Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 24/01/2019
Aldeia dos Livros oferece serviços que vão desde a revisão de textos em geral; tradução do inglês e espanhol; copydesk; pareceres; contatos com editoras; eventos nacionais e internacionais; criação de capas de livros, branding e coaching criativo para autores.
HiDesign Estúdio é um estúdio editorial focado em design. Entre os trabalhos oferecidos pelo estúdio estão: capas, projetos gráficos, diagramação e ilustração para projetos de editoras e autores independentes.
A Beluga Editorial presta diversos serviços de produção do livro, incluindo revisão, copidesque, diagramação, capa e projeto gráfico. Atendemos tanto editoras quanto autores.
PublishNews, Leonardo Neto, 24/01/2019

Justiça condena site que disponibilizava livros gratuitamente a pagar indenização no valor equivalente a três mil exemplares | © Reprodução do site do Tribunal de Justiça de SPOs desembargadores da nona Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo confirmaram, por unanimidade, a decisão da primeira instância que havia condenado o dono do site www.livrosadministracao.com.br que disponibilizava gratuitamente livros nas áreas de Direito e Administração sem autorização dos detentores dos direitos autorais. Os magistrados determinaram que as obras fossem retiradas do site e condenaram o réu a pagar à Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR), autora da ação, indenização no valor correspondente ao preço de mercado de três mil exemplares. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 24/01/2019

Dia 7 de fevereiro é a data de vencimento da cota única do IPTU da cidade do Rio de Janeiro. É esse também o prazo final para que editores, que ainda não o fizeram, entrem com processo administrativo pedindo a isenção do imposto garantido pelo Código Tributário do município. Podem pleitear o benefício imóveis utilizados por editoras de livros, seja ele próprio ou alugado. Para requerer a isenção, a editora precisa preencher formulário próprio, juntar uma série de documentos que inclui, por exemplo, certidão de registro de imóveis, contrato de locação (quando for o caso), contrato social e fichas de catalogação de livros editados pela casa (a lista completa aparece no próprio formulário) e levar até um posto de atendimento do IPTU (endereços aqui).

PublishNews, Lorenzo Herrero, 23/01/2019

A Federação de Grêmios de Editores da Espanha apresentou na última terça-feira (22) o Barómetro de Hábitos de Lectura y Compra de Libros 2018. O informe mostra que 32,8% dos espanhóis não leem livros ou leem menos de um livro a cada três meses. O número de não leitores pode parecer alto, no entanto, o estudo aponta um crescimento constante no número de leitores desde o início da década. Na comparação com 2017, houve aumento de 1,4% no número de pessoas que se declararam leitoras no país. O estudo, que a título de comparação é como a pesquisa brasileira Retratos da Leitura, é patrocinado pela Direção Geral do Livro e Fomento à Leitura do Ministério da Cultura e do Esporte e pelo Centro Espanhol de Direitos Reprográficos (Cedro). Clicando aqui, você terá acesso a um artigo escrito pelo nosso editor de língua espanhola, Lorenzo Herrero, que dá detalhes da pesquisa.

PublishNews, Gustavo Martins de Almeida, 24/01/2019

No cotidiano social o cidadão celebra diariamente os mais variados contratos, sem se dar conta da criação e até do alcance desses vínculos. Ao comprar um bilhete de metrô, adere a um contrato de transporte; um ingresso para sala de cinema gera direitos e obrigações para o exibidor e o expectador, e por aí vai. O mesmo ocorre ao adquirir uma licença de leitura de livro e ao abrir uma conta nas redes sociais. Principalmente nestas últimas, nas quais um clique do mouse formaliza contrato eletrônico de conteúdo amplíssimo, rarissimamente alguém lê as várias cláusulas, que passam a regular a relação do usuário com o responsável pela rede. Recentemente tem-se discutido e questionado o curioso hábito, surgido não se sabe como, do Facebook, pelo qual as pessoas são estimuladas a postar, lado a lado, fotos suas em 2009 e em 2019. Para que a rede social usaria essas fotos? É razoável supor que o objeto seja a obtenção, armazenamento e cruzamento de dados dos usuários, o chamado data mining, a mineração de informações. Mas o que isso pode significar? Nosso colunista Gustavo Martins de Almeida explica.

PublishNews, Redação, 24/01/2019

Pedro Almeida e Marcos Marcionilo conduzirão o webinar gratuito realizado pela LabPub | © redes sociais dos editoresNa próxima segunda-feira (28), às 19h30, a LabPub realiza o webinar Edição de texto: Erros a apagar, qualidades a imprimir, com Pedro Almeida, publisher da Faro Editorial e colunista do PublishNews, e Marcos Marcionilo, editor da Parábola Editorial. Durante o webinar, os dois mostrarão como o trabalho de edição de texto é importante para eliminar erros e realçar qualidades, fazendo com que o livro fique muito mais atraente para o leitor. Os dois também falarão sobre o curso Formação de Editor de Textos, que ministrarão na LabPub, em fevereiro. O webinar é gratuito, mas é necessário fazer sua inscrição aqui.

PublishNews, Redação, 24/01/2019

O Instituto de Leitura Quindim (ILQ - Rua Luiz Covolan, 2820, Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul/RS), inaugurado no final do ano passado, dá início a sua programação de férias. Nesta sexta-feira (25), será inaugurada a exposição Monstros no Cinema, baseada no livro-brinquedo de mesmo nome e de autoria de Augusto Massi e Daniel Kondo e publicado pela Sesi SP. A obra traz um levantamento histórico de 11 monstros, os filmes em que apareceram pela primeira vez, e um panorama evolutivo de suas representações. Pegando carona na mostra interativa, o centro cultural recebe a atividade Venha descobrir onde vivem os monstros, nos dias 6, 8, 13 e 15 de fevereiro, das 13h30 às 17h. Será uma programação que inclui oficinas de criação e confecção de monstros, cinema, oficina literária e de ilustração, e contação de histórias. Serão 20 vagas por dia e terá uma taxa de inscrição de R$ 35 por criança uma vez na semana ou R$ 50, duas vezes. O Quindim aproveita as férias para lançar o projeto Papai e mamãe contam um, dois, três contos, histórias, poemas..., de incentivo à leitura. Sempre no segundo e no quarto sábado de cada mês, os pais que estiverem pela biblioteca do Instituto serão convidados a contar histórias para seus filhos, estimulando que isso também aconteça em suas casas. 

PublishNews, Redação, 24/01/2019

No universo dos quadrinhos, poucos autores conseguiram marcar tão profundamente a memória afetiva do leitor como Hergé, pseudônimo de Georges Prosper Remi. Tintim, seu personagem mais famoso, já foi publicado em dezenas de idiomas, virou filme, desenho animado, seriado de TV e peça de teatro, e continua encantando o público. Mais de 30 anos após a morte do autor belga e para celebrar este clássico dos quadrinhos, a Globo Livros Graphics lançou três edições de colecionador da série As aventuras de Tintim, fac-similares e em capa dura. A orelha lascada, A ilha negraO lótus azul estão entre as primeiras aventuras publicadas do personagem. Em A ilha negra (136 pp, R$ 59,90 – Trad.: Érico Assis), Tintim e Milu viajam para a Inglaterra em busca de uma gangue de falsificadores de dinheiro. Sem perceber que sua vida corre risco, o jornalista decifra bilhetes codificados, salta sobre trens em movimento e viaja a uma ilha misteriosa para descobrir o grande segredo que ela guarda – e o motivo pelo qual ninguém tem coragem de explorá-la. Essa história recebeu diferentes versões durante a vida de seu criador, mas nesta versão o leitor poderá conferir a representação da Inglaterra e dos ingleses no início do século XX que Hergé criou.

PublishNews, Redação, 24/01/2019

Baseado em várias músicas dos Beatles, o filme Yellow Submarine, lançado em 1968, conta a história de Pepperland, um paraíso subaquático onde o vento espalha as adoráveis canções da banda do Sgt. Peppers aos quatro cantos e onde ninguém se sente sozinho. Quando o líder dos Malvados Azuis, que odeia música, ameaça as cores e a existência de Pepperland, o marinheiro idoso jovem Fred sai no lendário Submarino Amarelo para buscar ajuda e recruta os garotos de Liverpool para libertar sua cidade. Yellow Submarine se destaca pela colorida mistura de estilos e técnicas inovadoras na época, além da combinação das músicas que ajudam a derrubar os Malvados Azuis. A música e o amor como resposta aos ataques e ao autoritarismo desse grupo que odeia tudo o que torna Pepperland especial é o que se sobressai da animação. Agora, os fãs de uma das maiores bandas de todos os tempos podem reviver a história clássica dos Beatles e comemorar o aniversário de 50 anos de estreia do filme na adaptação oficial de The Beatles: Yellow Submarine (DarkSide, 112 pp, R$ 99,90) para os quadrinhos feita por Bill Morrison. DarkSide, quadrinhos

“Você vai entendendo o potencial de seu projeto literário aos poucos.”
Reinaldo Santos Neves
Escritor brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
Seja foda!
4.
O poder da ação
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
7.
Aprendizados
8.
Me poupe!
9.
O poder do hábito
10.
Poesia que transforma
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.