Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 22/09/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews+, Redação, 22/09/2021

O Radar de Licitações, seção fixa do PublishNews+, tem mais dois editais essa semana. O primeiro deles visa a aquisição de 800 exemplares de livros jurídicos e outras 200 unidades de livros digitais. O valor estimado é de R$ 138,8 mil e o pregão está marcado para o dia 28 de setembro. Já o segundo edital da semana tem como objeto a aquisição de obras literárias. O valor chega a R$ 760 mil para a compra de 63 títulos diferentes. A disputa acontece no dia 04 de outubro. A seção, exclusiva para os assinantes do PN+, é alimentada pelo Radar de Licitações, consultoria de Natália Vieira que, além de buscar novas licitações, presta um serviço de apoio aos editores e distribuidores interessados em vender para governos, nas mais diversas esferas de poder. Para acessar o Radar dessa semana, clique aqui.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

A Secretaria Municipal de Cultural de São Paulo está com inscrições abertas para o que chamou de Edital da Retomada. Por ele, artistas e coletivos culturais poderão se candidatar a receber apoio financeiro de até R$ 100 mil para a realização de atividades culturais presenciais na cidade de São Paulo. O orçamento total é de R$ 2 milhões, que será distribuído entre 20 projetos em diversas linguagens: teatro, dança, literatura, performance, artes visuais, por exemplo. Podem se candidatar pessoas físicas ou coletivos formados por pessoas maiores de 18 anos que sejam residentes no município de São Paulo e que tenham pelo menos um ano de atuação com o objeto artístico e cultural da parceria proposta. Não é permitida a participação de empresas, instituições sem fins lucrativos ou escolas públicas ou privadas. Os recursos poderão ser empregados em ações culturais e/ou eventos periódicos, na gestão de espaços culturais, em iniciativas relacionadas à economia solidária com o objetivo de impulsionar redes e movimentos culturais ou em ações de formação cultural, como propostas de autoformação, profissionalização e formação para gestão e mediação cultural. O foco do edital está na comunicação. Pelo menos 25% da verba total deverá ser utilizada na divulgação envolvendo as mais diversas redes sociais, vídeos, hashtags e demais ferramentas que se julguem necessárias para o engajamento do público. As inscrições ficam abertas até o dia 16 de outubro. Para mais informações, acesse o edital no site da prefeitura.

PublishNews, Marisa Moura, 22/09/2021

A misteriosa e hilária funcionária da agência literária fictícia criada por Marisa Moura em sua coluna no PN foi promovida. Agora é Assistente de Assuntos Autorais (AAA). E a agente literária promoveu a funcionária e saiu de férias. Nisso, uma autora liga e quer saber o que significa “a cessão em caráter de exclusividade, de todos os direitos autorais patrimoniais relacionados à edição, coedição, reedição, reimpressão, publicação, reprodução, divulgação, distribuição e comercialização da Obra” que aparece no seu contrato. Agora, a AAA teve que buscar a Lei dos Direitos Autorais para entender isso tim-tim por tim-tim. Clique no Leia Mais para conferir a 20ª crônica escrita por Marisa Moura.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

O Grupo Ibep Educação, do qual fazem parte as editoras Ibep, Nacional e Conrad, abriu uma vaga de estágio em marketing. Os candidatos devem cursar a partir do quarto semestre nos cursos de Marketing, Comunicação Social e áreas correlatas; ter inglês intermediário; domínio do Excel e Word; e excelente escrita e comunicação. As funções do cargo incluem o contato com influenciadores e parceiros; administração dos pedidos, envios e resenhas; suporte para equipe de redes sociais, ajudando na solicitação de artes e no contato com leitores; e auxiliar na elaboração de campanhas e ações institucionais. O trabalho é presencial, de segunda a sexta, no escritório da editora na Vila Olímpia. Os interessados devem preencher o formulário on-line até o dia 30 de setembro.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

Este mês, a Ubu Editora celebra os seus cinco anos de história com debates internacionais e ações em livrarias. A programação da Ubu das 5 às 7 começa no dia 27, e até o dia 1º de outubro, irá reunir autores e colaboradores da casa, como Christian Dunker, Deivison Faustino, Djamila Ribeiro, Elsa Dorlin, Françoise Vergès, Franco Berardi, Giselle Beiguelman, Manuela Carneiro da Cunha e Vladimir Safatle. Na próxima segunda, às 17h, a programação tem início com a mesa Direitos indígenas: ontem e hoje, com Manuela Carneiro da Cunha. Temas como autodefesa, feminismos decoloniais, política e arte depois do futuro e ainda uma reflexão sobre psicanálise, sofrimento e racismo serão abordados até o final da semana. As inscrições são gratuitas. Clicando aqui você pode se inscrever e conferir a programação completa. Os inscritos receberão um e-book exclusivo com seleção de textos dos participantes e participarão de sorteio de livros ao longo do evento. Além disso, a editora fez parcerias com livrarias de várias cidades para comemorar seu aniversário. A lista das livrarias parceiras você encontra no site do evento. Em cinco anos no mercado, a Ubu construiu um catálogo com quase 100 títulos de antropologia, filosofia, psicanálise, artes visuais, arquitetura, design e literatura, com obras de referência – como A origem das espécies, de Charles Darwin, Popol Vuh e Pele negra, máscaras brancas, de Frantz Fanon – e ainda reflexões atuais de grandes nomes do pensamento contemporâneo – como Bruno Latour, Françoise Vergès, Vladimir Safatle, Christian Dunker, Manuela Carneiro da Cunha, Eduardo Viveiros de Castro, Evgeny Morozov, Yuk Hui, Franco Berardi, Hal Foster, Stefano Mancuso, Elsa Dorlin, entre tantos outros.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

Nesta quarta-feira (21), a Amazon anunciou a mais recente geração do seu e-reader, que chega ao mercado brasileiro em dois novos modelos: o novo Kindle Paperwhite e o primeiro Kindle Paperwhite Signature Edition. A nova geração vem com tela antirreflexo maior. Cresceu de 6 para 6,8 polegadas e agora vem com temperatura de luz ajustável. A promessa é que a bateria dure até 10 semanas. Esse modelo sai por R$ 649. Já o inédito Kindle Paperwhite Signature Edition também conta com um sensor de ajuste de iluminação automático, 32GB de armazenamento (a versão mais básica oferece 8GB), e, pela primeira vez, carregamento sem fio, sai por R$ 849.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

No ano passado, o Instituto Estação das Letras comemorou seus 25 anos realizando a primeira edição do Viver de escrever, série de encontros com apresentações sobre criação literária e mercado editorial para autores. Agora, neste sábado (25), das 10h às 18h, começa a segunda edição do evento, com programação gratuita, transmissão virtual e voltado para escritores (novatos ou veteranos), professores de literatura e artes e público que se interessa por leitura. O escritor Milton Hatoum e a fundadora da casa, Suzana Vargas, participam da mesa de abertura, com uma conversa sobre leitura como munição fundamental para quem se aventura pelos caminhos da criação literária. Rogério Pereira, Ítalo Moriconi e Nuno Rau traçam um panorama da prosa e da poesia contemporânea; Stella Maris Rezende e Marcia Cristina Silva abordarão percepções sobre a literatura feita para crianças e jovens. Marçal Aquino e João Paulo Vaz abrem a tarde de programação ao falar do conto como gênero. Já a autopublicação ficará a cargo de Laura Grossmann, da Amazon, e de Alexandre Brandão. Viviane Mosé fecha a segunda edição do Viver de Escrever com concerto especial de Poesia. “Trata-se de um evento que interessa a todos aqueles que veem na literatura um caminho existencial e de sobrevivência”, resume Suzana Vargas. As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

Em Contra a moral e os bons costumes (Companhia das Letras, 384 pp, R$ 89,90), Renan Quinalha disseca as políticas sexuais da ditadura brasileira, abordando o controle moral violento e repressivo direcionado aos grupos LGBT pelo aparato militar nos anos de chumbo. Professor de direito da Unifesp, advogado e ativista no campo dos direitos humanos, Quinalha utiliza farta documentação de época, em especial os arquivos trabalhados pela Comissão da Verdade, para demonstrar que, apesar de ter raízes históricas mais antigas, no regime iniciado com o Golpe de 64 a repressão às pessoas que desafiavam a heteronormatividade ganhou nova dimensão. Além de revelar a sistematização da violência em todos os níveis — perseguição e censura a veículos como Lampião e Chana com Chana, fechamento dos pontos de encontro da comunidade, prisões, espancamentos, tortura —, Quinalha demonstra como um movimento social tão jovem como o LGBT conseguiu não apenas sobreviver, mas trilhar um caminho de conquistas de direitos fundamentais. A obra faz parte da coleção Arquivos da repressão no Brasil.

“O texto é uma máquina preguiçosa, esperando que o leitor faça a sua parte”
Umberto Eco
Escritor italiano (1932-2016)
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Vermelho, branco e sangue azul
3.
Mentirosos
4.
Amor & gelato
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
O poder da autorresponsabilidade
7.
A garota do lago
8.
Torto arado
9.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
10.
Corte de espinhos e rosas
 
PublishNews, Redação, 22/09/2021

Na manhã de 18 de junho de 1859, quem estivesse no cais de Fortaleza presenciaria uma cena inusitada. Catorze camelos, chegados da Argélia após uma travessia de 34 dias, estavam sendo desembarcados em caixotes de madeira para serem usados como alternativa às mulas de carga. Pouco antes, o Brasil recebera expedições europeias importantes, como a de Martius e Spitz, mas também aventureiros que voltavam ao velho continente com relatos de uma terra exótica e estranha. Ressentidos com a visão dos estrangeiros e impulsionados pelo espírito científico de D. Pedro II, os membros do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro arquitetaram sua própria expedição para registrar a fauna, a flora, a topografia e os costumes do país a partir de uma perspectiva nacional. A importação dos camelos fazia parte da expedição. Os cientistas receberam os animais e seguiram com eles para o interior do Ceará. Assim, após um longo e conturbado preparo, a expedição enfim partiu, num périplo que duraria anos, percorreria centenas de quilômetros e terminaria por compor a primeira grande coleção naturalista nacional. Com base em diários, documentos e arquivos, Delmo Moreira recria os caminhos e desvios da expedição. Catorze camelos para o Ceará (Todavia, 288 pp, R$ 74,90) é um passeio pela história da ciência e da pesquisa no Brasil, bem como um retrato não apenas da expedição, mas de um país que era visto pela primeira vez.

PublishNews, Redação, 22/09/2021

Para celebrar os 90 anos do Museu do Estado (Mepe), a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), em parceria com a Secult-PE/ Fundarpe lança o livro Tempo Tríbio - Museu do Estado de Pernambuco - 1930-2020 (172 pp, R$ 90). Reunindo textos e imagens que exaltam a importância do Museu do Estado de Pernambuco, o jornalista Júlio Cavani, responsável pela edição de textos e seleção de imagens, junto com os curadores Raul Lody e Maria Eduarda Marques, traçam a trajetória da instituição, que abriga um dos mais importantes acervos sobre o cotidiano da cultura pernambucana desde os tempos pré-cabralinos, passando pelos ciclos coloniais, da aristocracia canavieira, período holandês, até a presença inglesa e francesa do século XIX, incursionando também pela arte contemporânea. Com informações inéditas sobre o equipamento cultural e seu acervo, o livro traz uma rica oferta de fotos, com peças que há décadas não eram mostradas ao público, além de uma cronologia dos diretores que já passaram pelo museu, conhecido por representar em seu acervo a multiculturalidade pernambucana.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.