Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 05/04/2019
A Samara Lopez Design e Editoração fornece serviços editoriais para autores independentes e editoras. Disponibilidade para parcerias e grandes demandas fill time.
Editorando birô oferece prestação de serviços editoriais como tradução, preparação e revisão de texto, diagramação, capa, conversão em e-book e intermédio com a gráfica.
A Futura Editoração é especializada em Diagramação e design editorial
PublishNews, Redação, 05/04/2019

Primeira edição da Feira da Unesp. Nesta segunda, que começa na próxima semana, espaço de exposição dobrou e feira ganhou suporte de programação cultural | © DivulgaçãoO ambiente universitário é naturalmente um lugar de circulação de ideias, pensamentos e, claro, de livros. Além de suas bibliotecas, há ali sempre uma livraria (às vezes modesta, é verdade). Em 2017, por exemplo, quando noticiamos o fechamento da Livraria República, localizada no campus da UERJ, houve grande mobilização e uma chuva de “dislikes” nas nossas redes sociais. Por sorte, no começo desse ano, houve a reabertura da livraria, com outro nome, é verdade, mas está lá. Difícil falar desse ambiente sem se lembrar da Feira da USP, que chegou a sua 20ª edição e se sagrou como “o 13º das editoras” pela sua proximidade com o fim do ano e a sua capacidade de geração de caixa, já que uma multidão de paulistanos espera a sua realização para abastecer suas bibliotecas particulares. Por conta do atual cenário do varejo do livro, tornou-se comum ouvir de editores que é preciso diversificar e sobretudo abrir novos canais para a distribuição de livros. Por isso mesmo, nos últimos anos, essa presença da venda de livros no ambiente universitário tem ganhado força. Uma prova disso é a Feira da Unesp cuja segunda edição acontece na próxima semana, entre os dias 10 e 14. Mas não para aí. A Liga Brasileira de Editores (Libre) começa na próxima segunda-feira (8) um circuito por ambientes universitários em solo fluminense, que levará livros de 13 editoras e uma programação cultural por esses espaços. Clique no Leia Mais e confira detalhes sobre esses dois eventos.

PublishNews, Leonardo Neto, 05/04/2019

Hoje, aos 92 anos, Edith Eva Eger dedica a sua vida a tratar veteranos de guerra e vítimas de trauma físico e emocional | © DivulgaçãoEm 1944, quando tinha 16 anos, a bailarina e ginasta Edith Eva Eger viveu uma realidade que não podia existir nem no pior dos seus pesadelos. Junto com a sua família, foi enviada pelo exército alemão, sob o comando do partido nazista, para o campo de concentração de Auschwitz. Lá, ela perdeu os pais, mortos na câmara de gás, mas foi salva pelos soldados americanos em uma pilha de corpos dados como mortos. As marcas desse triste episódio se fixaram em sua alma e, ao longo de sua vida, sofreu com diversos sintomas de estresse pós-traumático. Aos 50 anos, começou um longo processo de cura. Hoje, aos 92 anos, morando na Califórnia (EUA) e doutora em psicologia, dedica a sua vida a tratar veteranos de guerra e vítimas de trauma físico e emocional. Seu livro, A bailarina de Auschwitz (Sextante) estreou essa semana na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews, ocupando a posição de número 17 da categoria Não Ficção. Foram 435 cópias vendidas. E o livro de Edith não está sozinho. A semana marcou a estreia de outros cinco livros na lista. Clique no Leia Mais e saiba quais foram.

PublishNews, João Scortecci*, 05/04/2019

Em seu primeiro artigo para o PublishNews, João Scortecci, editor, gráfico, livreiro e diretor setorial da Abigraf / SP, falou sobre como as crises podem virar grandes oportunidades de negócio. "Vejo duas crises. Uma sistêmica e outra pontual. Ambas trouxeram o caos e o desequilíbrio ao negócio do livro. A primeira delas chama-se crise Brasil, que assola o país desde 2013 e levou à recessão e ao desemprego. Em 12 anos o negócio do livro encolheu 21%, segundo números da Fipe. O setor – aquele que sobrou às duras penas – encolheu. Isso significa menos investimento, redução drástica na oferta de novos títulos e perda de mão-de-obra qualificada. Para crises sistêmicas não bastam ajustes, otimismo e esperança. É preciso, mais do que tudo, que o país volte a crescer e sua economia encontre novamente o caminho do círculo virtuoso. A segunda crise, pontual e previsível, veio com os pedidos de recuperação judicial das duas maiores redes de livrarias do país: Saraiva e Cultura. Além dos efeitos da crise Brasil, as razões do colapso das duas maiores redes de livrarias foram: dimensionamento equivocado do potencial de crescimento e expansão do próprio negócio; abertura de superlojas, as chamadas mega stores, com custos estratosféricos e insanos; má gestão; guerra de preços com descontos abusivos e, principalmente, fragilidade do próprio modelo de negócio, hoje ultrapassado, conhecido como 'consignação' no mercado de livros." Clique no Leia Mais para ler a íntegra deste artigo.

PublishNews, Redação, 05/04/2019

Happy Hour da última edição do Prêmio Anotem na agenda. A terceira edição do Prêmio PublishNews está marcada para o dia 30 de abril, às 19h, no Goethe-Institut (Rua Lisboa, 974 – São Paulo / SP) e as inscrições para a categoria especial Profissional de Marketing e de Vendas do Ano ainda estão abertas. O PN realiza o prêmio para dar reconhecimento aos profissionais que atuam nos bastidores dos livros que aparecem na Lista dos Mais Vendidos e a categoria especial, para prestigiar o profissional que conseguiu se destacar em seu trabalho no último ano. Para se inscrever (sem medo!) ou indicar profissionais para o prêmio Profissional de Vendas e de Marketing do Ano, é necessário enviar e-mail para premioprofissionaldoano@publishnews.com.br até o dia 12 de abril. Nesse e-mail, além dos dados pessoais do candidato, é necessário incluir um testemunhal apresentando resultados, números e ações empreendidas na área. O ganhador será escolhido por um júri composto de representantes das 13 livrarias que compõem a lista de mais vendidos, a partir de uma lista de cinco nomes selecionados pelos organizadores com base em indicações do público geral de profissionais de editoras das áreas de marketing e vendas. O evento será aberto e gratuito, mas é necessário fazer uma inscrição prévia. Antes da premiação, haverá o tradicional Happy Hour do PublishNews.

PublishNews, Redação, 05/04/2019

© André PortoA segunda edição do Porto Alegre Noir, evento cultural dedicado à literatura policial e ao cinema de inspiração noir, acontece entre os dias 9 e 14 de abril, na Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085, Centro Histórico – Porto Alegre / RS). O objetivo é reverenciar um dos gêneros de literatura e cinema mais cultuados por fãs e admiradores de todas as idades, geração após geração. "O Porto Alegre Noir surgiu a partir da constatação de que a literatura policial e o cinema noir possuem uma legião de fãs que dialogam, sem preconceitos, entre as duas formas de manifestação artística: os livros e os filmes”, conta Jorge Ghiorzi, um dos organizadores do festival. A programação inclui workshops, debates, exposição, mostra de filmes e um espaço para venda de livros policiais, de suspense e mistério. Entre as atividades estão os bate-papos À Sangue Frio - o crime verdadeiro e a literatura, com Rafael Guimaraens, Sandra Abrano e Luiz Gonzaga Lopes; A lendária Coleção Amarela da Livraria do Globo, com Sérgio Karam, Paula Ramos e Samir Machado de Machado; e Dashiell Hammett e os 90 anos de Safra Vermelha, com Júlio Ricardo da Rosa e Juremir Machado da Silva. A programação completa você confere na página do evento.

PublishNews, Redação, 05/04/2019

Nina é uma menina que perdeu a casa e vive com a mãe em um campo de refugiados. Ela tem muitas perguntas sobre o lugar onde está vivendo e sobre o que vai acontecer, mas é muito corajosa e não tem medo. Quer dizer, só tem medo de palhaço! Mas e de palhaça? Quando conhece Jurubeba, Nina aprende que muitas coisas e lugares podem ser nossa casa, e que o medo é um sentimento normal. Em Nina tem medo de palhaço (Kapulana, 24 pp, R$ 32,90 – Ilustração: Mariana Fujisawa), Walter de Sousa, homenageando a palhaça brasileira Gabi Sigaud Winter, conta uma história delicada sobre esse sentimento tão humano: o medo. O livro leva pais e filhos a se perguntarem: o que é o medo? do que você sente medo? todo mundo sente medo? como podemos enfrentar nossos medos? E outras perguntas importantes para compreender, aceitar e enfrentar essa sensação.

PublishNews, Redação, 05/04/2019

Todo mundo sabe que as pulgas pulam para todos os lados. Mas você sabia que elas também sentem coceira? Não, né? Mas sentem. O fato está comprovado no livro Pula, pulga! (Escrita Fina, 24 pp, R$ 29,80), que traz a história de Paula, a pulga sapeca – de coceira repleta –, em seus pulos, pelas costas de Plínio, um cachorrinho que, consequentemente, não consegue parar de se coçar. Os escritores Andrea Viviana Taubman e Marcelo Pellegrino trazem uma curiosa história com um que tem uma musicalidade capaz de atrair a atenção de toda a família. As ilustrações ficaram por conta de Camila Carrossine. Com um colorido especial, os personagens esbanjam carisma. O leitor pode conhecer o peludo Plínio, a rechonchuda pulga Paula e ver como a Vó Berna tem um método diferente para coçar as costas do seu cãozinho: com sua agulha de tricô, ela coça de um jeito tão especial que até a esperta pulga Paula aproveita para ser coçada também.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 05/04/2019
“O livro não está em crise. O mercado, sim. Somos frágeis!”
João Scortecci
Editor, Gráfico, Livreiro e Diretor Editorial da Abigraf
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
O poder oculto
4.
Seja foda!
5.
A cinco passos de você
6.
Me poupe!
7.
Do mil ao milhão
8.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
9.
O poder da ação
10.
Pai rico, pai pobre
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.