Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 14/12/2020
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há 14 anos no mercado, representa cerca de 400 editoras do comércio varejista de livros. Tem aproximadamente 820 mil títulos em estoque, e cerca de 400 novos títulos ao mês.
PublishNews, Redação, 14/12/2020

Fundada em 1896, a International Publishers Association (IPA) nasceu com o propósito de garantir que todos os países do mundo mostrassem respeito pelos direitos autorais e pela Convenção de Berna que deu norte às questões de direitos de autor em boa parte do mundo. Hoje, a IPA é uma das principais entidades a levantar a bandeira da liberdade de publicação e de expressão e ainda realiza ações de promoção da alfabetização e da leitura, mantendo relações consultivas com as Nações Unidas. À frente da instituição estão duas mulheres, uma delas, brasileira. Bodour Al Qasimi, dos Emirados Árabes Unidos, lidera a entidade e Karina Pansa, do Brasil, é a sua vice. Karine é a convidada da semana do Podcast do PublishNews. Na conversa que teve com a nossa equipe, ela falou sobre as principais bandeiras da IPA; defendeu o protagonismo feminino na indústria global do livro e contou como o Brasil é visto pelos seus pares dentro da organização mundial da qual ela agora é vice-presidente. Karine falou também sobre o Clube de Leitura da ONU que está em busca de compor uma lista de livros infantis e juvenis que tratem de temas relacionados aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) preconizado pelas Nações Unidas. Interessados em submeter títulos para a lista têm até esta quarta-feira (16). Para mais informações clique aqui. O Podcast do PublishNews é um oferecimento da Metabooks, a mais completa e moderna plataforma de metadados para o mercado editorial brasileiro e da UmLivro, novo modelo de negócios para o mercado editorial: mais livros e mais vendas. Você também pode ouvir o programa pelo Spotify, iTunes, Google Podcasts, Overcast e YouTube. Clique no Leia Mais para ouvir o programa.

PublishNews, Leonardo Neto, 14/12/2020

O nome da professora Tania Rösing entra para a história do livro no Brasil como uma militante que protagonizou a construção de um projeto que se tornou modelo quando o assunto é a formação de leitores no país. Em 1981, ela e Josué Guimarães (1921-1986) idealizaram a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, um dos primeiros eventos literários a ganhar vulto além das Bienais do Livro. Com forte enfoque na formação de leitores, o evento contribuiu de forma decisiva para que a cidade de Passo Fundo, no Norte do Rio Grande do Sul, fosse reconhecida como a Capital Nacional da Literatura. A professora teve o seu reconhecimento ao ser eleita pelo Prêmio Jabuti como Amiga do Livro de 2014. No ano seguinte, ela se desligou da Jornada depois de ter a edição daquele ano cancelada. Hoje, com 73 anos, Tania está de olho no TikTok, nos games, no sucesso das bandas de K-Pop e nos cosplays. Tudo isso para se preparar para uma nova fase de sua militância a favor das narrativas, indo além dos livros. Ela e a também professora Maria Augusta D’Arienzo inauguram, nesta quinta-feira (17) o Prisma Espaço Geek, um ambiente disruptivo de aprendizagem criativa. O local será dedicado à leitura e autoria, do impresso ao digital, abrangendo literatura, educação, cultura, artes, tecnologia e games. Clique no Leia Mais e conheça mais dessa nova empreitada da professora "Amiga do Livro".

PublishNews, Redação, 14/12/2020

Acontece nesta terça (15), a partir das 15h, o EdTech Meeting, evento realizado pelo PublishNews que reunirá representantes de startups e empresas de educação para debater o futuro do setor e quais ferramentas deverão ser adotadas para garantir a sua sobrevivência. O evento teve como ponto de partida a pesquisa da Pearson de 2019 que apontou que 71% dos brasileiros acreditavam que o livro didático estará obsoleto em cinco anos. Em 2020, o mesmo estudo foi repetido e a principal conclusão é que a pandemia catalisou mudanças profundas na Educação. Para discutir temas relevantes para o setor que faturou R$ 2,85 bilhões no ano passado, João Leal, fundador da Árvore de Livros, debaterá com Mauris Henrique Poggio dos Santos, coordenador de produtos digitais da FTD Educação. A conversa será conduzida por Gabriela Dias, colunista do PN e especialista no tema. As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas clicando aqui. O EdTech Meeting tem o patrocínio da PosiGraf.

PublishNews, Redação, 14/12/2020

A Livraria da Travessa atravessou a ponte Rio-Niterói e inaugurou, neste sábado (12), a sua 11ª unidade. A nova loja fica na Rua Dr. Tavares de Macedo, 240, no bairro de Icaraí, coração de Niterói. A nova unidade está instalada em um prédio de três andares e divide espaço com o Lilia Café e um auditório para eventos. O projeto arquitetônico é de Bel Lobo, a mesma que assina as demais unidades da Travessa. Além dessa loja e as do Rio de Janeiro, a carioca Travessa já conta com filiais em São Paulo, Ribeirão Preto e Lisboa.

PublishNews, Redação, 14/12/2020

A companhia de educação Cogna, holding da Kroton, anunciou o lançamento de um marketplace de ensino superior que já começa com 16 empresas que pertencem ao grupo. Segundo o Valor, é a primeira grande iniciativa do gênero no setor. A nova plataforma conta com um milhão de alunos das instituições do grupo, que realizam 9 milhões de acessos mensais, e movimenta R$ 4 bilhões em receita das 16 marcas do grupo. Haverá oferta de serviços de cursos de graduação, livres, idiomas, técnicos, micro certificação, agência de emprego e serviços financeiros. Além de suas empresas, a Cogna pretende atrair parceiros para seu marketplace. A plataforma será lançada em 2021 e deverá entrar em operação entre o fim de 2021 e começo de 2022. Faleceu na última quinta, aos 76 anos, Jaci Bezerra, poeta da Geração 65. Nascido em Alagoas, Bezerra chegou a Pernambuco ainda adolescente. Em Jabotão, fez amizade com Alberto da Cunha Melo, José Luiz de Almeida Melo e Domingos Alexandre, unidos pela literatura. O grupo deu início à Geração 65, que logo depois viria a ser conhecido como um movimento de escritores do Recife. Quem também faleceu na noite de sábado (12) foi o escritor britânico John Le Carré, que se inspirou em suas próprias experiências como espião para criar algumas das melhores obras de intriga da literatura no século 20 como O espião que saiu do frio. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 14/12/2020

O Grupo Editorial Record abriu uma nova vaga para analista de controladoria sênior. É preciso ter experiência anterior na área de orçamento e controladoria, Excel avançado, experiência avançada com em geração de relatórios gerências e apresentação dos dados e resultados; e boa capacidade analítica. O contratado será responsável por estruturar a área de controladoria; realizar a interface da controladoria com demais áreas para construção do orçamento em conjunto com os gerentes e diretores; realizar análise das classificações das despesas, custos e investimentos nas contas; elaborar e controlar os relatórios financeiros gerenciais, dentre outras funções. Os interessados devem enviar currículos com pretensão salarial para o e-mail rh@record.com.br.

PublishNews, Redação, 11/12/2020

Kramp (Moinhos, 88 pp, R$ 45 – Trad.: Silvia Massimini Felix), de María José Ferrada, trata sobre a história de M e deu seu pai D. Unidos por um catálogo de produtos de serralheria da marca Kramp e viagens num Renault velho por estradas, povoados e cidades, uma filha cresce ao lado de seu pai, caixeiro-viajante e acaba aprendendo alguns ensinamentos sobre o mundo e vida. A narrativa, feita pelo ponto de visto de uma criança de sete anos durante quase toda a história, mostra como uma relação "amorosa" e de cumplicidade se transforma em algo solitário. Da infância à adolescência, M narra seus aprendizados e o correr dos anos, até o evento que marca uma ruptura na família, acionando o dispositivo dos sintomas parentais e outras rupturas e mais questionamentos sobre o universo e as peças que não se encaixam.

PublishNews, Redação, 14/12/2020

Em É chegada a hora (Bertrand, 434 pp, R$ 54,90 - Trad.: Wendy Campos), a leitura de uma carta de suicídio tem consequências devastadoras para Giles Barrington, Lady Virginia, Harry e Emma Clifton. Giles precisa decidir se deve se afastar da política e tentar resgatar Karin, a mulher que ama, do outro lado da Cortina de Ferro. Lady Virginia está em processo de falência, mas vê a oportunidade de acabar com seus problemas financeiros quando conhece o azarado — e 28º homem mais rico dos EUA — Cyrus T. Grant III, de Baton Rouge, Louisiana, que está na Inglaterra para ver seu cavalo correr em Royal Ascot. Sebastian Clifton é agora o diretor-executivo do Farthings Bank e um workaholic que tem sua vida arruinada quando se apaixona por Priya, uma linda jovem indiana com casamento arranjado pelos pais. Harry Clifton continua determinado a libertar Anatoly Babakov de um gulag na Sibéria, após o sucesso internacional de seu aclamado livro. Mas então acontece algo que nenhum deles poderia ter previsto. É chegada a hora é o sexto e penúltimo livro da série As crônicas de Clifton, considerada a obra mais ambiciosa de Jeffrey Archer em quatro décadas como escritor. Uma jornada que se estende por 100 anos de história, revelando uma saga familiar refletida em triunfo e tragédia.

“O mercado de livros, para permanecer relevante, precisa abraçar o ilimitado modelo de assinatura”
Jonas Tellander
CEO da Storytel
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Box Harry Potter
3.
Atitude positiva diária
4.
A sutil arte de ligar o foda-se
5.
Uma terra prometida
6.
Soft skills
7.
Assuma o comando da sua vida
8.
O poder da autorresponsabilidade
9.
As aventuras de Mike - O bebê chegou
10.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
 
PublishNews, Redação, 14/12/2020

Não é errado ser feliz (Intrínseca, 304 pp, R$ 44,90 – Trad.: Mariana Vargas), livro de Linda Holmes, conta a história de uma relação improvável. Em uma cidadezinha costeira do estado americano do Maine, Evvie Drake raramente sai de sua casa enorme e vazia, mesmo um ano após a morte do marido. Todos na cidade, inclusive Andy, seu melhor amigo, acreditam que ela fica trancada ali porque ainda está em processo de luto — e Evvie certamente não faz nada para mudar essa impressão. Já em Nova York, Dean, ex-arremessador profissional e amigo de infância de Andy, vive o pior pesadelo de um atleta em sua posição: não consegue mais arremessar e, o pior de tudo, não faz ideia do motivo. Enquanto a imprensa trata de cobrir seu fracasso com uma insistência voraz, o convite de Andy para que passe um tempo no Maine parece a oportunidade perfeita para recomeçar. Quando Dean se muda para o apartamento anexo à casa de Evvie, os dois fazem um acordo: ele não fará perguntas sobre o ex-marido dela, e ela não vai perguntar sobre a carreira dele no beisebol. Mas na vida, como no esporte, tudo pode mudar, até o último segundo. E assim tem início uma inesperada amizade... com potencial de se tornar algo mais.

PublishNews, Redação, 11/12/2020

O som dos Anéis de Saturno (7 Letras, 212 pp, R$ 54), novo romance da dramaturga Priscila Gontijo, conta a história da doença mental na família do ponto de vista de uma menina de sete anos até a sua maturidade. Cartas, crônicas, listas, diálogos e vozes familiares de tias, mãe, pai e irmão se alternam em três planos distintos situados na memória, na realidade e na alucinação. Flertando com a dramaturgia, com as memórias de uma infância conturbada, com uma espécie de diário fragmentado e também com o delírio e a insanidade, Gontijo constrói um romance que não se furta a explorar os limites: da língua, da estrutura, da existência e da loucura. O resultado é esta obra, que transita entre diversos gêneros narrativos para fugir de qualquer rótulo e ampliar. Embora a obra guarde algumas semelhanças com o romance anterior da autora, Peixe cego – finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2017, como a crueza e a ironia, a dissonância e a loucura, este segundo romance radicaliza na linguagem.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.