Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 07/01/2019
Aldeia dos Livros oferece serviços que vão desde a revisão de textos em geral; tradução do inglês e espanhol; copydesk; pareceres; contatos com editoras; eventos nacionais e internacionais; criação de capas de livros, branding e coaching criativo para autores.
HiDesign Estúdio é um estúdio editorial focado em design. Entre os trabalhos oferecidos pelo estúdio estão: capas, projetos gráficos, diagramação e ilustração para projetos de editoras e autores independentes.
A Beluga Editorial presta diversos serviços de produção do livro, incluindo revisão, copidesque, diagramação, capa e projeto gráfico. Atendemos tanto editoras quanto autores.
PublishNews, Redação, 07/01/2019

Dívida da Cultura ultrapassa os R$ 285 milhões | © DivulgaçãoComo era previsto, a Livraria Cultura tornou público o seu plano de recuperação judicial (RJ) no fim de dezembro. O documento, que pode ser acessado na página da varejista estipula, detalhadamente, como serão quitadas as suas dívidas que ultrapassam a cifra de R$ 285 milhões. A varejista tipificou e qualificou seus credores não trabalhistas em oito categorias e para cada uma delas, há uma forma de pagamento, incluindo prazos, carências e deságios. Os credores que não tenham interrompido o fornecimento de produtos entre 25 de outubro, quando saiu o pedido de RJ, e 31 de novembro do ano passado e que se comprometam a continuar fornecendo sairão na frente e receberão integralmente, sem deságio, os valores devidos em 48 parcelas trimestrais com carência de dois anos. Os créditos de até R$ 2 mil sofrerão deságio de 30% e serão pagos com em seis parcelas mensais, com carência de 60 dias. Fornecedores que deixaram de atender pedidos da Cultura serão os mais penalizados. A varejista fala em deságio de 70% e pagamento em 48 parcelas trimestrais com carência de dois anos. Se for uma Microempresa (ME) ou uma Empresa de Pequeno Porte (EPP), o deságio será de 50% e o saldo remanescente será quitado em 20 parcelas trimestrais, com carência de um ano. Trocando em miúdos, as grandes editoras que interromperam o fornecimento no período mais crítico da crise da Cultura receberão só 30% da sua dívida que será quitada daqui a 14 anos. Clique no Leia Mais e confira íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Na coluna Painel das Letras deste fim de semana, o destaque foi para o livro O alquimista, de Paulo Coelho, que entrou para o catálogo da Folio Society, editora britânica de livros ilustrados. Coelho é o primeiro brasileiro a ser publicado pela casa. A coluna adiantou ainda que o selo Estação Brasil, da Sextante, publicará três títulos de Jessé de Souza que antes eram da LeYa: A elite do atraso, A tolice da inteligência brasileira e Subcidadania. O Globo publicou matéria sobre um estudo recente da Associação Americana de Escritores que mostra que a atividade pode nem sequer gerar renda suficiente para sobrevivência. Segundo a pesquisa, que considerou 5 mil autores de diferentes gêneros, o salário médio de escritores em tempo integral foi de US$ 20,3 mil dólares anuais em 2017, e, quando escritores de meio expediente eram considerados, de US$ 6,08 mil — uma queda de 42% em relação aos US$ 10,5 mil em 2009. Além disso, o dinheiro estritamente relacionado a vendas de livros, como royalties e adiantamentos de editoras, também tive um decréscimo de 30% para autores em tempo integral desde 2009. Ainda n’O Globo, Lauro Jardim adiantou que a Fontanar irá publicar em fevereiro, o 14º livro do Papa Francisco aqui no Brasil. Lições do Papa Francisco: inspirações para uma vida melhor traz sua visão para lidar com as dificuldades do dia a dia e é o terceiro do Papa pela mesma editora. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra dessa nota.

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Laura Bacellar será a professora do curso 'Produção Editorial' da Universidade do Livro | © DivulgaçãoA Universidade do Livro está com inscrições abertas para o curso à distância de Produção editorial. O curso tem como objetivo fazer com que o aluno acompanhe em detalhe todos os passos da produção editorial e adquirir uma visão abrangente da edição de um livro. O aluno, ao longo das aulas, é levado a refletir sobre os principais aspectos e questões do processo de produção no contexto geral do funcionamento de uma editora, do momento em que é definida a realização de uma obra até a entrega dos arquivos completos do livro à produção gráfica. As aulas serão ministradas por Laura Bacellar, começam no dia 5 de fevereiro e seguem até 14 de maio. O investimento é de R$ 480.

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Dando início às comemorações dos 200 anos da Independência, está em cartaz na Biblioteca Nacional a exposição 1808 – 1818: A construção do reino do Brasil. A mostra reflete sobre a época joanina, um período que começa com a chegada da corte portuguesa em 1808 e logo em seguida, a abertura dos portos brasileiros e termina com a coroação do príncipe regente D. João. A exposição acontecerá em dois espaços; no primeiro, uma instalação multimídia de Marcello Dantas no hall do segundo andar. Na galeria Eliseu Visconti, no primeiro andar do prédio, estarão obras originais, ampliações e projeções de imagens raras do Brasil de D. João VI, todas também do acervo da Biblioteca Nacional. O segundo módulo trata da construção de uma utopia. São mais de 200 obras (documentos, manuscritos e gravuras) do acervo da casa. Entre os destaques, uma imagem, foto, da distribuição de sopa à população de Lisboa, que ficou na miséria após a vinda da corte real para o Brasil, em 1808. O horário de visitação é de segunda a sexta, das 10h às 16h30.

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Parede de vidro garante luminosidade à nova Biblioteca Nacional do Líbano | © DivulgaçãoDepois de 40 anos, quando foi destruída durante a Guerra Civil, a Biblioteca Nacional do Líbano é reaberta ao público. Instalada agora em um antigo hospital, a Biblioteca recebeu 300 mil itens que foram meticulosamente restaurados ao longo de quase duas décadas. Entre os volumes restaurados estão livros raros e uma coleção de periódicos árabes, além de pinturas, publicações governamentais, mapas e planos, partituras e cartões postais. O interior do prédio histórico foi renovado e o átrio abriga fileiras de mesas com vistas para uma parede de vidro o que garante a iluminação natural. O financiamento da restauração do acervo veio de um consórcio entre a União Europeia e o governo libanês. O Catar investiu US$ 25 milhões na restauração do prédio.  

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Para quem gosta de contar histórias, a Casa das Rosas (Av. Paulista, 37 – São Paulo / SP) organizou para o início de 2019 o curso gratuito, Como contar histórias. Comandadas por especialistas em contação de histórias, as aulas apresentarão fundamentos e técnicas da narrativa oral, assim como a relevância desse tipo de literatura como ferramenta de aproximação, comunicação e expressão. O curso é uma parceria com a Associação Arte Despertar, que há mais de 20 anos atua nas áreas da saúde e da educação, visando o desenvolvimento humano e as aulas acontecerão aos sábados, de 19 de janeiro a 23 de fevereiro, das 14h às 18h. Para participar, basta se inscrever clicando aqui

PublishNews, Redação, 07/01/2019

O jornalista e escritor Luis Pimentel ministra a partir de amanhã (8), no Centro Centro Cultural Lago de Histórias (Rua Marechal Cantuária, 18 – Rio de Janeiro / RJ), a Oficina de Prosa e Verso. Nas aulas, os alunos serão incentivados a criar textos com a orientação de Pimentel e aprender sobre os fundamentos da escrita e dos gêneros literários. As aulas acontecem sempre às terças, das 15h às 17h. Para mais informações é só mandar e-mail para contato@lagodehistorias.com.br

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Técnicas de estado (Editora Unesp, 377 pp, R$ 78 – Trad.: Gercelia Mendes) é o primeiro livro do intelectual alemão Günter Frankenberg publicado em língua portuguesa. No livro, o professor da Universidade Johann Wolfgang Goethe analisa as técnicas das quais o Estado se vale para exercer e preservar seu poder – especialmente em tempos de Guerra ao Terror, quando governos, muitas vezes, transcendem o Estado de Direito e pervertem as técnicas de segurança nacional. No percurso de sua análise, o autor não apenas joga luzes sobre algumas ambivalências do Estado de Direito, mas também defende a legalidade democrática contra tendências que pretendem naturalizar o estado de exceção. Ao longo dos sete capítulos, o livro trabalha ideias e conceitos de que “o Estado securitário infringe os limites de Estado de direito e normaliza o estado de exceção”.

“Tenho plena convicção de que as pessoas têm que ler para se construir. Para ser gente.”
Cíntia Moscovich
Escritora brasileira
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
4.
Me poupe!
Seja foda!
6.
Aprendizados
7.
Minha história
8.
O poder da ação
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
21 lições para o século 21
 
PublishNews, Redação, 07/01/2019

Em Lucros de sangue (Matrix, 320 pp, R$ 59,90 - Trad.: Daniela Belmiro e Fernando Effori de Mello), a autora americana Vanessa Neumann, especialista em desbaratar redes de comércio ilícito, explica como a compra de produtos ilegais, aparentemente inofensivos, como cigarros e petróleo contrabandeados, bolsas e medicamentos falsificados, financiam o crime organizado e o terrorismo. A ligação entre estes dois agentes da ilegalidade é real, crescente e aterradora, defende a autora. O livro ganhou ainda um capítulo especial sobre o Brasil na edição brasileira. Nela, Neumann faz revelações sobre as atividades criminosas na Tríplice Fronteira – principalmente entre Brasil e Paraguai -, envolvendo o Primeiro Comando da Capital (PCC), maior facção criminosa do Brasil, e o grupo terrorista Hezbollah. Neumann conduz o leitor por casos variados e apresenta uma combinação de fatores que possibilitam a formação de redes intrincadas de comércio ilegal. A autora também elenca as lições aprendidas e medidas que podem ser adotadas por todos nós.

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Apesar de abarcar três décadas de produção escrita, Ciência na alma (Companhia das Letras, 520 pp, R$ 79,90 - Laura Teixeira Motta) não poderia ser mais atual e urgente, num mundo cada vez mais irracional e hostil aos fatos. Já na sua introdução, Richard Dawkins faz um alerta insistindo para que a razão volte a ser protagonista e que os sentimentos — mesmo aqueles que não representam coisas abjetas como a xenofobia, a misoginia e outros preconceitos — fiquem de fora das escolhas eleitorais. Em mais de 40 ensaios, artigos, palestras e cartas, recentemente revistos pelo autor, são escrutinadas uma série de questões, entre elas a importância das evidências empíricas, e há uma crítica enfática da má ciência, da presença da religião nas escolas e de movimentos como os que negam a gravidade das mudanças climáticas. Com o ardor de sempre, o cientista defende “a verdade sagrada da natureza” e homenageia as glórias e as complexidades do mundo natural com seu virtuosismo típico.

PublishNews, Redação, 07/01/2019

Aristóteles defende que o principal motivo da Política (Edipro, 352 pp, R$ 69 – Trad.: Maria Aparecida de Oliveira Silva) é o bem comum, capaz de proporcionar felicidade aos seus cidadãos e prosperidade à cidade. A instituição de leis e a sua observância são fundamentais para que a cidade seja uma associação humana feliz e próspera. Estas e outras reflexões atemporais compõem esta cuidadosa tradução anotada e que traz a numeração referencial de Bekker. O livro tem como objetivo demonstrar originalmente os ideais de política de Aristóteles e, assim, compreender a formação, a estrutura e o desenvolvimento da vida em comunidade. A obra inclui ainda apêndice com a tradução de Da Monarquia, Democracia e Oligarquia, de Plutarco.

 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.