Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 18/11/2019
A Futura Editoração é especializada em Diagramação e design editorial
Projeto gráfico e diagramação de livros, revistas e boletins
Capitu Já Leu é uma empresa que oferece serviços de revisão e preparação textual para obras literárias e acadêmicas.
PublishNews, Redação, 18/11/2019

Jeff Kinney, Margaret Atwood e Chico Buarque merecem destaque nessa semanaFim de ano chegando e as livrarias que compõem a Lista dos Mais Vendidos do PublishNews já estão esquentando suas turbinas. Na comparação com a semana passada, os números gerais cresceram 17% e nunca é demais lembrar que na semana passada já tinha crescido 10% na relação com a anterior. Todas as categorias apresentaram crescimento, mas Infantojuvenil (33%) e Ficção (21%) são dignas de nota. Não por acaso que vem dessas duas listas os destaques dessa semana. Em Infantojuvenil, chegou o novo livro da série arrasa-quarteirão: Diário de um banana – Quebra tudo (VR), de Jeff Kinney. Foram 1.842 cópias vendidas na estreia, número suficiente para colocar o título na 3ª posição da Lista Infantojunvenil e na 16ª do Ranking Geral. As novidades da Lista de Ficção são de tirar o chapéu. Essa gente (Companhia das Letras), de Chico Buarque, alcançou a posição de número dois da categoria ao vender 1.452 cópias e por muito pouco não alcançou a Lista Geral. Outro livro muito esperado que chegou agora à lista é Os testamentos (Rocco), de Margaret Atwood. Foram 573 cópias vendidas da continuação de O conto da aia (Rocco). E por falar nele, ele ocupa a posição de número seis da categoria, com 1.015 exemplares vendidos. Clique no Leia Mais e veja outros destaques da lista dessa semana.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

Carolina Rocha junto com os outros jovens talentos premiados e o diretor geral da Feira do Livro de Frankfurt Juergen Boos | © Maju AlvesCarolina Rocha, a vencedora do Prêmio Especial do Jovens Talentos desse ano, resolveu esticar a sua viagem pós-Frankfurt e, por isso, só agora conseguiu participar conosco do Podcast. Ela, que já é veterana na mais importante feira de negócios do livro no mundo conta como foi estar não como editora, mas como vencedora do Prêmio. Carol deu mais detalhes sobre os projetos de inovação que tem desenvolvido na Editora Gente, em especial o app Shiny - mentor de produtividade desenvolvido a partir das palestras e livros de Roberto Shinyashiki – e os cursos de imersão para autores realizados pela casa. O podcast contou também com o giro de notícias, as listas dos mais vendidos e nossas indicações semanais. O Podcast do PublishNews é um oferecimento da Metabooks, a mais completa e moderna plataforma de metadados para o mercado editorial brasileiro, do #coisadelivreiro, consultoria em marketing e inteligência de negócios para o mercado editorial, e da Auti Books, dê ouvidos a sua imaginação, escute Audiobooks. Clique no Leia Mais para ouvir o programa.

PublishNews, Pedro Almeida, 18/11/2019

Recentemente, a escritora gaúcha Luisa Geisler foi desconvidada da Feira do Livro de Nova Hartz, no interior do seu estado natal. A alegação é que o seu novo livro - Enfim, capivaras (Companhia das Letras) - contém "linguagem inadequada". Em sua coluna, Pedro Almeida pega esse fato para discutir os critérios adotados por programas de compras escolares e faz uma reflexão sobre o caso. "Nós precisamos direcionar nossa indignação para os lugares certos: programas públicos de avaliação de obras, programas de incentivo à leitura, bibliotecas, professores, diretores de escolas e pais. Precisamos demonstrar aos pais que não é um livro com algumas palavras chulas que irá deformar o caráter de seus filhos, já que elas são ouvidas pelas crianças o tempo todo na TV e rádio, nos intervalos comerciais, no cinema, nas ruas, e na internet e redes sociais. Não seria especificamente no livro, que essas palavras, fariam o mal. E, mais importante, que livros apenas de “conto de fadas”, onde tudo é somente ou bom ou mal, sem muitos sobressaltos, não educam jovens para a maturidade. E talvez os tornem tolos, ingênuos e despreparados para o mundo real", defende em seu texto que pode ser lido na íntegra clicando no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

Desde a última quarta-feira (13), o PublishNews tem trazido informações sobre o projeto de lei (PL) 5.695 / 2019 que quer transferir integralmente os repasses do Salário-Educação a estados e municípios. É com as verbas dessa contribuição que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) realiza o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD). A Câmara Brasileira do Livro (CBL) e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) já tinham se posicionado e demonstrado preocupação com o andamento da matéria no Congresso Nacional. Agora é a vez da Associação Brasileira de Editores e Produtores de Conteúdo e Tecnologia Educacional (Abrelivros). Em nota enviada à redação do PublishNews, a entidade diz que não é contra à transferência de verbas, mas teme o impacto dessa ação no PNLD. “O PNLD é um programa de sucesso há anos devido a três características essenciais: oferta de livros de qualidade física e pedagógica avaliada pelo MEC, escolha democrática das obras pelo professor/escola, e aquisição centralizada pelo FNDE, o que possibilita uma considerável economia para o governo e uma total transparência dos processos e recursos envolvidos”, diz a nota que pode ser lida na íntegra clicando no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

A terceira edição da Ler – Salão Carioca do Livro começa nesta quarta-feira (20) e segue até domingo (24), ocupando novamente a Biblioteca Parque Estadual (Av. Pres. Vargas, 1.261) e o Campo de Santana (Praça da República, s/n). O objetivo do evento é mais uma vez realizar um encontro sobre livros e ideias diferentes, reunindo autores, livrarias, editoras e claro, os leitores. Para abrigar toda a programação que inclui peças, exposições, música, experiências de leitura, oficinas de escritas e rodas de conversa, a Ler terá diversos espaços. Um deles é o Palco da Palavra, que irá discutir temas como Machado de Assis e a dramaturgia brasileira, as novas linguagens tecnológicas, identidade, a voz do autor e a narrativa literária e terá uma homenagem a Carolina de Jesus. Já o Café do livro Sesc-RJ trará para o espaço conversas sobre o tempo, a mulher, políticas públicas, a história da língua e uma fará uma homenagem a Elza Soares. Participando da programação estão nomes como Jarid Arraes, Juliana Leite, Bruno Padilha, Tobias Carvalho, Cassia Kiss, Luis Fernando Veríssimo, Zuenir Ventura, Miriam Leitão, Paulo Lins, Mary del Priore, Lobão, Ricardo Lísias e Lourenço Mutarelli. Na Biblioteca Parque, a Ler acontece das 10 às 21h e no Campo de Santana, das 10h às 19h. Entre os outros espaços que o público pode conhecer estão o Salão Sebrae de Inovações Literárias, os espaços de oficinas, Academia Carioca de Letras, Espaço Acessibilidade, Esquina do Autor, Circo Literário e o Teatro Literário Ler. Para conferir a programação completa é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

O Estadão noticiou que a União Brasileira de Escritores (UBE) decidiu se reformular com a intenção de oferecer mais serviços para escritores e público. Sobre as novas iniciativas dessa gestão, Ieda Lebensztayn, que integra a diretoria da UBE, disse que a associação pretende oferecer “cursos, eventos, concursos literários, biblioteca, orientação quanto a direitos autorais, descontos em livros, cinema, teatro, além de espaço para novos escritores publicarem e divulgarem seu trabalho no site, no jornal e na revista da instituição, a serem retomados, e em uma editora da UBE”. A instituição ainda procura por uma nova sede, mais acessível que a anterior, para poder fomentar mais eventos voltados ao público. Essas novidades devem ser apresentadas mais concretamente ao público na cerimônia de entrega do prêmio Juca Pato de 2019, no dia 2 de dezembro. O Prêmio Cervantes, o mais prestigiado das letras espanholas, anunciou na última semana, o vencedor da sua edição de 2019: o poeta espanhol Joan Margarit. O prêmio foi concedido “por seu trabalho poético de profunda transcendência e linguagem lúcida, sempre inovador”, afirmou Guirao em Madri, ministro da cultura da Espanha. Margarit é autor de obras como Estação da França (1999), Joana (2002), Misteriosamente feliz (2008), ou Para ter casa é preciso ganhar a guerra (2018). Na coluna da Babel, o destaque vai para o livro O meu pé de laranja lima que ganhará uma versão em HQ em 2020. Clique no Leia Mais para ler a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

Em 2019, o Prêmio IPL – Retratos da Leitura chega a sua 4ª edição, mantendo o seu objetivo inicial: reconhecer, valorizar e difundir projetos exitosos de fomento à leitura. A cerimônia que marcará a entrega dos troféus está marcada para o próximo dia 4, a partir das 18h15, na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500 – São Paulo / SP). Este ano, 216 projetos de fomento à leitura, de 23 estados brasileiros e do Distrito Federal foram inscritos. Dos 216, 42 foram selecionados como finalistas e estão distribuídos em quatro categorias: Bibliotecas, Cadeia Produtiva, Mídia e Organizações Sociais Civis. Cada uma das categorias terá três ganhadores. Para conhecer os projetos finalistas, clique no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

A partir do dia 26 de novembro, o Museu da Imigração do Estado de São Paulo passa a contar com um Espaço de Leitura Semear Leitores, criado para estimular o contato das crianças com os livros de maneira atrativa e prazerosa. O novo espaço é uma parceria entre a Fundação Bunge e o Museu da Imigração do Estado de São Paulo. A inauguração será às 14h e contará com uma apresentação conduzida pela escritora e contadora de histórias Kiara Terra, criadora do método A História Aberta, com narrativas colaborativas. "Oferecer programações culturais e educativas para o público infantil, que valorize a interação das crianças com os familiares e apresente a temática da imigração desde cedo, faz parte do planejamento de nossas ações”, explica a diretora executiva do MI, Alessandra Almeida. O espaço foi especialmente projetado para atender às necessidades das crianças, com estantes baixas para facilitar o acesso aos livros, pufs, tatame e elementos que remetem ao tema da imigração, como um trem e um navio onde as crianças poderão se sentar para ler os livros. Além disso, o espaço conta com cerca de mil livros. O espaço contará ainda com uma mediadora de leitura, profissional responsável por estimular a leitura entre os visitantes.

“História é o alimento da infância”
Ilan Brenman
Escritor brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
DNA milionário
3.
Do mil ao milhão
4.
O poder da autorresponsabilidade
5.
O milagre da manhã
6.
Escravidão
7.
Luccas Neto em "Os aventureiros"
8.
Mais esperto que o diabo
9.
As aventuras de Mike
10.
A garota do lago
 
PublishNews, Redação, 18/11/2019

Baseado nos discursos que Toni Morrison proferiu na universidade de Harvard, A origem dos outros (Companhia das Letras, 152 pp, R$ 54,90 - Trad.: Fernanda Abreu) é uma busca de respostas para questões históricas, políticas e literárias sobre o racismo e a radicalização da identidade. Se o racismo é aprendido com exemplos cotidianos, a literatura mostra-se uma arma fundamental para combater o problema. Pensando nisso, a autora analisa autores desde Harriet Beecher Stowe até Ernest Hemingway e William Faulkner para entender melhor o papel da narrativa no estabelecimento dos padrões de pensamento racial. A origem dos outros é um livro de atualidade, no qual os temas que estamos acostumados a ver banalizados e desencorajados no debate público são abordados pela escritora americana com extrema elegância.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

A militante feminista Audre Lorde é muitas e única. Mulher negra, poeta, lésbica e guerreira. Mãe e professora. Ativista e pensadora. Todas essas facetas coexistem em harmonia nos 15 ensaios de Irmã outsider (Autêntica, 240 pp, R$ 49,80 – Trad.: Stephanie Borges), que dá sua contribuição como uma das mais importantes obras para o desenvolvimento de teorias feministas contemporâneas. O pensamento de Lorde é profundamente enraizado na experiência de estar fora do que chamou de “norma mítica” – branca, heterossexual, magra. O olhar da outsider, deslocado, estrangeiro, é capaz de análises certeiras sobre a necessidade de agirmos para transformar a sociedade e nos propõe caminhos possíveis: saber quem somos e nos definirmos por meio das nossas palavras; reconhecer nas alianças uma força contra as estruturas desumanizantes do racismo e do machismo; compreender o erótico como um poder. Neste livro, Lorde convida o leitor a enfrentar seus medos e a quebrar silêncios. E examina uma ampla gama de tópicos, incluindo amor, guerra, imperialismo, brutalidade policial, construção de coalizão, violência contra as mulheres, feminismo negro e movimentos pela igualdade.

PublishNews, Redação, 18/11/2019

A escravidão de africanos na colônia portuguesa da América foi a mais volumosa e duradoura do Ocidente. Ao partir da tríade pano, pau e pão, imortalizada pelo inaciano setecentista Andreoni (Antonil), a historiadora Ana Carolina de Carvalho Viotti descortina alguns dos consensos fundamentais estabelecidos à época sobre o trato dos escravos. A escravidão parece, quando vista dos séculos XX, XXI, tão bárbara, tão brutal e cruel que custa-nos crer que se tratava, para a sociedade que se consolidou na América Portuguesa ao longo dos séculos XVI, XVII e XVIII, de uma prática familiar, estável e, sobretudo, bastante regulada. É isto que vem nos lembrar a obra Pano, pau e pão: Escravos no Brasil Colônia (Editora Unifesp, 336 pp, R$ 77,90). A escravidão, ao contrário do que frequentemente a indignação e um certo anacronismo nos levam a pensar, não é o reino do arbítrio, do imprevisível e do capricho do senhor; na verdade, a escravidão tinha regras estáveis. Este livro é uma porta de entrada para esse universo de regras e prescrições que tornou tão previsível, natural e prosaica uma forma de vida que, aos olhos contemporâneos, parece irracional, instável e quase inumana.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.