Netflix dá novo gás ao livro que deu origem ao filme ‘Bird Box’
PublishNews, Redação, 11/01/2019
‘Caixa de pássaros’ ocupa a segunda posição da Lista de Ficção, com mais de 1,4 mil cópias vendidas nessa semana

Sandra Bullok protagoniza o filme inspirado na obra 'Caixa de pássaros' que tem conquistado importantes espaços na lista dos mais vendidos nas últimas semanas | © reprodução
Sandra Bullok protagoniza o filme inspirado na obra 'Caixa de pássaros' que tem conquistado importantes espaços na lista dos mais vendidos nas últimas semanas | © reprodução
Caixa de pássaros (Intrínseca), de Josh Malerman, estreou na lista em 2015. A novidade apareceu pela primeira vez na lista do dia 12 de junho daquele ano, na 19ª posição da categoria Ficção, com 426 cópias vendidas. Depois disso, teve aparições eventuais na lista, sempre em posições tímidas. Na lista do dia 17 de julho também de 2015, por exemplo, ele estava lá de novo, ocupando a última posição da categoria, com 397 cópias vendidas. Não foi um arrasa quarteirão, embora tenha pingado aqui e acolá na Lista.

Tudo mudou com o sucesso do filme Bird box, veiculado pela Netflix. Virou rastilho de pólvora nas redes sociais e isso se refletiu na lista. O livro retomou a sua trajetória na penúltima lista de 2018. No dia 21 de dezembro, ele já dava sinais do seu poder, com 1.091 cópias vendidas. Atingiu seu ápice na última lista do ano passado, ocupando a terceira posição da concorrida lista de Ficção da semana de Natal, ao vender 3.255 cópias. Nessa semana, o livro que faz uma alegoria poderosa da depressão, alcançou o segundo lugar da Lista de Ficção e o 15º da Lista Geral, com 1.451 cópias vendidas.

No mais, a lista foi devagar. Na comparação com a semana anterior, apresentou queda de 28% nos números gerais. Não Ficção (-43%), Ficção (-37%) e Infantojuvenil (-34%) foram as categorias que mais sentiram. A de Negócios, embora também tenha fechado no vermelho (-11%), merece destaque. Isso porque o seu líder – Seja foda (Buzz), de Caio Carneiro – conquistou o bronze no pódio da Lista Geral, ao vender 4.314 cópias na semana. Por falar na Lista Geral, ela segue liderada por A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca). Foram 10.081 exemplares vendidos. Em segundo lugar, está O milagre da manhã (BestSeller / Record), com 6.194.

Além das quedas nas vendas, a lista veio fraca de novidades. Foram só duas. Na 16ª posição da lista de Autoajuda, estreou Meu plano perfeito – capa PU (Thomas Nelson Brasil), com 390, e em Infantojuvenil, Casa de bonecas 3D (Zastras / Nobel), com 295, número suficiente para colocar o livro na posição de número 18.

O Ranking das Editoras segue liderado pela Sextante, com 20 títulos nessa semana. O Grupo Companhia das Letras aparece em segundo, com 13, e a Intrínseca, em terceiro, com 12.

[11/01/2019 10:15:00]