Frankfurtianas: saiba o que foi destaque nos últimos dias em Frankfurt
PublishNews, Redação, 15/10/2018
Aqui você acompanha algumas notas curtas que nossa equipe apurou em Frankfurt nos últimos dias da feira

Há três semanas da Feira Internacional do Livro de Sharjah, a Sharjah Book Autority (SBA) aproveitou a Feira de Frankfurt para promover o seu evento. “Nossa participação em Frankfurt menos de um mês antes de lançarmos a 37ª edição da nossa Feira tem sido um passo oportuno na promoção das pessoas e na conscientização sobre o principal evento literário anual da região árabe. Este ano, a  SIBF já conta com 77 países em todo o mundo”, contou Al Ameri, que preside a Sharjah Book Authority. 

**

A 70ª edição da Feira do Livro de Frankfurt terminou com um aumento de 0,8% no número de visitantes no fim de semana e uma ligeira queda de 1,8% durante os dias comerciais. No geral, a participação internacional aumentou na feira este ano, tanto em expositores quanto em visitantes profissionais (foram 7.503 expositores de 109 países).

**

O presidente da feira, Juergen Boos, disse que o evento é o  lugar ideal para discutir tópicos que afetam a comunidade global. "Uma série de tópicos predominou durante as atividades deste ano, incluindo a importância dos direitos humanos, juntamente com o deslocamento e a migração, o populismo e o engajamento cívico".

**

Em Frankfurt, a Estação Liberdade bateu o martelo e comprou o livro La scopa di don Abbondio, de Luciano Canfora. O ensaio do historiador italiano trata dos movimentos violentos da história. A editora de Angel Bojadsen ficou também com o romance Os carregadores de água, do afegão Atiq Rahimini. O livro sai na França em janeiro depois que o cineasta e escritor voltar de Ruanda, onde está rodando um filme baseado na obra de Scholastique Mukasonga. 

[15/10/2018 03:00:00]