Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 26/10/2020
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Leonardo Neto, 26/10/2020

Veterano nas Letras, Mario Quintana estreia na Lista Nielsen PublishNews | © Site Companhia das LetrasO PublishNews, desde 2015, tem duas listas. A tradicional – que é realizada há dez anos – sai todas as semanas e aponta os livros mais vendidos nas 18 livrarias que compõem o ranking. A outra, mais recente, é a Lista Nielsen PublishNews, que apura, em parceria com a Nielsen, os autores nacionais mais vendidos nos estabelecimentos monitorados pelo instituto de pesquisa. A categoria Ficção sempre traz grandes nomes da literatura brasileira. Estão lá, quase onipresentemente, nomes como Clarice Lispector, Cecília Meirelles, Jorge Amado e Graciliano Ramos. Na lista desse mês, esses cânones ganham a companhia de mais um, até então inédito nos rankings do PublishNews. É que a obra O batalhão das letras (Companhia das Letrinhas), primeira escrita por Quintana para o público infantil acaba de estrear na Nielsen PublishNews, ocupando a posição de número 13 da Lista de Ficção. A categoria é liderada por Amoras (Companhia das Letrinhas), do rapper Emicida e do ilustrador Aldo Fabrini. Em segundo, ficou As aventuras de Mike (Outro Planeta / Planeta), de Gabriel Dearo e Manu Diglio. Por falar neste livro, é bom ressaltar que a sua versão econômica também estreou na lista, ocupando a posição de número 17. Prisioneiros da mente (Sextante), de Augusto Cury completa o pódio de Ficção. Ainda falando sobre Ficção, outro destaque do ranking é Bom dia, Verônica (DarkSide), livro de Raphael Montes, Illana Casoy e Andrea Killmore, que deu origem à série homônima na Netflix. O volume ocupa a posição de número oito. Clique no Leia Mais para conferir outros destaques da lista.

PublishNews, Talita Facchini, 26/10/2020

Em 2020, muita coisa mudou por conta da pandemia do novo coronavírus e no mercado editorial não foi diferente. Os eventos literários, por exemplo, foram cancelados – o assunto até foi tema do nosso podcast em março – e tiveram que se reinventar. Este mês, a Feira do Livro de Frankfurt, a maior do mundo, aconteceu fornecendo ao público do mundo todo uma plataforma digital e gratuita com mais de 70h de programação. Indo na contramão, a Feira do Livro de Sharjah, a terceira maior do mundo, anunciou que terá este ano, uma versão híbrida. Marcada para acontecer de 4 a 14 de novembro, o programa cultural da feira acontecerá de forma digital, enquanto as editoras terão uma exposição física obedecendo todos os protocolos de saúde. É a primeira vez que isso acontece desde o início da pandemia. Serão 1.024 editoras de 73 países que estarão presentes no Expo Center Sharjah. O programa profissional da feira também irá acontecer, e assim como nos anos anteriores, tem brasileiros na história. No podcast desta semana, nossa equipe conversou com Laura di Pietro, das editoras Roça Nova e Tabla, que estará no evento pela terceira vez, para falar sobre suas expectativas para a viagem e sobre sua editora. "Eu estou gostando muito. Acho que eles são bem cuidadosos, têm uma estrutura incrível, têm uma confiança de que a coisa vai ser bem feita. Eu desde o início não vacilei, pensei ‘eu quero ir’ e fiquei bem feliz quando recebi a notícia”. Para o evento, todos os visitantes terão a temperatura medida e passarão por portões de higienização. Além disso, eles terão pulseiras coloridas que ajudarão no monitoramento de horários fixos para a visitação, que deverá ser pré-agendada no site do evento. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota e ouvir o programa.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

A coluna Painel das Letras informou que a fase de análise dos recursos às inscrições no prêmio literário da Biblioteca Nacional fez com que o número de livros habilitados a concorrer saltasse de 512 para 1.151, em um universo de 1.376 obras inscritas. A coluna já havia noticiado que seis em cada dez títulos inscritos para o prêmio haviam sido barrados por questões burocráticas, como falta de documento ou ausência de marca d’água no arquivo digital do livro. Editoras acusaram o edital deste ano de ser excessivamente confuso. Os vencedores serão anunciados no dia 20 de novembro. A IstoÉ publicou uma análise sobre a situação da Livraria Cultura, desde quando reunia inúmeros leitores em suas lojas, até o pedido da falência feito pela editora Globo na última semana. No prelo das editoras, a HarperCollins vai publicar uma nova edição de Diário de uma escrava, da escritora gaúcha Rô Mierling. O livro fala sobre meninas sequestradas para exploração sexual que vendeu mais de 50 mil exemplares pela sua casa antiga, a Darkside. N’O Globo, Ancelmo Gois informou que a professora Vilma Piedade e a juíza Andréa Pachá estão se encontrando, por meio de videoconferências, para debater questões relativas às diferentes lutas das mulheres por direitos. As conversas estarão no livro Sobre feminismos, que chegará às livrarias no primeiro semestre de 2021, pela Agir. E a coluna da Babel adiantou que a WMF Martins Fontes lança em novembro Lava Jato: Aprendizado Institucional e Ação Estratégica na Justiça, de Fabiana Alves Rodrigues.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

Em 2020, a Liga Brasileira dos Editores (Libre) se preparava para uma edição histórica da Primavera dos Livros, evento realizado pelo grêmio, mas cuja história antecede a criação da Liga. Ininterrupta desde 2001, a versão carioca do evento teve de ser suspensa em 2020 pelos motivos óbvios. Dadas as circunstâncias, o evento segue para o ambiente virtual e será realizado de 3 a 6 de dezembro, coincidindo com a realização da Flip. De acordo com a entidade, a ideia é que essa edição funcione como um piloto para uma livraria digital a ser organizada pela própria Libre. Associados adimplentes com a entidade poderão participar gratuitamente do evento que tem como apoiador a plataforma UmLivro, que comercializará os livros no esquema de impressão por demanda. Em caso de livros em estoque, as próprias editoras farão a operação logística de envio dos livros para os clientes que participarem da feira. Interessados em expor no evento podem escrever para secretaria@libre.org.br solicitando a inscrição.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

© André HoffO museu Casa Guilherme de Almeida está com as inscrições abertas para o processo seletivo da segunda edição do Programa de Aprimoramento em Tradução Literária, realizado pelo Centro de Estudos de Tradução Literária da instituição. A especialização é voltada para profissionais que estão traduzindo uma obra literária em qualquer língua estrangeira ;para o português e com objetivo de publicação (não é necessário ter um contrato de edição), que tenham interesse em aperfeiçoar o senso crítico em relação às questões estéticas das obras trabalhadas. As aulas serão realizadas de março a dezembro de 2021, com encontros quinzenais aos sábados, das 14h às 17h. A orientação dos participantes estará a cargo de Jiro Takahashi, atuante no mercado editorial há mais de 50 anos, atualmente editor executivo da Nova Aguilar. As inscrições seguem abertas até 15 de janeiro de 2021 e serão oferecidas 15 vagas. O investimento é de R$ 300 e para mais informações sobre como se inscrever, clique aqui.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

A Affonso & Castellano Livraria abriu duas vagas para auxiliar de vendas, uma para atuar na filial do Tatuapé, bairro da Zona Leste paulistana, e a outra para a filial de Santo André, na região do ABC Paulista. A livraria pede que os candidatos tenham experiência na área e residam perto das lojas. As atribuições do cargo incluem o atendimento aos clientes da livraria e ajuda na conferência e separação de materiais. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail thais.castellano@gmail.com.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

Em plena pandemia, a editora Oficina Raquel convidou 40 autores e autoras para realizarem uma transposição artística da temática que se tornou dominante na vida de toda a humanidade em 2020. Desse projeto surgiu a obra 40 em quarentena (181 pp, Grátis o e-book), com histórias escritas em diferentes estágios da pandemia e que abordam a finitude e a tristeza, mas também a esperança e o afeto. O volume começa pelo Fim – paradoxo simbólico da tragédia humanitária vivida –, que dá nome à primeira parte do livro. A segunda parte do livro, denominada Medo, trata do sentimento que, segundo Drummond, “esteriliza os abraços”. A Solidão causada pelo confinamento é o tema da terceira parte, a quarta, denominada Amor, explicita o fato de que o sentimento, em todas as suas variações e, por fim, o livro termina com o Começo, com uma organização marcada pelo otimismo. Nomes como Godofredo de Oliveira Neto, Gonçalo M. Tavares, Jeferson Tenório, Cidinha da Silva, Beatriz Roscoe, Anna Maria Mello, Leonardo Neto, Luis Maffei, Silviano Santiago, André Argolo, Camila Perlingeiro, Henrique Rodrigues e Maria Teresa Horta estão presentes na antologia. O e-book da obra está disponível gratuitamente nas principais plataformas de vendas de e-books.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

@Normal (Literatura Cotidiana, 86 pp, R$ 7,99) é uma coletânea de contos com narrativas de um mundo pós-pandemia da covid-19. O principal objetivo foi oferecer textos com estilos e abordagens diferentes: viagens pelos sonhos, consultorias especializadas em controle de vírus, uma sociedade autoritária distópica no subúrbio do Rio e até um curioso encontro com Keith Richards, num futuro apocalíptico, dentre outros. Uma mescla de comédia, drama, terror, suspense, distopia e utopia. Futuros possíveis em realidades imaginadas por diferentes visões literárias. Participaram dessa coletânea Clark Mangabeira, Claudia Apablaza, Gisele Mirabai, João Knijnik, José Bueno Villafane, Kika Hamaoui, Manoel Herzog, Marcio Sales Saraiva, Maria Fernada Elias Maglio, Pacha Urbano, Paulo Laubé, Rafael Maieiro, Sebastian Ocampo, Solano Guedes, Terêncio Porto, Zeh Gustavo, além de Bogado Lins, que também é o organizador. A ilustração da capa é assinada pelo cartunista Nando Motta.

“Para ser um bom tradutor, é preciso ser um acrobata da língua, ser flexível no manejo das palavras.”
Brice Matthieussent
Tradutor francês
1.
Eu sou, eu posso!
2.
Box Harry Potter
3.
Decida vencer
4.
Eu fico loko. Vou ser pai
5.
Mais esperto que o diabo
6.
A sutil arte de ligar o foda-se
7.
Do mil ao milhão
8.
Batismo de fogo
9.
Sol da meia-noite
10.
As aventuras de Mike
 
PublishNews, Redação, 26/10/2020

Logo nos primeiros dias da quarentena, o editor José Xavier Cortez, fundador da Cortez Editora, decidiu, aos 83 anos, que escreveria suas memórias e reflexões durante a quarentena. Com o auxílio à distância da jornalista e escritora Goimar Dantas, que o ajudou nas pesquisas e edição do material, surgiu o livro Tempos de isolamento (200 pp, R$ 29,90). Na obra, o leitor passeia pela jornada de Cortez como agricultor, minerador, marinheiro expulso da Marinha após o Golpe de 64, livreiro e editor, bem como suas vivências como filho, pai, marido, avô. Assim, em meio ao confinamento, o editor se transforma em autor, escrevendo uma obra que nasceu do desejo de seguir produzindo, apesar do afastamento radical do ambiente profissional. “Escrevi porque acredito ter o que contar e porque aposto que algumas escolhas podem fazer muita diferença em termos de qualidade de vida, especialmente quando nos tornamos parte da emblemática população de idosos - merece muito mais discussões, políticas públicas e holofotes do que infelizmente vem obtendo”, diz ele na obra.

PublishNews, Redação, 26/10/2020

Pandemia e puerpério. São essas duas realidades que Anna, Victor e Violeta precisam navegar. Anna e Victor são um casal acostumado, nas palavras dele, a “sair e se divertir juntos”. E Violeta acabou de chegar. O noticiário de seus primeiros dias de vida é marcado por um vírus que agora se espalha pelo mundo. Em pouco tempo, o trio se vê isolado num apartamento em Copacabana, uma “boneca russa de isolamentos” sem prazo para acabar. Durante quarenta dias, a jornalista Anna Virginia Balloussier registrou a rotina da família durante a pandemia e o resultado está na obra Talvez ela não precise de mim (Todavia, 80 pp, R$ 30). Um relato instantâneo, sincero (e ocasionalmente hilário) sobre maternidade, relacionamentos e álcool em gel. Uma das novas vozes do jornalismo brasileiro, Anna Virginia faz dos grandes perrengues e pequenas alegrias um diário desses tempos tão sombrios.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.