Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 08/05/2019
A Samara Lopez Design e Editoração fornece serviços editoriais para autores independentes e editoras. Disponibilidade para parcerias e grandes demandas fill time.
Editorando birô oferece prestação de serviços editoriais como tradução, preparação e revisão de texto, diagramação, capa, conversão em e-book e intermédio com a gráfica.
A Futura Editoração é especializada em Diagramação e design editorial
PublishNews, Talilta Facchini, 08/05/2019

Um autor que conta histórias e um cara que está sempre na internet descobrindo novas maneiras de conversar com as pessoas e de criar narrativas. É assim que o entrevistado dessa semana da PublishnewsTV, Felipe Sali, se define. Um “autor digital”. Felipe escreve no Wattpad, nas redes sociais, publica livros impressos, participa de podcasts, tem um canal no Youtube e ainda tem tempo para outros projetos paralelos. Em sua conversa com André Argolo ele contou um pouco de como adapta seu trabalho para cada plataforma e como cada uma funciona.“Quando eu vou escrever um romance que eu sei que ele vai ser publicado em papel por uma editora eu tenho um cuidado específico com ele. Quando vou escrever para a internet eu tenho o mesmo cuidado, o mesmo amor, mas descobri que posso criar de outras maneiras”, contou Sali. O entrevistado da semana contou também como a mídia impacta a maneira como ele elabora uma história, sua relação com os leitores, com a religião, da história da sua família, de como a leitura entrou na sua vida e de como sua mãe o incentivou a ler e a ser escritor. Clique no Leia Mais para assistir ao programa.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

Jean Paul Prates | © Marcos Oliveira / Agência SenadoO senador Jean Paul Prates (PT/RN) apresentou essa semana o Projeto de Lei 2.451/2019, que altera a Lei Rouanet e obriga as pessoas jurídicas a destinarem pelo menos 20% dos recursos das parcelas do imposto sobre a renda destinados à doação ou patrocínio no apoio a projetos que tenham como beneficiários diretos museus, bibliotecas, mediatecas e arquivos. Para o senador, a Lei Rouanet tem sido uma ferramenta útil para captar recursos da iniciativa privada, por meio de benefícios fiscais, em prol do financiamento de projetos culturais. “Hoje, temos muitos incentivos em shows e espetáculos, que são salutares, mas, infelizmente, não temos visto interesses da iniciativa privada em financiar acervos históricos e recuperação de museus e bibliotecas”, explicou o senador. “Queremos preencher essa lacuna na lei de incentivos fiscais. É muito importante manter nosso patrimônio histórico atualizado e conservado”, completou. Jean Paul lamentou a redução dos valores para o financiamento de projetos culturais, beneficiados pela Lei Rouanet. “Esperamos que o governo faça uma correção dessa instrução normativa”, defendeu. Desde que foi criada, em 1991, a lei beneficiou mais de 50 mil projetos culturais. O projeto de lei apresentado pelo senador encontra-se na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), onde aguarda o recebimento de emendas, depois vai para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Se aprovado será encaminhado à Câmara dos Deputados.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

O Prêmio Abeu abriu as inscrições para sua edição de 2019. Até 28 de junho, as editoras universitárias poderão inscrever obras nas categorias: Ciências Humanas; Ciências Sociais; Ciências da Vida; Ciências Naturais e Matemáticas; Ciências Sociais Aplicadas; Linguística, Letras e Artes – no que concerne a conteúdos; Projeto Gráfico, no que concerne ao produto final do processo editorial; e Tradução, que é uma novidade desta quinta edição. Com o prêmio, a Associação Brasileira de Editoras Universitárias pretende incentivar a qualificação das edições das casas editoriais universitárias, bem como fomentar a produção técnico-científica, em relação tanto à excelência dos conhecimentos veiculados pelos títulos quanto à concepção estética das edições. O regulamento completo pode ser lido clicando aqui.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

A Editora Signer - Oficina de Textos, está à procura de um Assistente de expedição. O contratado será responsável por manter o estoque em perfeita ordem para manipulação; fazer contagem regularmente; dar entrada nos produtos e fazer a separação, conferência e emitir a nota fiscal. A empresa pede que os interessados tenham superior completo, experiência anterior em editora e conhecimento com o sistema operacional Versa. Os benefícios incluem vale transporte, refeição e alimentação. Interessados devem enviar e-mail para financeiro@ofitexto.com.br.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

A 19ª Bienal do Livro do Rio de Janeiro só começa no final de agosto (30/08 a 8/09), mas a Intrínseca já anunciou dois autores de seu catálogo que estão confirmados no evento. O primeiro deles é Josh Malerman, autor do best-seller Caixa de pássaros. Ele virá para o evento para promover o segundo livro da série Inspection, ainda sem título definido em português, mas que será lançado pela Intrínseca em agosto. A segunda autora que também já garantiu sua presença é C. J. Tudor, dona do também best-seller O homem de giz. Assim como Malerman, Tudor virá para divulgar seu novo livro, O que aconteceu com Annie, que será lançado pela editora no dia 15 de maio.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

A Casa das Rosas (Av. Paulista, 37 – São Paulo / SP) realiza neste sábado (11), às 19h, um debate sobre o romance histórico na literatura brasileira: Olhando o passado para entender o presente: a literatura de época no Brasil de hoje. O debate contará com conhecidos pesquisadores e escritores do gênero, que dividirão experiências: Antonio R. Esteves, autor de O romance histórico brasileiro contemporâneo 1975-2000 (Editora Unesp); Ivone Benedetti, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2010 com seu livro Immaculada (WMF Martins Fontes) e José Roberto Walker, finalista do mesmo prêmio em 2018 com Neve na manhã de São Paulo (Companhia das Letras). A mediação será da jornalista e escritora, Bruna Meneguetti, que abordará com os participantes a importância do romance histórico, o que o constitui e quais os limites da invenção. Também serão comentados o percurso do gênero no Brasil, sua popularização e como ele se perpetua no meio literário de hoje em dia, com diversas novas publicações de ficções brasileiras que se voltam para o passado. O encontro é gratuito e as inscrições podem ser feitas clicando aqui.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

Até o dia 31 de maio, a 12ª edição do programa Viagem Literária, realizado pelo SP Leituras, percorre o estado de São Paulo. Ao todo, 15 grupos de contação de histórias farão apresentações gratuitas itinerantes em bibliotecas públicas de 76 municípios do território paulista. As atividades serão gratuitas e destinadas a todos os públicos. Intensificar a troca de experiências entre os que produzem e fazem mediação de leitura é um dos objetivos do programa que busca ainda atrair novos leitores para as bibliotecas, além de colocar o espaço como um lugar de conhecimento, cultura, encontro e não apenas de acervo e de silêncio. A programação completa você encontra clicando aqui. O Viagem Literária foi lançado em 2008 e, desde então, já passou por 195 municípios levando escritores, contadores, fábulas, mitos e lendas do folclore brasileiro e da literatura universal para mais de 300 mil cidadãos que vivem no estado de São Paulo.

PublishNews, Redação, 08/05/2019

Sagarana (Global Editora, 336 pp, R$ 49,90) traz cenários e personagens típicos do interior do país, mais especificamente do sertão de Minas Gerais. Morros, riachos, jagunços, vaqueiros, bois e cavalos povoam as páginas das estórias construídas por Guimarães Rosa, cuja habilidade para criar enredos e protagonistas diversos e repletos de detalhes encanta leitores até hoje e permanece influenciando gerações de escritores. A linguagem inventiva de Sagarana é outro aspecto que distinguiria para sempre o autor no campo da literatura brasileira. Ao mesmo tempo em que incorpora fragmentos essenciais da oralidade sertaneja, pescando regionalismos e recuperando antigas expressões de linguagem do sertão, Rosa inova com a criação de neologismos cuidadosamente lapidados. Dentre os nove contos que fazem parte do livro, destacam-se A hora e vez de Augusto Matraga, Conversa de bois e O burrinho pedrês. A capa desta edição foi concebida pelos designers gráficos Victor Burton e Anderson Junqueira e traz uma foto de autoria de Araquém Alcântara, um dos maiores fotógrafos de natureza do Brasil, tirada em 2012 no município de Jaíba, Minas Gerais.

“Ninguém nasce sabendo escrever. Escrever é como tocar um instrumento. Você tem que estudar, treinar um pouco todo dia até se tornar um escritor.”
Nanete Neves
Escritora brasileira
1.
O poder oculto
2.
O milagre da manhã
3.
A sutil arte de ligar o foda-se
4.
Brincando com Luccas Neto
5.
Seja foda!
6.
O poder da autorresponsabilidade
7.
Do mil ao milhão
8.
Milagre em Passadouro
9.
Me poupe!
10.
A cinco passos de você
 
PublishNews, Redação, 08/05/2019

Este livro é, nas palavras do autor, “uma antologia vagamente enciclopédica da literatura nazista produzida na América entre 1930 e 2010”. Com a publicação desta coletânea de escritores fictícios e infames, Roberto Bolaño chamou pela primeira vez a atenção da crítica, que o saudou por sua “originalidade e imaginação brilhante”. Organizada como uma antologia de escritores simpáticos ao horror, esta engenhosa obra compila perfis dedicados à vida e aos livros de autores de um cânone fictício e delirante. Ao antecipar todas as temáticas que viriam a ser recorrentes na obra do autor, A literatura nazista na América (Companhia das Letras, 240 pp, R$ 54,90 – Trad.: Rosa Freire D’Aguiar) é um livro-chave e cada vez mais atual na sua reflexão sobre o mal e a violência. As vidas imaginárias perfiladas neste livro — que pode ser lido como um volume de contos, mas, principalmente, como um romance, como queria seu autor — irão se converter numa paródia sombria (e atual) da história real da literatura e da política do continente.

 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.