Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 23/03/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Leonardo Neto, 23/03/2021

A livraria Escariz é uma das colaboradoras com a Nielsen | © DivulgaçãoDe acordo com estimativas da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o carnaval movimentou, em 2020, cerca de R$ 8 bilhões. Só a título de comparação, de acordo com a Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro toda a indústria editorial faturou R$ 5,7 bilhões em 2019. A festa popular, no entanto, foi suspensa em 2021 e o brasileiro se apegou aos livros. É pelo menos no que acredita a Nielsen, que acaba de divulgar o segundo Painel do Varejo de Livros no Brasil, realizado em parceria com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL). De acordo com o relatório, entre 1º e 28 de fevereiro, o setor varejista brasileiro faturou R$ 172,14 milhões com a venda de 3,77 milhões de exemplares. Comparando esses números com igual período de 2020, há crescimento de 18,69% em volume e de 6,29% em valor. Nos dois primeiros meses de 2021, o setor vendeu 8 milhões de cópias, número 19,02% maior do que os 6,75 milhões vendidos em 2020. O faturamento foi de R$ 342,73 milhões, em 2020, para R$ 378,48 milhões, em 2021, crescimento de 10,43%. Mas, mais do que notar as variações positivas, a Nielsen e o SNEL chamam a atenção para um fenômeno curioso: o crescimento importante da categoria Ficção. As vendas de obras enquadradas nessa categoria cresceram 34,5% em valor e 41,1% em volume, com acréscimo de mais de 600 mil exemplares em relação a 2020. O faturamento apurado com a venda de livros didáticos, enquadrados pela Nielsen em Infantil, Juvenil e Educacional, no entanto, apresentou queda de 11,4%, demonstrando que o volta às aulas impactou pouco o varejo em 2021. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

A Prefeitura de São Paulo, via Secretaria Municipal de Cultura, lançou um Edital de Apoio a Casas Noturnas e Espaços Culturais de pequeno e médio portes. O prazo de inscrição vai até às 18 horas do dia 3 de maio. O edital faz parte do Plano de Amparo à Cultura, anunciado em fevereiro com o objetivo de mitigar o impacto da pandemia no setor cultural da cidade. O novo programa tem um orçamento de R$ 10 milhões e vai atingir 200 espaços culturais com capacidade para receber até mil pessoas. O edital visa apoiar os espaços culturais e casas noturnas que possuem histórico de realizar atividades culturais voltadas às linguagens hip hop, forró, samba, choro, reggae, música eletrônica, sound system, audiovisual, fotografia, moda, capoeira, poesia, slam, sarau, teatro, circo, dança, artes plásticas e outras linguagens artísticas, assim como pontos e pontões de cultura. Entre os critérios de seleção do edital estão a relevância do histórico de ações, programação e atividade cultural, a relevância do espaço para a região no entorno onde está localizado, a diversidade de linguagens, e a dificuldade de sustentação econômica que o espaço encontra na situação atual de pandemia. Para conferir o edital completo, clique aqui.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

No Reino Unido, o órgão de defesa econômica – a Competition & Markets Authority (CMA) – passou a investigar a compra da Simon & Schuster pela Penguin Random House. Em novembro passado, as empresas comunicaram a transação estimada em US$ 2,17 bilhões. Ao anunciar a investigação, no último dia 22, a CMA disse que, se concluída, a fusão entre as duas empresa poderá resultar “em uma diminuição substancial da concorrência em qualquer mercado”. Ao Bookseller, uma fonte da Penguin Random House informou que a empresa está trabalhando junto com a CMA na revisão do caso. Oficialmente, a Bertelsmann, dona da PRH, disse que espera concluir o negócio ainda em 2021. Nos EUA, o Grêmio dos Escritores recorreu ao Departamento de Justiça pedindo o bloqueio da compra. Eles alegam que a fusão entre as duas gigantes colocaria “bem mais da metade dos principais mercados de livros dos EUA sob o controle de uma única empresa, o que representa uma série de ameaças à liberdade de expressão e à democracia no país”. A Bertelsmann rebate dizendo que a participação combinada das duas empresas não ultrapassaria 20% nos EUA.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

A Storytel, plataforma sueca de audiolivros, anunciou a compra de 70% da editora, também sueca, Lind & Co. Segundo informações colhidas pelo Boktugg, a Storytel deve ter pago mais de SEK 100 milhões (aproximadamente R$ 64,3 milhões) na operação que deverá ser paga parte em dinheiro e em parte por meio de uma emissão de ações da Storytel AB (publ). Fundada em 1999, pelo editor Kristoffer Lind, a Lind & Co se tornou, nos últimos anos, uma das maiores editoras da Suécia. Em 2020, a editora reportou um lucro operacional de SEK 22,6 milhões e o lançamento do digital no mesmo ano, incluindo mais de 600 títulos publicados em formato de audiolivro, foi responsável por mais de 50% da receita da editora. A editora foi ainda uma das primeiras a perceberem o potencial dos audiolivros no país. Após a transação, a Lind & Co funcionará como uma unidade independente dentro da Storytel Group e Kristoffer Lind permanecerá com 30% da empresa, além do cargo de CEO.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

A Fundação Círculo de Leitores e a Fundação José Saramago anunciaram este mês a decisão de adiar para 2022 a edição do Prêmio Literário José Saramago. A justificativa se deu por conta das limitações impostas pela pandemia e que têm provocado o adiamento do lançamento de muitas novas obras. Assim, a 12ª edição do prêmio acontecerá junto com as celebrações do centenário do nascimento do escritor José Saramago, que acontecerão durante o ano de 2022. O Prêmio Literário José Saramago celebra a atribuição do Prêmio Nobel da Literatura de 1998 ao escritor e tem como objetivo a promover a divulgação da cultura e do patrimônio literário em língua portuguesa, através do estímulo à criação e dedicação à escrita por jovens autores da lusofonia.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

Começa nesta quarta (24), a primeira edição do Festival Imaginária, evento dedicado aos livros de fotografia. Organizado pela Lovely House, o festival irá reunir até o dia 28, 40 expositores e mais de 400 fotolivros de autores nacionais e internacionais e tem entre seus objetivos ampliar a visibilidade e a circulação de publicações de fotografia, além de promover um espaço para reflexão, estimulando os expositores a organizarem apresentações ao vivo sobre seus títulos. Entre os convidados das rodas de conversa estão Horacio Fernández, Rosângela Rennó, Geórgia Quintas, Ana Paula Vitorio, André Penteado, Paulo Silveira e Letícia Lampert, para falar de temas como o livro como experiência, os fotolivros latino-americanos, experiências editoriais e a narrativa no fotolivro. Além disso, o festival anunciará o resultado do Prêmio Lovely 2021, concurso de “bonecos” de fotolivros e fotozines. O evento é totalmente gratuito e a programação – que você confere clicando aqui – será transmitida pelo canal do festival no YouTube.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

Quarenta e cinco anos depois do lançamento de 26 poetas hoje – antologia que marcou época e se tornou um documento incontornável dos anos 1970 –, Heloisa Buarque de Hollanda se perguntou: quem está fazendo a poesia agora? Ao se dar conta da surpreendente presença das mulheres, cada uma com sua dicção e seu estilo, Heloisa reuniu vozes de uma geração pulsante e combativa, que impressiona pela força, pela coragem e pelo talento. As 29 poetas hoje (Companhia das Letras, 264 pp, R$ 69,90) é uma antologia que fala sobre identidade, sexo, amor, fúria, política e o Brasil de agora. Participam: Adelaide Ivánova; Maria Isabel Iorio; Ana Carolina Assis; Elizandra Souza; Renata Machado Tupinambá; Bruna Mitrano; Rita Isadora Pessoa; Ana Fainguelernt; Luz Ribeiro; Danielle Magalhães; Catarina Lins; Érica Zíngano; Jarid Arraes; Luna Vitrolira; Mel Duarte; Liv Lagerblad; Marília Floôr Kosby; Luiza Romão; Raissa Éris Grimm Cabral; Cecília Floresta; Natasha Felix; Nina Rizzi; Stephanie Borges; Regina Azevedo; Valeska Torres; Bell Puã; Yasmin Nigri; Dinha e Marcia Mura.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

Nascido em Londres em 31 de outubro de 1795, John Keats é sem dúvida um dos mais importantes poetas da língua inglesa. Costuma-se dizer que teria sido até maior que Shakespeare se a tuberculose não o houvesse levado prematuramente aos 26 anos. Foi decisivo para a poesia moderna e sua influência transcendeu a sua própria língua. Ligado a segunda geração de poetas românticos, geração que inclui seus contemporâneos Byron e Shelley, a edição bilíngue de Nas invisíveis asas da poesia (Iluminuras, 96 pp, R$ 42 - Trad.: Alberto Marsicano e John Milton) traz para o leitor alguns de seus melhores e mais importantes poemas. Em apenas sete anos de trajetória poética, deixou obras como Ode a um rouxinol”, “Ode a um vaso grego”, “Ode à melancolia”, “No mar”, “Escrito no cimo de Ben Nevis”, “Ao outono”, Véspera de Sta. Agnes, entre outras.

“Sem os eventos físicos, o mercado editorial corre o risco de voltar para o nacionalismo e ao etnocentrismo”
Carlo Carrenho
Fundador do PublishNews
1.
Bora vender
2.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
3.
Mais esperto que o diabo
4.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
5.
Bora varejo
6.
Faça o amor ser fácil
7.
Torto arado
8.
Do mil ao milhão
9.
Box Harry Potter
10.
Corte de espinhos e rosas
 
PublishNews, Redação, 23/03/2021

É por meio da música e da literatura que Pedro Salomão comunica seus sentimentos. Com mais de um milhão de seguidores em suas redes sociais, uma carreira como cantor e dois livros publicados, o poeta lança agora sua terceira obra: Eu mesmo sofro, eu mesmo me dou colo (Outro Planeta, 176 pp, R$ 35,90). O livro apresenta textos que falam sobre autocuidado, sobre o poder da arte, sobre relacionamentos e autoconhecimento, sendo um convite do poeta para seus leitores olharem com mais atenção para dentro de si. Na obra, estão textos e poemas que para Pedro são a manifestação literária das suas fragilidades, em que ele expõe questões mais íntimas e sensíveis de sua vida. O livro completa a trilogia que teve início com Eu tenho sério poemas mentais e depois Se você me entende, por favor me explica.

PublishNews, Redação, 23/03/2021

O fotógrafo, artista visual e jornalista Michel de Oliveira estreia na poesia com a mesma força de dizer e mostrar com que tem estabelecido sua assinatura na narrativa de ficção e na fotografia brasileira. Em O amor são tontas coisas (Moinhos, 72 pp, R$ 40), o poema é também um objeto visual com o qual o poeta compõe o espaço e desdobra a palavra, numa estética concreta contemporânea, com humor e profundidade. Seus temas atravessam o corpo, o desejo e tudo aquilo que dele transborda, afinal o amor é líquido e pede o gole, o porre, o mergulho sensorial completo.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.