Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 07/10/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Redação, 07/10/2021

Alejandro Zambra | © Mabel MaldonadoA Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), marcada para acontecer de 27 de novembro a 05 de dezembro, novamente em formato virtual, anunciou essa semana, o primeiro autor convidado da sua 19ª edição: o chileno Alejandro Zambra. Hoje radicado na Cidade do México, Zambra nasceu em 1975, em Santiago. Escreveu os romances Bonsai, A vida privada das plantas, Múltipla escolha e Formas de voltar para casa, com edições pela Companhia das Letras e Tusquets; além de contos e poesias. Zambra retorna à Flip após nove anos – ele esteve na festa em 2012, quando participou de uma mesa com Enrique Vila-Matas – agora para falar sobre Poeta chileno (Companhia das Letras) sua incursão imaginativa mais longa. Além desse, um outro volume que reúne toda produção ficcional do autor também chega às livrarias brasileiras nos meses que antecedem a Festa. "Nesse retorno à Flip depois de quase uma década e com novas publicações, Zambra nos oferece a oportunidade de refletir sobre dois movimentos: um é a trajetória artística dele, o outro são as transformações sociais, políticas e culturais do Brasil e do Chile, países tão próximos e semelhantes, mas que também guardam uma série diferenças que ajudam a entender a complexidade do nosso lugar no mundo", explicou Mauro Munhoz, diretor artístico da Flip. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 07/10/2021

Os sindicatos das Editoras de Livros (SNEL) e dos Trabalhadores em Empresas de Editoras de Livros (SEEL) estão em um impasse na convenção coletiva de trabalho 2021-2022. De acordo com os trabalhadores, já foram realizadas três rodadas de negociações. A última delas, na última terça-feira (05), mas as partes não chegaram a um acordo. A proposta inicial era de reajuste salarial e na participação nos lucros e resultados (PLR) de 13,36% e piso salarial de R$ 1,6 mil. Além disso, o sindicato dos trabalhadores pediam vale-refeição (VR) de R$ 30 ao dia e vale-alimentação de R$ 250 e reembolso creche. O sindicato patronal considerou o pedido além da capacidade das editoras, que ainda sentem o peso da pandemia no seu faturamento. Na segunda rodada de negociações, o SNEL propôs reajuste de 4% dividido em duas parcelas (2% em outubro e 2% em janeiro); abono salarial de 40% e 8% sobre o VR. Diante do impasse, o sindicato dos trabalhadores apresentou nova proposta, com reajuste salarial de 7% do INPC; abono de 50% em duas parcelas; reajuste de 7% sobre PLR e aumento de 10,42% sobre o piso salarial e dos valores de vale-alimentação e ainda 8% sobre os valores do VR. As negociações pararam aí. “A bola está com o sindicato patronal”, declarou o sindicato. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews+, Redação, 07/10/2021

O PublishNews+, área exclusiva para assinantes do PN, tem adiantado, semanalmente, os livros que só chegarão às livrarias daí a 45 dias. O serviço, chamado de Próximo Capítulo, é realizado graças a uma parceria com a MVB / Metabooks e tem por objetivo municiar livreiros de informações do que está no prelo das editoras. Nessa semana, o Próximo Capítulo traz as novidades que chegarão às livrarias entre os dias 21 a 27 de novembro. Entre as novidades, estão Vida à deriva (Veneta), de Yoshihiro Tatsumi; a antologia Ser, nascer e desnascer (enquanto mulheres) (Primavera), Amor, sublime amor (Intrínseca), de Irving Shulman, e O Projeto Lemann e a Educação Brasileira (Oficina Raquel), de Bruna Werneck Canabrava. Clique aqui para conferir todas as novidades. Por enquanto, o Próximo Capítulo está aberto para todos os que se cadastrarem na plataforma, mas em breve, o serviço ficará exclusivo para os assinantes do PN+. A nova seção se soma a outros serviços oferecidos aos assinantes do PN+, como o Radar de Licitações e o Apanhadão Diário. Clique aqui para saber como ser um assinante do PN+.

PublishNews, Redação, 07/10/2021

Abdulrazak Gurnah | © DivulgaçãoO tanzaniano Abdulrazak Gurnah ganhou o Prêmio Nobel de Literatura 2021. O anúncio foi feito na manhã desta quinta (07), pela Academia Sueca. Segundo o júri, Gurnah recebeu o reconhecimento mundial por conta da sua “rigorosa e compassiva investigação sobre os efeitos do colonialismo e do destino do refugiado no abismo entre as culturas e os continentes”. Nascido na ilha de Zanzibar, chegou ao Reino Unido na década de 1960 como refugiado e começou a escrever aos 21 anos. Conhecido por sua literatura pós-colonial na África Oriental, além de seus dez romances, Gurnah escreveu também contos e a questão do refúgio sempre esteve presente em suas obras, desde o início da sua carreira, nos anos 1980. Nos últimos anos, o Prêmio Nobel de Literatura passou por algumas polêmicas. Em 2018, após acusações de estupro e corrupção no seu comitê, o prêmio não foi entregue. Para compensar, em 2019 escolheu dois autores, o austríaco Peter Handke – que gerou críticas – e a polonesa Olga Tokarczuk. Já em 2020, a escolhida foi a poeta americana Louise Glück.

PublishNews, Redação, 07/10/2021

A Fundação Dorina Nowill para Cegos -- dedicada à inclusão de pessoas com deficiência visual e que produz e distribui livros em braille, falados e digitais de forma gratuita -- abriu uma vaga para editor digital júnior. As funções do cargo incluem a organização e atualização de planilhas de atividades; contato com fornecedores e clientes; edição e revisão de textos em formato acessível; conferência de acordo com PDF ou original impresso; verificação, escaneamento e/ou conversão de arquivos; linearização/diagramação, descrição de imagens, adaptação e correção de texto. A Fundação oferece vale transporte e vale refeição e assistência médica e odontológica. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail curriculos@fundacaodorina.org.br.

PublishNews, Redação, 07/10/2021

Está no ar, até a próxima quarta-feira (13), a primeira edição do Festival Skeelo Literário. A realização é uma alusão ao Dia Nacional da Leitura, celebrado no próximo dia 12. O evento reúne escritores e influenciadores literários. Logo mais, às 19h, acontece a mesa Criando audiência literária no TikTok, Twitter e YouTube, com os influenciadores Patrick (@patzzic), Diana Kalaf (@semspoiler) e Paulo Ratz (Livraria em Casa). Nesta sexta-feira (08), a editora Luiza Del Monaco, da Nacional, fala sobre os Bastidores Editoriais. No fim de semana, Bárbara Lizo, gerente de marketing da plataforma, fala da Skeelo em Números, no sábado (09) e sobre os bastidores da Skeelo, no domingo. Na segunda-feira (12), acontece o lançamento do audiobook Vini conta Branca de Neve, de autoria do autor e ator Vinicius Campos. O festival acaba no dia 13 com um sorteio de brindes que vão de e-books e assinatura vitalícia do Skeelo até a um iPhone 12. As transmissões acontecem sempre às 19h pelo perfil do Skeelo no Instagram.

PublishNews, Redação, 07/10/2021

Em 1762, Portugal recebeu um ultimato: juntar-se à Espanha e França na Guerra dos Sete Anos ou ser invadida por eles. É neste contexto que se passa o novo romance histórico de aventura do autor gaúcho Samir Machado de Machado. Homens cordiais (Rocco, 384 pp, R$ 79,90) retoma os personagens de Homens elegantes – que teve os direitos de adaptação cinematográfica comprados pela RT Features – e mais uma vez faz disputas políticas de séculos atrás conversarem com o Brasil e o mundo de hoje em dia. Na trama, Portugal precisa a todo custo manter a amizade com sua mais poderosa aliada, a Inglaterra. Para isso, o soldado brasileiro Érico Borges é encarregado de seguir os passos da Confraria da Nobreza, uma sociedade aristocrática que está disposta a tudo para manter seus privilégios — até mesmo sabotar o país e o entregar à estrangeiros. Com toques de James Bond e Bastardos Inglórios, o livro também traz um protagonista LGBTQIA+ imaginado num contexto totalmente inusitado, o de um agente secreto da coroa portuguesa no século XVIII. Apesar do mesmo protagonista, Homens cordiais pode ser lido de forma independente do primeiro volume da saga.

PublishNews, Redação, 07/10/2021

Publicado originalmente em 1948, O amigo perdido (Rua do Sabão, 181 pp, R$ 40 – Trad.: Daniel Dago) é a obra-prima de Hella Haasse, chamada de “a grande dama” da literatura holandesa. O livro, que se tornou um dos romances holandeses mais conhecidos no mundo, é um elemento básico da educação literária do país. Narrado em primeira pessoa, o romance se passa nas Índias Orientais Holandesas (atual Indonésia) e conta em primeira pessoa a história de um menino criado numa plantação colonial. Seu amigo de infância, Oeroeg, é um rapaz de mesma idade, mas de ascendência nativa. À medida em que o narrador cresce, as circunstâncias políticas e raciais da vida colonial, além da guerra, trarão novas dinâmicas a essa amizade. O personagem principal é filho de holandeses que administram uma fazenda na colônia, mas apesar dos laços de sangue com a Holanda, ele cresce em meio a comunidade local e aprende a língua e costumes nativos, algo repreendido pelo pai que deseja que ele tenha uma educação europeia. E é justamente, Oeroeg quem personifica a colônia. Exprimindo sua admiração pelo amigo, o personagem busca, na infância, não ver as diferenças que a sociedade coloca entre eles. Porém, numa festa, os pais holandeses e seus amigos decidem mergulhar num lago sagrado, à noite, uma cratera aberta por um meteoro e cheia de água, posta na selva. Quem os guia é o pai de Oeroeg e um acidente, contudo, leva-o à morte.

“A meu ver, o principal desafio de quem traduz e edita os livros é estar presente o mínimo possível.”
Adriana Lisboa
Escritora brasileira em entrevista ao jornal Cândido
1.
Quanto vale o seu tempo?
2.
Mentirosos
3.
Mais esperto que o diabo
4.
Vermelho, branco e sangue azul
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
Amor & gelato
7.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
8.
Minutos de sabedoria
9.
Torto arado
10.
Do mil ao milhão
 
PublishNews, Redação, 07/10/2021

Quando uma nova e misteriosa doença começa a fazer as crianças da Flandia caírem em um sono sem fim, os flans demoram a perceber que há algo de podre na nação mais desenvolvida do planeta. Mas apesar do algoritmo que administra o governo tentar mascarar a crise com números e slogans, logo se inicia um movimento de emigrações ilegais rumo ao selvagem Olival, também conhecido como resto do mundo. Nesse cenário caótico, o leitor vivencia o desespero da viúva Ofélia, que tenta manter a filha acordada; e a esperança da enfermeira androide Maria do Carmo, que tenta compreender os humanos. Uma utopia-distópica escrita pela autora portuguesa Patrícia Portela, Hífen (Dublinense, 240 pp, R$ 59,90) é um livro assustadoramente atual. A obra faz parte da Coleção Gira, selo da Dublinense para autores lusófonos estrangeiros.

PublishNews, Redação, 06/10/2021

Noruega, 2017. Signe, ativista ambiental com quase 70 anos, está embarcando em uma jornada arriscada: ela tenta chegar à costa francesa em um veleiro. A bordo, uma carga que pode mudar o destino do Planeta Azul. França, 2041. Uma grande seca está forçando a população do Sul da Europa a fugir para o Norte, pois não há água potável suficiente para todos. Mas em meio ao desespero, um fio de esperança brota no jovem pai David e em sua filha Lou quando eles descobrem um antigo veleiro em um jardim seco, a quilômetros da costa. Em Além do oceano (Morro Branco, 352 pp, R$ 54,90 – Trad.: Kristin Lie Garrubo), Maja Lunde (mesma autora de Tudo que deixamos para trás) conecta virtuosamente a vida e o amor das pessoas com aquilo de que toda a vida é feita: água. Seu novo romance, uma narrativa emocionante permeada por questões climáticas das mais urgentes, é uma celebração da água em seu poder elementar e uma advertência pungente de sua finitude.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.