O frágil juízo humano
PublishNews, Redação, 07/06/2021
Em 'Para o bem ou para o mal', as histórias de três personagens que procuram - cada uma à sua maneira - um acerto de contas com o destino, se cruzam

Os destinos e peripécias de três personagens bastante prováveis na vida real se entrelaçam sutilmente em Para o bem ou para o mal (Gryphus, 172 pp, R$ 44,90), segundo livro do jornalista, escritor e tradutor Luiz Fernando Brandão. Até certo ponto, os protagonistas da história – o Flautista, o Matemático e a Cigana – embora bem-sucedidos no que se propuseram alcançar, estão a um só tempo em busca e em fuga. Se o Matemático está à procura de uma nova vida, onde o materialismo e o consumismo possam dar espaço ao autoconhecimento, o Flautista sai de São Paulo para escapar das consequências de um episódio com final trágico envolvendo uma jovem seguidora. A Cigana, por sua vez, após uma vida repleta de sacrifícios, chega ao topo de sua escalada profissional apenas para descobrir quão precária era a segurança que julgara conquistar e que ainda havia como encontrar o “caminho de volta”. Por sorte ou azar, cada um com sua história, todos os três acabam fazendo na Índia o acerto de contas com o destino.

Tags: Gryphus
[07/06/2021 07:00:00]