Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 30/01/2019
Aldeia dos Livros oferece serviços que vão desde a revisão de textos em geral; tradução do inglês e espanhol; copydesk; pareceres; contatos com editoras; eventos nacionais e internacionais; criação de capas de livros, branding e coaching criativo para autores.
HiDesign Estúdio é um estúdio editorial focado em design. Entre os trabalhos oferecidos pelo estúdio estão: capas, projetos gráficos, diagramação e ilustração para projetos de editoras e autores independentes.
A Beluga Editorial presta diversos serviços de produção do livro, incluindo revisão, copidesque, diagramação, capa e projeto gráfico. Atendemos tanto editoras quanto autores.
PublishNews, Redação, 30/01/2019

Nos EUA, a Amazon Publishing, braço de publicações da gigante de Seattle, lançou o selo Amazon Crossing Kids para publicar livros ilustrados traduzidos. Com isso, a empresa de Jeff Bezos quer “aumentar a diversidade dos livros ilustrados para crianças e encorajar jovens leitores a experimentar uma variedade maior de perspectivas culturais”. E tem brasileiro na jogada. É que já na largada, o novo selo coloca à venda o livro Tapajós, escrito e ilustrado por Fernando Vilela. Pela Amazon Crossing Kids, o livro ganhou o título de Along the Tapajós e foi traduzido para o inglês por Daniel Hahn. Publicado originalmente no Brasil em 2015, pela Brinque-Book, o livro conta a história de duas crianças – e sua tartaruga de estimação Titi – que vivem na região de Jarí, um pequeno vilarejo na união dos rios Amazonas e Tapajós. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Lorenzo Herrero, 30/01/2019

O Wattpad, a comunidade on line de escritores e leitores mais popular do mundo, confirma o lançamento de uma nova divisão, a Wattpad Books, que passará a publicar, a partir do segundo semestre, as histórias mais lidas por seus usuários. A companhia prevê o lançamento de seis títulos ainda em 2019 para o mercado norte-americano. A Macmillan será seu distribuidor nos EUA e a Raincoats Books no Canadá. A plataforma se tornou em uma das principais vitrines de novos escritores no mundo. Segundo informa a empresa, cerca de mil histórias publicadas por ali já foram aproveitadas por editoras grandes como é o caso da HarperCollins e Hachette Romans. O lançamento da Wattpad Books pressupõe uma revolução no mercado editorial, em especial para o segmento da literatura juvenil. São mais de 70 milhões de usuários em todo o mundo, na sua maioria jovens, que dedicam cerca de cinco horas mensais à leitura por meio da plataforma. Outras redes sociais de escrita e leitura já tiveram êxito utilizando estratégias similares, mas, nada que se compare com os volumes do Wattpad, afinal, além dos 70 milhões de usuários, a plataforma já abriga 565 milhões de histórias. Clique aqui para ler a íntegra desta matéria no PublishNews em Espanhol.

O Saci foi ilustrado pela portuguesa Catia VidinhasA partir de fevereiro, a Sesi-SP Editora passa a colocar nas livrarias a obra completa de Monteiro Lobato, em domínio público desde o dia 1º de janeiro desse ano. A editora vai publicar desde os títulos mais populares até aqueles pouco conhecidos como Emília no País da Gramática, Aritmética da Emília, Geografia da Dona Benta. Até o julho, serão colocados no mercado 27 títulos. O projeto gráfico da coleção foi pensado por Raquel Matsushita e os volumes chegarão aos leitores com ilustrações de artistas brasileiros consagrados como é o caso de Psonha, Guazzelli, Mariana Massarani e Ionit Zilberman. Além deles, 11 ilustradores portugueses trazem um novo olhar sobre a obra de Lobato. Clique no Leia Mais, tenha acesso à íntegra desta nota, à lista completa das obras que serão publicadas e ainda a uma galeria de ilustrações criadas para a coleção.

PublishNews, Redação, 30/01/2019

O 31º Troféu HQMIX, evento reconhecido internacionalmente na área das histórias em quadrinhos, está com as suas inscrições abertas até o dia 1º de março. Editoras e autores devem entrar no site do Prêmio e ler as instruções para o procedimento. O custo por inscrição de publicação e autores é de R$ 15 e dá direito a que sejam feitas duas escolhas de categorias por esse valor. Ao todo, são 32 categorias, incluindo Adaptação para os quadrinhos, Editora do ano e Projeto editorial. A Comissão Organizadora do 31º Troféu HQMIX é composta pelos profissionais Gualberto Costa e José Alberto Lovetro (JAL) – presidentes, Benedito Nicolau, Cristina Merlo, Daniela Baptista, Edson Diogo, Nobu Chinen, San Hart, Silvio Alexandre (colunista do PublishNews), Sonia M. Bibe Luyten, Waldomiro Vergueiro, Thiago Souza e Will.

PublishNews, Redação, 30/01/2019

No ar há seis anos, a São Paulo Review se dedica à publicação de temas do universo dos livros e da literatura. Criada pelo jornalista e editor Alexandre Staut, o veículo independente colocou no ar uma campanha de financiamento coletivo para garantir a sua manutenção. “A única forma de o site continuar a funcionar em 2019 é por meio desta campanha no Vakinha, em que você pode colaborar de forma simples e rápida, para que sigamos com nossa missão e paixão, que é levar a literatura de qualidade ao maior número de pessoas”, diz Staut na campanha que vai até o próximo dia 10. Até o momento, 37 pessoas colaboraram totalizando R$ 2,5 mil dos R$ 12 mil necessários para a manutenção do site. Interessados podem doar a partir de R$ 25. Todos os que ajudarem entrarão como “patronos” do site e terão nome escrito no “Quem Somos” do SP Review. Se interessou, clique aqui.

PublishNews, Redação, 30/01/2019

A Recode, organização social voltada ao empoderamento digital, e o Instituto Interdisciplinar de Leitura (iiLer) da PUC-Rio se uniram para lançar as Oficinas de Mediação em Leitura. Em formato 100% digital, o projeto visa formar bibliotecários, professores, educadores sociais, estudantes e profissionais que atuam em bibliotecas públicas, escolares, comunitárias e prisionais. Ao todo, o projeto disponibilizará gratuitamente dez oficinas que serão oferecidas a cada mês pela plataforma digital da Recode. A expectativa é capacitar 100 profissionais e estudantes por oficina. Cada participante receberá, ao final do módulo cursado, um certificado com o selo iiLer / Cátedra UNESCO de Leitura PUC-Rio e, para quem concluir as dez oficinas, será emitida uma certificação especial de formação em Mediação de Leitura. As inscrições são gratuitas e os interessados já podem se inscrever para o primeiro módulo, que começa no próximo dia 5. As aulas serão disponibilizadas a cada primeira terça-feira do mês até novembro. Estão previstas transmissões de webinares com os professores do iiLer. Para se inscrever, basta entrar na plataforma da Recode.

PublishNews, Redação, 30/01/2019

Filósofos, teólogos e místicos ocuparam-se, por pelo menos dois mil anos, com o pensamento de que em algum momento existiu uma linguagem que expressasse de forma perfeita e inequívoca a essência de todas as coisas e conceitos possíveis. E é essa utopia que o filósofo e escritor italiano Umberto Eco (1932 - 2016) investiga em A busca da língua perfeita na cultura europeia (Editora Unesp, 411 pp, R$ 62 - Trad.: Antonio Angonese), no rastro da tentativa de descobrir uma língua que fosse original, perfeita e única para toda a humanidade. Sem defender um monolinguismo ou um poliglotismo, Eco trabalha numa espécie de inventário dessa busca da língua perfeita e de suas reverberações no campo das ideias. Para isso, parte da língua anterior ao episódio da Torre de Babel e passa pelo projeto da Ars magna de Raimundo Lúlio. Da Idade Média ao Iluminismo, essa questão também foi uma das obsessões do Século das Luzes: uma língua que poderia ser lida facilmente estaria relacionada à realidade de todos e, consequentemente, promoveria a busca da verdade.

PublishNews, Redação, 30/01/2019

É bem conhecida a sentença de Hannah Arendt segundo a qual a liberdade é a razão de ser da política. Raras vezes, contudo, ela falou de forma tão sintética e penetrante a esse respeito quanto na palestra Liberdade para ser livre, redigida em meados dos anos 1960.No livro de mesmo nome, mais uma vez, a experiência das revoluções é tomada como ponto de partida da análise da pensadora alemã. Mesmo que as revoluções tenham deixado de ser frequentes entre nós, a reflexão de Arendt sobre elas é permeada de comentários que não envelheceram. Deve-se notar sua condenação das intervenções militares, que, até quando bem-sucedidas, em casos isolados, teriam sido incapazes de preencher o vácuo de poder, uma vez que nem mesmo a vitória substituiria o caos pela estabilidade, a corrupção pela honestidade, ou a desintegração pela confiança no governo. Nada legitima o poder, a não ser a política. Os textos sobre eles incluídos em Liberdade para ser livre (Bazar do Tempo, 76 pp, R$ 40) dão testemunho dessa visão. Ambos inéditos no Brasil, assim como a atualíssima análise sobre a liberdade. Uma reflexão essencial para momento em que buscamos entender os sentidos da política.

“Tudo que envolve literatura sempre é uma viagem pessoal. Ela pode ser diferente para mim, para você, para outra pessoa.”
AMILCAR BETTEGA
Escritor brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
Me poupe!
4.
Seja foda!
5.
O poder da ação
6.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
7.
Aprendizados
8.
O poder da autorresponsabilidade
9.
Minha história
10.
Prisioneiros da mente
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.