumir a produção de todos os seus títulos, Cynthia foi categórica: “Nunca! Isenção editorial em primeiro lugar. A diversidade é o que faz uma biblioteca e nós nos baseamos muito nisso nas escolhas de cada categoria de leitor”. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 17/03/2020

A pandemia de covid-19 tem alterado a rotina de boa parte da população mundial. A recomendação das autoridades sanitárias é o isolamento social – em alguns países compulsório – para evitar a disseminação ainda maior do vírus causador da doença. As pessoas ficarão mais em casa, como consequência. Além disso, como o PublishNews tem noticiado desde o fim de fevereiro, eventos literários de importante circulação de leitores foram cancelados. Diante desse cenário, editoras estão criando meios de se fazer presentes nas vidas das pessoas. No Brasil, um grupo de mais de 100 editores se reuniu para lançar a campanha Juntos pelo Livro. O objetivo central é a articulação de ações em defesa às liberdades, contra a censura, mas também debater temas que valorizem a leitura. Com isso, criaram um meme onde se lê: "Desculpe, Netflix. Se é para ficar em casa, eu prefiro livros”. A L&PM distribuirá e-books gratuitos e oferecerá todo o seu catálogo digital com 30% de desconto e a HarperCollins lança uma programação de "encontros virtuais" com autores. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 17/03/2020

Como o PublishNews noticiou nesta segunda-feira (16), o Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços) foi adiado, como medida de conter a disseminação do coronavírus. A organização do evento já tem uma nova data para a sua realização: acontecerá de 15 a 23 de agosto. A nova data foi definida em reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 16, entre a equipe da GSC Eventos, organizadora do evento, e o secretário municipal de cultura de Poços de Caldas, Ricardo Fonseca de Oliveira. “Acreditamos que os avanços da ciência e medidas de todos os governos farão com que a transmissão da doença seja controlada da forma mais breve possível e em agosto estaremos prontas para realizar o Flipoços e a Feira do Livro”, declarou Gisele Ferreira, curadora do evento que chega a sua 15ª edição em 2020.

PublishNews, Redação, 17/03/2020

A LabPub, escola 100% EaD com cursos voltados para o mercado editorial, realiza nesta quarta (18), o webinário gratuito Da ideia ao leitor - como fazer uma história funcionar para os leitores. Nesse webinário, Pedro Almeida, publisher da Faro, curador do Prêmio Jabuti e colunista do PublishNews e Marcos Marcionilo, publisher da Parábola Editorial, conversarão sobre os fundamentos que permitem a uma história funcionar para os leitores. Como fazer isso? A edição de texto ocupa lugar central. Sem ela, quase podemos dizer, não há maneira boa de contar história nenhuma. Porém, todo o processo editorial tem sua importância, já que, em suas múltiplas fases e processos, busca sempre o simples “contar”, “narrar”, “convencer”. Durante o encontro on-line, eles falarão sobre a necessidade da clareza na tradução de uma ideia em texto, a edição, as plataformas e os fundamentos para que uma ideia chegue ao leitor. O webinário começa às 19h e para participar, basta fazer sua inscrição gratuita clicando aqui.

PublishNews, Redação, 17/03/2020

A Editora do Brasil abriu uma vaga para coordenador de assessoria pedagógica. A editora pede que os candidatos tenham experiência anterior com gestão de equipe, disponibilidade para viagens e pós graduação completa. As funções do cargo incluem coordenar a equipe de assessoria pedagógica, identificar parcerias tecnológicas e pedagógicas, acompanhar o orçamento da área e desenvolver estratégias de serviços educacionais observando as práticas do mercado. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail selecao.rh@editoradobrasil.com.br até 20 de março.

PublishNews, Redação, 17/03/2020

Milhares de pessoas já desfrutaram do talento de Bill Watterson. Sua habilidade como artista e escritor dá vida ao menino Calvin e seu tigre Haroldo, instigando a imaginação e as memórias de seus leitores. No Brasil, a Conrad publica antologias em grandes formatos reunindo tirinhas da dupla. Agora, acaba de publicar O imprescindível de Calvin e Haroldo (256 pp, R$ 89,90 – Trad.: Alexandre Boide e Andrea Bruno), que reúne as tiras de Yukon Ho! e Criaturas bizarras de outro planeta! – incluindo as tiras em cores publicadas originalmente em jornais aos domingos – e uma história original exclusiva desta coleção.

PublishNews, Redação, 17/03/2020

Escrita por Joe Hill e Gabriel Rodriguez, a história em quadrinhos Locke & Key inspirou a série de mesmo nome que estreou na Netflix em fevereiro. No segundo volume da série Locke & Key: Jogos mentais (Geektopia, 156 pp, R$ 49,90), a continuação da história apresenta uma viagem com os três filhos da família Locke tentando reconstruir suas vidas após a morte trágica do pai. Com a descoberta de que qualquer medo pode ser superado e qualquer habilidade adquirida com um simples girar de uma chave em uma fechadura, Dodge - inimigo jurado da família - se mostra ainda mais perigoso. No volume, o leitor conhece mais sobre o passado de Dodge, que assume a identidade de Zack Wells depois de usar uma das chaves místicas para mudar de gênero. Com a nova identidade, ele se aproxima de Tyler, Kinsey e Bode para manipulá-los e conseguir as outras chaves.

“Um escritor cujas obras não fizeram sucesso, facilmente se transforma em um crítico ácido; como um vinho ruim e sem sabor que se transforma em vinagre.”
Fiódor Dostoiévski
Escritor russo (1821-1881)
1.
Mais esperto que o diabo
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
Magra para sempre
4.
O milagre da manhã
5.
Do mil ao milhão
6.
Seja foda!
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
Os segredos da mente milionária
9.
Felicidade
10.
Escravidão
 
PublishNews, Redação, 17/03/2020

Na HQ Coragem (Intrínseca, 224 pp, R$ 39,90 – Trad.: Giu Alonso), a premiada cartunista norte-americana Raina Telgemeier traça, com base nas próprias experiências, um cenário divertido e ao mesmo tempo profundo dos desafios de crescer. Na história, a jovem Raina está com um probleminha: acordou com uma dor estranha na barriga. Sua mãe também, então talvez seja só uma virose. Até aí tudo bem, acontece. É só descansar. No entanto, quando Raina volta para a escola, surgem mais problemas. A tal dor causa um enjoo que não passa, e agora ela está cheia de preocupações: medo de comer, de perder as amigas, dos trabalhos da escola e de uma palavrinha em especial, um terror que começa com a letra “v”. Cada dia traz um novo receio para a jovem Raina. Ela só tem 10 anos, e talvez seja um pouco complicado lidar com tudo isso sozinha. Felizmente sua família percebe que há algo avassalador e paralisante tomando conta dela: a ansiedade. Então, com a ajuda dos pais e da terapeuta, Raina vai descobrir que uma dorzinha pode encobrir nossos maiores medos, e que é preciso coragem para dominá-los. Em uma edição colorida, o livro explora todo o desconforto do amadurecimento e mostra como o medo e a ansiedade afetaram a infância da autora.

PublishNews, Redação, 17/03/2020

Um dos mais cultuados artistas do mangá da atualidade, Shintaro Kago é um dos expoentes do gênero ero guro nansensu, tradição nascida nos anos 1930 e que usa o humor, o grotesco e o nonsense para falar de forma ácida da sociedade japonesa e de suas normas e tabus. Em Dementia 21 (Todavia, 276 pp, R$ 69,90 – Trad.: Drik Sada), Kago-san criou uma obra-prima cômica sobre os percalços de uma dedicada cuidadora de idosos. Yukie é a mais bem-avaliada cuidadora de idosos da Green Net. Seus clientes são atendidos com paciência e dedicação, conforme ela serve sopas, dá remédios e faz companhia a senhoras e senhores que, a princípio, seguem uma rotina tranquila. Porém, o que parece ser um trabalho simples se transforma rapidamente num pesadelo surreal que vai pôr à prova a inteligência e a dedicação da cuidadora. Nas dezessete histórias deste livro, Shintaro Kago colocará Yukie diante de missões tão difíceis quanto assustadoras e, para o terror da jovem, francamente bizarras.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.