Brit Bennett e Susanna Clarke entre as finalistas do Women's Prize 2021
PublishNews, Talita Facchini, 29/04/2021
As duas autoras terão suas obras publicadas no Brasil. Vencedora será conhecida no dia 7/07.

Com o objetivo de dar mais espaço e reconhecimento aos livros de ficção escritos por mulheres, o Women’s Prize anunciou as seis finalistas do galardão deste ano. Continuam na disputa Piranesi, romance de Susanna Clarke que apresenta um universo fantástico ao contar de um personagem solitário. Por aqui, quem detém os direitos da obra é a editora Morro Branco.

Outra obra finalista que sairá no próximo mês pela Intrínseca é A metade perdida, de Brit Bennett. O livro aborda questões raciais ao contar a história das irmãs gêmeas Vignes. Dez anos depois de fugirem de casa - uma comunidade negra no sul dos EUA obcecada por novas gerações de pele cada vez mais clara - uma delas volta para a cidade com uma criança de pele muito escura. E enquanto uma se casa com um homem negro e é obrigada a retornar ao lugar de onde escapou tantos anos antes, a outra é vista como branca, e o marido branco não faz ideia de seu passado.

Também com personagens gêmeos, Unsettled ground, de Claire Fuller, é a terceira finalista. Na obra, Jeanie e Julius, de 50 anos, ainda vivem isolados com a mãe e são obrigados a lidar com sua morte inesperada.

Completando a lista estão Transcendent Kingdom, de Yaa Gyasi, que apresenta a história de uma família contada através de continentes e gerações; How the one-armed sister sweeps her house, de Cherie Jones, descrito pelo júri como “uma história de violência, perda e amor em Barbados, vista através de quatro vozes muito vivas”; e No one is talking about this, de Patricia Lockwood. Um romance sobre o conflito da vida real e de personas on-line.

A vencedora será conhecida no dia 7 de julho e receberá um prêmio no valor de £ 30 mil.

[29/04/2021 09:40:00]