Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 15/06/2020
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
PublishNews, Redação, 10/06/2020

Aconteceu na tarde da última quarta-feira (10), a entrega das categorias competitivas do Prêmio PublishNews 2019. A cerimônia, que devia ter acontecido em março, foi transmitida virtualmente e revelou os vencedores do Prêmio Metabooks e do Profissional de Vendas e de Marketing do Ano de 2019. Dividido em duas categorias, Editoras e Livrarias, o Prêmio Metabooks foi para o Grupo A e para o Submarino, respectivamente. O troféu é um reconhecimento ao trabalho que estas empresas tiveram no gerenciamento de seus metadados. Já o troféu de Profissional do Ano foi para Corina Campos, que concorreu ao prêmio pela segunda vez. Corina concorreu com outros quatro profissionais de peso: Caroline Bueno (Faro), Franciele Silva (Record), Jeferson Bignardi (Intrínseca) e Telma Kobori (Autêntica). Poucos dias antes de receber a inscrição de Corina ao prêmio, gravamos com ela um episódio do PublishNews Entrevista, programa da PublishNewsTV que quer formar um arquivo da memória editorial brasileira. Com a entrada de Corina no páreo, resolvemos guardar o vídeo que vem a público agora. Clique no Leia Mais para assistir ao episódio de Corina na PNTV ou para rever a cerimônia de entrega do Prêmio PublishNews.

PublishNews, Leonardo Neto, 15/06/2020

Livro de Djamila Ribeiro alcança o primeiro lugar de Não Ficção | © Marlos Bakker / Divulgação“O papai mudou o mundo”, disse a pequena Gianna, de seis anos, quando visitou o lugar onde seu pai, George Floyd, foi covardemente asfixiado até a morte por um policial nos EUA. A morte do ex-segurança negro por um policial branco gerou revolta em Minneapolis. As manifestações ganharam não só os EUA como o mundo e, de alguma forma, chegou à Lista dos Mais Vendidos. Floyd foi morto no dia 25 de maio. Naquela semana, a lista registrou a venda de 215 cópias do Pequeno manual antirracista (Companhia das Letras), de Djamila Ribeiro. Na semana anterior, a lista registrava 138 exemplares vendidos. Nessa semana, o título que apresenta caminhos de reflexão para aqueles que queiram aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas conquistou a posição de número um da Lista de Não Ficção, com 954 cópias vendidas. O número garantiu a quinta posição do Ranking Geral. A semana trouxe três novidades. Duas delas estão em Ficção: Coleção Julia Quinn (Arqueiro / Sextante), que reúne três volumes da autora especializada em romances históricos, e Lua nova (Intrínseca), segundo livro da série Crepúsculo, escrita por Stephenie Meyer. A Coleção Julia Quinn ocupa a posição de número 19, com 177, e Lua Nova ficou na lanterninha, com 173. O terceiro estreante da semana é O mito da beleza (Rosa dos tempos / Record), da jornalista Naomi Wolf. Foram 179 cópias vendidas, número suficiente para colocá-lo na 16ª posição de Não Ficção. Clique no Leia Mais e confira outros destaques da Lista dos Mais Vendidos.

PublishNews, Leonardo Neto, 15/06/2020

A última edição da Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial mostrou a pujança do subsetor Religiosos no mercado brasileiro. Em relação a 2018, houve um crescimento real de 6,1%, quando consideradas apenas as vendas de livros físicos a mercado. Mas como funciona esse segmento no mundo digital? O Podcast do PublishNews dessa semana recebeu Gustavo Monteiro e Leonardo Santiago, fundadores da plataforma The Pilgrim, que reúne catálogo digital de e-books e audiolivros voltado especificamente para o público cristão-protestante. E ela vem numa crescente importante, que chega a surpreender alguns especialistas do setor. Na conversa que teve com nossa equipe, os dois falaram de suas estratégias para alcançar cinco mil assinantes em apenas um ano de operação. A formação de catálogo é outro desafio. Hoje a The Pilgrim conta com cinco mil produtos na plataforma, entre e-books, audiolivros e palestras. A plataforma está aberta para parcerias comerciais com editoras não-cristãs. “A gente vê com bons olhos conteúdos não explicitamente cristão que podem ser bons para o cristão”, disse Gustavo. Clássicos ou livros de não ficção são alguns destes conteúdos que podem fazer parte da plataforma. O Podcast do PublishNews é um oferecimento da Metabooks, a mais completa e moderna plataforma de metadados para o mercado editorial brasileiro, e da UmLivro, novo modelo de negócios para o mercado editorial: mais livros e mais vendas. Clique no Leia Mais para ouvir o programa.

PublishNews, Redação, 15/06/2020

A pandemia do novo coronavírus já virou tema de diversos livros e o Estadão conversou com três autores que viram o momento atual como um bom tema para seus novos trabalhos. Gisele Mirabai, Lucas Lins e Felipe Franco Munhoz estão entre os autores que já produziram textos literários sobre a pandemia. Gisele, finalista do prêmio Jabuti em 2018 com o livro Machamba (Nova Fronteira), lançou em abril Ana de Corona (Ciao Ciao Editorial); Lucas lançou Poesia para matar o corona, que compartilhou via Instagram; e Munhoz escreveu Parêntesis, texto que se encaixaria no gênero “closet drama”, uma peça teatral para ser lida. Na coluna da Babel, o prelo da Harlequin. Em julho, a editora publica Linda conquista, o primeiro volume da série de 11 títulos de Sherryl Woods que deu origem a Doces Magnólias, da Netflix. Em uma edição do Apanhadão de fevereiro, destacamos que a coluna da Babel adiantou que as editoras Relicário e Bazar do Tempo decidiram unir forças para publicar com o mesmo projeto gráfico, as obras da escritora feminista Audre Lorde (1934-1992). Agora, o Painel das Letras anunciou que mais duas editoras se juntaram ao projeto: Ubu e Elefante. A Ubu lançará Sou sua irmã, com tradução de Stephanie Borges e que traz conferências feitas para o público americano e internacional, ensaios e o diário que Lorde escreveu após receber o diagnóstico de câncer no fígado. Já a Elefante irá publicar Zami, uma biomitografia, com tradução de Lubiana Prates. É um livro autobiográfico, no qual Lorde tenta exercitar um gênero literário particular, combinando elementos da história e do mito. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 15/06/2020

A Melhoramentos fechou uma parceria com o aplicativo Rappi para que os leitores de São Paulo possam ter seus livros em casa em minutos. A seleção da editora, que conta com 80 títulos cadastrados, inclui nomes da literatura nacional como Ziraldo, Mauricio de Sousa e José Mauro de Vasconcelos; títulos gastronômicos de chefs como Paola Carosella, Alex Atala e Rodrigo Oliveira; e obras infantis. Os pedidos podem ser feitos em um raio de 10 quilômetros da Melhoramentos, o que engloba alguns bairros da Zona Norte, Zona Oeste e Centro, como Casa Verde, Limão, Vila Anastácio, Água Branca, Bom Retiro, Vila Leopoldina, Vila Romana, Lapa, Perdizes, Pinheiros e Vila Madalena, Butantã e Jardins.

PublishNews, Redação, 15/06/2020

Em homenagem ao escritor Rubem Fonseca | © @coestelarioPara homenagear a algumas das grandes perdas sofridas em 2020, a Companhia das Letras, o ilustrador Daniel Kondo e o poeta e tradutor Guilherme Gontijo Flores criaram o projeto Coestelário: mundos para rememorar. Em um ano em que demos adeus a personalidades como Sérgio Sant'Anna, Rubem Fonseca, Moraes Moreira, Nirlando Beirão, Garcia-Roza, Riachão, Terêza Tenório, Namomi Munakata, Fabiana Anástácio, dar vulto a tais nomes se faz necessário. “Seria talvez função da Secretaria da Cultura, nem que fosse mera formalidade, dar vulto aos nomes que se vão, homenageá-los ao menos; porém, neste delírio que chamamos de governo, o silêncio da morte é engolido pelo estardalhaço da brutalidade, do horror, do desprezo com tudo que seja alheio”, escreveu a editora em seu blog. O projeto, hospedado no Blog da Companhia e na página do Instagram @coestelário, apresenta túmulos em poesia visual, ao modo das antigas estelas funerárias, que a um só tempo davam voz e imagem à pessoa querida e partida. “É assim, como um coestelário em movimento, inacabado, condenado ao incompleto, como um gesto de agradecimento pelas vidas que pudemos viver graças a tanta gente, que apresentaremos de agora em diante cada estela”, explicam Daniel e Guilherme. Até o momento já foram homenageados nomes como Aldir Blanc, George Floyd, Marie Louise Nery, Rubem Fonseca, Sérgio Sant'Anna e Gilberto Dimestein.

PublishNews, Redação, 10/06/2020

Arrancada do meu mundo (Jangada, 376 pp, R$ 44,90 - Trad.: Denise Carvalho Rocha), obra de C. C Hunter, traz como personagem principal Chloe, uma adolescente cujos pais estão recém separados. Ela tinha três anos quando foi adotada pela feliz família Holden. Agora, 14 anos depois, o casamento dos pais se desfez. Tudo que Chloe mais amava na vida ficou para trás e, só para piorar as coisas, a mudança com a mãe para a antiga casa da avó, faz com que ela passe a ser assombrada por estranhas lembranças de quando era pequena. Quando Chloe conhece Cash Colton, ela se sente atraída instantaneamente e descobre entre eles muitas afinidades. Até Cash contar o verdadeiro motivo pelo qual ele a procurou: Chloe é uma cópia exata da filha dos pais adotivos dele, a filha por quem ainda choram, e ele está determinado a descobrir a verdade.

PublishNews, Redação, 10/06/2020

O reino de Firgaard passou por tempos turbulentos desde que Dax assumiu a coroa ao lado de Roa, uma garota nascida em território inimigo. Agora, cabe a Safire, prima de Dax e comandante do Exército real, manter a ordem na cidade. Quando Eris, uma ladra capaz de se deslocar por mundos diferentes, invade o palácio e passa a cometer roubos impunemente, Safire vê diante de si um desafio quase impossível: capturar alguém que consegue desaparecer num piscar de olhos. O que nenhuma das duas esperava era compartilhar o mesmo objetivo: encontrar Asha, irmã de Dax e namsara do reino. A diferença é que Safire quer garantir sua segurança, enquanto Eris pretende entregá-la a seus inimigos. Em uma corrida contra o tempo, uma vai tentar derrotar a outra a qualquer custo -- mas um sentimento surpreendente entre elas pode mudar tudo. A tecelã do céu (Seguinte, 384 pp, R$ 49,90 – Trad.: Eric Novello) é o último volume da série Iskari, escrita por Kristen Ciccarelli.

“Livro é luta, livro é resistência.”
Telma Kobori
Gerente de catálogo do Grupo Autêntica
1.
Desperte a sua vitória
2.
Box Harry Potter
3.
Mais esperto que o diabo
4.
Do mil ao milhão
5.
Pequeno manual antirracista
6.
O milagre da manhã
7.
A sutil arte de ligar o foda-se
8.
Os segredos da mente milionária
9.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
10.
1984
 
PublishNews, Redação, 15/06/2020

Libby London se apaixonou nos anos 80, virou adulta nos anos 90 e agora, no século XXI, está desmoronando. Seu visual está mais para “tragédia vintage” do que “gata retrô”, e sua predileção pelos anos 80 talvez seja a razão para ela estar estagnada na vida e no amor. Pelo menos é o que pensam seus amigos. Eles organizam uma “intervenção anos 80”, em um esforço para atualizar o estilo e a vida de Libby. Entre sua temida festa de aniversário, a emboscada dos amigos e ser forçada a mudar sua loja, a Pretty in Pink, de lugar, Libby está ficando maluca. Mas como avançar quando o amor da sua vida mantém você no passado? Cadê meu herói? (Verus, 252 pp, R$ 39,90 – Trad.: Débora Guimarães Isidoro), de Victoria Van Tiem, é um romance dramático, engraçado e agridoce, embalado pela trilha sonora dos anos 80, que prova que o primeiro amor nunca morre de verdade.

PublishNews, Redação, 15/06/2020

Valerie tinha três anos de idade quando foi levada de Paris para Londres, durante a Segunda Guerra Mundial. Agora, aos 20 anos e sozinha no mundo, ela se candidata, com nome falso, a uma vaga de emprego na livraria do avô, Vincent Dupont. Ele é seu único parente vivo e a única pessoa que sabe o que realmente aconteceu com seus pais biológicos. À medida que passa a conhecer melhor o ranzinza e reservado Dupont, Valerie vai puxando o fio da própria história. Mas essa história não se completa: qual seria o segredo que Vincent estava disposto a tudo para esconder? Escrito por Lily Graham, O segredo da livraria de Paris (Gutenberg, 208 pp, R$ 44,90 – Trad.: Eliza Nazarian) é uma história de amor, medo e coragem em tempos de guerra.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.