Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 04/02/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto, 04/02/2021

Livraria Cultura do Shopping Bourbon deixou de existir no último dia de janeiro Na semana passada, os funcionários da Livraria Cultura alocados nas lojas dos shoppings Curitiba, na capital paranaense, Villa-Lobos e Bourbon, os dois últimos em São Paulo, foram avisados que as unidades deixariam de existir e eles seriam desligados dos quadros da empresa. A informação do fechamento das três unidades foi confirmada por Sergio Herz, CEO da livraria que está em recuperação judicial desde outubro de 2018. Segundo ele, as unidades encerraram suas atividades no último domingo (31). Sergio disse ao PublishNews que, desde março de 2020, devido a todas as restrições impostas pela crise do covid, a rede tem negociado com os locadores visando melhorias nas condições comerciais. O objetivo, segundo ele disse, é manter as lojas de maneira sustentável. “Apesar dos esforços de todos os lados, o prolongamento da crise e a falta de previsibilidade nos fez tomar a decisão de encerrar as operações das lojas do Shopping Bourbon (SP), Shopping Villa-Lobos (SP) e Shopping Curitiba (PR)”, confirmou. Sergio disse ao PublishNews que o fechamento está diretamente ligado à mudança do comportamento do leitor brasileiro, que migrou parte importante de suas compras para os ambientes virtuais. Ele afirmou ainda que deixará funcionando somente lojas que trazem retorno financeiro a curto prazo e que o foco deve ser na preservação de caixa e saúde da empresa. “Nosso plano é voltarmos ao lucro ainda esse ano para sairmos da Recuperação Judicial o mais breve possível”, completou. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

Maria Lucia Alvim | © DivulgaçãoA poeta mineira Maria Lúcia Alvim faleceu na última quarta-feira (3), aos 88 anos, por complicações da covid-19. Segundo O Globo, a morte da poeta foi confirmada por sua cuidadora, que há dois anos a acompanhava em uma residência de idosos. Maria Lúcia nasceu em uma família de poetas, irmã de Maria Ângela Alvim e Chico Alvim, estreou na literatura em 1959 com o livro XX Sonetos. É autora também de obras como Coração incólume, Romanceiro de Dona Beja, A rosa malvada, e Vivenda, que reúne 30 anos de sua produção poética. Ano passado, os autores Guilherme Gontijo Flores e Ricardo Domeneck convenceram Maria Lúcia a lançar um livro que permanecia guardado desde 1982. A obra Batendo pasto, resgatada de um manuscrito que a poeta havia confiado a Paulo Henriques Britto, foi publicada pela Relicário. Outra perda foi a da poeta e embaixadora Vera Pedrosa, pioneira da Geração Mimeógrafo, que ganhou esse nome por adotar meios alternativos para fazer sua produção artística chegar ao público. Vera foi pioneira também no Itamaraty, sendo uma das primeiras mulheres a ocupar postos de destaque na diplomacia brasileira, chegando a Secretária Geral do Itamaraty e ocupando postos diplomáticos em Madri e Paris até chegar a embaixadora em 1993. Neste cargo, chefiou a embaixada brasileira em Haia, Quito, Copenhague e Paris. Seu primeiro livro foi publicado em 1964. Em 1976, foi uma dos poetas da antologia 26 poetas hoje, organizado por Heloisa Buarque de Hollanda e publicado pela Brasiliense. Seu derradeiro livro saiu pela Cosac Naify em 2015: A árvore aquela. Vera vinha se tratando de um tipo raro de anemia, mas a causa da morte não foi divulgada.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

A LabPub, escola de cursos 100% EaD que nasceu focada no mercado editorial, abriu as inscrições para novas turmas do curso MBA Book Publishing e pós-graduação em Produção editorial e lançou também a sua pós-graduação em Produção editorial digital. Os três cursos iniciam no dia 9 de março, são no formato EaD ao vivo e reconhecidos pelo MEC. As aulas acontecem ao vivo de segunda a quinta, das 19h às 21h10. Ao todo, são 360 horas-aula, divididas entre matérias obrigatórias e optativas, com a possibilidade de conclusão entre um e dois anos, dependendo da carga horária semanal escolhida. A nova pós-graduação em Produção editorial tem como objetivo formar profissionais aptos a atuar em todas as etapas da produção editorial de um livro digital – e-books e audiolivros. Ao final do curso, os alunos estarão aptos a desempenhar funções estratégicas na cadeia produtiva do livro, desde a aquisição e desenvolvimento de títulos até sua chegada ao público leitor, com ênfase no mercado digital. Para mais informações é só clicar nos links correspondentes.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

© Paul ShaferA pandemia empurrou a Flip – que normalmente acontece presencialmente em Paraty no mês de julho – para o ambiente virtual e para dezembro. Outra mudança imposta foi sentida pelas Casas Parceiras, responsáveis pela programação paralela do festival e que vinham ganhando musculatura ao longo dos últimos anos. Essa segunda “trilha” da programação da Flip segue acontecendo e sendo transmitida pelas redes sociais da Festa. Na próxima segunda-feira, começa a Oficina do Livro, programação que vai mostrar um pouco dos bastidores do livro e da literatura, desde o trabalho dos autores, dos editores, dos produtores gráficos até o dos livreiros e dos jornalistas que escrevem sobre livros, perpassando vários elos da cadeia do livro. Entre os nomes confirmados estão os dos brasileiros Maria Fernanda Rodrigues (Estadão), Cassiano Elek Machado (Planeta), Luciana Villas-Boas (Villas-Boas & Moss), Rui Campos (Livraria da Travessa), Vagner Amaro (Malê) e Daniel Lameira (PN+, Aleph e Antofágica). Franceses também farão parte da mesa como o jornalista Richard Gaitet, a editora Barbara Edun, a designer gráfica Esther Szac e a livreira Anaïs Massola. A curadoria é de Leonardo Neto, editor do PublishNews e autor do livro 100 nomes da edição (Oficina Raquel) e de Raquel Menezes, editora da Oficina Raquel. O evento recebeu apoio do Escritório do Livro da Embaixada da França no Brasil e MVB (Metabooks) e será transmitido pelo canal da Flip no YouTube. Clique no Leia Mais para conferir a programação completa.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

Os museus-casas literários de São Paulo estão com inscrições abertas para alguns cursos durante os meses de fevereiro e março. Na Casa Mário de Andrade, acontece durante todas as quintas-feiras de fevereiro, começando hoje, o curso Mário e Andrade e jornalismo: mestres do passado 100 anos, que pretende oferecer um panorama da série de artigos “Mestre do passado”, escritos por Mário de Andrade para o Jornal do Comércio em 1921, no qual o escritor organiza críticas ao movimento literário parnasianismo. Os encontros acontecem sempre às 19h. E em março, Eleilson Leite, coordenador de cultura da ONG Ação Educativa, ministra na Casa das Rosas o curso A Literatura produzida no contexto dos saraus e slams na periferia de São Paulo, que irá abordar o movimento literário surgido no século XXI, tendo o Hip Hop como elo fundador nos anos 1990. As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

O Grupo Editorial Record está à procura de um operador pré-impressão para atuar no setor de produção gráfica. É preciso ter conhecimento na área de livros digitais ePub, para verificação de arquivo e correção de erros. O contratado será responsável pela avaliação e encaminhamento interno da produção para fornecedores externos de e-books; elaboração e controle de cronogramas e fluxo de trabalho com fornecedores externos no Excel; relacionamento com as equipes de suporte da distribuidora de livro digital; executar tratamento de imagens coloridas e PB para impressão Off-set; escanear livros fora de catálogo para montagem no InDesign e reimpressão; fechamento de arquivo em PDF para ser enviado à gráfica; conferência e aprovação de provas e plotters e controle de planilhas relacionadas a recebimentos e envios de provas/arquivos. Os interessados devem enviar o currículo para o e-mail recrutarheditorial@gmail.com até 9 de fevereiro.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

A Companhia das Letras abriu uma vaga para analista de logística. São pré-requisitos formação superior, Excel intermediário, ter bom relacionamento interpessoal e boa capacidade analítica. O contratado trabalhará com auditoria de frete fracionado e de carga fechada; com criação e acompanhamento de indicadores de performance e segurança das transportadoras; otimização de rotas; tracking de entrega dos pedidos e consolidação de custos de frete e ocorrências para fechamento financeiro. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail curriculo@companhiadasletras.com.br até 10 de fevereiro e colocar no assunto “Analista de logística”.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

Evocando o mito bíblico da criação, Guido Tonelli narra, em Gênesis (Zahar, 240 pp, R$ 64,90 – Trad.: Federico Carotti), a extraordinária história do nascimento do mundo e da vida em nosso planeta. Em linguagem ágil e descomplicada, o físico italiano – um dos pais da descoberta do bóson de Higgs – conduz o leitor pelos sete momentos mais significativos da criação do cosmo, explicando eventos e conceitos à luz da ciência do século XXI. A origem do universo está no cerne da nossa experiência de mundo, gerando desde sempre encantamento e a busca de uma questão apaixonante: o que aconteceu exatamente durante aqueles primeiros momentos? Gênesis é uma viagem vertiginosa de volta no tempo, ao primeiro mistério das coisas, para mostrar ao leitor de que modo o cosmo foi criado por uma transformação sutil no estado de vácuo, que gradualmente produziu espaço e tempo, matéria e energia, os planetas, as galáxias e todos os seres vivos.

“Livro novo é o que ainda não li.”
Leo Aversa
Fotógrafo e colunista do jornal O Globo
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
3.
Do mil ao milhão
4.
O duque e eu
5.
A sutil arte de ligar o foda-se
6.
O visconde que me amava
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
O milagre da manhã
9.
Atitude positiva diária
10.
A revolução dos bichos
 
PublishNews, Redação, 04/02/2021

A pirâmide dos Piques (Edições Sesc, 256 pp, R$ 96) conta a história da cidade de São Paulo tendo como protagonista o Largo da Memória, construído no Piques, área que em princípios do século XVIII foi transformada no mais importante entreposto comercial do município. Na obra, Gustavo Piqueira acompanha as várias fases de transformação econômica de São Paulo, sendo uma delas a descoberta do ouro em Minas Gerais e a gradual transferência do núcleo da colônia do Nordeste para o Centro-Sul, pois é nesse contexto que o Piques se transforma em importante entreposto comercial na região, simbolicamente marcado pela construção de um paredão de taipa, onde hoje está a rua Xavier de Toledo, e pela edificação do Obelisco da Memória, primeiro monumento da cidade. O projeto atual do Largo da Memória foi desenhado por Victor Dubugras, em 1919. Assim, o livro comemora 102 anos do marco histórico. Piqueira também explora o processo de decadência do Piques como entreposto comercial da cidade, quando o crescimento do comércio de café provocou o surgimento da estrada de ferro Santos-Jundiaí, em 1867.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

A década do rock (Belas Letras, 378 pp, R$ 349,90 – Trad.: Marcelo Hauck) não é apenas um livro; é um monumento ao rock, uma obra de arte, que tem três vezes o tamanho de um livro padrão, pesa o mesmo que algumas guitarras e tem mais de 700 fotografias coloridas impressas em papel especial. Mark Weiss, um dos fotógrafos mais importantes da cena do rock mundial, reuniu todo seu trabalho, cobrindo a década de ouro do rock. Weiss não só fez os registros mais inusitados dos anos 1980, como também foi um rockstar de câmera na mão ao lado das bandas e músicos mais famosos de todos os tempos. Ele viajou pelo mundo com KISS, Mötley Crüe, Megadeth, Eddie Van Halen, AC/DC, Guns N' Roses, Lita Ford, Debbie Harry, Iron Maiden, Rob Halford, Ozzy Osbourne, Bon Jovi, Alice Cooper e Slash, só para citar alguns. Além das fotos, o livro tem prefácio de Rob Halford, entrevistas exclusivas com os artistas e histórias nunca antes contadas. A década do rock é uma homenagem à fotografia, às amizades e ao legado de um artista que ajudou a definir o rock dos anos 1980.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

A filosofia popular brasileira está nas ruas, nas experiências cotidianas e ancestrais, nos conhecimentos herdados e aprendidos nas encruzilhadas, nos terreiros e nos feitiços, nas veredas dos vaqueiros, nas saias das pombagiras. Saberes que vão tomando o seu espaço, desafiando os conceitos de uma história única e linear e se impondo frente a um conhecimento hegemônico e limitador. Trata-se, portanto, de uma ativa proposta contra a colonização dos pensamentos e das ideias o que Luiz Ruffino, Luiz Antônio Simas e Rafael Haddock-Lobo apresentam em Arruaças (Bazar do Tempo, 200 pp, R$ 48). A obra convida o leitor a conhecer a filosofia de boiadeiros, Marias Mulambos, Marias Navalhas, Estamiras, malandros, Zé Pelintras, Pombagiras, geraldinos e arquibaldos, pretas e pretos velhos. Do samba macumbado de Clementina de Jesus à filosofia queer de Joãozinho da Gomeia. Um livro que trata dos conceitos tão caros ao nosso pensamento e que resgata a importância da filosofia popular brasileira.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.