Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 18/10/2019
A Transporte Executivo Luiz Henrique Pinho oferece serviço de transporte para autores e colaboradores no Rio de Janeiro. Já atende editoras como Sextante e Intrínseca.
Tradutor Editorial (ING-PT), especialista em textos de não-ficção, sobretudo em temas ligados à aeronáutica, história militar, humanidades e ciências sociais. Trabalha para diversas editoras como tradutor e copidesque.
Com mais de 25 anos de experiência, a Claro e Ponto Assessoria em Produção de Textos oferece serviço de revisão e preparação para diversos gêneros textuais. Também trabalhamos com redação e edição de textos publicitários e jornalísticos.
PublishNews, Redação, 18/10/2019

No próximo ano, 237 candidatos de 67 países vão concorrer ao maior prêmio da literatura infantil do mundo, o Astrid Lindgren Memorial Award (Alma). O anúncio foi feito durante a Feira do Livro de Frankfurt. Entre os 237 nomes indicados, 49 são novatos. Roger Mello, ao contrário, é um veterano. Essa é a quinta vez que o ilustrador entra na lista. O prêmio é uma espécie de mina de ouro da literatura infantil e juvenil já que entrega ao ganhador um prêmio de 5 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,1 milhões). Roger concorre com nomes como Maria Teresa Andruetto (Argentina), Lisbeth Zwerger (Áustria), Kveta Pacovská (República Tcheca), Geneviéve Parte (França), Jutta Bauer (Alemanha), Quentin Blake (Reino Unido), Eric Carle (EUA) e a Biblioteca Internacional de Munique (Alemanha). O vencedor será conhecido no dia 31 de março de 2020, durante a Feira do Livro de Bolonha. Clique aqui para conferir a lista completa de indicados.

PublishNews, Talita Facchini, 18/10/2019

Na tarde de ontem, durante uma mesa na Feira do Livro de Frankfurt, foram anunciados os finalistas do FutureBook Awards, prêmio realizado pelo The BookSeller e que celebra os melhores e mais inovadores projetos, empresas e pessoas da indústria editorial. E tem brasileiro na lista. Na categoria Campanha do ano, que destaca campanhas inovadoras, o projeto Compre um livro, doe um livro, da editora Belas Letras, concorre com outras cinco campanhas. No projeto, na compra de qualquer livro no site da editora, outro livro é doado para uma instituição ou biblioteca. O destaque, no entanto, fica com o áudio, que domina as listas de finalistas com sete podcasts e sete audiolivros selecionados. Na categoria Livro do Ano concorrem a coleção de contos da Audible, Hag; Madame Badobedah; os lançamentos da Penguin Classics e Ladybird Audio Adventures. O único título em texto selecionado é o site ESC CardioMed, da Sociedade Europeia de Cardiologia, juntamente com a Oxford University Press. Os vencedores serão conhecidos na conferência FutureBook, no dia 25 de novembro, em Londres. Clique no Leia Mais para conferir a lista completa dos selecionados.

PublishNews, Redação, 18/10/2019

Livro de Rodrigo Janot começou devagar, mas agora conquistou um espaço na Lista Geral | Agência BrasilNada menos que tudo (Planeta), livro do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, começou devagar, mas agora parece que foi. Na semana, foram 1.661 cópias vendidas, o que lhe garantiu a 17ª posição da Lista Geral e a 4ª de Não Ficção. A escalada veio numa semana de poucas novidades, mas de aumento nos números gerais de vendas. Na comparação com a semana passada, a lista cresceu 5%. Infantojuvenil (33%) e Ficção (11%) merecem destaque. O Ranking Geral segue liderado pel’A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca), com 6.144 cópias vendidas. Lucas Neto em “Os aventureiros” (Pixel / Ediouro) ficou em segundo lugar, com 4.873 e Prólogo, ato e epílogo (Companhia das Letras), da aniversariante da semana, Fernanda Montenegro, completa o pódio, com 4.434. O único estreante da semana foi Pequenos animais: esconde-esconde (Yoyo Books), que ficou em 17º da Lista Infantojuvenil. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 18/10/2019

Hélène Laurendeau, ministra do Patrimônio Canadense, durante a apresentação dos planos do seu país para Frankfurt 2020 | Karsten Thormaehlen / BuchmessePaís homenageado da Feira do Livro de Frankfurt em 2020, o Canadá apresentou os seus planos para o evento do próximo ano em uma conferência para cerca de 200 jornalistas que estão na cobertura do evento. O país conta com aproximadamente 300 editoras, localizadas em mais de 80 cidades e que produzem por ano, cerca de 8,5 mil livros de autores canadenses em todos os formatos, impresso, digital e em áudio. O mercado de livros Canadense gera U$ 1,7 bilhão em receita a cada ano e contribui com U$ 704 milhões para o PIB cultural do país. Esses podem ser alguns dos motivos que levaram a maior feira de livros do mundo a ter o país como homenageado pela primeira vez. Durante a conferência para a imprensa, o Canadá apresentou o seu logotipo e o tema para o próximo ano: Pluralidade singular. “Um termo que não apenas representa o cenário editorial canadense, mas o mosaico cultural diversificado de nosso país, onde cada um de nós é único, mas conectados por nossos valores compartilhados", explicou Hélène Laurendeau, ministra do Patrimônio Canadense.

PublishNews, Talita Camargo*, 18/10/2019

É curiosa a capacidade do ser humano de adaptar-se ao meio, às pessoas e situações. Estou em Frankfurt há menos de uma semana e já consegui estabelecer uma rotina matinal e caminhar para a Feira sem a ajuda do GPS. Cheguei cedo ao Mess porque tinha uma reunião importante agendada e com o tamanho deste Centro de Convenções ainda não me adaptei, então, queria ter tempo para me localizar e organizar com calma. Mas nada disso adiantou, porque a fila para passar pela inspeção de segurança era ridiculamente grande e demorada: foram mais de 30 minutos de espera e um monte de pessoas do mundo inteiro impacientes e inquietas. Clique no Leia Mais para saber como foi o terceiro dia de Talita Camargo na Feira do Livro de Frankfurt.

PublishNews, Redação, 18/10/2019

Urbe. Assentadas nas calçadas de toda a Alemanha, as pedras de tropeço fazem uma homenagem aos mortos durante a Segunda Guerra Mundial. Em Frankfurt, nesse ano, quem anda olhando para o chão tem um outro lembrete. É que a Associação Alemã de Livrarias espalhou pelas calçadas da cidade escritos como A book a day keeps stress away e Support your local book dealer. ** Mais um Nobel. A Estação Liberdade, que já tinha publicado no Brasil dois romances do mais novo Nobel Peter Handke, conquistou, em Frankfurt, outras obras do autor. Em elaborada negociação com a editora Suhrkamp, o acordo firmado prevê a publicação de clássicos de Handke: O medo do goleiro diante do pênalti, Breve carta para um longo adeus, Falsos movimentos, Asas do desejo e Tarde de um escritor. A celebrada série handkiana Ensaios, de experimentos ou novelas ensaísticas, que inclui Ensaio sobre o cansaço, Ensaio sobre o jukebox e Ensaio sobre a calmaria, contratados antes do prêmio, terá sua publicação iniciada já em novembro deste ano. Clique no Leia Mais e veja as outras Frankfurtianas de hoje.

PublishNews, Redação, 18/10/2019

A série Encontro com os escritores, realizada pela Universidade do Livro (Praça da Sé, 108 – São Paulo / SP), recebe no dia 30 de outubro, às 19h, o escritor João Anzanello Carrascoza para falar sobre seu processo de escrita, obras e careira. Em seguida, haverá sessão de autógrafos. Além de escritor, Carrascoza é professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, onde fez mestrado e doutorado, e da Escola Superior de Propaganda e Marketing. Publicou os romances Aos 7 e aos 40, Trilogia do Adeus e Elegia do irmão, e várias coletâneas de contos, entre as quais O volume do silêncio e Aquela água toda. É também autor de histórias para o público infantojuvenil, como Aprendiz de inventor e Caleidoscópio de vidas. Para se inscrever no evento é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 18/10/2019

A cidade de São Paulo serve de inspiração para a escrita de diversos autores. Percebendo isso, a Casa-Museu Ema Klabin (Rua Portugal, 43 – São Paulo / SP) realiza no próximo dia 26, às 11h, a palestra São Paulo na Literatura: imagens e identidades de uma cidade – São Paulo no olhar de um escritor. O encontro será ministrado pela doutora em Literatura Brasileira pela Université Paris III Sorbonne Nouvelle, Ana Beatriz Demarchi Barel, que irá analisar como a metrópole aparece na obra de autores como Álvares de Azevedo, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Zélia Gattai, Ana Miranda, entre outros. O investimento é de R$ 40 e as inscrições estão abertas no site da Casa-Museu.

“Nós publicamos autores, não livros.”
Jonathan Landgrebe
Editor da Suhrkamp
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Luccas Neto em "Os aventureiros"
3.
Prólogo, ato, epílogo
4.
Escravidão
5.
Mais esperto que o diabo
6.
O diário perdido de Gravity Falls
7.
O mundo segundo Felipe Neto
8.
Meu diário mágico
9.
Do mil ao milhão
10.
O milagre da manhã
 
PublishNews, Redação, 18/10/2019

Desde o julgamento da ação penal 470, mais conhecida como Mensalão, o Supremo Tribunal Federal viu-se no centro do debate nacional. Seus integrantes se tornaram amplamente conhecidos e, também por isso, passaram a usar a opinião pública como fundamento para seus votos. Nos turbulentos anos de uma das maiores crises políticas e econômicas que o país já viveu, o protagonismo a que foi alçado o tribunal criou um conjunto novo de desafios. O jornalista Felipe Recondo, especialista na cobertura do STF, acompanha e analisa o cotidiano do Supremo há mais de uma década. Luiz Weber estuda o funcionamento do tribunal e analisa os movimentos e forças políticas que interagem com o STF. Ao longo de anos, os dois realizaram centenas de entrevistas para escrever Os Onze: O STF, seus bastidores e suas crises (Companhia das Letras, 376 pp, R$ 59,90). O livro traz histórias que permitem descrever os contornos, causas e consequências dos grandes casos que envolveram o tribunal, incluindo o recente e polêmico inquérito sobre fake news aberto por Dias Toffoli e comandado por Alexandre de Moraes.

PublishNews, Redação, 18/10/2019

O pêndulo da democracia (Todavia, 208 pp, R$ 39,90), livro do professor Leonardo Avritzer, da UFMG, faz uma análise da agitação que marca o ambiente político brasileiro desde as manifestações de 2013, quando milhares de brasileiros foram às ruas em protestos. Em 2014, teve início a Lava Jato. Em 2016, então a presidente Dilma Roussef sofreu impeachment. Em 2018, foi eleito um presidente que defende torturadores. Entender as transformações recentes diante desses eventos significativos se tornou tão importante quanto desafiador. Com uma percepção fina da conjuntura e amparado por um sólido arsenal teórico, o professor Avritzer identifica as razões estruturais dessa constante e dolorosa oscilação.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 18/10/2019
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.