Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 04/04/2019
A Samara Lopez Design e Editoração fornece serviços editoriais para autores independentes e editoras. Disponibilidade para parcerias e grandes demandas fill time.
Editorando birô oferece prestação de serviços editoriais como tradução, preparação e revisão de texto, diagramação, capa, conversão em e-book e intermédio com a gráfica.
A Futura Editoração é especializada em Diagramação e design editorial
PublishNews, Redação, 04/04/2019

Ruy Shiozawa é o convidado do primeiro Encontro PublishNews de 2019 | © Linkedin do executivoO Bradesco mantém, em São Paulo, o inovabra habitat (Av. Angélica, 2.529) um espaço de coinovação dedicado à geração de negócios baseados nas tecnologias que transformam o mundo de hoje. Esse espaço será palco do primeiro Encontro PublishNews de 2019, marcado para acontecer no próximo dia 23, às 19h. Na pauta, diversidade e inovação. Em painel recente, apresentado na última edição da Feira do Livro de Londres, Margot Atwell, da Kickstarter, defendeu que o futuro da indústria editorial passa pela diversidade, tanto dos temas publicados quanto dos recursos humanos empregados nela. Se o futuro da indústria editorial depende da sua própria diversidade, esse é um assunto que lhe deve ser caro. Por isso, convidamos Ruy Shiozawa, CEO do Great Place to Work no Brasil e um aguerrido defensor da diversidade. Ele acredita que ela é uma condição necessária para a inovação, outra palavra de ordem dessa indústria que enfrenta, desde o fim do primeiro semestre de 2018, a sua maior crise. Clique no Leia Mais, confira mais detalhes sobre o evento e saiba como se inscrever.

PublishNews, Leonardo Neto, 03/04/2019

Nadja Cezar, coordenadora geral dos programas do livro do FNDE | © Leonardo NetoEm evento realizado na tarde desta quarta-feira, na Unibes Cultural, a recém-nomeada coordenadora geral dos programas do livro do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), Nadja Cezar, anunciou que o Ministério da Educação já fez o empenho dos recursos necessários para fazer frente ao PNLD Literário. O edital, que prevê a compra de 58 milhões de exemplares de livros para composição de bibliotecas e acervos pessoais dos alunos, enfrentou problemas em Brasília, entre o final do ano passado e o começo deste. É que 96 das 256 editoras participantes do certame não conseguiram fechar contrato com o MEC em 2018 e não havia, até agora, previsão orçamentária em 2019 para essa aquisição. O problema, segundo anunciou Nadja, foi resolvido e os editores que ainda não fecharam contrato devem assiná-los entre essa semana e a próxima. Isso acontecendo, as obras devem chegar às mãos de alunos e para a recomposição de acervos de bibliotecas antes do fim desse semestre. Nadja, que já respondia interinamente pela coordenação, foi nomeada oficialmente na última segunda-feira (1°).

PublishNews, Redação, 04/04/2019

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, concedeu ontem (3), uma entrevista ao Valor e deu sua opinião sobre os livros didáticos e a história do Brasil. Segundo ele, "haverá mudanças progressivas" nos livros didáticos para que "as crianças possam ter a ideia verídica, real", do que foi a sua história. Ignorando evidências e diversos estudiosos sobre o assunto, Vélez discorda de que houve um golpe que levou os militares ao poder em 1964 e que o regime que o sucedeu foi uma ditadura e por isso acredita que os temas devam ser abordados de maneira diferente nas escolas. "A história brasileira mostra que o 31 de março de 1964 foi uma decisão soberana da sociedade brasileira. Quem colocou o presidente Castelo Branco no poder não foram os quartéis", disse na entrevista, e sobre o regime militar afirmou: “foi um regime democrático de força, porque era necessário nesse momento”. O ministro disse ainda que caberá aos historiadores fazer a reconstituição desse passado. "Haverá mudanças progressivas [nos livros didáticos] na medida em que seja resgatada uma versão da história mais ampla. O papel do MEC é garantir a regular distribuição do livro didático e preparar o livro didático de forma tal que as crianças possam ter a ideia verídica, real, do que foi a sua história", concluiu.

PublishNews, Felipe Lindoso, 04/04/2019

Equipe que preparou a inauguração da Biblioteca Susana Ventura, em Osaka, Japão | © Marina Suzuki / Redes sociais de Luiza TanakaAlguns dos obstáculos para que a nossa literatura seja melhor difundida já foram constatados. A distribuição é um deles, já que o frete encarece demais o livro brasileiro. Outra questão importante são as comunidades de brasileiros que vivem no exterior. O Itamaraty calcula que cerca de três milhões de brasileiros vivem fora do país. Além dos brasileiros – nascidos aqui e emigrados – as colônias obviamente têm filhos nascidos no exterior. Esse mercado potencial é muito pouco explorado, principalmente no que diz respeito ao ensino do português como língua de herança, seja com o apoio à formação bilíngue ou com a disponibilização de livros para essa multidão de expatriados. Por isso mesmo, quando se tem notícia da inauguração de uma biblioteca infantojuvenil em Osaka, no Japão, há motivo para comemorar. Luzia Tanaka é formada em Educação Artística e Pedagogia aqui no Brasil. Há dez anos, ela fundou a Artel - Oficina de Arte Educação e Letramento, para ensinar português como língua de herança, para crianças de cinco aos 18 anos. Além das aulas, a Artel mantém uma pequena biblioteca de livros infantis, e pretendia estabelecer um serviço de difusão, com o envio de livros pelo correio. Entretanto, o pequeno acervo de aproximadamente 400 títulos não permitia isso. Luzia, então, conheceu a professora e autora de livros infantis, Susana Ventura, que usou seus contatos com escritores e editores da área e conseguiu levantar um acervo de 1.500 livros montado com doações motivadas por cartas. Luzia resolveu homenagear Suzana pelo apoio, dando seu nome à biblioteca, que foi inaugurada recentemente, no dia 21 de março. Clique no Leia Mais e confira a íntegra do artigo de Felipe Lindoso para o PublishNews.

PublishNews, Redação, 04/04/2019

O GEN está à procura de um Editor de Ciências Sociais Aplicadas que tenha inglês avançado e conhecimento em recursos educacionais. É desejável também que os candidatos tenham especialização em Design Instrucional e produção de materiais para EaD. O contratado terá como funções: avaliar oportunidades de mercado e captar projetos conforme as diretrizes da área; orientar a equipe de marketing sobre os diferenciais do produto/oportunidade de negócios; acompanhar o desempenho de vendas dos produtos de sua responsabilidade; e participar dos eventos da área a fim de representar o GEN, prospectar novos projetos e fomentar negócios para os produtos em catálogo. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail recrutamento@grupogen.com.br até 10 de abril.

PublishNews, Redação, 04/04/2019

A editora Ave-Maria está com uma vaga aberta para vendedor para atuar em sua livraria em São Paulo (Rua Jaguaribe, 761 – São Paulo / SP). É necessário que os candidatos tenham experiência com venda de livros e atendimento. O conhecimento em Igreja Católica será um diferencial. O contratado será responsável, dentre outras atividades, pela divulgação e atendimento aos clientes, buscando esclarecer e apresentar o conteúdo da editora e serviços ao consumidor final, objetivando a venda, seja em sua estrutura interna (livraria), bem como, em feiras e eventos. É necessário ainda que tenha conhecimento com Microsoft Office, gosto pela leitura e disponibilidade de horário para trabalhos aos finais de semana e eventuais viagens. Os currículos devem ser enviados para o e-mail: rhsp.recrutamento@avemaria.com.br.

PublishNews, Redação, 04/04/2019

Crime e castigo (Todavia, 608 pp, R$ 74,90 – Trad.: Rubens Figueiredo) é a obra mais célebre de Dostoiévski e um dos romances fundamentais da literatura ocidental. Escrita entre 1865 e 1866, quando Dostoiévski tinha 45 anos, foi publicada em partes na revista Rússki Viéstnik (O Mensageiro Russo). Na obra, Raskólnikov, um rapaz sombrio e orgulhoso, retraído mas também aberto à observação humana, precisa interromper seus estudos por falta de dinheiro. Devendo o aluguel à proprietária do cubículo desconfortável em que vive, ele se sente esmagado pela pobreza. Ao mesmo tempo, acha que está destinado a um grande futuro e, desdenhoso da moralidade comum, julga ter plenos direitos para cometer um crime – o que fará de uma maneira implacável. Por meio da trajetória de Raskólnikov, Dostoiévski apresenta um testemunho eloquente da pobreza, do alcoolismo e das condições degradantes que empurram para o abismo anônimos nas grandes cidades. Ainda assim, a tragédia não exclui a perspectiva de uma vida luminosa, e o castigo pelo crime vai lhe abrir um longo caminho em direção à verdade.

PublishNews, Redação, 04/04/2019

Depois de descobrir que seu lindo namorado, um simples professor de história da Universidade de Nova York, é, na verdade, o herdeiro de uma das famílias mais ricas de Cingapura e de sobreviver a todas as tentativas orquestradas pela mãe dele, a poderosa Eleanor Young, para tentar separá-los, Rachel Chu acha que, agora, está preparada para qualquer coisa. Mas ela não poderia estar mais enganada. Às vésperas de seu casamento com Nick, ela recebe a visita de um homem que sempre sonhou conhecer: seu próprio pai. Isso acaba arrastando o casal para um mundo capaz de deixar até o herdeiro de uma das maiores fortunas da Ásia de queixo caído. Em Xangai, eles conhecem a realidade dos novos-ricos, que, ao contrário dos chineses do continente, cuja fortuna vem sendo acumulada e multiplicada ao longo de várias gerações, não têm o menor pudor em ostentar. Em Namorada podre de rica (Record, 462 pp, R$ 49,90 – Trad.: Ana Carolina e Mariana Mesquita), a aguardada continuação do best-seller que conquistou milhões de fãs e que foi adaptado para o cinema, Kevin Kwan narra, com seu humor satírico e perspicaz, uma história onde (quase) nada é inventado e faz o leitor mergulhar no mundo glamoroso e inacreditável das pessoas mais ricas da China.

“Escrever tem muito a ver com ilusionismo.”
Raphael Montes
Escritor brasileiro
1.
O poder oculto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Seja foda!
5.
Do mil ao milhão
6.
Me poupe!
7.
Por onde for o teu passo, que lá esteja o teu coração
8.
A cinco passos de você
9.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
10.
O poder da ação
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.