Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 20/09/2019
Imagem de Arquivo é uma microempresa, localizada na cidade do Rio de Janeiro, especializada em produção de conteúdo e pesquisa iconográfica para produtoras de audiovisual editoras e instituições.
A Fino Verbo é uma empresa de revisão, redação e preparação de textos para diversos segmentos, ou seja, se tem texto, nós podemos ajudar.
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
PublishNews, Redação, 20/09/2019

Credores da Livraria Cultura reunidos em assembleia aprovaram a venda da Estante Virtual, marketplace de livros novos e usados cujo valor de mercado foi estimado em R$ 44 milhões. Além disso, foi aprovada também a venda de créditos tributários no valor de R$ 31,7 milhões. Esses valores ajudarão a empresa que está em recuperação judicial a saldar seus créditos que totalizam R$ 285,4 milhões. A Felsberg Advogados, que atua nos interesses da recuperanda, apresentou a decisão dos credores na Justiça e agora aguarda a homologação do juiz Marcelo Barbosa Sacramone, responsável pelo processo. No documento enviado à justiça, a Cultura argumenta que, "diante da manutenção da crise financeira aguda no Brasil, e diante da necessidade de geração de caixa, é essencial para a manutenção e soerguimento das atividades do Grupo Cultura que as recuperandas possam proceder a alienação de determinados ativos e UPIs [unidades produtivas isoladas] que não têm, neste momento, importância estratégica para a operação".

PublishNews, Redação, 20/09/2019

Ícone de elegância, Costanza Pascolato vem parar na lista dos mais vendidos | DivulgaçãoUm almoço, nesta quinta-feira (19), celebrou os 80 anos de Costanza Pascolato. Se fosse hoje, os convidados teriam levantado um brinde extra à mulher que se tornou ícone de elegância no país. É que o seu livro A elegância do agora (Tordesilhas), escrito a partir de depoimentos que a aniversariante deu à editora Isa Pessoa, acaba de entrar na lista dos mais vendidos, ocupando a posição de número 7 de Não Ficção. Foram 936 cópias vendidas. O livro conta a trajetória da “papisa da moda brasileira”, associando suas memórias a dicas de elegância e estilo. O Ranking Geral voltou a ser liderado por A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca), com 5.224 cópias vendidas. Se o Prêmio PublishNews fosse hoje, o livro ganharia de novo em disparada como o Livro Mais Vendido do Ano. Até agora foram 306.338 exemplares vendidos, quase 88 mil a mais do que o segundo lugar: O milagre da manhã (BestSeller / Record). Voltando ao Ranking da semana, Escravidão (Globo Livros), de Laurentino Gomes, subiu para segundo, com 5.389 e Do mil ao milhão (HarperCollins) ficou em terceiro, com 4.389. Clique no Leia Mais e confira outros destaques da lista dessa semana.

PublishNews, Redação, 20/09/2019

Mais um evento para já adicionar no calendário de 2020. A Festa Literária de Paraty (Flip) anunciou a data da sua 18ª edição, que acontecerá de 29 de julho a 2 de agosto. O curador do evento e autor homenageado serão divulgados nas próximas semanas. A próxima edição da Flip já está em fase de captação de recursos e pode se beneficiar da Lei Federal de Incentivo à Cultura, no artigo 18 (100% de abatimento do valor investido até o limite de 4% do IR), e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro (ICMS/RJ). A Flip 2019 foi orçada em R$ 5,4 milhões.

PublishNews, Leonardo Neto, 20/09/2019

Cena do filme de Karim Aïnouz | ReproduçãoNos últimos anos, uma das grandes apostas da Villas-Boas & Moss, agência de Luciana Villas-Boas, tem sido o livro A vida invisível de Eurídice Gusmão. Escrito por Martha Batalha, o livro tem rodado o mundo (recentemente, o PublishNews noticiou a venda de seus direitos para o Líbano e Israel) e serviu de base para o roteiro de A vida invisível, filme de Karim Aïnouz, vencedor da mostra Um Certo Olhar, do Festival de Cannes, e que deve entrar em cartaz no Brasil no fim de outubro. Agora, o filme concorre a mais um prêmio internacional. É que ele figura entre os finalistas do Frankfurter Buchmesse Film Awards 2019, que busca premiar as melhores adaptações literárias para cinema em três categorias: Melhor Adaptação Literária, Melhor Adaptação de Livro Ilustrado e Melhor Adaptação de Livros Infantis e Juvenis. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 20/09/2019

A Câmara Brasileira do Livro abriu as inscrições para a participação no estande coletivo do Brasil na Feira do Livro de Guadalajara 2019 (30/11 a 8/12). O estande coletivo é organizado pelo Projeto Brazilian Publishers (CBL-APEX) e oferece toda a infraestrutura de atendimento, recados e serviço de internet, permitindo aos editores que se dediquem a fazer suas reuniões de negócios. Até 27 de setembro, as inscrições são exclusivas para as empresas apoiadas ao Brazilian Publishers. Já o prazo para as demais editoras vai até 24 de outubro ou até quando tiver espaço disponível. Para mais informações é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 20/09/2019

Marcelino Freire | © Mario Miranda FilhoO escritor Marcelino Freire e o editor Vanderley Mendonça, do Selo Demônio Negro, prepararam uma série de quatro encontros para escritores que tenham em casa uma obra quase pronta, mas que está parada ou aguardando ajustes. O projeto Toma que o livro é teu, idealizado por Marcelino, tem como objetivo facilitar o “nascimento” de obras em prosa ou poesia, abreviando também a distância entre a entrega dos manuscritos à editora e a posterior edição. Para esta edição do projeto, 15 originais serão selecionados entre os inscritos. Na primeira etapa da vivência, Marcelino Freire acompanhará o fluxo criativo dos escritores participantes com dicas de escrita, supervisão e releituras. Na segunda, ao lado de Vanderley Mendonça, os participantes aprenderão como diagramar, costurar e fazer as capas de seus livros, acompanhando todo o processo de produção editorial, inclusive a impressão. Os encontros acontecerão ao longo de quatro finais de semana alternados, entre outubro e novembro, no Núcleo de Intercambio de Permacultura e Artes (Sítio das Figueiras – Porangaba / SP). Ao final do processo, ou seja, no fim de semana de 23 e 24 de novembro, cinco livros de cada autor serão produzidos com a chancela da Demônio Negro. Cada participante terá direito ainda a mais 15 livros, que serão entregues posteriormente à imersão. As inscrições devem ser feitas até 23 de setembro pelo e-mail sitio.figueiras@gmail.com.

PublishNews, Redação, 20/09/2019

O dia 20 de abril de 1999 deixou uma marca permanente na história norte-americana. O Massacre de Columbine pode não ter sido o primeiro tiroteio em massa, mas foi o primeiro da era digital — e o primeiro de larga magnitude. Columbine é lembrado até os dias de hoje sempre que um episódio horrível e similar ocorre, mas boa parte do que sabemos sobre o massacre está errado. Erros factuais e testemunhos duvidosos propagados à época permanecem verdade absoluta para muitos; é fácil dizer que dois meninos rejeitados pelos atletas e pelas garotas, vítimas de bullying, que vestiam sobretudos e descontavam sua raiva em videogames violentos fizeram o que fizeram por essas razões, mas até que ponto isso é real? Dave Cullen foi um dos primeiros repórteres a chegar à cena e passou dez anos escrevendo Columbine (DarkSide, 480 pp, R$ 69,90 – Trad.: Eduardo Alves). Passar tanto tempo debruçado neste projeto o fez analisar a postura da imprensa na época com olhos críticos. Na obra, os episódios recontados são uma mistura das reportagens que Cullen publicou na época com anos de pesquisa e o trabalho extenso de outros jornalistas de confiança.

PublishNews, Redação, 20/09/2019

É pior, muito pior do que você imagina. O ritmo lento atribuído à mudança climática é um mito; talvez tão pernicioso quanto aquele que nega sua existência por completo. Mortes por calor, fome, enchentes, queimadas, queda da qualidade do ar, desertificação, colapso econômico... Essa é só uma amostra do que está por vir. E a mudança acontecerá muito rápido. Se não revolucionarmos por completo o modo como vivem bilhões de seres humanos, partes extensas do planeta se tornarão inabitáveis, e outras serão inóspitas, ao fim deste século que vivemos. Em A terra inabitável (Companhia das Letras, 376 pp, R$ 54,90 – Trad.: Cassio de Arantes Leite), David Wallace-Wells joga luz sobre os problemas climáticos que nos aguardam: falta de alimentos, emergências em campos de refugiados, enchentes, destruição de florestas e desertificação do solo. Mas ele também fala de mudanças políticas e culturais que afetarão o mundo ainda neste século. A terra inabitável é uma história da devastação que trouxemos a nós mesmos, e também um chamado à ação.

“Em tempos idos, os escritores se desenvolviam sozinhos.”
Lydia Davis
Escritora americana
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Escravidão
3.
Do mil ao milhão
4.
O poder da autorresponsabilidade
5.
Seja foda!
6.
O milagre da manhã
7.
Mais esperto que o diabo
8.
Luccas Neto em "Os aventureiros"
9.
O poder da ação
10.
A garota do lago
 
PublishNews, Redação, 20/09/2019

 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.