Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 26/11/2019
A Futura Editoração é especializada em Diagramação e design editorial
Projeto gráfico e diagramação de livros, revistas e boletins
Capitu Já Leu é uma empresa que oferece serviços de revisão e preparação textual para obras literárias e acadêmicas.
PublishNews, Redação, 26/11/2019

Em julho de 1959, a poeta norte-americana Elizabeth Bishop escrevia a sua editora italiana: “Estou vivendo no Brasil há quase oito anos, a maior parte do tempo nas montanhas, perto de Petrópolis [RJ]. Volto a Nova York quando posso, mas aqui é meu verdadeiro lar agora”. Usando como justificativa essa relação muito próxima de Bishop com o Brasil, a Festa Literária de Paraty (Flip) anunciou, nesta segunda-feira (26), a poeta como a homenageada da sua edição de 2020, marcada para acontecer entre os dias 29 de julho e 2 de agosto. Ela será a primeira autora estrangeira a ser homenageada pela Festa. A escolha, claro, gerou polêmica. Clique no Leia Mais para acessar a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

Nesse ano, a Casa PublishNews em Paraty vai ocupar o mesmo endereço (Rua Dr. Pereira, 396) do ano passado. É um espaço amplo, a uma quadra da Praça da Matriz e com diversas possibilidades de parceria: desde participação na programação até na ocupação da cozinha da casa que poderá receber lançamentos e bate-papos, nos horários de café da manhã e almoço. “A Casa PublishNews 2019 foi um espaço de encontro do mercado para discutir temas importantes, além de começar uma conversa com o público final. Nossa expectativa para 2020 é ampliar ainda mais essas conversas e oferecer novas soluções para os nossos parceiros”, comentou Maju Alves, responsável pelos projetos especiais do PN. Os interessados já podem acessar a página com as propostas de parceria clicando aqui ou escrever diretamente para a Maju no e-mail maju@publishnews.com.br.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

Desde a semana passada, o PublishNews ativou o seu WhatsApp e agora pode receber perguntas enviadas pelos nossos assinantes para os entrevistados do Podcast. A entrevistada dessa semana será Monica Carvalho, psicóloga, empresária e a mulher por trás da Livraria da Tarde, que abrirá as suas portas no próximo mês. A Livraria da Tarde será o terceiro novo estabelecimento aberto em Pinheiros, bairro da Zona Oeste de São Paulo, nesse segundo semestre (antes abriram a Travessa, na Rua dos Pinheiros, e a Mandarina, na Ferreira de Araújo). Localizada no número 956 da Rua Cônego Eugênio Leite, a Tarde ocupa 120 m² e abrigará livros de literatura geral, ciências humanas, negócios, artes e infantil, além de realizar eventos para promover diálogos e debates sobre temas atuais. A livraria contará também com um café capitaneado pela Nina de Paula, premiada Chef Pâtissier, proprietária da Made by Nina. Quem tiver qualquer pergunta pode enviar em áudio para o WhatsApp (11) 3816-1270. A gravação acontece ao meio dia desta quinta-feira (28).

PublishNews, Redação, 26/11/2019

Em setembro passado, Marcelo Crivella, o prefeito do Rio de Janeiro, virou notícia depois de censurar o livro Vingadores - A cruzada das crianças (Salvat / Panini) durante a Bienal do Livro Rio. A atitude mobilizou editores, livreiros, leitores e demais envolvidos com o livro e fez da Bienal um sucesso maior ainda. Mas a história ainda continua. É que na última semana, entidades do movimento LGBT+ ingressaram com uma Ação Civil Pública na Justiça contra Crivella com a intenção de reparar danos morais coletivos sofridos após a tentativa de censura da HQ na Bienal. Segundo o Jornal O Globo, as entidades Antra (das travestis e transexuais), ABGLT (de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexos) e GADvS (Grupo de Advogados pela Diversidade Sexual e de Gênero) assinam a ação que pede uma indenização de R$ 1 milhão em razão do "notório alcance nacional de sua censura administrativa". A ação ainda pede que o dinheiro seja investido na criação de um fundo para implementar políticas públicas de combate à LGBTfobia e que o prefeito faça uma retratação pública à comunidade num grande veículo de comunicação.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

A Liga Brasileira de Editoras (Libre) acaba de eleger a sua nova diretoria para a gestão 2020-2021. A Chapa Libros Libres, liderada por Tomaz Adour (Vermelho Marinho) e Lizandra Magon de Almeida (Pólen), assumirá com a proposta de dar continuidade ao trabalho da atual chapa e de trabalhar para a renovação dos quadros institucionais da entidade. A diretoria vigente, presidida por Raquel Menezes, que está à frente da entidade desde 2015, realizará reuniões de avaliação de gestão nesta quarta (27), às 10h, no Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000). No Rio de Janeiro, no mesmo horário, no dia 13 de dezembro, na sede da Libre (Rua Evaristo da Veiga, 16 – Sala 1506) e em Belo Horizonte, em data e local a definir. Além das editoras associadas, a Libre - que congrega 150 filiados - convida novos possíveis associados para participar das reuniões e conhecer melhor o trabalho da entidade. É necessário inscrever-se pelo e-mail secretaria@libre.org.br.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

João Gabriel Paulsen (à esquerda) e Felipe Holloway | © DivulgaçãoO Sesc Avenida Paulista (Av. Paulista, 119 – São Paulo / SP) recebe logo mais, às 19h, o lançamento dos livros vencedores do Prêmio Sesc de Literatura e publicados pela Record. Felipe Holloway e João Gabriel Paulsen ganharam o prêmio dedicado a escritores estreantes, nas categorias Romance e Conto, com os livros O legado de nossa miséria e O doce e o amargo, respectivamente. Durante o evento, os autores participarão de um bate-papo com Juliana Leite e Tobias Carvalho, conhecendo um pouco da experiência dos vencedores da edição de 2018. Ao final da conversa, eles recebem o público para uma sessão de autógrafos. Nos próximos dias, também serão realizadas sessões de autógrafos nos estados de residência dos autores: dia 28 de novembro no Sesc Arsenal, em Cuiabá (MT), e dia 3 de dezembro no Sesc Palladium, Belo Horizonte (MG). Clique no Leia Mais para conhecer a sinopse de cada obra.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

Começa hoje (26) e segue até quinta (28), a segunda edição do evento Livros na Fazenda, festival literário realizado na Biblioteca da Egesp (Av. Rangel Pestana, 300 – São Paulo / SP), pela Secretaria da Fazenda. O evento contará com feira de livros, encontro com escritores, apresentações musicais e palestras. Nos três dias do evento acontecerá ainda uma feira de livros com descontos de 20% nas laterais externas da biblioteca, sempre das 10h às 18h. Dentre os convidados estão nomes como Patrick Santos, Lourenço Mutarelli e Ignácio de Loyola Brandão. Hoje, às 15h, acontece a palestra Formação do Leitor, com Laé de Souza, e às 17h10, uma apresentação do Sarau Coletivo São Paulo de Literatura. Amanhã, às 15h, acontece o bate-papo com Mutarelli, e às 15h30, uma palestra sobre Jornalismo e literatura com Patrick Santos e Ignácio de Loyola Brandão. A programação completa você confere clicando aqui.

PublishNews, Redação, 25/11/2019

A Biblioteca Pública do Paraná (BPP – Rua Cândido Lopes, 133 – Curitiba / PR) reformulou a sala da Seção Braille para torná-la mais acessível para o público em geral. O local destinado aos livros aumentou, facilitando a circulação dos usuários e a distância entre as estantes também está maior, o que permite o livre acesso de cadeirantes. Com as mudanças, a BPP atende a uma demanda dos leitores, que agora podem transitar pela sala e manusear os exemplares, como ocorre nas outras seções. Localizada no 3º andar do prédio histórico da BPP, a seção realiza uma média mensal de 130 empréstimos. Seu acervo inclui mais de 30 mil títulos, entre livros em Braille, audiolivros e livros digitais. Há também revistas, boletins e folhetos, nacionais e internacionais, em versão adaptada. O setor ainda oferece palestras e cursos de capacitação, além de realizar a audiodescrição de filmes e exposições.

“Temos que usar nosso caráter e personalidade, a curadoria e o engajamento intelectual que temos como livreiros com os títulos publicados, a capacidade de apreender o livro que poucos notaram, de defendê-lo, de difundi-lo.”
James Daunt
CEO das redes Waterstones (UK) e Barnes & Noble (EUA)
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Essa gente
3.
A garota do lago
4.
Mais esperto que o diabo
5.
Escravidão
6.
O poder da autorresponsabilidade
7.
Do mil ao milhão
8.
O milagre da manhã
9.
Sapiens
10.
Luccas Neto em "Os aventureiros"
 
PublishNews, Redação, 26/11/2019

Em uma época em que não seguir os costumes e a religião era transgressão gravíssima, o caminho de um grupo de mulheres se cruza de maneira inesperada. A década de 1930 está chegando ao fim, e, em uma pequena cidade do interior dos EUA, a ideia de que as moças administrem uma biblioteca itinerante desafia o status quo. Com o compromisso de levar livros para os moradores mais pobres da região, Margery, Alice, Beth, Sophia e Izzy aceitam trabalhar na biblioteca. E à medida que enfrentam inúmeras dificuldades, como aprender a cavalgar, percorrer rotas de difícil acesso e suportar o preconceito dos mais conservadores, elas fortalecem o laço que as une e descobrem mais sobre si mesmas. Em pouco tempo, toda a cidade se volta contra o grupo, colocando em risco a sobrevivência do projeto. Inspirado em uma história real, Um caminho para a liberdade (Intrínseca, 368 pp, R$ 49,90) fala de lealdade, independência e justiça. Com uma trama envolvente, Jojo Moyes faz o leitor refletir sobre as redes de apoio e amizade entre mulheres e como é preciso ir além dos nossos — supostos — limites.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

Joseph Ziemian tinha 17 anos quando a capital da Polônia foi tomada pelos nazistas. Sobrevivente do gueto de Varsóvia, entrou para a Resistência Judaica. Apesar de tudo que viu da barbárie da guerra, ficou impressionado quando encontrou numa praça da capital polonesa, em 1943, meninos e meninas que procuravam sobreviver na zona ariana vendendo cigarros. Como um bando de meninos e pôde se manter na cidade a ocupação alemã na Segunda Guerra Mundial? Habilidosos inteligentes, passavam-se por poloneses, sabiam a quem pedir e cuidavam uns dos outros. Ziemian se tornou o protetor dessas crianças e também seu cronista: fez um registro da história de cada uma delas e escondeu os escritos em esconderijos subterrâneos junto a outros relatos sobre o movimento de resistência. Tendo resgatado essas folhas após o fim da guerra, complementou-as com lembranças e notícias para dar luz a este livro, Os vendedores de cigarro da praça Três Cruzes (Três Estrelas, 216 pp, R$ 49,90 – Trad.: Jacob Lebensztayn), um clássico dos relatos do Holocausto.

PublishNews, Redação, 26/11/2019

Escrito por Francisco J.C. Dantas, Uma jornada como tantas (Alfaguara, 240 pp, R$ 64,90) acompanha a história de Madrinha, que durante os preparativos para a Festa da Padroeira num lugarejo do interior do Sergipe, se acidenta na igreja e desencaminha a gravidez do quarto filho. Sinhá Amália, parteira titular da região, é buscada às pressas, mas mãe e criança precisam de cuidados urgentes, quem sabe disponíveis na cidade mais próxima, ou só em Aracaju. O ano é 1954. A condição das estradas é deficiente e são escassos os meios de transporte. Resta apenas a Teodoro, o devotado marido, contar com os préstimos de Zé Carreiro para transportar, até lá, a gestante no seu carro-de-boi. A peregrinação dá à luz um saber sobre um mundo ainda ignorado, que se abre e fecha em armadilhas, em trancos, em pequenas lindezas. E em árdua lição para Valdomiro — o menino que, a cavalo, acompanha o carro-de-boi e que relata, com toda a inocência, os terríveis percalços da jornada. Ao seguir a comitiva, o leitor conhece o quanto esse universo é, em verdade, distante do seu. Mas apenas em aparência.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.